História Missão impossível. (Jikook, Vkook, Vmin, Namjin) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Escola, Estratégia, Jeon Jungkook, Jung Hoseok, Kim Namjoon, Kim Seokjin, Kim Taehyung, Lisa, Min Yoongi, Missão, Park Jimin, Policia, Romance
Visualizações 51
Palavras 951
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá gente! Mais uma história feita por mim! Estou muito confiante! Espero muito que gostem^^

Boa leitura.

Capítulo 1 - A grande missão.


Digamos que, sempre há aquele preconceito com idade. Que, dependendo da idade não pode fazer tal coisa, e blá blá blá. Isso era o que acontecia na delegacia de Seul. Os mais novos — melhor dizer — dos policiais meio que sofriam com isso. Quase não eram chamados para realizar tarefas. Para falar a verdade, nunca foram chamados ou qualificados para missões extra difíceis ou importantes. O máximo que era postos, eram em multar carros, resolver reclamações de vizinhos em questão de festas e... Só. Nada mais. 

Mas agora, eles não poderiam reclamar. Se era missão de verdade que queriam, é o que vão ter.

— Gente, o chefe tá chamando. — o gerente se refere aos quatro policiais sentados, tomando seus cafés, como sempre. 

Eles logo se levantam rapidamente, nervosos do porquê que o superior os chamava.

Eles vão em direção a sala do mesmo, suando como nunca antes.

A única garota entre os homens ao seu lado, bate levemente na porta. Após bater, escutam um "entre" seco, de dentro da sala.

Eles entram de cabeça baixa e sentam no grande sofá de couro preto, a espera de seu chefe começar a falar.

— Sabem o porquê que chamei vocês? — o mais velho pergunta.

— Não Senhor. — respondem.

— Bom, tenho uma grande "surpresa" para vocês. — fala com um meio sorriso, forçado.

Os quatro não entendendo essa tal "surpresa". Ficam desconfiados, com medo e um pouquinho só, animados.

O que será dessa vez? Mais multas? Ou só uma brincadeira de mau gosto?

— Tenho uma grande missão. 

Os policiais em vez de ficarem felizes, acharam melhor se conterem, para depois se for uma brincadeira, eles não se decepcionem — outra vez.

— Infiltrados. Serão infiltrados na escola mais cara de Seul. — fala agora, com um sorriso convencido, pois sabia que eles ficariam animados com isso.

Eles se inclinam para frente, não acreditando no que foi dito pelo seu chefe. Nunca foram chamados para uma missão tão importante e arriscada como essa. Era uma grande oportunidade de mostrarem seu valor e provarem que idade não é documento.

— O-oque?! — Lisa fala de olhos arregalados, enquanto os outros sorrindo feito dementes.

— Nessa escola, estão os "mauricinhos" mais ricos de toda a Coreia. Os filhinhos de papai mais ricos da Coreia. Mas esse riquinhos, entraram no caminho errado. — fala com um bico, fingindo a preocupação. 

Ele realmente é um filho da puta.

Eles, digamos, são traficantes e aproveitadores de indefesos. — fala agora sério. — Eles mesmo com toda a riqueza, ainda querem ser traficantes. — fala com deboche, rindo nasal. — Se eu fosse rico como eles, sairia feito louco com as novinhas, me embebedando como se não houvesse o amanhã.

De doce, só tem o apelido.

Mas como não sou, vamos logo ao trabalho. — volta com sua cara de carranca. — Essas são as fichas deles.

Passa a papelada pela mesa, dando para os quatro.


"Nome: Kim Seokjin.

Idade: 17 anos.

O pensador do grupo. O mais elegante e bem visto da escola. Traficante de primeira. O mais velho.

Foi visto em um beco, comprando mercadoria pesada."


"Nome: Park Jimin.

Idade: 16 anos.

O fofinho e o negociador. Usa seu charme e beleza para enganar os outros. O mais novo do grupo.

Uma ligação o entregou. O áudio foi ouvido nitidamente, onde seu nome foi posto."


"Nome: Jung Hoseok.

Idade: 17 anos.

O chefe. O administrador de tudo. A chave.

Visto em um roubo de banco e vendendo mercadorias."


— Ah, ouvimos falar que também há um outro grupo de traficantes na escola, mas ainda não sabemos quem são. Terão que descobrir. — acrescenta, ajeitando seus óculos. — E essas aqui, são as suas fichas. — ele pega outra papelada em sua gaveta, entregando para eles. — Esse aqui é o seu Jungkook. 


"Nome: Kook.

Idade: 17 anos.

O zueiro da sala. O charmoso, bonito e esperto. "Homão da porra". Senta no fundo da sala com seu grupo de amigos."


— E esse aqui é o seu, Namjoon.


"Nome: KimJoon.

Idade: 20 anos.

Professor de inglês e história. Sério mas legal."


Taehyung...


"Nome: KimTaeTae.

Idade: 17 anos.

Tímido e nerd. Calado mas atencioso. Observador. Ajuda todos que pedem sua ajuda. Quando o conhece, vira um grande homem."


E aí? Gostaram? — Yoongi pergunta.

— Hey, mas e o meu? — Lisa indaga.

— Ah é. — ri.


"Nome: Karen.

Idade: 16 anos.

A "putinha da escola". A arrasadora de corações. Usa seu charme e beleza a seu favor. Esperta."


E então? — pergunta o chefe, convencido de tudo estar perfeito.

— Por que tenho que ser a "putinha"!? — pergunta indignada.

— Sem perguntas. Terão que atuar muito bem. É pegar ou largar. 

Pensam olhando um para o outro, enquanto Lisa ainda estava com a cara emburrada.

— Aceitamos. — falam por fim.

— Ótimo! — fala agora com um sorriso largo. — Eu ficarei de vigia. Serei o chefe de vocês, é claro. Colocarei câmeras em todas as salas e corredores e ficarei alerta, avisando tudo à vocês.

— Você pode fazer isso? Falo... Colocar câmeras e tal? — Jungkook pergunta.

— Jungkook, eu posso fazer o que eu quiser. Sou o delegado, polícia e a porra toda, mais respeitado de Seul. A escola sabe o que vamos fazer, e me deram a autorização. Aliás, eu serei professor de matemática. Estarei com vocês, para que não façam nenhuma burrada. — reviram seus olhos, enquanto o delegado ri nasal. — Essa é a chance de vocês mostrarem seus potenciais. Não me decepcionem. Se vocês se saírem bem nessa missão, serão respeitados aqui na delegacia. Nunca mais, ninguém poderá zuar vocês. Mostrem para eles que não são bebês! Mostrem que são diferentes! Mostrem suas dignidades!

Todos sorriem ansiosos pela missão, ainda não acreditando no que estava acontecendo.

Essa é uma grande tarefa. Tinham que dar tudo de si nela. Iram mostrar que também são fodas.

A nostalgia tomava conta da sala. De todos alí.



Vai dá merda?







Notas Finais


Gente, eu sei que os nomes foram meio bostas. Mas não consegui pensar em outros. Ahhhh, gente, eu gostaria ou sla, que vocês fizessem uma capa para mim. Uma capa para essa história. vocês podem fazer? Por favor!!! Quero ver o potencial de vocês! E também não sei fazer capa rsrs (rindo de nervoso). Quem fizer, eu ficaria muito grata!

Espero que tenham gostado! Até o próximo capítulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...