História Missão impossível na terra★ - Capítulo 37


Escrita por: ~ e ~lalagame

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Personagens Originais
Visualizações 32
Palavras 707
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem desse outro episódio estava com uma expiração do cão hoje beijão!

Capítulo 37 - Festa do pijama!


Milly: vamos pra casa

Rosa: oii meninas! hoje vamos dormi na casa de vocês ok! (falo puxando a Lune)

Lune: sim!!!

Rosa: e vamos fazer festa do pijama já que vocês nunca tiveram uma eeeeee!!!!

Milly: festa do pijama?

Alice: eu quero fazer essa tal festa parece ser legal

Kentin: eu e o Jacob podemos participar?

Rosa: Claro!

Lune: então eu posso levar o Lys?

Rosa: pode!(falo puxando a Lune e o Lys pela frente)

Milly: (começo a andar)

Kentin: (seguro a mão da Milly)

Jacob: vamos Alice (falo mostrando minha mão pra ela)

Alice: (pego na mão dele)

Milly: (fomos andando até chegar em casa) ok oque precisamos fazer em uma festa do pijama?

Rosa: primeiramente o Alex vai trazer as coisas de comer e nós vamos entrar (falo puxando todos pra dentro)primeiramente em uma festa no pijama fazemos.....hummm

Lune: verdade e desafio!

Rosa: verdade!

Kentin: a não isso de novo?

Rosa: sim!

Alice: da última vês nós nem brincou direito

Milly: verdade! (falo me sentando no chão)e cadê o tabuleiro?

Rosa: vamos fazer sem o tabuleiro!

Alice: como? (falo me sentando na roda)

Kentin: (me sento junto com elas é o Jacob vem junto)

Lune: vai ser com a garrafa(falo com a garrafa na mão)Vem Lys(puxo ele)

Lys: ok ok

Lune: (giro a garrafa e cai na Rosa com o Kentin)

Kentin: lá vem

Rosa: verdade ou desafio (sorriso diabólico)

Kentin: verdade

Rosa: é verdade que você usava óculos antigamente

Kentin: .......

Rosa: em?

Kentin: é (aff mano)

Rosa: sua vês!

Kentin: (giro a garrafa e cai na Alice e na Lune)

Alice: verdade ou desafio?

Lune: desafio

Alice: eu te desafio a dançar atrás das pessoa sem elas perceber

Lune: de boa

Milly: heehe

Rosa é bom você fazer isso depois porque se eu fosse você eu não sairia lá fora (aponto pra janela)

Milly: esta chovendo

Rosa: hehehe e sabe oque combina com chuva

Jacob/Kentin: hehehe

Rosa: histórias de terror e eu vou começar a contar a minha

Avistado em alguns cemitérios do Brasil, a entidade é descrita como um "corpo mirrado, com uma cara feia e cheio de perebas". Segundo algumas pessoas que o avistaram, ele fica em cima do muro do cemitério com um "ar de desespero e ao mesmo tempo como se estivesse pedindo socorro", descreveu ao Jornal do Guaçu dona Maria Aparecida Soares Branco, que viu a criatura no Cemitério da Bíblia, em Mogi Guaçu. Várias cidades registram o aparecimento da criatura.

Milly: (tremendo)na-não gostei

Jacob: minha vês....

Uma tarde de sexta-feira, estava em casa como de costume na sala deitada no sofá, mas eu estava cansada e acabei adormecendo. Porém não dormi completamente, pois senti uma presença horripilante perto de mim, algo que não me deixava respirar normalmente. Eu estava sufocando e paralisada, tentava movimentar minhas pernas e meus pés e não conseguia. Então eu tentava olhar pra saber o que me causava tanto pavor, mas nem isso conseguia fazer. Não tive coragem para olhar, algo em mim não permitia. Eu estava tremendo e sentia uma respiração no meu ouvido, e algo frio do meu lado. Eu estava aterrorizada sem saber o que era, eu tentava gritar, chamar por alguém e minha voz não saia, eu apenas murmurava de medo, pânico !

Até que fui me sentindo melhor, consegui abrir os olhos, e o medo foi passando. Eu estava toda suada, a blusa estava molhada, e eu não entendi o que aconteceu naquele dia. Foi então que contei a minha mãe, e ela disse que era um espírito ruim que se aproximou de mim pra fazer mal, me perturbar. Um tempo depois, tive a mesma sensação, só que era noite e eu estava deitada dormindo, senti a mesma sensação horrível, mas acordei com a respiração forte bem no meu rosto. Olhei e vi uma sombra negra sumindo, não sei bem o que era, mas nunca tinha visto aquilo , sumia igual fumaça, como se alguém tivesse colocado fogo no quarto e só tinha a fumaça… momento muito ruim e pertubador!

Hoje em dia ouço vozes, mas não as respondo, e ouço quando algum animal está sendo morto, mas escuto eles gritarem por socorro, gritos  agoniantes que fariam você enlouquecer. .. E eu caio no choro e desespero, quando isso acontece, grito e sufoco, desmaio e passo três dias sem falar nada.

Esse trecho é uma pequenina parte da minha história !

Milly: aaaa!

Alice: denovo!!

*apagão de luz

Milly: (abraço o Kentin)

CONTINUA


Notas Finais


Espero que tenham gostado beijão meu e da anne!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...