História Mistaken Love - ABO - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Lay, Sehun, Suho
Tags Abo, Alfa, Alfa Lúpus, Baekhyun, Baekyeol, Byun Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Exo!kid, Kid!sehun, Kim Junmyeon, K-pop, Lay, Lemon, Oh Sehun, Ômega, Park Chanyeol, Sehun, Sulay, Yaoi, Zhang Yixing
Visualizações 2.383
Palavras 1.450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


-------- BOA LEITURA ---------

Capítulo 13 - THIRTEEn


Fanfic / Fanfiction Mistaken Love - ABO - Capítulo 13 - THIRTEEn

13.

Alguns dias depois...

 

Baekhyun estava mexendo nas panelas sobre o fogão da cozinha. E ao mesmo tempo tentava deixar a mesa preparada. E se isso já não fosse tarefa o suficiente, o menor ainda ficava checando o seu assado no forno a cada dez segundos.

 

Estava cercado por uma onda de preocupação.

Tudo tinha que ficar perfeito.

Aquele jantar com Park Chanyeol tinha que ser perfeito.

 

Era, tecnicamente, o primeiro encontro dos dois. Eles já haviam voltado. Já tinha se acertado. O que acontecera no passado fora ignorado e mandado para longe. Apenas o presente e o futuro importavam. No entanto, o ômega ainda estava preocupado. Queria que tudo ocorresse bem.

 

Sehun estava sob os cuidados de Yixing e Junmyeon naquela noite. Suho se oferecera para ficar com o pequeno alfa porque queria que os amigos tivessem um pouco de privacidade. Um momento apenas deles. Porque era o que os dois estavam mais precisando.

 

E como seu filhote estava em boas mãos, nenhum dos homens iria ficar preocupado. E poderiam aproveitar o jantar. À noite. E talvez coisas mais. Eles não se opuseram ao casal ficar de babá. Seria até mais confortável para ambos ter um pouco de privacidade.

 

Byun desligou o assado do forno.

Assim como as panelas no fogão

 

Deu uma última olhada na mesa. Os pratos, talheres, taças, guardanapos estavam todos em seus devidos lugares. Ele suspirou aliviado. Por fim, retirou o avental que usava.

 

Nesse exato momento, a campainha tocou.

O coração alheio disparou.

 

Baekhyun, antes de ir até a sala, checou sua aparência no reflexo da geladeira. Ele agradeceu mentalmente por aquele eletrodoméstico ser prata espelhado.

 

Ajeitou seu cabelo rapidamente.

Passou as mãos pelas roupas.

Sorriu bobo.

Estava parecendo um adolescente em seu primeiro encontro.

A campainha tocou de novo.

 

O de cabelos rosa correu até a porta. Suspirou fundo e então girou a maçaneta. Seus olhos correram pelo corpo do alfa a sua espera. Baek sentiu seu coração falhar uma batida.

 

Park Chanyeol estava tão lindo.

Usava uma camisa social preta.

Calça da mesma cor.

Seus cabelos estavam bem arrumados em um topete.

 

O menor só podia pensar em como os anos fizeram bem aquele homem. Ele estava tão mais maduro e mais bonito. E o sorriso que ele exibia naquele segundo era arrebatador.

 

- Você está lindo. –foi o que Byun conseguiu dizer.

 

- Você está muito mais. –o alfa deu um passo à frente.

 

O rapaz lhe deu passagem.

Pouco depois, ambos já estavam dentro da casa e a porta fechada.

 

- Para você. –o policial lhe estendeu um buquê de rosas brancas. As favoritas de Baekhyun.

 

O ômega ficou surpreso por alguns instantes. Não pelo fato de receber flores, mas pelo fato de que estava tão distraído observando o mais alto, que nem mesmo notara que ele trazia um buquê de flores consigo.

 

- Obrigado, oficial. –piscou ligeiramente para o outro.

 

- Espero que ainda sejam as suas favoritas.

 

- São sim. E... –o rapaz parou a frase ao meio e arregalou os olhos. – Ai meu Deus! Eu me esqueci do vinho.

 

- Que bom. –Park sorriu. – Porque eu trouxe isso. –levantou uma garrafa de vinho que estava em sua mão esquerda.

 

Byun sorriu.

Felizmente tudo iria ocorrer como o planejado.

Apesar do fato de ele também não ter notado aquela garrafa.

 

- Bem, vamos até a cozinha. Eu só preciso arranjar um vaso de água para as flores. –informou o mais novo.

 

Os dois seguiram em direção à cozinha.

O de cabelos rosa na frente.

 

[***]

 

Suho estava parado no batente da porta da sala. Um sorriso enorme e incrivelmente bobo não queria deixar seu rosto. Tudo porque ele observava Lay brincando de carrinho e soldadinhos de plástico com Sehun.

 

Aquela cena era tão adorável.

O alfa mais velho parecia uma criança também.

 

Kim assistia os dois de longe. Não quis se aproximar e atrapalhar a brincadeira dos alfas. Eles pareciam estar entretidos. Principalmente o menor. Ele gargalhava o tempo todo. Escutava tudo o que seu tio falava.

 

O de cabelos pretos sabia que Lay fazia o tipo paterno, no entanto, ver aquilo diretamente era uma experiência totalmente diferente. E muito mais admirável do que apenas suas suposições mentais.

 

Yixing seria um pai perfeito. E Suho não podia se sentir mais grato por ter escolhido aquele homem para ser o homem da sua vida. Ele tinha sido o seu primeiro e único em tudo. Do primeiro beijo a primeira vez. O rapaz não se arrependeria disso nunca. Não poderia ter se casado com alguém melhor.

 

- Não vale Sehun. –resmungou o homem. – Eu disse que essa parte era o meu território.

 

- Mas tio, eu invadi o seu território e tomei ele para mim. –retrucou o mini alfa.

 

- Mas assim não vale.

 

Junmyeon sorriu consigo mesmo.

Por um momento se questionou quem era realmente a criança ali.

Subitamente, imaginou como seria se no lugar de Sehun fossem os seus filhotes com Lay. Aquela possibilidade fez seu coração se aquecer. Ele sabia que seria perfeito.

 

O ômega ainda não se sentia preparado para ter filhotes.

Desejava aproveitar pelo menos mais um ano sozinho com seu marido.

Depois pensaria na opção de aumentar a família.

 

Por enquanto, cuidar de Sehun seria um bom começo. Porque ele ganharia costume de ter alguém tão pequeno consigo. Alguém que ria das bobagens que seu marido dizia o tempo todo. E que provavelmente não entendia metade delas.

 

- Okay meus soldadinhos de plástico. –o rapaz disse em voz alta e chamou a atenção dos dois alfas. – Chega de bagunça. O jantar está pronto. Vão lavar as mãos para comer.

 

Sehun assentiu.

Depois se levantou e foi para o banheiro.

Lay se aproximou do marido e o abraçou.

 

- É para o senhor lavar as mãos também. –soltou ele em um falso tom irritado.

 

- Eu sei meu pimentinha. –brincou dando um selinho no nariz alheio. – Eu só estava esperando para uma oportunidade de fazer isso sem uma plateia nos assistindo.

 

E sem mais delongas, ele beijou o marido.

Suho abraçou sua cintura.

 

[***]

Os dois homens estavam na sala de estar da casa. Mais precisamente, sentados no chão. Um ao lado do outro. Cada um com uma taça de vinho em mãos. Estavam ali desde o término do jantar.

 

Park insistira em lavar a louça.

Baek o ajudou secando as mesmas.

Por fim, acabaram ficando mais confortáveis no chão da sala.

 

Conversaram. Dividiram um pouco do que fizeram nos últimos seis anos. Chanyeol contou de suas aventuras na polícia. Byun lhe contou algumas das coisas que o filhote aprontara consigo.

 

- É tão frustrante saber que eu não participei de nada disso. –confessou o mais velho e depois bebeu um gole de seu vinho.

 

- Eu tenho a maioria gravada em vídeo. –deu de ombros. – E pensa pelo lado positivo, agora você vai poder participar de tudo. Porque se tem uma coisa que aquele mini alfa puxou de você, além das orelhas, foi à habilidade para quebrar as coisas.

 

- Hey! Eu não sou tão destrutivo assim. –se defendeu.

 

- Channy, você quebrou uma taça lavando louça agora pouco. –sorriu.

 

- Isso não conta.

 

Os dois gargalharam.

Depois o menor deixou sua taça na mesinha de centro.

 

- Mas até que eu acho essa sua brutalidade atraente. –disse em um tom mais baixo.

 

- Sério? –o encarou malicioso. - O que mais acha atraente em mim?

 

- Sua boca.

 

Foi só o que o ômega falou antes de atacar os lábios do alfa.

Talvez fosse o clima certo do momento.

Ou o efeito do álcool.

Mas ambos ali apenas queriam matar as saudades de uma forma mais profunda.

 

Suas bocas se encaixaram perfeitamente. Como se precisassem daquilo para serem completas. Baek chupou de leve o lábio inferior de Chanyeol. Depois deixou uma breve mordida no local. Adorou ouvir o rosnado do alfa.

 

Logo em seguida, sentiu sua boca ser invadida pela língua. Ele cedeu passagem. E então, o policial passou a explorar cuidadosamente e lentamente todos os cantinhos do interior alheio. Depois, roçou sua língua na dele. Queria aproveitar aquele beijo de uma forma mais prazerosa. Diferente dos outros beijos que trocaram depois de se acertarem.

 

O ar se fez necessário.

Eles se afastaram.

Nem sem antes trocar mais alguns selinhos.

 

Baekhyun esticou sua mão e agarrou sua taça de vinho. Virou o conteúdo da mesma de uma vez só. Fez uma breve careta ao sentir o álcool em sua garganta, mas logo sorriu para o policial que o encarava.

 

- Meu quarto fica na primeira porta do corredor. –informou.

 

Chanyeol entendeu o recado.

E sem pestanejar, ficou de pé.

Pegou Byun no colo e os levou em direção ao quarto.

 

- CONTINUA -


Notas Finais


ai, o amoooor auahuahauhaa O QUE ACARAM DESSE CAP MEUS FUBÁAAS CONTEM PRA MIM uahauhauahuahaa
a fanfic já está na reta final, semana que vem sai o último cap e o epílogo <3 já agradeço a todos vcs leitores lindos na fila do pão auahuahauhauaa. Mas não se preocupem porque vcs não vão se livrar de mim ainda uahauhaa tem mais fanfics chegando na área auahuaha. Espero que tenham gostado da história até aqui :D
PS: jikook shippers já preparem os forninhos auhaaha
beijos para todos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...