História Mistaken Love - ABO - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Lay, Sehun, Suho
Tags Abo, Alfa, Alfa Lúpus, Baekhyun, Baekyeol, Byun Baekhyun, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Exo!kid, Kid!sehun, Kim Junmyeon, K-pop, Lay, Lemon, Oh Sehun, Ômega, Park Chanyeol, Sehun, Sulay, Yaoi, Zhang Yixing
Visualizações 2.359
Palavras 1.426
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


LEIAM AS NOTAS FINAIS

---------- BOA LEITURA ---------

Capítulo 14 - FOURTEEn


Fanfic / Fanfiction Mistaken Love - ABO - Capítulo 14 - FOURTEEn

14.

 

Os dois estavam na cama do quarto de Baekhyun. Tudo naquele cômodo cheirava ao ômega e Park estava adorando aquilo. Seus lábios permaneciam juntos. Eles simplesmente não conseguiam parar aquele beijo. Não depois de tanto tempo afastados. Talvez estivessem sendo um pouco apressados demais. Mas aquilo não era importante.

 

Ambos tinham bagagens demais.

Passado demais um com o outro.

E não fazia mais sentido esperar.

Eles se queiram e ponto.

 

    O beijo se tornou mais intenso. Mais faminto. Mais necessitado. Suas bocas estavam na mesma sincronia. Suas línguas dançavam. O rosado fez movimentos circulares em torno da língua alheia. O policial adorou cada segundo daquilo.

 

Alguns gemidos lhes escaparam.

E não dava para distinguir os sons de cada um.

Somente quando Park rosnava junto de seus gemidos.

 

    O ômega chupou o lábio inferior do mais alto. O pressionara suavemente com os seus. Até o puxara um pouco. O de cabelos vermelhos em resposta apertou mais a cintura alheia com as mãos e mordeu de leve o lábio de Baek. Ouvi um resmungo do outro, mas fora porque ele parara o ato.

 

Com o avançar do tempo, o ar se fez necessário. Os dois encerraram o selar a contra gosto. O mais novo ofegava e seus olhos estavam vidrados no homem que se encontrava por cima de seu corpo.

 

O alfa fitou os lábios completamente avermelhados e levemente inchados do rapaz e rosnou. Aquilo era tão convidativo para si. Queria cada vez mais e mais. No entanto, ele ainda estava se recuperando do beijo anterior.

 

Chanyeol estava desesperado para fazer aquele ômega totalmente seu novamente, contudo, sabia que deveria se controlar e ir com um pouco mais de calma. A final, eles teria muito tempo para matar suas saudades um do outro.

 

Então como ainda estava ofegante e precisava acalmar sua respiração, ele decidiu afundar seu rosto no pescoço alheio. Já que ele tinha que estabilizar seu fôlego, que fosse aspirando o cheiro adocicado e viciante do ômega.

 

O menor se arrepiou todo ao sentir os toques do outro naquela região. Passou suas mãos novamente nas costas larga do homem. Estavam muito mais definidas do que antes. Um sorriso lhe escapou. Era ótimo saber que aquele corpo todo era somente seu.

 

Chanyeol se afastou.

Já estava com o fôlego mais controlado.

 

Ficou de joelhos na cama. Retirou sua camisa com uma facilidade incrível. Depois ficou de pé e perdeu sua calça a e cueca. O de cabelos rosa encarava tudo atentamente. Parecia um pouco atordoado. Provavelmente pela breve falta de ar. Ou porque a visão do maior pelado era gostosa demais.

 

Byun sorriu abertamente.

Park sempre fora muito rápido para se despir.

 

O policial o ajudou a retirar suas roupas também. Peça a peça. Porém, o rapaz permaneceu deitado na cama. Baek estremeceu com os olhares do alfa correndo por todo o seu corpo. Mas foi de um jeito bom. Era ótimo se sentir desejado daquele jeito. Principalmente pelo homem que ele nunca deixara de amar.

 

O de cabelos vermelho fitava cada cantinho daquele corpo tão lindo. Todo branquinho. Sentia vontade de beija-lo dos pés a cabeça. Literalmente. Sentira tanta falta de tocar seu ômega. E seu coração batia com força e velocidade por saber que naquele momento, poderia matar suas vontades.

 

Pouco depois, ele voltou para a cama.

Mais especificamente, para cima do rapaz.

O menor sentiu a ereção alheia.

Estava tão rígida que o fez gemer.

 

O policial levou uma de suas mãos até o seu membro ereto. Ele estava perigosamente perto da entrada do mais novo. Chanyeol encarou o outro. Seus olhos meio que procuravam permissão para continuar com aquilo.

 

Ele viu Byun mordendo o lábio inferior com certa força. Sua expressão estava tão linda e indicava que o alfa deveria continuar. E assim o mais alto o fez sem pestanejar.

 

Com cuidado. Sem pressa, Park passou a penetrar Baekhyun. O rapaz gemeu baixinho. Comprimia os seus lábios e isso abafava seus gemidos. Fazia tantos anos que não se envolvia mais intimamente com alguém, somente com alguns brinquedos que ele sentiu um pouquinho de dor. Principalmente pelo fato do de cabelos ser mais avantajado por ser um lúpus.

 

Mas estava tão excitado, que seu corpo produzia mais e mais de sua lubrificação natural e ele não demonstrava desconforto. Aos poucos, o alfa se introduziu todo no interior alheio. Entretanto, permaneceu parado. Não iniciou movimento algum.

 

O homem abaixou o rosto.

Sua boca roçou na do ômega.

 

Eles voltaram a se beijar. Mas dessa vez, com calma. Era um contato totalmente carinhoso. Sem a necessidade dos anteriores. Boca contra boca. Encaixadas perfeitamente. Sem língua. Os dois apenas se movimentavam. Curtindo aquele selar.

 

Então, o maior começou as suas estocadas.

Devagar. Ninguém naquela cama tinha pressa.

E o alfa queria dar prazer tanto quanto queria sentir.

 

O selar parou. Byun se agarrou com mais firmeza ao mais alto. Dedos cravados nas costas alheias. Park fazia movimentos de vai e vem com o quadril, mas em uma sintonia lenta. Incrivelmente prazeroso. Vez ou outra um rosnado excitado escapava de si. E se misturavam com os gemidos do de cabelos rosa sob ele.

 

Aos poucos, as investidas foram ganhando um novo ritmo. Nada muito rápido, mas também não tão lentas assim. Os gemidos de ambos eram praticamente um som. Saíam juntos. Arrastado.

 

A ereção do ômega estava prensada entre sua barriga e a do alfa. E conforme as penetradas do outro ficavam mais rápidas, os estímulos em seu membro também ficavam mais intensos. E o deixavam maluco de excitação.

 

Os rosnados do mais velho estavam mais altos. Indicativo de que seu clímax estava se aproximando. Ele aumentou um pouco mais a velocidade de suas investidas. Abaixou o rosto e o aprofundou no pescoço alheio. Disferindo selinhos por toda a pele do rapaz. E alguns chupões também. Queria deixar seu ômega todo marcado.

 

Baek sentiu uma fisgada.

Sua ereção latejou.

 

Ele havia chegando ao ápice por conta da pressão que o corpo de Chanyeol fazia e porque ele estava mais veloz em suas investidas. Então, se derramou sobre seu abdômen.

 

O homem sorriu.

Aquilo o deixou mais excitado.

E satisfeito por ter dado prazer ao rapaz.

 

O alfa voltou seus beijos para o pescoço do rosado. Suas estocadas continuavam. Até que ele sentiu alguns espasmos musculares. Sua ereção ficara mais rígida, inchada e sensível. Então, Park não conseguiu se segurar. Simplesmente se desfez no interior alheio. Entre rosnados altos de  pura excitação

 

Os dois continuaram na mesma posição por algum tempo.

Apenas deixando seus corpos descansarem.

Estavam abraçados.

Respirações completamente ofegantes.

 

Minutos depois, Park saiu do interior alheio, rolou para o lado da cama. Se deitou e puxou o rapaz para si. O deitou em seu peitoral e o abraçou apertado. Um sorriso enorme se recusava a sair de seu rosto.

 

Baekhyun sorria também.

Estava tão satisfeito quanto o maior.

 

- Acho que agora posso dizer que matei minhas saudades de você. –disse o policial e logo em seguida, beijou o topo da cabeça alheia.

 

- Eu posso dizer o mesmo. –sorriu abertamente.

 

- Ah, eu tenho uma coisa para você. –o alfa se lembrou de algo.

 

Se soltou do ômega e ficou de pé.

O de cabelos rosa se sentou na cama.

Estava confuso e curioso.

 

Chanyeol pegou sua calça no chão e enfiou a mão em um dos bolsos. O mais novo não conseguiu ver o que o outro tinha em mãos. O alfa se sentou na cama ao seu lado. Sorria meio bobo.

 

- Olha, vai parecer meio precipitado, mas eu quero que isso tudo se foda. –comentou o de cabelos vermelhos. – Você quer... –abriu a mão e exibiu uma aliança dourada. – Se casar comigo e nunca mais sair da minha vida? Nem você nem o nosso filho.

 

Aquilo atingiu o ômega como um soco.

Fora pego em uma total surpresa.

 

Até dias atrás, era apenas ele e seu filhote. E o rosada guardava muitas mágoas em relação a Park Chanyeol. Entretanto, naquele momento, tudo estava esclarecido. Nada de ruim que acontecera no passado lhes importava. E ambos podiam construir uma vida totalmente nova juntos.

 

O mais alto estava um pouco apreensivo.

Talvez estivesse sendo muito rápido.

Forçando a barra.

 

- É claro que eu quero. –a fala alheia lhe fez sorrir. – Eu quero muito me casar com você. E ter nossa família finalmente completa.

 

O homem tratou logo de colocar a aliança no dedo de Byun.

Depois puxou o outro para si e o abraçou.

Ele nunca mais permitiria que aquele ômega saísse de sua vida.

Muito menos o seu filhote.

 

- CONTINUA -


Notas Finais


pois é pessoas, esse é o último capítulo a fanfic. Realmente espero que tenha curtido a história até aqui. Essa fanfic sempre terá um espacinho no meu coração. Tudo começou com uma ideia que eu achei que não iria pra frente e depois com um teste que estranhamente deu certo. E essa fanfic cresceu tanto que até hoje eu ainda não acredito auahuahauhaa. Quase mil favoritos. Isso é gente demais lendo essa bagaceira auahuahauaha. Sério. Obrigado a todos vcs meus fubás lindos :D pelos comentários, favoritos, pelas maluquices, e por estarem sempre me acompanhando, porque a maioria já é leitor antigo auhauahauhauha. Enfim, obrigado a todos mais uma vez.
E já adianto que essa história acabou, mas quarta saí um epílogo pra finalizar com chave de ouro. Sexta feira tem fanfic nova na área. E ainda tem muito mais pra surgir na área. Então, não se livrarão de mim ainda auahuhuahaa. Em breve mais chanbaek também auhauaha fiquem no aguardo.

Pergunta: O que acharam da fanfic? <3
vejo vcs de novo na quarta e os leitores de Married na sexta. E quem sabe vcs não decidam colar pela fanfic nova também auahauhauaha beijinhos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...