História Místico - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Byun Baek-hyun (Baekhyun), Kim Min-seok (Xiumin), Personagens Originais
Visualizações 3
Palavras 1.074
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Fantasia, Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯
Heelloo 😄 eis aqui minha PRIMEIRA fic !!! Magia , romance , batalhas , gatinhos 🐥 Tudo de bom ...
Tentei criar um roteiro bom e viciante , espero que goste .
#MísticoExo

By : AngelHand
🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯🔯

Capítulo 1 - O sonho


Corro por um caminho escuro . É noite e sinto o toque nortuno gélido em minha pele . As criaturas da noite etoam suas canções , meus pés doem . Caio no chão . Argh... minha mão . Minha mão  sangra e lateja , mas não sei quando me feri . Tudo se silencia repentinamente . O silêncio é mortal . Uma nuvem impede que a luz da lua se manifeste . Que dor ... que dor é essa !? Ai... alguém  se aproxima de mim , mas não consigo ver suas feições . 

- Princesa . - A voz do eestranho é rouca , mas bonita . Sensual . Sinto minhas maçãs do rostos esquentarem com o pensamento. - Princesa .... 

- Quem é você ? - Pergunto . - Que lugar é esse ?

- Princesa . Ouça ... - o estranho parece apressado e aflito. 

- Princesa ?  Eu ... eu ?! - me sinto tonta . Talvez por conta da perda de sangue. Minha mão doe .

- Ouça , princesa. O Mal  se aproxima . É chegada a hora do Levante . Cuidado...

- Mas ... eu...

- Cuidado... - é a última coisa que ouço sair de sua boca .

A realidade se transforma em um instante e cá estou eu . Em meu quarto , deitada em minha cama . Meu corpo está  suado , mas não sinto calor - o que é totalmente estranho . O ar-condicionado marca 15° . Vejo que ainda é madrugada . 04:22 Pm . Levanto-me e vou até  o banheiro . Sento-me no sanitário  e faço xixi . "Cuidado , Princesa ..." a voz do estranho do meu sonho parece viva em minha mente . " Cuidado . "  Ligo o chuveiro deixo a água quente lavar meu corpo e levar embora os resquícios do estranho sonho. Volto para cama e tento dormir novamente , ainda tenho algumas horas até o despertador tocar .Tento dormir . Só tento mesmo. O sono não vem.


§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§



São oito horas , quando abro os olhos novamente . O sono demorou vir , devo ter cochilado lá pelas seis da manhã .

- You , querida . - Mamãe me chama da cozinha . Sua voz é alegre e doce . 

- Estou indo , mamãe . - respondo .

Mamãe sabe que sou pontual e tenho quase certeza de que ela fica esperando o meu despertadot tocar , observando o relógio na cozinha , esperando a hora certa para me chamar. Me levanto , vou até o banheiro e escovo os dentes . 

- Bom dia , mãe . - digo ao descer as escadas . 

- Bom dia , querida . - Papai sorri , quando me vê. 

- Bom dia.

Me sento à mesa e saboreio meu desjejum .

- Pai , poderia me dar uma carona até a faculdade  ? 

- Claro. - ele responde . Esse é meu pai , sempre pronto para ajudar - Mas... o que houve com seu carro , filha ? - e desconfiado . Uma sombrancelha está erguida , em dúvida .

- Nada . É só que hoje não quero voltar de carro hoje , voltarei para casa de metrô .

- Hum. - ele finge desinteresse. 

- Fiz panquecas ! - mamãe diz de repente e se levanta da mesa apressada , para tirá-las do forno.

~~~~~~~~~~~~~~~~~~~


Eu sou uma garota normal , minha vida é normal e simples. Por alguma razão a voz do Estranho do meu sonho não sae da minha cabeça . Ok. Confesso que pedi uma carona para o papai porque com ele me sinto mais segura . " Cuidado , princesa ."  Meu pai estaciona proximo da entrada da faculdade  nos despedimos e logo Sanny vem me recepcipnar , com sua típica alegria matinal.

- Oiii , Youuu. 

- Ohhi , Sanny . - sorrio.

Percebo uma aglomeração anormal e ouço alguns cochichos . Fico confusa .

- Sanny , o que houve ? - pergunto.

Ela parece hesitar . Depois de ponderar uma resposta , enfim fala  :

- Sabe aquela garota da nossa turma , a Ivone ? 

Assinto. Ivone é uma loira estrangeira que veio de Cuba , ela vive se gabando das posses do pai e das viagens que faz com a mãe . Fico curiosa. 

- O que tem ela ? - pergunto.

- Ela morreu , You.

Gelo. Ivone , morreu ?! Ok. Não éramos amigas , mas ela morreu . Morreu . Sanny parece aflita. 

- Nossa... - não consigo dizer nada , além disso.

- E ainda não contei o pior . - Sanny continua .

- Ai meu paidoçéu... e o quê pode ser pior do que isso ?

- Ela , a Ivone , morreu aqui . Aqui na faculdade .

Fico pasma . Que horror... então  foi homicídio ?! Suicídio  ?!

- Um dos zeladores encontrou o corpo , esta manhã. Pelo que eu ouvi a cena foi horrível. Foi no banheiro.

- Por favor , me poupe dos detalhes ...

- É um favor.

Abro meu armário e guardo uns livros que trouxe de casa . Minha cabeça está em processo de choque. Decido , por algum motivo , perguntar mais uma coisa sobre Ivone , para Sanny.

- Foi suicídio ?

- A polícia disse que sim. É o que as evidências apontam . Parece que ela deixou um tipo de mensagem ,mas ninguém  conseguiu decifrar ainda.

- Credo. Que macabro tudo isso...

- Na verdade não vamos ter aulas hoje e talvez nem amanhã . O gestor irá falar alguma coisa daqui a quinze minutos  , no pátio . - Sanny suspira. - Nosso pais forma avisados , estranho você não saber de tuuudo isso . Eu mandei mensagem .

Só então percebo que ainda não toquei no meu celular hoje. 

- Nossa. Eu nem sequer toquei no meu cell hoje... desculpa.

- Tudo bem , acho que todos estamos meio que tintos hoje.

- É... 


- É lamentável o fato ocorrido. - O gestro tem a expressão serena ao discursar . Minha mãe foi avisada da reunião repentina . Policiais ainda andam de um lado à outro murmurando entre si. Parecem todos chocados com a notícia . Um boato de que Ivone teria se matado por conta do término do namoro com Bree Guster , um mané que trancou a matrícula . Eu discordo. Ivone não parecia o tipo de garota que se mataria , ainda mais por um motivo tão fútil.  

O gestor diz suas últimas palavras e somos dispensados . Teremos um recesso de dez dias . Mamãe fala alguma coisa para mim , sobre os jovens de hoje em dia tirarem suas próprias vidas por motivos banais e etc. Minha cabeça está concetrada nas palavras do Estranho do meu sonho . Apesar de uma coisa não ter relação com a outra . " Cuidado , princesa ... "Sinto um calafrio . 

 



 























Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...