História As Mitologias-Interativa - Capítulo 85


Escrita por: ~

Visualizações 42
Palavras 914
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Ecchi, Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Harem, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Regras e fichas no primeiro capítulo.

Pessoal, se seu personagem não apareceu nesse capítulo é por que foi apenas uma introdução à próxima mitologia, então não se preocupem que ele aparecerá no próximo. Apenas comentem senão eles morrem.

Capítulo 85 - Arco IV: Mitologia Árabe


P.OV~Autor

Após Léon e seus amigos saírem do Palácio de Amenófis e irem até Gizé, eles decidem descansar na mesma pousada onde haviam dormido há 1 dia. Quando eles chegam, todos vão até seus quartos dormirem. Enquanto Nanda dormia ao lado de Léon, o espartano dava uma olhada em seus equipamentos. Então ele se intriga por uma lâmpada, a qual ele havia conseguido 1 ano antes de seu congelamento há 2509 anos. Então ele pensa:

Léon (pensando): eu lembro bem dessa lâmpada. É a lâmpada do Espírito de fogo que os persas falavam, acho que se chamava Efreet. Eu lembro que quando lutei com Xerxes em "466 a.C" e o matei, eu tirei esta lâmpada dele. Mas pelo que vejo não deve vir da Pérsia, então de onde será?- diz, intrigado ao ver a lâmpada.

??????: Léon, eu sei de onde é.- diz, uma voz misteriosa.

Léon: quem é?- diz, em silêncio pra não acordar Nanda.

??????: eu sou Efreet. Rei dos Ifrits, espíritos de fogo conhecidos como gênios infernais. Eu estou nessa lâmpada, lembro que você me usou em combate contra o Basilisco e assim o derrotou. Agora venho a você lhe oferecer apoio. Eu te guiarei até o local onde se encontram os deuses do meu panteão.- diz, enquanto uma pequena bola de fogo aparecia na frente de Léon.

Léon: por que está me ajudando? Eu não te uso desde que matei o Basilisco há 2510 anos.- diz, seriamente.

Efreet: por que eu estou cansado de ser submisso aos deuses do meu panteão. Se você os matar eu serei livre para retornar à minha forma original.- diz, enquanto Léon coçava a nuca.

Léon: tudo bem. Mas onde exatamente esses deuses se encontram? Na Pérsia?- diz, tentando adivinhar o local.

Efreet: na Arábia....

Léon: naquele deserto? Mas onde exatamente?- diz, enquanto criava um mapa da península arábica com eletrecidade.

Efreet: aqui. Perto do mar Vermelho. Em uma cidade chamada "Meca" Dentro de uma pedra preta gigante no centro da cidade chamada Caaba.- diz, enquanto extendia um pouco de fogo e mostrava o caminho para o espartano.

Léon: essa cidade.....parece que foi criada recentemente. Pois quando eu era deus da guerra eu não lembro de ter recriado tal cidade.- diz, se lembrando de quando Ares morreu e ele teve que criar as cidades novamente.- Mimir, diga-me, quanto tempo a cidade tem?- diz, enquanto observava a cabeça de Mimir. 

Mimir: a nova cidade de Meca foi fundada pelo Terceiro Império Babilônico há 5 anos. Com a ajuda de todos os habitantes do Império, que ultrapassam os 150 milhões de indivíduos, eles construíram a cidade em menos de 1 mês e para lá mudaram apenas os magos e sacerdotes de todos os cantos do Império.- diz, enquanto Léon se levantava da cama lentamente e caminhava ao banheiro.

Léon: qual é a extensão total do Império?- diz, se sentando enquanto a chama do Efreet o seguia.

Mimir: o império se extende desde a fronteira com o império espartano na Ásia menor, até a fronteira com o império Egípcio e até a fronteira com o império Shaolin (Autor: o império Shaolin no caso seria toda a cadeia de montanhas do Himalaya e HinduKush até o Cazaquistão inteiro, além de fazerem parte do Nepal e do Tíbete) e também abrange todo o Oriente médio e a península arábica.- diz, explicando sobre um dos maiores impérios do planeta.

Léon: e o império espartano? Como eles estão agora?- diz, preocupado com seus amigos.

Mimir: os espartanos há 2 anos conquistaram todos os impérios e reinos do Norte da Europa. Agora o império deles se extende desde a ilha Islândia até os montes Urais que separam a Ásia da Europa na Rússia. Apenas não conquistaram uma ilha chamada Nova Zembla. Mas aquela ilha não serve pra nada, pois além de já estar ocupada por outras pessoas ela tem poucos recursos naturais e tem bastante água.- diz, enquanto Léon cruzava os braços.

Léon: quem está ocupando a ilha?- diz, curioso.

Mimir: um grupo de 150 000 soldados sobreviventes dos dois apocalipses. Esses soldados ainda usam aquelas armas de antes do apocalipse, e estão acompanhados de mais 350 000 mulheres e 1 000 000 de escravos obtidos de suas conquistas na Rússia antes da chegada dos espartanos. Esse é o chamado "Reino do Ártico", e por sua falta de recursos naturais eles decidiram se tornarem vassalos e aliados dos espartanos.- diz, enquanto Léon criava um mapa mundi com eletrecidade.

Léon: hmpf. E como posso chegar ao Império babilônico?- diz, cruzando os braços.

Mimir: pegue uma caravana e vá até o Porto da Província de Sudão, pegue um navio e cruze o mar Vermelho. Quando chegar à cidade costeira de Jeddah, pegue uma caravana até 20 km ao norte e então chegará a Meca.- diz, enquanto Léon cruzava os braços.

Léon: entendo. Efreet, quando eu chegar nessa cidade como faço pra abrir esse cubo? E o que acontece se eu abrir?- diz, enquanto olhava o mapa da cidade.

Efreet: o cubo vai ser aberto se você encontrar um filho de Hubal, rei dos deuses do meu panteão. Apenas um filho de Hubal tem poder pra abrir a caixa, pois ele tem o sangue de Hubal. Depois que abrir você entrará em Hastat, cidade dos deuses.- diz, seriamente.

Léon: tudo bem. Amanhã partirei para o Porto de Sudão.- diz, guardando a cabeça de Mimir e enquanto a essência Efreet desaparecia.

Então ele volta para sua cama e se deita ao lado de Nanda, abraçando-a pelas costas e dormindo ao seu lado. Assim finaliza-se mais um dia, e Léon se prepara para o próximo panteão sem saber o que lhe espera.


Notas Finais


Será que Léon poderá chegar em Meca? Será que os deuses Árabes poderão ser derrotados?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...