1. Spirit Fanfics >
  2. Mitsuki - O Receptáculo da Serpente (1 e 2 TEMPORADA) >
  3. "O cão de guarda"

História Mitsuki - O Receptáculo da Serpente (1 e 2 TEMPORADA) - Capítulo 30


Escrita por:


Capítulo 30 - "O cão de guarda"


Fanfic / Fanfiction Mitsuki - O Receptáculo da Serpente (1 e 2 TEMPORADA) - Capítulo 30 - "O cão de guarda"

Yasu - 00148

 

 

“Então... Quantos mais faltam?”

“Acho que nunca vamos saber ao certo”-Mitsuki resmungou pensativo.

Sumire torceu os lábios.

“Mas há algo que te preocupa não é?”

Mitsuki franziu as sobrancelhas.-“Eu não sei ao certo... O porquê de estar fazendo isso... Os reunindo”-Ele a olhou.

Em seus olhos ela viu algo.

Um vazio.

A garota  sorriu suavemente.-“Talvez queira uma família, mas ainda não sabe disso”

Ele manejou a cabeça para o lado um tanto confuso.

Até então não havia tido nenhuma necessidade de ter uma família.

Não sabia ao certo o que era real em seus sentimentos... E o que era uma elaboração de Orochimaru.

“Você tem mais alguma pista do próximo?”-Ela mudou de assunto vendo-o pensativo.

Ele a olhou-“Sim... Da próxima  no  caso”

 

***

 

Mitsuki respirou fundo com as mãos no joelho.

Estava cansado.

Olhou para o lado onde Log se levantava limpando o lábio inferior, onde um fio de sangue escorria.

“Vai ser impossível isso”-Ele resmungou para o irmão.

Log assentiu encarando a fera que os observava.

A garota de pele tão clara quanto a dos dois ali estava séria.

Séria não, observou Mitsuki.

Ela não possuía expressões.

Exatamente como ele... Há anos atrás.

Nua, ela deixava os longos fios azulados cair-lhes sobre o corpo delgado que caminhava devagar.

Seus olhos... Naquele mesmo  tom de âmbar estavam frios.

Calculistas para o próximo passo.

O próximo ataque.

Talvez, se nunca tivesse tido contato com Suigetsu, Karin... ou até mesmo Orochimaru... Ele pudesse ter ficado assim.

Se endireitou, ficando parado.

A garota pareceu mais ofegante.

Seus passos aceleraram.

“Mitsuki!”-Log o avisou num grito.

Mas era tarde, ela já havia avançado.

 

***

 

 

A criança apresenta reações adversas aos cuidados, retraída com leve  retardo mental.

Agressividade ao receber ordens e descontrole de chakra.        

 

 

Orochimaru largou a caneta sobre a mesa enquanto observava a folha a sua frente.

Um dos seus melhores experimentos ‘dando defeito’.

“Devemos continuar trabalhando com ela?’-Karin perguntou curiosa.

“Não.”-Orochimaru se levantou entregando as folhas a Jugo.-“Sabe o que fazer”-Disse baixo.

A ruiva olhou confusa para os dois.

Jugo assentiu um tanto desconfortável.

Deu uma leve olhada para Karin antes de se virar.

Com todos os outros em missão... Seria ele a dar fim.

.

.

.

Mas nunca teria coragem de fazer o que foi pedido.

 

***

 

Mitsuki não moveu um dedo sequer.

Mas por algum motivo, ela parou.

Seus rostos estavam muito próximos.

Ela o olhava curiosa.

Depois virou o rosto para Log.

O olhando de cima abaixo.

Mitsuki respirava devagar.

Sentia como se uma ameaça estivesse crescente ali.

Ela deu um passo para trás.

“Yasu?”-Uma voz a chamou calmamente.

Ela se virou rapidamente com o pescoço esticado.

Parecia reconhecer a voz.

Jugo respirou fundo.

Ela se aproximou devagar pendendo a cabeça levemente para o lado.

Ele se agachou para ficar mais ou menos em sua altura.

Ela levantou o dedo indicador e passou pela sua mandíbula, circundando seu rosto.

“Sim”-Ele sorriu-“Eu mudei um pouco”

Ela franziu a sobrancelhas.

“Você também”-Ele disse segurando uma mecha de seu cabelo comprido.

A jovem olhou para o homem e em seguida para os dois ali, mais ao longe.

“Amigos”-Ele juntou as mãos.

Rapidamente sua expressão suavizou.

Log olhou incrédulo.-“Só isso?”-Perguntou sentando no chão.

Mitsuki tentou se aproximar devagar.

Ela caminhou para trás sem perde-lo de vista.

“Se ela se sentir ameaçada, vai atacar”-Jugo disse.-“O que faz eu penar que vocês aprontaram algo.”

Mitsuki balançou a cabeça negativamente rápido.

“Não, estávamos procurando ela”-Ele respondeu.

“Orochimaru o mandou aqui?”-Jugo deu um passo a frente.

“Não...”-Mitsuki respondeu confuso-“Ele... Você não soube?”

 

***

 

A criança correu rapidamente.

Não como um humano, mais para um anima selvagem.

Suas mãos e pés tocavam o chão rapidamente , deixando lascas de terra grudarem em suas unhas.

A calça e blusa branca que vestia estava completamente molhada.

Seguindo seu instinto, ela parou.

Olhou para os lados atenta.

E então avançou em outro sentido, aumentando a velocidade.

O garoto mais a frente corria desesperado.

Sabia que não conseguira sair de lá com vida.

Então desacelerou os passos.

Sendo atacado em seguida.

.

.

.

Orochimaru se aproximou devagar após a chuva cessar.

O corpo do garoto estava cortado ao meio.

Suas vísceras espalhadas pelo solo.

“Ela fez sujeira demais.”-Ele murmurou pensativo.

Mahina que segurava a ficha da garota olhou assustada para a cena.

O garoto deveria ter no mínimo a sua idade... Um jovem menino.

E a mais nova garota os observava sentada sob a árvore.

Mahina engoliu em seco.

“Não fez um bom trabalho”-Orochimaru disse sério.

A garota avançou irritada.

Mahina fechou os olhos esperando pelo pior para os dois ali.

Mas não ouviu nada.

Nem sentiu nada.

E os abriu novamente.

Seu mestre segurava a garota pelo pescoço.

Não por suas próprias mãos, mas pelas serpentes que saiam de seu braços, a  prendendo, enrolando-a.

“Escreva”-Ele disse sem olhara para Mahina, que rapidamente pegou a prancheta com a focha da garotinha que esmaiava sem ar.

“Yasu ... 0 0 1 4 8 “-Ele suspirou-“ A criança apresenta reações adversas aos cuidados, retraída com leve  retardo mental.”- Ele fez uma pausa a olhando-“Agressividade ao receber ordens e descontrole de chakra.”

Mahina escreveu rapidamente, o olhando em seguida.

“Pode ir, deixe a ficha em minha mesa”

 

***

 

“Eu fui ordenado para matá-la...”-O homem disse calmo-“Porque era próximo a ela... Porque ela confiava em mim”

“Ela era um cão de guarda.”-Mahina murmurou baixo.-“Finalizava os fujões, desobedientes... Os que pensavam demais... Ou os que não eram bons e habilidosos o bastante.”-Ela suspirou lamentando-“E acabou sendo finalizada”-Então olhou para o homem a sua frente-“Ou era para ter sido... Afinal já faz mais de 10 anos”

Jugo a encarou.

“Eu nunca tiraria a vida de um acriança, nem se fosse uma ordem”-Ele rebateu.

Kotori entregou uma caneca de chá para a garota que o olhava encolhida no sofá, um tanto receosa.

A garota estava coberta por um edredon.

“Está tudo bem”-Ele disse a entregando.

Ela pegou o objeto pensativa.

Kotori olhou confuso, mas sentou ao seu lado fazendo o movimento que ela deveria fazer para beber do liquido presente na caneca.

Ela o observou.

E repetiu.

Fazendo cara feia para o sabor.

“Ele não é bom em chá mesmo”-Log respondeu.

“Eu não sabia...”-Jugo disse a Mitsuki que parecia um pouco distante.-“Sobre ... Ele...E  Nyx”

“Eu não entendo bem porque ela fez  aquilo tudo... Por mais que ela tenha explicado de seu modo”-Mitsuki resmungou.-“Queria ter a conhecido antes”

Jugo olhou rapidamente para Log.

Esse desviou o olhar.

Mahina franziu as sobrancelhas –“Mas você a conheceu”-Ela afirmou.

Mitsuki encarou Log.

“Você não parecia saber de nada quando nos reencontramos depois de tudo”

Log se levantou evitando encarar o mais novo.

“Log!”-Mitsuki o chamou.

O rapaz o olhou.-“Eu cresci com ela... Por que no final...”-Ele parou para encará-lo-“ Seria eu, ou ela”

“Como assim?”-Mitsuki perguntou confuso

“Mitsuki”-Kotori o olhou-“Nunca se perguntou porque Orochimaru criou tantas experiências , e porque destruiu tantas também?”

O rapaz engoliu sem seco com um aperto no peito.

“Ele queria só os mehores... Um exército de humanos artificiais excelentes em tudo... Para que?”-Mahina deu de ombros-“Nunca saberemos.”

“Não...”-Mitsuki balançou a cabeça negativamente.

“Não acredita no que eles dizem?”-Jugo perguntou-“Eu os confirmo... Essa garota só não teve o mesmo fim, porque eu a levei embora e  a escondi dele”-Ele aprontou para Yasu que olhava desconfiada para todos ali.

“Ele não faria...”

“Ele não era o que você pensava”-Uma voz disse mais ao fundo.

“Karin...”-Log a olhou.

“Desculpe a demora.”-Ela disse se aproximando de Yasu um tanto devagar.

Carregava uma pilha de roupas dobradas-“Acho que vai caber nela.”-Disse.

Agachou estendendo a mão.

A garota se aproximou retirando seus óculos.

Kotori arregalou os olhos imaginando algum ataque imprevisto a sua frente.

Mas não houve.

Ela devolveu os óculos ao rosto e segurou a mão da mulher.

Karin a levou para o próximo cômodo, fechando a porta.

“Ainda bem”-Suigetsu disse fecahdno a porta-“Vocês não foram vistos a trazendo para cá”-Demoramos a nos firmar numa casa sabia?”-Ele brincou.

Mas todos estavam sérios.

“Ham... O que houve aqui?”-Ele perguntou preocupado.

“Estou falando para o Mitsuki o monstro que era o Orochimaru...”

“Não ouse a falar dele!”-Mitsuki se aproximou lhe apontando o dedo.

Suigetsu olhou preocupado.

“Ok”-Disse segurando o braço de Mitsuki delicadamente e se pondo entre os irmãos-“Mistuki, eu lamente te informar, mas Orochimaru não era o que você via normalmente”

“Não... Ele mudou, eu vi isso... Eu vivi isso”-Mitsuki disse ofegante-“Ele me tratava como filho”

“Só você”-Kotori rebateu.

Mahina abaixou o olhar.-“Eu tive cinco parceiros de equipe... Os cinco sumiram.”-Ela deu de ombros-“No inisio achei que tivessem sido promovidos, levados a outros lugares mas... Depois comecei a trabalhar diretamente com ele e vi o que fez com Yuso quando ela se tornou perigosa.”

“E vi o que ele fez com Nyx quando ela se tornou inútil”-Log completou.

“Mitsuki”-Suigetsu o olhou sério-“Eu conheci o Orochimaru a anos e vi todas as usa faces, digamos assim... E a que ele mostrava à você... Foi somente à você”

O rapaz balançou minimamente a cabeça para os lados.

Era difícil de se acreditar que um mundo diferente ocorresse onde nasceu e cresceu... E  nunca havia o visto.

“Por que?”-Ele perguntou.

Suigetsu deu de ombros.

“Talvez ele quisesse algo de você”-jugo disse.

Mitsuki o olhou.

“Algo que só você pudesse oferecer”

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...