História Mitw um amor mais que real 3 - Capítulo 29


Visualizações 49
Palavras 1.464
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - De volta ao reino


Fanfic / Fanfiction Mitw um amor mais que real 3 - Capítulo 29 - De volta ao reino

Pov Lydia

Eu estava em um estúdio que tem perto de casa,são oito da noite, hoje a noite está com nuvens escuras, parece que vai chover, clima perfeito para tocar. Me sento no banco e começo a tocar "Save me" no piano, fecho os olhos mas continuo a tocar, meus dedos deslizavam com leveza.

—Geu soneul naemireojwo save me, save me

I need your love before I fall, fall

Geu soneul naemireojwo save me, save me

I need your love before I fall, fall

Geu soneul naemireojwo save me, save me

Save me, me, me

Geu soneul naemireojwo save me, save me

Save me, me, me—canto essa parte, escuto um violino entrar na música, abro os olhos sem parar de tocar e vejo Marco tocando. Fomos tocando em perfeita sintonia, até que a música acaba. Nossos olhos se cruzam,os olhos de Marco brilhavam. Começamos a Tocar "I NEED U", não simplesmente tocávamos,sentíamos a música,colocávamos sentimentos tocando, nossos dedos deslizavam, tocando com vontade e em nossas cabeças sentindo a letra da musica

Assim que a música acaba eu me levanto,Marco me olha, olha no fundo dos meus olhos,olha em minha alma

—Sabia que estaria aqui—ele fala e eu solto um riso soprado-queria conversar com você

—É-eu falo—sinto falta das nossas conversas-eu falo

—Saudades de você—Marco fala

—Tambem senti falo e o abraço, o mesmo retribui, separa o abraço e Marco beija minha testa

Pov Pac

Passei o dia com as crianças em um parque de diversões perto de casa,nos divertimos muito

[de noite]

Tô levando as crianças pro internato, paro o carro em frente ao portão, decemos e abraço forte os dois

—Vocês sabem que eu amo muito vocês, né?—eu pergunto

—Sabemos pai—Lucas—tambem amamos muito você—beijo a testa deles

—Se cuidem, e tomem cuidado—eu falo e vejo eles entrarem

Pov Lucas

Eu em, o que que deu no pai?ele tá estranho, ficou muito grudado na gente nesses final de semana, ele não costuma ficar MUITO tempo assim com a gente.

Entro no quarto e o Guilherme tava só de calça de moletom,eu coro ao ver ele assim, quando ele percebe que eu estava no quarto vem até mim e sela nossos lábios

—Oi mor— fala

—Oi—eu falo desviando o olhar,coloco minha mochila em cima da minha cama

—que foi?—Guilherme pergunta me abraçando por trás

—Nada—eu falo me virando pra ele—o que vamos fazer essa noite?—eu pergunto

—Tambem não sei—fala, nos deitamos em minha cama,ficamos um de frente pro outro, Guilherme coloca a mão em meu quadril—ainda tá doendo?

—Não—eu falo—mas você botou forte—Falo meio corado sem olhar pro Guilherme

—e você nem gosta—fala sarcástico e eu coro,Guilherme ri soprano e beija minha bochecha

—COF COF, desculpa atrapalhar o casal—Violet fala, ela e Violeta estavam na porta—agradeceriamos se vocês fossem pro nosso AP com urgência—ela fala, nós dois nos levantamos e fomos, todo mundo estava lá

—Muito bem—Violet—gente, alguém se lembra do reino dos Híbridos?— ela pergunta

—eu, Rafa e violeta vamos lá com frequência—guilherme fala

—Precisamos ir pra lá, agora, lá vai ter mais verdades que precisamos descobrir—Violeta fala. Todos fomos para o labirinto do internato

—olha, eu chamei alguém que não sei se vocês se lambram—Rick fala, vemos Karine, Karina, Kaike, Melissa e Milena

—meu Deus! Quanto tempo—eu falo

—verdade,não nos vermos dês de que tínhamos 3 anos—melissa

—velho,vocês estão diferentes—Dick

—claro né seu bobo—Melissa—Rick contou tudo pra gente, viemos escondidos, mas vamos logo—fala e entramos no labirinto 

—ouvi falar que aqui antes era o jardim—Julia

—Sim, e no centro do labirinto é onde tinha a maior árvore, um dos portais pro Reino—Violeta

—ok galera, alguém aqui é híbrido de algum animal voador?— Violet pergunta é ninguém fala nada—mais alguém é híbrido de gato?—João concorda—tá, ok,teria como você é o Lucas subirem nas paredes de pedra e mostrar o caminho?—eu e João concordamos, subimos nas paredes, mostramos o caminha pra galera,até que chegamos ao centro.

Violeta tira tipo um giz mágico, onde ela passava deixava um rastro de brilho, parecia muita porpurina junta. Ela fez um círculo e ao redor dele alguns símbolos estranhos, até que um portal se abre, e nós caímos nele, parecia uma queda escura sem fim. Eu e Guilherme estávamos de mãos dadas

—GALERA, FORMEM UMA RODA—Rafa grita, todos damos as mãos formando um círculo grande,vemos um clarão. Depois disso eu desmaio.

Quando acordo estava em um lugar com grama alta,é o alto de uma colina, dela da pra ver todo o reino. Todos estavam acordados. Nos levantamos e seguimos para o castelo.

 todos do vilarejo nos olhavam.

—graças a Deus poder abrir asas—Pan fala e abre as asas,todos fazemos o mesmo e fomos voando para o castelo. Batemos no enorme portão,uma empregada abre, reconhece Rafa,Guilherme e Violeta, assim nos deixa entrar

—netinho, que bom te... Ver—uma mulher para de falar ao nos ver—meu Deus do céu, não podem ser quem eu tô pensando! - fala

—Gente, essa é minha avó —Rafa—vó, são eles mesmo

—meu Deus, Pan!—fala e abraça a menina-você está enorme!—Pan abre um sorriso

—Eu me lembro da sua voz—Pan fala parecendo viajar em suas lembranças

—Oi nenha—Violeta—bom, você já conhece todo mundo, a gente já sabe de toda a verdade, mas queremos fazer algumas perguntas pra você, e se você deixar, queríamos explorar o castelo

—Bom, podem fazer as perguntas, e fiquem a vontade para explorar o castelo— fala e se senta no sofá

—Nenha, é verdade que o pessoal em geral ficou preso em um museu aqui no Reino?— Pan pergunta

—Verdade, museu artes e ofícios, Lucas tinha ficado desesperado a procura de Tarik, parecia que ele sentia que algo iria dar errado—ela fala, e eu fico chocado

—Violeta, anota aí o primeiro local que vamos —Pan fala

—entao dês de pequeno eu tenho uma ligação com meu pai—eu

—sim, dês de que nasceu—Nenha—todos sempre achavam que você seria a cara de Tarik, e realmente vocês sempre foram parecidos

—Meu pai, ele tinha sido sequestrado, quantos feitiços a Maria e o Pedro jogaram nele?—João pergunta

—na verdade todos foram sequestrados, mas os únicos que não conseguiram sair foram Felipe e Caue, mas pelo o que sei foi só um feitiço que jogaram nele

—Acho que você está errada—Rick fala,ele e Violeta estavam anotando tudo—eu e violeta temos uma teoria de que foi mais de um feitiço, mas depois contamos ela—fala e olha para Violeta que sorria com cara de quem desvendou um mistério

—o que levou a causa das primeiras brigas entre meus pais?— eu pergunto

—Bom,quando resgataram Batista descobriram a cura para o feitiço dele, mas era necessário um beijo do melhor amigo, que no caso foi o Mikhael—nenha

—eu não tô acreditando que o Mike beijou meu pai!—João fala

—Se os olhos ficassem rosa durante 5 segundos, é porque o beijo é de amor verdadeiro, e isso aconteceu—Nenha

—e é aí que entra o outro feitiço—violeta

—Pedro e Ketty lançaram um feitiço no Batista para que quando o Mike beijasse ele os olhos dele ficassem rosa—Rick fala

—Nenha, o que realmente aconteceu no museu? —João pergunta

—Mikhael traiu Tarik ficando com Felipe e Barb—fala direta—e lá Tarik conheceu Amanda, os dois passaram a ficar,e ficaram ficando quando foram pro internato, e nessa brincadeira de ficar, nasceu a Luna—Nenha

—Eu fui um acidente do erro do meu pai-Luna fala triste

—Maninha—eu a chamo—se você veio ao mundo, é porque tem um objetivo,sendo um acidente ou não, pelo menos você nasceu pra me irritar e dar apoio

—brigada, seu chato—ela fala e todos rimos

—como os outros casais brigaram?—Rafa pergunta

—um dia, no museus, foram traições ao mesmo tempo—Nenha responde

—É aí que entra mais um feitiço, nenhum tinha vontade de fazer o que fizeram, foram enfeitiçados, obrigados-Violeta

—Acho que muito já se esclareceu—Rafa fala

—Vamos no museu galera-Pan fala e todos nós levantamos

—Crianças—Nanha—existe um sítio no alto da colina, mais ao norte, seus pais iam muito lá, acho que vale a pena ir dar uma olhada

—Brigada vó—Pan—nós podemos ficar no castelo? Queremos levar ao fundo as investigações

—Claro que podem, vou mostrar o quarto em que seus pais ficaram—Nenha fala.

—Vamos envestigar o castelo Galera—Dick fala.

Cada um foi investigar sobre seus pais.Eu, Guilherme e Luna ficamos juntos. Olhamos em cada quarto do castelo, pra ver se eu lembrava de algo

—esse quarto—Falo entrando nele—foi aqui que eu nasci—eu—quando tinha tres ano papi vivia me trazendo aqui—Falo observando novamente no quarto

—Gente, olha só o que eu achei—Rick fala por meio da ligação Skype. Todos fomos em um quarto, ele achou uma foto em que estava todo mundo junto, nossos pais conosco no colo

—Gente, eles estão no mesmo lugar da foto que tem no diário da minha mãe—Dick fala, pegamos as duas fotos e comparamos

—É verdade—Pan fala, descemos correndo pra falar com nenha

—É o jardim do castelo, nesses dia da foto do diário eles plantaram uma árvore, sei até qual é—nenha fala observando a foto—eram muitos momentos no jardim, vocês nem imaginam, dês de quando vocês nasceram vocês viviam naquele jardim

—obrigada pela ajuda—Pan fala

—de nada—nenha

—Mas então, vamos logo no museu!—Nick

—nem pensar, já está tarde, vocês vão amanhã de manhã—nenha—espera, na Terra hoje é domingo, não era para estarem no internato?

—sim, mas queremos unir nossos pais logo—Guilherme fala 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...