1. Spirit Fanfics >
  2. MLBB - O Herói Solitário >
  3. Perdas

História MLBB - O Herói Solitário - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Perdas


Desde de aquele dia Alucard vem treinando duro com Edward, participava de missões, não eram muito desafiadoras. Edward não queria botar a vida do garoto em risco mas certo dia:

— Alucard: Edward por que você não me leva em missões difíceis? Poxa eu já tenho 16 anos.

— Edward: Você ainda é um garoto e tem uma vida a seguir...

— Alucard: Mas eu quero ser um caçador de demônios!

— Edward: Isso é passageiro depois você se apaixona por alguém é tudo isso passa.

* Alucard faz cara de emburrado *

Enquanto eles conversavam, ficavam a caminhando em direção do acampamento enquanto anoitecia.

— Edward: Olha garoto nós vamos ter de partir para o Império de Monyian amanhã cedo.

— Alucard: Por quê?

— Edward: Bom eu sou um caçador de demônios e recebi uma carta dizendo que a campanha já tinha acabado...então trate de acorda umas 3 horas da manhã.

— Alucard: Sério?

— Edward: Você quer ficar sô aqui?

— Alucard: Está bem mas tem uma condição.

— Edward: Que condição? Não tem condição nenhuma ou você vem ou não vem e ponto final.

— Alucard: Ah!

Em meio a esse clima o perigo se aproximava, uma orda de demônios sentiam cheiro de sangue humano, eles tinham desejo de beber o sangue e saciar sua fome com a alma deles.

Enquanto Alucard dormia tranquilo mas Edward não ele sentiu que algo ruim estava prestes a vir então as 2:21 ele acordou Alucard:

— Edward: Garoto acorda garoto!

— Alucard: O...que oque foi?

— Edward: Ande pega sua espada e vamos!

— Alucard: Por quê?!

— Edward: Vá rápido!!!

Alucard se levanta e pega a espada com uma regata e um moletom preto ele sai correndo na frente, enquanto isso Edward saiu da tenda cuidando da retaguarda de Alucard, quando o mau se aproximava rapidamente os demônios sentiram a alma de Alucard em desespero e eles a seguiram o mais rápido possível.

Alucard olhou para atrás e ficou perplexo com a imagem um batalhão de demônios foram para cima dos dois caçadores. Edward sabia que não podia fazer muita coisa e sabia que eles não iriam sobreviver, pois, eles estavam vindo muito rápido:

— Edward: Vá Alucard! Eu cuido disso!

— Alucard: Oque você pirou!

— Edward: Não eu não pirei só odiaria te ver morrer na minha frente.

— Alucard: A qual é só precisamos correr mais rápido.

Nesse momento Edward se virava e foi em frente aos demônios e diria siga a noroeste. Nesse momento a orda se colidia com Edward ele tentava esfaquear demônio por demônio. 

Alucard ficava parado perplexo vendo seu mentor se sacrificando até que ele se aproxima demais e Edward vê um demônio atrás de Alucard:

— Edward: Abaixe-se 

* Alucard se abaixava *

Edward jogou sua espada mas ao mesmo instante os demônios partiam para cima dele, seguraram os braços de Edward e as pernas enquanto ele falava para Alucard:

— Edward: Sai daqui agora!! Vá o mais rápido!!

Alucard estava paralisado, enquanto isso os demônios enfiavam seus membros no ânus de Edward:

— Demônio: Vamos foder ele primeiro depois cortar a cabeça dele!

— Demônio: Isso!

Edward ficava com mais medo de seu discípulo sofrer o mesmo que ele então ele continuava falando:

— Edward: Corra garoto pela sua vida!!!

Mas Alucard não conseguia se mover e os demônios continuavam com o estupro:

— Demônio: Vamos arrancar as partes do corpo dele!!

— Demônio: Sim começando com seu membro!

Enquanto isso acontecia o caçador de demônios ficava imobilizado sendo abusado fortemente. Outros demônios também enfiavam seus membros no ânus de Edward enquanto o seu membro era cortado, depois foi seu braço esquerdo:

— Demônio: Então caçador como é ser abusado e torturado?!

Edward estava fraco e sem força enquanto Alucard via seu mentor sendo morto aos poucos um filme se passava pela sua cabeça, até que. Alucard se levantava pegava a lâmina de seu mentor enquanto isso podia se notar uma forte energia vermelha emanando do corpo de Alucard, ele segura bem a espada do seu mentor e falava:

— Alucard: Ei demônios raça da minha raiva...

— Demônio: Peguem o garoto.

— Alucard: Morram!!!!

Alucard avançava em pulo muito forte enquanto sua espada ficava vermelha, quando colidiu diretamente com o demônio ele automaticamente explodiu dava para ver a surpresa dos demônios de longe, quando Alucard lança uma onda de fricsão onde limpou uma área gigantesca não sobrando um demônio de pé, nem mesmo uma árvore.

Alucard chegava próximo de Edward, com tristeza em seu olhar ele dizia:

— Alucard: Oqu...e oque eu fiz para você mundo!!!

Depois de gritar Alucard caiu de cansaço no chão.

Enquanto isso próximo ali um cavalheiro líder de uma ordem sentia o poder da onda de fricsão que Alucard havia disparado:

— ???: Mas que poder.

O dia havia amanhecido e Alucard estava triste pois viu seu amigo morto no chão, ele enterrou seu amigo e dali em diante ele odiaria profundamente os demônios e jurou matar todos em sua frente. Passado um pouco da sua tristeza ele partia para Monyian:

— Alucard: Bom ele disse que era para noroeste então...ah vamos...vamos lá.

Sozinho Alucard ia na sua jornada mas não sabia que estava preste a conhecer uma lenda viva dali em diante.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...