História Moans - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Pristin, Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe
Tags Gay, Hansol, Pristin, Seungkwan, Seventeen, Yaoi
Visualizações 40
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Três


Os minutos se estendem continuadamente e seu cérebro já se acostumara aos sons emitidos pelo outro garoto; Este, se debate em sua cama, urrando e gemendo em decorrência de alguma possível dor. Vernon tem o gravador em mãos trêmulas, encostado num canto da parede. Ele solta uma destas, a levando até suas calças. Só mais um pouco, ele pensa, apertando seu pau contra o tecido do moletom. Sentia-o se contrair e se movimentar ali, e ele tenta de qualquer forma que aquilo não tomasse a proporção que estava para acontecer. Quase nem ao menos entendia o por quê ainda estava no quarto. Morde seus lábios brutalmente a cada novo gemido, abaixando embora que sem sucesso, o volume que aparecia em sua calça. Incapaz de controlar, chega a aparecer um pequeno ponto de umidade no local.

Aperta o botão designado para encerrar a gravação. Ela havia durado exatos vinte minutos.

Vernon visualmente transtornado leva o gravador consigo, deixando o lugar num fechar suave porém rápido da porta. Suspira e solta um prolongado palavrão, com as costas coladas a parede; Caminha de volta até o seu quarto com dificuldade, visto que mantém as vacilantes pernas abertas. Ele empurra levemente a porta, de forma que ela apenas faça um pequeno chiado em decorrência.

Adentra o quarto escuro, arfando baixo.

— Vernon?

Procura o dono da voz, ao mesmo tempo em que deseja se desvencilhar; Vai até a sua cama. Era Wonwoo, com traços ainda sonolentos.

— S-sim? — fecha os olhos ao responder, se amaldiçoando por não ter agido feito um sonâmbulo. O garoto prontamente esconde o gravador debaixo do travesseiro.

— O quê estava fazendo lá fora a essa hora da madrugada? Está tudo bem? — ele pergunta em volume quase inaudível. — É meio tarde agora.

— E-eu fui, eu fui... — gagueja, levando as mãos aos cabelos. Não havia percebido que o ponto úmido aumentara de tamanho.

— Aconteceu alguma coisa, você está tão... — Ele desce da cama. — Vernon, o seu pau. Você estava vendo pornô na sala de computadores! Eu não teria essa ousadia no meu primeiro dia de aula. Como conseguiu a chave?

— Eu... — ele suspira novamente; era evidente que estava concentrado em si todo o tesão que havia carregado desde a pequena estadia do quarto ao lado, e parecia segurar algo que se propagava. — Sim, eu estava lá. Parabéns, você descobriu. Mas agora eu não consigo mais me controlar, me sinto tão... excitado.

— Você está suando cara, foi tão sério assim? Fraco demais.

— Cale a boca, Wonwoo. — Vernon senta em sua cama com cuidado, tocando a pequena área molhada.

— Sou seu amigo, então vai ficar me devendo essa. — o outro se aproxima, ainda bocejando.

— Como assim dever?

— Abaixe essas calças. — Wonwoo ordena, de joelhos a frente do garoto. Vernon permanece ainda confuso quanto a isso, lhe clareando as ideias assim que o outro por si mesmo retira o tecido dali.

— Está maluco, Wonwoo. Ah... — geme, assim que seu pênis é exposto para fora, notando as consequências. Ele quase toca a barriga, de forma com que veias grossas tenham aparecido, e sua glande esteja molhada por algo que ele insistia em guardar para si.

— Fique em silêncio, para que não acorde Minghao nem os moradores ao lado. Vai ser rápido. — ele mantém o mesmo tom calmo e baixo. Vernon apenas concorda com a cabeça levando o rosto para trás.

Wonwoo não diz mais nada e leva sua boca até ali, passeando com a língua na glande do moreno. Ele percebera que se continuasse a demorar e fazer joguinhos estaria apenas torturando mais o amigo. Ao primeiro toque, Hansol gemeu alto e logo o outro tapara a saída de som por sua boca. Tudo bem, iria ser algo rápido. Sua língua toma espaço, chupando com intensidade, o instigando severamente com a ajuda de suas mãos. Elas massageiam seu pau, o apertando e puxando arrancando gemidos abafados de Vernon. Este não tem noção do volume, e de sorte o som é impedido de se propagar. Wonwoo leva uma das mãos de volta a boca do garoto, que as lambe.

Não demora até que Vernon goze de tanto prazer, urrando alto. O amigo fecha os olhos, torcendo para que mesmo com pequenos barulhos, ninguém houvesse acordado. Ele recebe em sua boca todo o líquido expelido, engolindo-o por alguns segundos.

Até que ele não é nada mal.

— Acabou, se sente melhor? — Wonwoo pergunta num volume baixo, arfando.

— Muito melhor, eu não aguentaria. Obrigado.

— Tudo bem, agora vá dormir. Ninguém deve saber disso, certo?

Ele se levanta, espreguiçando-se enquanto volta para a cama.

— Ninguém vai saber, muito obrigado mesmo, você tem uma boca incrível. — diz, apenas para envergonhá-lo.

— Pare de falar merda, está tarde, e é bom que ninguém saiba mesmo.

— Eu sei. — a voz sonolenta de Minghao diz, dentre os seus cobertores.

— Era só o que me faltava. — Wonwoo se vira em sua cama, dormindo.

Vernon ri e veste suas calças, se deitando exausto na cama. Porém não estava nem um pouco com sono.
 

 


Notas Finais


espero que apoiem aqui o tanto quanto apoiam ela no wattpad; e podem me dizer o que estão achando te amo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...