História Moans - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Pristin, Seventeen
Personagens Hansol "Vernon" Chwe
Tags Gay, Hansol, Pristin, Seungkwan, Seventeen, Yaoi
Visualizações 36
Palavras 739
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Cinco


Não importa o quanto a aula prosseguisse, avançando em determinadas matérias, Hansol mantinha sua cabeça em algum lugar longe dali. Mais precisamente a duas carteiras de distância, bem ao seu lado.

— Ei! Ei Hansol! A aula já terminou o quê está fazendo aí parado?

— Hã... O quê? — o garoto sai de seus devaneios, retirando seu olhar apaixonado daquela direção.

— Boo Seungkwan, não é? — Wonwoo sorri travesso, dando um soquinho em seu ombro. — As duas aulas de matemática já acabaram, agora vamos matar algumas outras até completar o primeiro horário.

— Não, eu não posso matar aula. Wonwoo...

— Pare de ser careta, nós vamos ficar na quadra de esportes, dar um passeio. E se isso te anima, adivinha quem também irá faltar em algumas aulinhas? Começa com "S". — O moreno sorri, puxando Vernon de sua carteira.

— A sua mãe. — ele responde levantando a mão para lhe dar um tapa fraco. — Você só pode estar de brincadeira em me fazer uma pressão psicológica dessas.

— Vamos lá, não irá dar nada de ruim! — Minghao chega, animado.

— Merda. — Revira os olhos. — Tudo bem, mas eu preciso passar no dormitório antes.

Hansol se levanta, caminhando com os garotos até a porta. Eles ora andam, ora correm pelo corredor, e ocasionam pequenas discussões sobre quem "comeria" quem, num threesome.

— Com certeza, a bunda do Minghao precisa ser usada para alguma coisa... Junhui que o diga! — Wonwoo ri e se protege dos futuros socos que receberia do chinês.

— Cale a boca, seu merda. Não entendi o por quê do Jun. — ele olha para os lados, falando baixo.

— Pelo que eu sei, Wonwoo, você é tão dominado pelo Mingyu... Acho que o Minghao te daria um trato facilmente. — Vernon ri e o deixa envergonhado.

— Vocês são uns lixos.

— Vou ir rápido no quarto. — Hansol diz e os garotos concordam.

— Vou ir contigo.

— Podem ir, vou estar esperando lá embaixo. — Wonwoo sorri e se afasta.

— Cuidado para não se perder!

— Vamos logo, Minghao.

Os dois caminham por algum tempo, conversando besteiras. Hansol adentra o quarto, porém o loiro aguarda na porta, e ele não entendera o por quê. Abre sua mochila, pegando junto a si o computador já conectado com o gravador. O coloca numa bolsa fornecida pela escola, de lado e que atravessa o corpo todo.

— Gostei disso, é super prático...

Embora Hansol tenha iniciado um assunto, Minghao já não estava mais lá. Sussurra um palavrão e encosta a porta, tentando se lembrar onde ficava a quadra. Corredor... Duas esquerdas!

Ele segue o caminho que traçara mentalmente até o local, mesmo que quase tomando direções erradas. Desce muitas escadas para chegar a quadra, que era coberta, por sinal. Cerra seus olhos a procura dos outros garotos, nas extremidades e na arquibancada. Apenas vê um Wonwoo bravo sentado ali, abraçado em suas pernas. Se aproxima discretamente, o assustando com um pulo.

— Seu idiota, o quê está fazendo?— Jeon lhe mostra uma cara feia.

— Nada. O quê você faz aí, todo emburrado?

— Apenas apreciando a paisagem. — suspira, apontando para dois garotos a poucos metros dali.

— Quem são? — Hansol os analisa mais a fundo. — Acho que já os vi em algum lugar...

— É Mingyu, e seu namorado, Seokmin. Ah, que vontade de vomitar.

— Eles namoram? Nossa cara, eu sinto muito.

— Não sinta, Mingyu é um idiota. Ele faz questão de se pegar com o namorado dele próximo a mim, de forma com que ele possa me encarar enquanto faz isso. — Revira os olhos, bufando mais uma vez. — Aquele garoto não vale o chão que pisa.

— O quê há entre vocês dois?

— Nós tínhamos um relacionamento aberto, mas não havia dado certo. Preferi terminar e logo ele começou a namorar com aquele cara. — Dá de ombros.

— Uau... quanta merda. — Hansol diz; Ainda não havia entendido o por quê do ódio gratuito, ele mesmo tomou a decisão de romper. De qualquer forma, apoiaria o amigo.

Ele, por um minuto, encara tudo ao seu redor. Existem muitos luzeiros, o que deixa o local bem iluminado. Em pontos estratégicos estão vários casais se pegando, sem contar o que Wonwoo acabara de descrever.

— E onde está Minghao? Ele me acompanhou até o quarto e sumiu.

— Óbvio que está com Junhui, na sala do auditório. Você ainda não viu nada, Hansol.

— Por Deus. E agora, o quê faremos?

— Não sei, mas acho que você tem algo a fazer.

Hansol o encara confuso e o outro garoto logo aponta para um lugar pouco longe.

Boo Seungkwan. De novo.


Notas Finais


não esqueçam de favoritar para ajudar nois


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...