1. Spirit Fanfics >
  2. Moça do metrô - One shot Huang Renjun, NCT >
  3. Mulher encantadora

História Moça do metrô - One shot Huang Renjun, NCT - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


E vamos de one shot 2 😗✌

Capítulo 1 - Mulher encantadora


Fanfic / Fanfiction Moça do metrô - One shot Huang Renjun, NCT - Capítulo 1 - Mulher encantadora

Depois de um dia extremamente cansativo em meu escritório de advocacia, estava a caminho de casa, tarde da noite, implorando para que desse tempo de aproveitar pelo menos um pouco da noite antes do Natal (24/12). Em plena véspera de Natal, pq me fazem trabalhar?!


Estava chegando na estação, ruas paradas, pouco movimento, frio, mais frio mesmo, eu estava congelando, só queria ir para casa, tomar um banho quente, jantar e aproveitar junto de meus primos, tios, pais...


Ao chegar na estação vejo que a mesma estava vazia. Olho meu relógio e percebo que ainda vou ter de esperar 15 minutos pelo meu metrô. Pelo amor de Deus. Não tinha ninguém, alguns desciam de seus metrôs e logo iam embora. Até eu notar uma moça entrando na estação e se sentando em alguns bancos que havia do outro lado porém bem na minha frente. Ela trajava uma blusa social branca, uma calça preta e saltos pretos finos e uma bolsa bege. Cabelos soltos e pouca maquiagem, deve estar na mesma situação que eu, voltando do trabalho em plena véspera de Natal.


Seus olhos pareciam brilhar diante de tudo que tinha ali. Ela retira seu celular de sua bolsa e seus fones de ouvido também, logo colando em seus ouvidos. Deve estar a escutar alguma música. Ela fecha seus olhos se concentrando em sua música, e eu a admirá-la, fico cada vez mais encantado pela beleza exuberante da mulher.


Ela não aparentava velhice, devia estar em seus 24, por aí, minha idade. 


E seu eu chegasse nela e puxasse um papo?


Quando levanto de meu banco na intenção de ir até a moça, meu metrô chega. Inacreditável como o tempo pode passar tão rápido quando se faz algo interessante. Reparo que ela entra no mesmo metrô que eu.


Em nosso vagão havia apenas 3 pessoas: eu, ela e uma senhora. Me pergunto o que uma moça de idade faz à esta hora da noite, véspera de Natal, andando pela rua, ou melhor de metrô. A senhora parecia tão distraída, é como se ela nem estivesse aqui.


Fico aqui na minha, reunindo forças e coragem para tomar uma atitude e ir falar com a moça encantadora, que continuava a mexer em seu celular. Ok Renjun, vamos lá. 


Levanto de meu banco e me sento ao lado dela.


Renjun- oi


____ - é melhor se afastar, eu tenho spray de pimenta.


Renjun- Ei calma, eu sei que é estranho um cara do nada chegar em você e começar a falar contigo sem ao menos te conhecer, porém eu só quero conversar mesmo!! 


Quando ela ia dizer algo metrô chega na estação perto da minha casa. Que coisa hein!! Nem consegui conversar com ela direito.


Renjun- Preciso ir agora. A gente se vê por aí.


Senhorinha- Calma meu jovem, tudo tem seu tempo!! - e quando você pensa que alguém não está nem aí lara o que você está fazendo, na verdade ela está prestando mais atenção do que você.

Desço do metrô e ando 1 quarteirão até chegar em minha casa. Sei que a essa altura eu já devia ter carro e tudo mais porém tenho medo de dirigir, sim, medo.



Renjun- Genteeee, cheguei.


…. - Injun!! - Jia, minha priminha mais nova vem correndo até mim e pulando em meu colo.


Renjun- Oi princesa, tudo bem?- Ela balança a cabeça dizendo que sim e fazendo um "uhum". - Que bom!


Sra. Huang- Oi meu bem - ela vem até mim e deposita um beijo na minha testa. - Chegou na hora, vai tomar um banho, tirar essa roupa social e desce para comemorarmos.


Renjun- Tá. - Subo para o meu quarto, pq ainda moro com os meus pais e só pretendo mudar quando arrumar alguma namorada/noiva, tomo um banho e coloco uma roupa confortável e desço de volta para onde todos estavam, cumprimento todo mundo e passamos a noite comendo, conversando e celebrando. 


DIA SEGUINTE 


Fomos dormir bem tarde ou seja, acordei tarde também, agora já são 11:30. Desço para comer algo.


Sra. Huang- Filho, seu pai chamou um colega de trabalho para vir almoçar conosco, ele trará sua esposa e a filha deles para vir aqui também. Devem chegar daqui a pouco. Pq não sobe para se arrumar? Daqui a pouco já vou servir o almoço.


Renjun- Tá.


Subo, tomo um banho, escovo os dentes, roliço uma roupa um pouco formal porém nem tanto. Desço novamente. Logo escuto a campainha tocar.


Sra. Huang- atende para mim por favor, querido?!


Renjun- claro!


Vou até porta, ao abrir:


 ____ / Renjun - Moço/Moça do metrô?!...


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...