1. Spirit Fanfics >
  2. Model - Imagine Jaemin >
  3. .:Chapter 1:.

História Model - Imagine Jaemin - Capítulo 2


Escrita por: e Jaemila


Notas do Autor


quem é vivo sempre aparece, não? Aí aí, já era pra ter saído isso aqui antes, mas a preguiça sempre é maior e derruba a minha boa vontade :')
Queria agradecer a @Airplanet por esse design lindão, porquê é sempre importante divulgar o trabalho dessa deusa!
Ah, queria aproveitar pra dizer que atualizei a sipnose ^^

[Capítulo não revisado!]

Capítulo 2 - .:Chapter 1:.


Fanfic / Fanfiction Model - Imagine Jaemin - Capítulo 2 - .:Chapter 1:.

    Jaemin estava sentado em uma cadeira de madeira, com a sua xícara de café apoiada na mesa redonda a sua frente; suas pernas cruzadas enquanto encarava a rua pelo enorme vidro da cafeteria com uma temática antiga. A sua favorita durante anos.

— Como posso convencer aquela skatista a trabalhar pra mim? — indagou a si mesmo, mordendo o seu lábio inferior, enquanto seu pé direito balançava no ar, sua mão vai até a alça da xícara e a pega, levando-a até os seus lábios e bebericando o conteúdo, sem afastar seus olhos da rua.
    Assim que a xícara toca a mesinha novamente, seus olhos arregalam-se encarando a garota sair da faculdade, batendo na sua calça e ajeitando a blusa, que Jaemin suspeitava ter sido comprada na sessão masculina. Ela atravessa a rua e segue calmamente até a entrada da cafeteria que o mesmo se localizava, a garota olha para o lado dando de cara com ele e sorri.

— Como 'cê 'tá, tio? — perguntou indo até a cadeira que tinha na frente do mais velho e sentou-se, um dos garçons vai até ela e sorri empolgado.

— O mesmo de sempre, Louise? — indagou e a mesma assentiu batendo palminhas, o garçom saiu de lá rindo baixinho, Jaemin arqueou uma sobrancelha e a garota deu de ombros.

— Vejo que gosta de cafeterias com temáticas diferentes. — exclamou convicta e o mais velho assentiu ajeitando a sua postura e descruzando as pernas. — Compartilhamos um gosto em comum então.

— Então o nome da skatista é Louise? — perguntou e a garota assentiu positivamente e seu pedido é posto na mesa, ela acena para o garçom e pega uma colher do bolo, colocando na boca e encarando Jaemin.

— Planejou alguma proposta interessante, ou desistiu de mim, tio? — perguntou após engolir o bolo e beber um gole do frapuccino.

— Estou pensando em uma proposta digna de você concordar. — esclareceu e ela mexeu a sua cabeça levemente, pondo mais um pedaço de seu bolo na boca. — E se eu te convencer com comida?

— Agora estamos falando de negócios que me interessam. — disse colocando a colher no prato e cruzando seus braços sobre a mesa, Jaemin faz uma careta, curioso e confuso com a fala de Louise.

— O que você quer? — indagou pendendo a sua cabeça pro lado depois de Louise soltar uma risada baixa e apoiar a sua cabeça na palma da mão que havia levantado.

— Quero ir comer em um restaurante, de minha preferência. — disse por fim, voltando a comer o seu bolo e beber o frapuccino, Jaemin abre a sua boca incrédulo e, provavelmente frustrado com a forma que convenceria ela a trabalhar para si.

"Então, era só ter oferecido comida? O ditado é real mesmo." — pensou encarando Louise deliciar-se com o seu pedido e passar a língua sobre os lábios.

— Quando começo a trabalhar? — perguntou e Jaemin chacoalhou a cabeça, encarando ela confuso. — Quando eu começo a trabalhar? — repetiu a pergunta e Jaemin mexeu a sua cabeça concordando, ela faz uma careta sem entender nada.

— Está disponível hoje? — indagou e ela assentiu. — Então começamos hoje! — disse e foi a sua vez de abrir a boca incrédula, suspiro e terminou de comer rapidamente, levantando-se e indo pagar o seu pedido, ao lado de Jaemin, que discutiu e disse que pagaria; o que foi realizado com sucesso depois de enfiar o cartão na maquininha.

— Onde fica a sua empresa, tio? — questionou para o mais velho, que apontou para um prédio, a mais nova arregalou os seus olhos e deu dois passos para trás. — É bem maior do que pensei que seria.

— Vai se acostumar rapidamente, eu acredito no seu potencial. — assumiu e a garota assentiu devagar, eles voltam a andar e adentram o prédio que cheirava bem, bem até demais no ponto de vista de Louise. Jaemin aponta para um elevador e a mesma chacoalha a cabeça virando para direção que ele apontava e caminhando; Jaemin volta a andar e ambos entram no elevador.

— As pessoas são chatas demais? — interpelou para o mais velho que negou com a cabeça, o elevador abre as suas portas e ambos saem, Louise encarava todo o percurso, as vezes dando voltinhas para captar o máximo de referências possíveis. Jaemin a pega pelo ombro e abre uma porta, a garota põe o rosto dentro do local e entra junto do homem.

— Pessoal, está aqui é a Louise, a nossa nova modelo. — declarou e as pessoas olharam para a garota, que engoliu seco, um garoto aparece em sua frente e sorri amigável.

— Me chamo Jisung, será um prazer ser o seu fotógrafo. — apresentou-se esticando a sua mão, a garota pega e aperta, soltando rapidamente e virando seu rosto para Jaemin.

— Tio, essa criança é um fotógrafo mesmo? — questionou a Jaemin, que fez uma careta tentando segurar o riso, Jisung bufa e Louise ri ironicamente. — Mentira, o prazer é meu, Jisung.

— Bom, vá se trocar logo, temos muitas coisas a fazer. — falou Jisung, Louise fez uma careta e foi até onde o mesmo apontava. — Essa é a skatista de ontem?

— Sim, ela não é uma graça? — indagou Jaemin sorrindo feliz, Jisung semi cerrou os seus olhos confuso e deu de ombros no final. — Trate ela bem, prometo que a mesma é gente boa.

— Diferente da sua noiva né. — sussurrou e Jaemin o olhou sem entender. — Nada, nada demais. — mudou de assunto rapidamente evitando olhar o amigo, Jaemin se despede e sai do estúdio.

— Então o tio tem noiva? — perguntou Louise atrás de Jisung, que arregalou os seus olhos e virou-se em um pulo, encarando a garota, que franziu a testa sem entender. — Falei algo errado?

— Achei que era outra pessoa que pode me dedurar. — disse pondo a mão no peito, respirando tranquilo, Louise arqueou sua sobrancelha batendo seu pé impaciente, queria a sua resposta logo. — Oh, ele tem noiva sim, mas ela é uma pessoa horrível.

— E ele é cego de amor? — indagou e o mesmo assentiu, Louise deu um tapa na sua testa e suspirou. — O tio tem que acordar pra vida.

— Concordo plenamente com você. — ditou simplista, a garota olhou para o lado e abriu a boca. — 'Tá babando pra quem? Ahh, é o Jeno.

— Aquela obra de arte renascentista se chama Jeno? — indagou mais para si mesma, mordendo o lábio inferior, o garoto se aproxima dos dois e sorri carinhoso para Louise, que suspirou igual boba.

— Me chamo Lee Jeno, serei o modelo que trabalhará com você. — apresentou-se enquanto se curvava, Louise imita o ato um tanto desleixada.

—Me chamo Louise, será um imenso prazer trabalhar ao seu lado. — disse sorrindo para o loiro, que riu com as suas bochechas levemente rosadas.

— Você cria intimidade fácil? — indagou Jisung olhando ambos.

— Sempre importante analisar as suas amizades, antes de se enturmar. — explicou e Jisung abriu a sua boca para retrucar, mas fechou rapidamente, desistindo. Louise e Jeno vão até a parede com um papel branco enquanto Jisung pegava a câmera.

— Sem gracinha, Louise. — disse para a garota que levantou os seus polegares, sorrindo sapeca junto de Jeno que se entretia com a cara de Jisung.

Duas horas depois.

— Minhas costas doem tanto! — esbravejou frustrada, com as suas palmas atrás de sua cintura, debruçando as costas para trás, quase dando com o seu rosto no abdômen de alguém, ela levanta a sua cabeça e encara Jaemin, que a olha com as suas mãos no bolso da calça.

— Posso te ajudar em algo, tio? — perguntou e ele negou com a cabeça, Louise corrigi a sua posição passando a mão na lateral do seu corpo.

— Louise, não precisa ficar me chamando de tio, não temos uma diferença de idade tão grande, quanto você deixa aparentar. — explicou Jaemin para a garota, que franziu a sua testa e estalou a língua no céu da boca.

— A plástica faz milagres, viu. — falou e uma risada escandalosa ecoa atrás de Louise, que vira o seu rosto encarando Chenle, que fecha a sua boca e volta a fazer o que estava antes.

— Você trouxe algo para comer? — questionou Jaemin, Louise sorri forçadamente e nega com a cabeça, o mais velho ri baixo e a chama com a cabeça. — Vem, eu te pago um lanche. — falou e a garota o seguiu até a cafeteria que tinha na empresa, Louise mordo o lábio segurando a tentação de meter a cara no vidro e ver todas as opções de doces e salgados que tinha ali. E tudo cheirava e aparentava ser tão bom.

— Tio, desse jeito que vou querer torrar todo o meu dinheiro só comendo aqui.  — admitiu e o mais velho sorriu divertido, eles ficaram de frente com uma atendente que mostrava um sorriso educado encarando ambos.

— O que gostariam de comer? — perguntou, Louise coçou o queixo e estalou os dedos quando se decide.

— Quero um latte e alguns pão de queijo, por favor. — pediu e Jaemin abriu a boca surpreso, a atendente anotou e encarou Jaemin.

— Quero somente um café expresso, obrigado. — falou e a mulher anotou e perguntou como seria pago, ele entrega o cartão e depois insere a senha; depois que a mulher entrega o seu cartão, pega os pedidos de ambos e os entrega aos poucos. Caminham até uma mesa e se sentam, Louise morde um pão de queijo sorrindo feliz.

— Você devia ter pego alguns, são tão bons! — falou e terminou de comer um, bebendo seu latte logo em seguida.

— Estou satisfeito somente com o café. — disse e olhou para a xícara com o conteúdo escuro, Louise suspira e pega um dos pães de queijo e põe na frente de Jaemin. — Mas eu disse...

— Come. — falou grossa, Jaemin engoliu seco e pegou o pão de queijo, colocou na boca e mastigou, Louise sorriu satisfeita e voltou a comer. — Você não vai morrer se comer um pouco, o trabalho de um CEO deve ser cansativo, mas não quer dizer que só o café vai te manter em pé.

— Acredito que você tenha razão de novo. — ditou convencido terminando de comer o salgado e bebendo seu café, Louise balançava seus pés comendo distraída, esquecendo de Jaemin ali. — Louise? — chamou e a garota o olhou com as bochechas infladas por ter enfiado dois pães de queijo de uma vez.

— Fale. — disse de boca cheia, Jaemin revirou os olhos e cruzou as suas pernas.

— Por que aceitou a minha proposta? — questionou para a garota, que engoliu a comida e bebeu o resto do Latte, limpando a sua boca com um guardanapo, evitando sujar a roupa do ensaio.

— Porque eu quis e tem comida no contrato. — respondeu simplista, Jaemin fez uma careta e ela riu baixinho. — Eu gosto de dar uma chance pra quase tudo, basta me agradar.

— E eu te agradei? — indagou e ela assentiu, eles se levantam e levam o que sujaram até a bancada, Louise acena para a atendente que sorri e retribui o gesto. — Vejo que gostou daqui.

— A comida é muito boa, é o meu lugar favorito daqui. — esclareceu saltitante, Jaemin pega em seu celular vendo a barra de notificação, revirando os olhos cansado. — O que houve, tio? — perguntou Louise encarando o mais velho, vendo a cara que ele fazia.

— A minha noiva quer conversar algo sério comigo, acho que vou comprar mais um café. — falou Jaemin, Louise fez uma expressão de nojo e negou com a cabeça.

— Não conheço ela, mas compra cloro e joga nela. — falou e Jaemin arregalou os olhos surpreso, mas pensou em utilizar a ideia por leves segundos.

— Não acho que dará certo, é apenas uma birra, logo passa. — disse e Louise fez uma careta desacreditada.

"Como alguém pode ser tão burro estando apaixonado?"— pensou, e acabou por negar a ideia, acreditando ser o que ele tinha dito mesmo.

— Amor, por quê demitiu a Sae Eun?! — perguntou uma mulher aos berros, Louise apertou os seus ouvidos, checando se a sua audição estava funcionando perfeitamente bem. — Quem é ela?! Por quê estão juntos?!

— Caralho, mulher, que voz estridente da porra, cala a boca um instante! — gritou Louise massageando a região perto dos ouvidos, a mulher a olhou incrédula e bateu seu pé irritada.

— É a minha nova modelo, e eu demiti a Sae Eun por diversos motivos. Por favor, não seja grosseira. — explicou Jaemin, vendo a noiva aumentar a sua carranca e olhar Louise de cima a baixo. — Não seja mal educada, Mun-Hee.

— O nome combina com vaca, deveria vestir um casaco preto e branco e sair mugindo. — falou Louise após tirar as suas mãos do ouvido, Mun-Hee a olhou ainda mais irritada e bateu seu pé de novo.

— Você tem que demiti-lá, tratou a noiva do chefe mal! — berrou encarando Louise, que fez uma expressão engraçada e Jaemin deu de ombros tentando entender a situação.

— Louise... — Jaemin é interrompido pela noiva, que ficou na frente de Louise com uma expressão superior.

— Saia desta empresa para o seu próprio bem. — falou e Louise revirou os seus olhos intediada.

— Não estou com medo de uma vaquinha Mococa. — disse provocativa, a mulher range os dentes e se vira para Louise saindo andando. — Tio, você precisa de uma noiva nova.

— Por favor, não me lembre das vontades que eu tenho que acabar com tudo por essa birra dela. — pediu Jaemin suspirando, Louise deu tapinhas em suas costas e sorriu amigavelmente.

— Eu mato ela pra você então. — falou e o mais velho negou com os seus olhos arregalados.

— Logo você se acostuma e, vocês se darão bem! — falou convicto, Louise negou com a cabeça e deu mais um tapinha nas costas de Jaemin, que a encarou perdendo a esperança.

— Só nos teus sonhos, tio, só nos teus sonhos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...