1. Spirit Fanfics >
  2. Modern farmers - (IMAGINE BTS.) >
  3. O que acontece no lago, fica no lago.

História Modern farmers - (IMAGINE BTS.) - Capítulo 12


Escrita por: Jungkook_Favelado

Notas do Autor


Heheheeeee chegay, e com hotzinho de novo pra vocês. 😋

Não sei porque, mas gostei de escrever esse cap hoje. A intenção era fazer um hotzinho, e depois tranquilizada os ânimos de vocês com um cap frufru, mas eu queria fazer o parquinho pede fogo, de todas as formais possíveis.

E vocês já sabem né mores? Se não gosta desse tipo de conteúdo, NÃO LEIA! não estou te forçando a ficar e lê. Apenas faça se sentir a vontade.

Bom, vou falar mais nada não. Apenas aproveitem.

BOA ILUSÃO GALERA! 😋🔥📚

Capítulo 12 - O que acontece no lago, fica no lago.


            | PARK JIMIN |


Por quê essas coisas tinham que acontecer justamente comigo? Fazia bastante tempo desda última vez em que sentir minha ereção assim. Na verdade, fazia apenas algumas horas, já que na noite anterior ouvir todo aquele barulho erótico vindo do quarto da Kira, me deixou com um puta tesão. Não sabia o que rolava lá dentro, mas de alguma forma queria muito estar lá para descobrir. 

Afastei o corpo pequeno e atrativo da garota pra longe de mim, e como extinto segurei a ponta do short que usava. Sabia que não era uma boa ideia ter vindo com aquele tipo de malha, mas, eu não pudia sair com as minhas roupas de marcas para, literalmente dentro do mato. Encarei de forma envergonhada a garota em minha frente, e vi em seu rosto uma expressão estranha. O que ela pensava? 

— M-e desculpas. Mas também é culpa sua! Quem manda ficar praticamente pelada na minha frente? – seu rosto ainda abrigava uma expressão estranha, e eu me preocupei com aquilo. — Kira? Tá me ouvindo? 

Permaneceu em silêncio, olhando fixamente para a água meio barrenta a sua frente. 

— KIRA! – gritei pela mais nova, essa que pulou pra trás, como se estivesse saído de um transe. — Caralho, onde você estava? 

— Eu... Tava, é... – Se enrolou em suas palavras, e por questão de preocupação – devo ressaltar, ok? – me aproximei dela, encarando seu rosto vermelho. 

— Tá tudo bem? – Seu olhar se cruzou ao meu, e com esse simples momento, sentir meu peito disparar como se estivesse em uma maratona. 

— Jimin, o que você faz quando quer muito fazer uma coisa. Mas sente receio? – Juntei as sobrancelhas e torci os lábios. Era uma pergunta questionável, não sabia o que responder. 

— Bom, geralmente eu não sinto receio. Eu simplesmente faço. – Dei de ombros. 

— Simplesmente faz? – repetiu. Assenti.

— Só faço. 

— E se der merda? 

— Bom, eu não penso nas consequências. Maiorias das vezes ela não vem. – Novamente dei de ombros. 

— Entendi... – Murmurou, e novamente se perdeu em seu mundo. 

Tentei chamar sua atenção. Tinha medo de alguém chegar e presenciar esse momento, ou até interpretar de má forma. Mas como se estivesse sendo hipnotizada, Kira não respondeu. Estávamos a alguns passos da margem, a água batia a mais ou menos em nossas cinturas. Não era um lugar tão profundo. Suspirei derrotado, e me aproximei da garota, tendo agora seus olhos castanhos em minha direção. 

Uma estranha tensão ressurgiu no ar, e como se estivesse embriagada por ela, o olhar tímido da garota mudou drasticamente. Sentir todos os pelos do meu corpo se eriçarem ao ter novamente junto a mim, o corpo pequeno da Kira. Seus braços finos ao redor do meu pescoço, seus seios medianos coberto pela renda fina do sutiã roçava em meu peitoral. Arfei levemente ao ser pressionado por seu quadril. Não entendia o que rolava, mas queria aproveitar ao máximo que pudesse. 

De uma forma bastante selvagem, os lábios da garota domou os meus. Dominando os movimentos de forma possessa, como se estivesse dependendo daquilo. Deslizei minhas mãos até a cintura da garota, e a puxei mais para mim, querendo um contato mais íntimo com ela. O que aconteceu. Arfamos juntos ao sentir nossos íntimos se colidir. Apertei a carne macia da bunda da garota, e sorri em satisfação ao ouvir o pequeno gemido dela. 

Á fiz pular em meu colo, e a tirei da água, levando nossos corpos para a pequena grama ao redor da margem do lago. Um riso safado soprou os lábios da morena, e como resposta apertei um de seus seios, podendo ouvir outro gemido baixo vindo da garota. 

O mesmo som que ouvi em seu quarto. 

— Jimin... – Gemeu, enquanto eu trabalhava em seu pescoço. Mordi aquela sensível área, vendo o efeito vim de imediato no corpo pequeno da Kira. 

— Diga. – Sussurrei próximo ao seu ouvido, ainda beijando a pele sensível de seu pescoço. 

Empurrei minha ereção em direção da sua, podendo ouvir novamente os gemidos baixos vindo de nossas bocas. Caralho, eu estava anestesiado. Queria muito poder foder ela agora. 

— Quero sentir você. – Sussurou. 

— Eu também quero sentir você. – Respondi no mesmo tom. Sentir meu pau pulsar, e reclamar por está sendo apertado pela cueca. 

Ah, Kira. Você não sabe das coisas que quero fazer com você. 

— Não. Não desse jeito. – afastei meu rosto da curvatura de seu pescoço, e olhei contrariado para ela. Do que ela falava? 

— De que jeito, então? – com um pouco de dificuldade, seus braços me empurraram para o lado, fazendo-me cair de costas na grama. 

Suas mãos migraram até o fecho de seu sutiã, onde ela abriu lentamente e deslizou por seus ombros. Mordi os lábios ao vê-la massagear seus peitos rígidos. Com lentidão, a garota se aproximou, e sentou entre minhas pernas, ainda com suas mãos apertando a carne de seus seios. Fechei os olhos, ao sentir seu íntimo se esfregar ao meu, causando um efeito prazeroso em ambos. 

Se afastou de meu colo, e de maneira apressada desceu meu short, juntamente a cueca branca. Libertando enfim, meu pau já pulsante e duro. Lambeu os lábios de forma prazerosa e agarrou em meu pênis, estimulando o mesmo. Abri a boca em satisfação ao contato de sua destra em meu amiguinho, já tinha ideia do que ela pretendia, mas queria deixar isso por conta dela. Após masturbar meu pau, fui surpreendido por sua boca ao redor de meu pênis, chupando o mesmo de forma apetitosa. Fui inevitável não soltar um palavrão. 

— Caralho! – mordi os lábios com força, ao sentir seus dentes raspar por meu íntimo. 

Por Deus, onde essa menina aprendeu essas coisas? Seja lá com quem ela tenha aprendido, agradeço por está tendo essa experiência com ela. Sua boca chupada de maneira tão majestosa meu pau, que me vi perdido em seus toques. Minhas mãos seguraram seu longo cabelo, impedindo dos mesmos cair de frente ao seu rosto. Os movimentos eram lentos, mas ainda sim, deliciosos. 

Seu olhar sedento cruzou com o meu, e em forma de me provocar, rodeou a língua em torno da cabeça do meu pau, beijando-a logo em seguida. Gemi sôfrego, e a repreendi com o olhar. Coisa que ela ignorou completamente e continuou a fazer do jeito dela. Queria poder acompanhar seu ritmo, mas da forma em que me encontrava era capaz de expludir. Apertei os fios do cabelos da morena, ao sentir-la enfiar com bastante dificuldade, meu membro todo em sua boca. Puxando-o logo em seguida, e fazendo com quê uma linha de saliva fosse ligada entre meu pênis a sua boca. Sorri por tal feito. 

— Faz de novo. – Pedi, vendo seu sorriso perverso driblar seus lábios. Atendeu meu pedido e fez novamente, cuspindo toda a saliva em meu membro, o lubrificando. — Amor, mais rápido. Precisamos sair daqui. 

— Pra quê a pressa? – Ignorou meu chamado, usando as duas mãos para estimular-me. 

Caralho, desse jeito eu não vou aguentar! 

— Alguém pode... Chegar. – Seu polegar apertou a cabeça pulsante de meu pênis. Suspirei contendo o gemido. 

— Não se preocupe. É muito raro alguém vim para esse lado do lago. Geralmente somente eu venho aqui. – Abaixou sua cabeça e beijou meu pau. 

— Mas eu acho melh... Porra! – Sua boca novamente abrigou toda minha extensão, chupando de forma potente todo meu tamanho. 

Agora seus movimentos eram rápidos e possessos. O vai e vem gostoso que ela fazia, me fez revirar os olhos na tentativa de conter tamanha excitação. Não sabia em quê me agarrar, e por extinto agarrei em seus cabelos, á ajudando controlar os movimentos. Sentia meu pau pulsar mais do que nunca, e sabia que em breve chegaria a meu ápice. Inebriado pela luxúria, flexíonei o quadril e empurrei em direção a ela. Fodendo toda a sua boca. Fechei os olhos ao ser consumido por uma imensa nuvem de prazer, e logo em seguida sentir todo meu líquido ser despejado na linda boquinha dela. 

Porra, ela era maravilhosa! 

— Engole. – Pedi, ao vê-la fazer menção em cuspir. Me olhou de forma questionadora, mas me obedeceu, e eu sorri. Estava mais do que feliz. Eu estava radiante.

— Como eu fui? – Soltei o ar preso em meu pulmão a puxei para outro beijo. Dessa vez, delicado. 

— Maravilhosa. Perfeita. Incrível. – Soltei beijinhos por todo seu rosto, podendo ter o prazer de ouvir sua risada contagiante. 

— Não vai contar, vai? – Seu tom de voz mudou, e uma amedrontada surgiu. 

Por quê, baby? Queria muito poder dizer que fui o primeiro a ser dominado por você. 

— Você quer que eu conte? – Perguntei, já sabendo da resposta. 

— Você quer contar? – Rebateu, e eu me surpreendi por sua expressão. 

— Quero, eu quero muito. Mas não quero te deixar constrangida. – Fui sincero.

— Vamos... Apenas deixar no sigilo. Minha avó dizia que quem come calado, come duas vezes. – Deu de ombros, e eu rir. 

Costumava ouvir aquilo. 

— Então isso significa que irei te comer, e novamente? – Selei seus lábios, levantando da grama para poder vestir minha roupa. 

— Não sei, quem sabe. – Deu de ombros, risonha. A ajudei vestir suas roupas também. 

— Não me faça criar esperanças. – advertir, a abraçando por trás. 

— Não estou te fazendo criar esperanças. Apenas não conte, e aí quem sabe não rolarà outras vezes? 

Ok, baby. Você venceu. 

— está bem. O que acontece no lago, fica no lago. – Ela assentiu, e eu a virei para mim, novamente aproveitando naqueles seus lábios. 

Céus, estava viciado naquilo. 



Notas Finais


iiiiiirrraaaaaaaaa!!! Kira mostrando o poder da sedução.😏 Safadenhaaa!

Gostaram? De verdade? De verdade verdadeira? Que bom, ou que ruim, né? Dependo da resposta de vocês. Bauumm, prometo voltar em breve. Então aguardem por mim!

ATÉ PRÓXIMAAAAAAAAA!!! 😋💜✨


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...