1. Spirit Fanfics >
  2. Moju- O dono do morro (meu traficante) >
  3. Capítulo 1- princesa louca

História Moju- O dono do morro (meu traficante) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Capítulo 1- princesa louca


Fanfic / Fanfiction Moju- O dono do morro (meu traficante) - Capítulo 1 - Capítulo 1- princesa louca

(Jp narrando on)
me acordo me recordando da noite passada com a Ananda eu tava muito bêbado, estávamos em um baile funk e eu só me lembro disso.
(Jp N. Off)

Pepê: *chego do nada abrindo a porta e fazendo o maior barulho* Acorda Jp os PM tão tentando invadir o morro *fala com um pouco nervoso*

Jp: qui é porraaa *fala com raiva*

Pepê: os PM tão tentando invadir. *Falo novamente*

Jp: é oq??? *Me levando com pressa* eu vou trocar de roupa e a gente se v lá em baixo

Pepê: blz * desço e para falar com o Paz*

Paz: iae?? Os cara tão invadindo krl, bora logo

Pepê: ele vai trocar de roupa e já desce. * Falo ainda um pouco alterado*

Paz: quem foi que ele pegou dessa vez ?? *Falo nervoso*

Pepê: a Ananda.

Paz: krl *dá uma risada*

Jp: cheguei *digo pegando minha glock e coloco em minha cintura*

Pepê: acha q vai precisar dela? *Falo me referindo a arma*

Jp: é mlhr prevenir doq remediar, paz pega a metralhadora, Pepê tem outra glock na cozinha, vai lá e pega ela, se a propina não funcionar isso vai. Tá na HR da gente descer *a Ananda desce as escadas*

Ananda: já vão sair?

Jp: volte para o quanto.

Ananda: eu não quero. *Digo fazendo birra*

Jp: ent vaza, vai pra sua casa. Eu vou sair quando for embora avisa o Juan. *Falo com raiva*

Ananda: affs tá * pego minhas coisas e vou embora*

Jp: tá na hr, vamos *digo com pressa*

(Jp Narrando on)
eu e os meninos saímos pra resolver o conflito com q polícia. A gente tentou resolver de maneira "civilizada", mas os canas não sabem oq é isso e logo partiram pro tiroteio, eu acabei baleando alguns deles mas acabei levando um tiro em meu ombro (jp N. Off)

Jp: Merda *grito*

Pepê: oq? *Vejo ele sangrando* puta que pariu.

Paz: oq aconteceu ? *Falo de longe ainda sem notar oq aconteceu*

Pepê: o Jp levou um tiro, corre pega o carro precisamos levar ele pra minha casa.

Paz: pq pra sua casa?

Pepê: ele é um dos maiores traficantes, levou um tiro em confronto com a polícia, tu acha que um hospital vai ajudar ele? Ou que eles vão nos entregar pra polícia? Vamos levar ele pq minha prima faz faculdade d medicina.

Paz: pra q tanta arrogância?

Jp: vai logo krl *grita com dor*

Pepê: tenta se acalmar *rasgo um pedaço da minha vida e dou para ele morder para aliviar a dor* xxx, yyy e zzz  cuidem disso por nós.

X, Y e Z: beleza.

(Pepê N. On)
O paz pegou um carro nos entramos e ele dirigiu em direção da minha casa, ao chegar lá deitamos ele na sala e eu liguei para a Juju, eu sei q ela vai ser a única disposta a ajudar .
(Pepê N. Off)



(Ligação on)

Pepê: Juju???

Juju: oi Pepê.

Pepê: preciso de sua ajuda, rápido.

Juju: ox pra q?

Pepê: um amigo meu foi baleado.

Juju: onde vc tá? Vc tá bem?

Pepê: corre aqui pra casa agr .

(Ligação off)



(Juju Narrando on)
Após receber a ligação do Pepê pego meu kit de primeiros socorros, e corro em direção a casa do Pepê, mas a casa dele é um pouco longe ent demorei um pouco. chegando lá, me deparei com o Jp deitado no sofá dele baleado
(Juju N. Off)

Juju: aí meu Deus *digo nervosa e com um pouco de medo* ent esse era o seu amigo. Oq aconteceu? *Falo nervosa*

Pepê: ele tomou um tiro no ombro

Juju: isso eu tô vendo. Levem ele para o seu quarto, vou precisar esterilizar a pinça. Eu vou precisar de muita ajuda. *eles levam o Jp pro quarto do Pepê* tirem a blusa dele *eles tiram* Pepê?

Pepê: fala.

Juju: pega as gazes, facha , a pinça , a linha a agulha, muito álcool e traz um seringa e 2 sedativos.

Pepê: tá *vou pegar as coisas*

Juju: isso vai doer

Jp: o importante e vc tirar a bala d mim *falo e dou um grito de dor. Minha visão tava turva, ent logo após falar isso eu desmaiei*

Juju: Gu?

Paz: fala

Juju: vai no meu kit e pega luvas

Paz: tá *fala nervoso*


(Juju Narrando. On)
Os meninos me trazen as coisas. Eu coloco as luvas, lavo o ferimento dele com álcool, aplico a anestesia, pego a pinça e retiro a bala, felizmente a bala não atingiu o osso se não seria pior, fiz a sutura, o enfachei e deixei ele de repouso.
(Juju N. Off)


Juju: eles tem que tomar antibióticos, ele não pode lavar o ferimento ainda e vcs não podem deixar os pontos inflamar, entendido?

Pepê: Juju

Juju: Fala

Pepê: leva ele pra sua casa ou fica aqui com ele, a gente não sabe como tratar dele, pfv Juju

Juju: vamos lá em casa, preciso pegar umas roupas e alguns remédios para ele, aliás vcs dois me devem uma.

Paz e Pepê: tá bom

Juju: Vamos??

Pepê: bora, eu te levo

(Juju Narrando on)
O Pepê me levou até minha casa, eu peguei minhas coisas e voltamos para a casa do mesmo, quando cheguei lá eu tomei um banho e fiquei sentada em uma cadeira no quarto do Pepê
(Juju N. Off)

Paz: ele vai ficar bem?

Juju: sim, ele só precisa de repouso

Pepê: obrigado prima

Juju: não foi nada, mas eu tô com fome, vão caçar comida pra mim, agradeço

Pepê e paz: affs tá *saímos e vamos caçar alguma coisa para a Juju comer*

(Jp Narrando On)
Abro meus olhos ainda muito sonolento, minha visão tava turva, mas percebo que tem alguém sentado do meu lado ent resolvi falar q eu sentia, eu estava com muita dor de cabeça e dor em meu ombro
(Jp N. Off)

Jp: Dor do krl *falo um pouco alto com dor*

Juju: onde é a dor?

Jp: onde vc acha que é?

Juju: olha como vc fala cmg, eu posso deixar vc aí sentindo dor ou até mesmo provocar mais dor em vc.

Jp: quem é vc? *Falo conseguindo enchergar melhor*

Juju: Júlia Mara Franco, sou prima do Pepê ele me trouxe pra cuidar de vc

Jp: Legal. Olha aq princesa eu preciso me levantar, vc pode me ajudar? *Falo seco porém sendo um pouco gentil*

Juju: gentileza não é seu forte, vc não pode se levantar

Jp: pq?

Juju: vc precisa descansar, eu fiz uma cirurgia em vc *pego alguns remédios e o entrego*

Jp: pra q isso?

Juju: são para náuseas, dor de cabeça e para prevenir inflamação

Jp: tá... Me dá um copo de água

Juju: como eu disse deixe de ser arrogante *chego perto dele e coloco meu dedo perto de sua ferida*

Jp: Aaai *grita sentindo dor* vc é louca? *Ela coloca o dedo dnv* tá bom, tá bom *ela retira*

Juju: como se fala?

Jp: Pode pegar um copo de água pra mim?

Juju: claro *dou um sorriso em direção dele, vou pegara água e volto* viu? Não é tão difícil

Jp: obrigado princesa maluca * os garotos chegam*

Pepê: oq tá acontecendo aq??

Jp: ainda bem que vcs chegaram, essa louca quer me machucar mais ainda

Paz: vc foi rude com ela?

Juju: sim ele foi

Pepê: tá aí sua explicação

Paz: ele quase enfiou uma faca no meio das minhas pernas

Pepê: ela me fez comer terra

Juju: vcs mereceram, Jp?

Jp: diz

Juju: tá com fome?

Jp: um pouco

Juju: oq vcs trouxeram?

Paz: hambúrguer

Juju: passa pra mim *ele passa* tem refrigerante?

Paz: tem

Juju: me dá *ele me dá*  obrigada, agr eu vou comer 

Jp: Ox e eu ? 

Juju: vc não pode comer comida gordurosa *digo saindo do quarto e indo pra sala*

Pepê: oq vamos dar para ele comer, ele não pode ficar com fome?

Juju: sll da alguma fruta 

Pepê: vc não se importa né?

Juju: não o sulfite, mas eu tenho uma ideia

Pepê: fala

Juju: compra ingredientes pra sopa

Pepê: quem vai fazer?

Juju: a sua mãe imbeciu, obv que sou eu, né?

Pepê: calma, pra q agredir?





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...