História Mommy, i want milk! - Imagine Jimin - BTS - Capítulo 17


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Híbrido, Jimin, Kpop, Yonk
Visualizações 967
Palavras 565
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fluffy, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Meus capítulos não são longos, eu sei. Mas eu deposito amor em todos eles, eu espero que todos gostem e que eu chegue na expectativa que estava esperando. Me sinto decepcionada comigo mesmo quando vejo poucos comentários, realmente às vezes parece que a maioria não gosta do meu trabalho. Mas eu (tento) sempre penso naqueles que estão comigo. Eu tenho leitores da minha antiga fanfic e realmente obrigada a vocês que passaram poucas e boas com aquela fanfic horrível. Eu não sei se essa fanfic está ruim, mas obrigada a todos que sempre estão comentando e que favoritaram, obrigada pelos leitores fantasma. Eu amo todos vocês, não esqueçam que eu, Brenda, amo todos vocês.

Desculpa se foi longo. Eu realmente precisava desabafar.

Leiam com atenção. •____•

Capítulo 17 - "Carro desagradável!"


Fanfic / Fanfiction Mommy, i want milk! - Imagine Jimin - BTS - Capítulo 17 - "Carro desagradável!"

Me transfomei em humano e abracei minha mamãe e com toda aquela emoção de eu ser tão lindo, chorei também. Parecia até filme, começou a chover do nada e nós abraçados na chuva aos prantos.

•Jimin- Eu nunca vou te largar, quem irá fazer meus leitinhos diários?

Minha mamãe soluçou baixinho e me encarou. Segurei em sua nuca e aproximei meus lábios dos seus, estávamos centímetros um da boca do outro. Mas quando iríamos uní-los, um carro com o farol alto buzina falando xingamentos para nós. Por** subiu uma raiva do capeta em mim. O carro havia ido embora, não adianta nada ficar gritando igual a um abestado. Por isso, taquei uma pedra. PORQUÊ SOU FOFO.

O carro deu ré e puta que pariu parecia até velozes e furiosos, eu segurei na mão da minha mamãe e corri para a casa  nova que não era muito, muito longe dalí.

•S/n- Estamos  molhados, não temos roupas aqui.

Espera, eu estou é pelado, com os cabelos grudados na testa. Estou sexy!au.

•Jimin- Me abrace, eu sou quentinho. Tire suas roupas para não ficar doente.

Hm... É quando todo mundo me olha com olhar malicioso, mas eu só queria ajudar. Apenas não quero que minha Jagiya fique dodói.

A mesma tirou suas roupas e me abraçou. Cara*** está até parecendo aquelas cenas de mangá fodas. Sempre sonhei com isso.

Eu peguei o edredom do quarto e nos embrulhei. A mesma colocou sua cabeça na curvatura do meu pescoço, e puta merda, eu me arrepiava a cada suspiro que aquela mulher dava.
Eu fechei os olhos lentamente e fui pegando no sono. Espera, não dá pra pegar no sono.

[...]

•S/n- Jimin. Jimin!

•Jimin- Hm?

•S/n- Vamos para casa.

Nós ainda não morávamos nesse casarão, lindo, gostoso e aconchegante. Por isso, tive que me transformar em gato e minha mamãe vestir suas roupas. Pulei no colo da mesma e esperei ela fechar a casa.

•S/n- Vamos.

Mamãe estava meio quentinha e deduzi que estava com febre.

•Jimin- Miau!

Ela está quente.

•S/n- É só uma gripezinha. - riu. Não precisa se preocupar, Chim.

A mesma abriu a porta de casa e me colocou no sofá. Me transformei em humano novamente e abracei a mesma.

•Jimin- Vai se deitar, deixa que eu preparo o café da manhã.

A mesma soltou a tigela e foi se sentar no sofá. Por** quem faz comida com um pedaço de pano enrrolado no pingolin? Eu. Hoseok também.

[...]


•Jimin- Aqui.

Entreguei as torradas queimadas e um copo de leite. Eu sei, eu sou ótimo na cozinha.

•S/n- Obrigada, Chim. Parece delicioso.

A mesma deu uma mordida na torrada. E fez careta mas logo sorriu e assim ela tomou seu café da manhã. Fabuloso.

•Jimin- Se deita, vou pegar um pano molhado e botar nessa tua testa de apara raio.

Eu fui até a cozinha e coloquei a tigela para encher. Quando estava quase cheia desliguei e levei até minha mamãe.

Eu peguei um paninho e joguei em dentro d'água. Quando eu ia colocar na cabeça da mesma a campainha tocou.

A campainha tocou e eu fui atender, mas eu fiz a pior escolha da minha vida.

•Hoseok- Quem é você?  - me encarou enojado.

•Jimin- Hmm... Você é o cara da televisão. Não pode entrar. - Fechei a porta.

•S/n- Quem era Chim?

•Jimin- Ah, era apenas um vendedor de vibrador.

Eu sou convincente. Não?


Notas Finais


Jimin é a pessoa mais convincente do mundo! Isso é um fato.

Siga meu perfil: @yonk <•°3

Volto antes do cu da arara assobiar.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...