1. Spirit Fanfics >
  2. Mommy loves you - Imagine Park Jimin(Incesto) >
  3. Capítulo 18

História Mommy loves you - Imagine Park Jimin(Incesto) - Capítulo 20


Escrita por: e RaqRaq


Notas do Autor


Oiii pessoal, dessa vez não demorei😁

Espero que gostem desse capítulo, eu gostei 😓

NÃO REVISADO

Capítulo 20 - Capítulo 18


Fanfic / Fanfiction Mommy loves you - Imagine Park Jimin(Incesto) - Capítulo 20 - Capítulo 18

Dei espaço para que o moreno adentrasse meu apartamento e fitei como o mesmo parecia nervoso.

- pode me dizer o que está acontecendo? Tenho uma reunião em poucas horas - minto para que aquele garoto doido fosse embora.

- o Jimin e S/n, onde estão?

- eu não sei, ambos não atendem seu aparelho celular - digo ao recordar das minhas ligações.

- precisamos ir atrás deles imediatamente Namjoon, eles devem estar em apuros.

- Como assim?

Após o Jungkook me contar a história da sua irmã que havia sofrido abusos do próprio patrão, das ameaças, eu comecei acreditar que algo poderia estar acontecendo a minha melhor amiga e seu filho. Mas precisamos de provas dos abusos e não podemos ir salva-los não sabemos quantas pessoas trabalham para o Sr.Kim, pode haver pessoas armadas.

- Kim Seokjin sabe desses abusos? - pergunto e o mais novo me fita, o Jin poderia saber onde está S/n, caso seu pai a raptou

- talvez não, não tenho certeza.

- ótimo, vamos entrar em contato com ele e vamos salvar minha amiga...e Jimin.




Park Jimin  (On)


Eu me recordo de quando vovó me dizia que a mamãe voltaria logo para me ver, eu nunca acreditei que a palavra "logo" seria rápida. Me lembro de quando a vovó morreu e eu fiquei sozinho naquela casa enorme, observando as fotos espalhadas pela casa e o vazio que era estar sozinho. S/n me ligava várias vezes ao dia mais por momentos curtos por causa do trabalho - você é forte Jimin - as suas palavras foram como um tratamento para que eu não caísse na depressão totalmente.

Um mês depois a dor ainda parecia ser a mesma, voltar para aquela casa era como visitar a morte. Eu nunca pensei que haveria dor maior que a morte da vovó, mas eu estava enganado, a dor de se perder o amor da sua vida sem sombras de dúvida é a pior dor que existe, indo além de qualquer dor física. Jungkook, Yoongi(Suga), Hoseok e Taehyung me visitavam nos finais de semana e tentavam me alegrar todos os dias na escola, mas nenhum deles me deixavam tão feliz de como ouvir a sua voz S/n, e agora ninguém pode me alegrar novamente.

Nunca nutri raiva ou ódio de ti, sei que fez tudo pelo meu bem.

- acordou finalmente Jimin - escuto a voz do velho ao fundo, ergo minha cabeça e vejo um homem alto ao seu lado com uma arma em sua mão - seu idiota, não era para ter marcado tanto o corpo dele - ele grita para Taehyung que como sempre parecia lutar internamente com o seu monstro interior. Olhei para minha barriga e pude notar que haviam marcações feitas com lâmina, devo ter desmaiado pela dor e a perda de sangue, estou tão fraco que nem sinto tanto incômodo com os cortes.

- o que está acontecendo? - minha voz sai falha.

- eu te vendi - o velho diz simplista e manda aquele homem alto vir me soltar.

- o vendeu para quem? - Taehyung pergunta, apesar de você ser um monstro sei que foi se tornando assim por causa de um sofrimento maior.

- esta querendo saber demais utensílio - o velho rir com o seu famoso charuto entre os dentes.

Eu não conseguia andar, não sei se pela fraqueza ou por ter ficado horas e mais horas sentado naquela cadeira. O homem me ajudou a dar passos e fui me apoiando em seu ombro.

- ele vai pra muito longe? - Taehyung insistia em saber sobre o que aconteceria comigo.

- você é nada deveria permanecer em silêncio - Sr.Kim o ameaça.

- me desculpa Jimin - ele diz atraindo meu olhar e vejo tristeza em seu olhar.

Eu compreendo do porque da sua aflição, ele não iria me matar, me manter preso aqui com ele assegura minha vida.


Flashback on

- me beije na boca Jimin - ele faz um biquinho

- nem se você fosse a última mulher desse mundo - dou um tapa na sua cabeça.

Flashback off


Após sair daquela sala, pude sentir o sol em meus olhos, e como eu adoro sentir isso.

- não está com medo do que irá acontecer a ti? - o velho se pergunta ao me ver deitado em um sofá, bem melhor que aquela cadeira desconfortável.

- não me importo - o respondo, e aquilo parecia ter incomodado o velho.

O homem que me "carregou" ficou ao meu lado e Taehyung logo veio se juntar sem me fitar.

- o carro já está pronto - o homem diz após olhar seu celular.

- ótimo, antes de levá-lo quero que acabe com a testemunha - olho na direção de Taehyung e o mesmo estava com seus olhos arregalados.

- Porque? - pergunto tentando mexer meus braços

-Tsc, ele tem afeição por ti e pode me trair a qualquer hora.

Meus gritos não adiantava nada, Sr.Kim parecia se divertir com meu desespero eu via satisfação em seus olhos. Taehyung apanhava e nem tentava revidar, foram chutes, socos frenéticos em seu rosto e barriga. Já quase inconsciente o mesmo foi jogado ao meu lado no chão e ele olha pra mim.

- eu queria poder te ajudar - digo olhando para seus olhos que brilhavam como sinal de esperança.

- vou ficar livre - vejo o mesmo abrir um sorriso entre seus lábios sangrentos - me perdoe Jimin - eu chorava de forma involuntária, meu amigo perdia a vida na minha frente e eu não podia fazer nada, meu corpo parecia pesar toneladas.

- eu te perdoo - após minhas palavras o homem que o agrediu acerta mais um chute em sua barriga, o que o fez tossir sangue, eu fechei meus olhos não iria aguentar ver aquilo.

- ela vive...- abro meus olhos imediatamente e vejo Taehyung morto com um sorriso em seus lábios. Será que foi coisa da minha cabeça e ouvi demais. Você está livre agora Tae dou um sorriso esse mundo te machucou e agora pode descansar em paz.

Você não era mal Taehyung, tinha uma alma perturbada um monstro e um anjo, eu te perdoo por tudo e vou me vingar de sua morte.







Notas Finais


⚠️em reta final⚠️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...