1. Spirit Fanfics >
  2. Mon Petit Pâtisserie >
  3. Açúcar Açucarado

História Mon Petit Pâtisserie - Capítulo 5


Escrita por: purple_moonie

Notas do Autor


Aproveite ♡~

Não sejam leitores fantasmas, comentem pra mim saber o que acham da história :)

Capítulo 5 - Açúcar Açucarado


Fanfic / Fanfiction Mon Petit Pâtisserie - Capítulo 5 - Açúcar Açucarado

           Mon Petit Pâtisserie
      Capítulo Cinco – “Açúcar Açucarado”




     Aoi faltou. Parece que tudo no dia de Yashiro já ia começar daquele jeito! Pra piorar, era aula de geometria e a garota tinha esquecido seus materiais no armário no andar debaixo. Se perguntou várias vezes se aquilo poderia piorar, e piorou. Um aluno transferido, Minamoto Teru, se sentou ao seu lado e começou a lhe cortejar.




     Seu sobrenome era parecido com o de seu irmão adotivo, Minamoto Kou. Os dois tinham até certa semelhança, no cabelo, nas roupas e até mesmo na voz. A única diferença para falar a verdade, era que Kou tinha um estilo mais despojado e adolescente, já Teru poderia ser Presidente do Conselho ou CEO de uma empresa famosa facinho facinho.




   – Muito prazer em conhecê-la, Nene-san. Espero que possamos nos dar bem enquanto eu estiver estudando por aqui! Aliás, seu cabelo é tão bonito – pegou uma mecha.




   – Não faço a menor ideia do que meu cabelo tenha a ver com a escola, mas tanto faz. Se me der licença eu preciso ir buscar umas coisas – respondeu Yashiro indo até a mesa da professora.




   – Professora eu esqueci meu transferidor é meu esquadro no piso de baixo, posso ir buscar? Prometo que não irá se repetir de forma alguma, eu juro!




   – Você tem cinco minutos, Yashiro. Vá num pé e volte noutro ou irá perder todo o conteúdo que vou passar pra vocês hoje.




   – Já é o suficiente para mim senhora, obrigada. Já já retorno para a sala de aula – e segurou a maçaneta da porta.




     Assim que se dirigiu para a parte dos armários na escola, viu uma cena inusitada. Hanako estava desmaiado no chão, extremamente pálido e com febre. Tentou de tudo, tapinhas no rosto, ressuscitação e balançar ele de um lado para o outro, óbvio. Nenhum funcionava e ele estava totalmente imóvel tinha no mínimo 2 minutos.




   – Hanako-senpai, acorda! Por favor...




     Estava quase começando a chorar quando o garoto abriu um olho e pegou em sua mão.




   – Onde... Onde eu estou?




   – Está no corredor, você caiu no corredor daí eu vi e vim te ajudar, você está bem? – colocou a mão no ombro dele.




   – Eu acho que estou bem sim, meu estômago apenas dói um pouquinho. Acho que eu comi muita besteira ontem, haha – Hanako abre um sorriso lindo.




   – Ah... É, e-então você deveria ficar de olho né, vai que vira algo mais sério. Vem, vou te levar na enfermaria – estava sendo sugada por aquele sorriso encantador, mas precisava manter a postura.




     Ele se debruçou sobre ela, encostando suas bochechas. Seu coração palpitava, e sua respiração já estava desconcertada. Jamais teria imaginado, nem em seus melhores sonhos, que iria ficar próxima daquele modo com Hanako. Ele segurou a sua mão e a apertou delicadamente.




   – Pode deixar comigo, princesa. Eu estou bem agora, vou só beber uma água e voltar pra sala, tá? Obrigado por se preocupar comigo – sussurrou em seu ouvido.




     Ele a soltou, e saiu andando em direção a sua sala. Ela estava completamente desestabilizada, tremendo e com os olhinhos lacrimejando. Ele cheirava baunilha, sua mão era macia e suave como um muffin, e seus cabelos exalavam um cheiro adocicado de shampoo de goiaba. Não queria que tivesse a soltado, nunca.




     Queria ficar para sempre daquele jeito, como se apenas existissem os dois no mundo, só Hanako e ela. Estava confusa, nunca tinham se falado muito e ele parecia bem íntimo na verdade. O que teria acontecido?




     Quebrou totalmente no “princesa”. Estava tão feliz que nem por um momento passava pela sua cabeça que talvez fosse pelos donuts. Para ela, o sonho de se aproximar de seu amado era distante e utópico, e tinha se esforçado muito para botar isso na cabeça e não mais se iludir. Tinha de ser realista. Enquanto isso, Hanako andava pelos corredores sorrindo e corado, com o coração batendo rápido no peito. 




   – Acho que é ela... Ela é tão linda...


Notas Finais


Obrigada por ler ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...