História Monstar - Capítulo 1


Escrita por: ~

Visualizações 9
Palavras 747
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


eU FALEI QUE VOLTAVA E AGORA COM UM YAOI NAO TAO FLUFFY
mas nao tem lemon porque nao consegui imaginar os dois da vida real assi. Quem sabe um dia eu posto alguma fanfic com lemon né rsrs
Gente deem mt mt mt amor pro Yongguk e pro Shihyun, os dois sao tao fofos
e pro JBJ tbm obrigada
Sobre o titulo da fic, vcs so vao entender quando a profissao do Yongguk for revelada, mas ele tbm tem um duplo sentido que eu vou explicar quando chegar a hora.
Não deixem flopar pufavoooo eu investi mt tempo nessa fic :(

Capítulo 1 - Encontrar.


Fanfic / Fanfiction Monstar - Capítulo 1 - Encontrar.

Seul nunca esteve tão fria. Na verdade, ela nunca esteve tão fria nas poucas vezes em que estive aqui.

Paguei o taxista que havia me deixado em frente a um prédio pacato longe do centro da cidade, mas que era perto da minha faculdade. As paredes do lugar estava descascando por fora, mas pelo que eu havia visto da recepção, por dentro não estava tão detonado.

Na recepção, havia somente a recepcionista que estava bem arrumada com o uniforme que mais parecia o de uma comissária de bordo. Tive alguns problemas pra entender o sotaque de Seul, mas nos entendemos quando ela me entregou a chave do meu apartamento e me indicou o número e a senha do lugar.

Quando estava prestes a entrar no elevador, ela me alertou de que eu teria um colega de quarto, o que não constava no contrato do apartamento. Apenas sorri e fingi que estava tudo bem por mais que estivesse pegando fogo por dentro. Não critiquei pois havia sido muito difícil arranjar um apartamento naquela região com um aluguel relativamente barato. Não era possível que os meus primeiros 15 minutos na capital fossem tão ruins.

Demorei mais alguns 15 minutos antes de achar o meu - e de mais um desconhecido - apartamento. Pelo menos esse tempo foi útil para que eu pudesse rezar para que o meu colega de quarto não fosse uma má pessoa.

Digitei a senha de entrada do apartamento que estava escrita num papel que a recepcionista havia me dado e logo de cara de deparei com um gato. Ele era preto com algumas manchas brancas e de porte pequeno. Sorte a desse cara que eu gostava de gatos, fato esse que não me proibiu de questionar se o homem (que eu sabia que era um homem porque era um dormitório masculino) não sabia que teria um colega de quarto ou não se importava se a pessoa não gostava de gatos mesmo.

Deixei as malas na frente da porta para poder acariciar o gato, quando eu vi outro gato, dessa vez um pouco menor, se aproximar de mim.

De longe pude ver os pés de um alguém no sofá. A pessoa parecia estar dormindo.

Quando me aproximei da sala, vi um garoto, mais ou menos da minha idade, quem sabe mais velho, dormindo serenamente.

Ele era bonito, magro, e rapidamente acordou antes que eu pudesse chama-lo, abrindo os olhos lentamente enquanto tentava entender o que estava acontecendo, ou, quem eu era.

- Hum...No que eu posso ajudar? - Ele perguntou com aquele sotaque e eu não pude evitar de rir da sua cara de sono e cabelos bagunçados.

- Sou seu novo colega de quarto, eu acho. - Eu disse e saí para pegar minhas malas enquanto dava um tempo pro garoto se localizar.

Percebi que ele não era uma das pessoas mais organizadas do mundo; embora o apartamento estivesse limpo, havia muitas coisas jogadas no no sofá e na mesa de centro. Coisas essas que o meu colega de quarto fizera questão de retirar enquanto eu trazia as malas pra dentro.

- Eu achei que você viria mais tarde. - Ele disse ao sentar-se novamente no sofá. - Meu nome é Yongguk e...seu quarto é a primeira porta á esquerda. Eu cheguei primeiro então espero que não se importe já que escolhi o quarto que eu preferi.

- Ah, tudo bem, Yongguk-shi. - Eu sorri mas ele não sorriu de volta. Parecia ser, ou, estar, mal humorado.

- Hoje eu estou de folga mas eu costumo trabalhar até muito tarde. Acredito que vamos nos ver muito pouco. E esses são Tobi e Leusi. - Falou apontando pros gatos. - Vou descansar um pouco.

Não pude dizer mais uma única palavra antes de ele bater a porta do seu quarto, indicando que havia ido dormir. Fiquei sentado na sala do apartamento olhando pros gatos e decidindo o que eu iria fazer.



 

No outro dia, o tal do Yongguk (que eu só sabia o nome e que era um mal educado) saiu de casa muito cedo, antes de eu acordar. Confesso que acordei tarde mas era por uma boa causa, e a faculdade só começaria dali a uma semana.

Na geladeira, Yongguk deixou um bilhete pedindo para eu trocar a caixa de areia dos gatos (que eu nem sabia onde estava e nem sabia como fazer isso). Ponderei um pouco antes de desistir de morar naquele apartamento, mas, por hora, resolvi ajudar Yongguk com aquele mínimo favor.
 


Notas Finais


Esse foi o primeiro cap hehehe espero que vcs tenham gostado
Tentarei atualizar dariamente e nao fiquem bravos com o Yongguk porque ele não passa de um inocente bebê
Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...