História Monster - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Ficção, Histórias Originais, Magia, Mistério, Original, Romance, Shoujo, Violencia
Visualizações 17
Palavras 490
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - O que você é?


Fanfic / Fanfiction Monster - Capítulo 4 - O que você é?

Entrei no beco, James estava logo atrás de mim, até que ele colocou ambos os braços ao lado da minha cabeça, me impedindo de sair dali.

-James, o que você...- Eu queria perguntar o que ele estava fazendo, mas eu fico sem palavras quando vejo asas negras surgirem logo atrás de James, ele dá um sorriso, e agora é possível ver caninos extremamente afiados. 

Ele me olha, eu estou paralisada e sem palavras, estática, sem saber o que fazer, com terror estampado em meu rosto. O sorriso some do rosto dele, ele começa a me olhar com um olhar diferente, e abaixa a cabeça.

-Eu não posso fazer isso.- Ele sussurra algo, mas eu não consigo ouvir. As asas somem, e ele se afasta. Ele olha para mim, e sai correndo.

-Mas o que diabos...- Eu estava cheia de perguntas, mas assim que reparei, Hiro estava bem em minha frente. James tinha mesmo escutado algo no beco, ou apenas era um pretexto para tentar fazer alguma coisa comigo? E por que ele simplesmente saiu correndo? Tantas perguntas, nenhuma resposta.

Resolvi voltar para casa, peguei Hiro no colo e comecei a caminhar, já estava tarde, a luz dos postes eram foscas e mal iluminavam a rua.

-Me desculpa.- Escuto alguém, era a voz de James, me viro, e ele está lá, parecendo envergonhado. Hiro pula do meu colo, e vai em direção a ele. James o pega no colo.

-O que você é?- Eu pergunto, depois de um tempo, com medo, admito.

-Posso te explicar tudo, mas não agora, não aqui.- Ele diz, se aproxima, e me dá o gato.

-Então quando? Onde?- Eu respondo, estava com medo dele agora, não queria mais ver ele, por que diabos eu disse aquilo? Ele me olha surpreso, talvez eu seja a primeira que não foge.

-Amanhã, ao meio dia. Na lanchonete ao lado da loja de discos.- Ele fala, e me olha, esperando uma resposta.

-Tudo bem.- Eu respondo, e ele desaparece.

Mesmo eu estando com medo, mesmo ele podendo me machucar, eu quero voltar a ve-lo, não sei o que deu em mim, talvez a curiosidade para saber o que ele é, por que ele não me matou naquele momento. 

Eu chego em casa.

-AKIRA!- Jenna grita, quando escuta a porta.

-ONDE É QUE TÁ...- Jenna me vê com Hiro no colo, e pega ele- Ai meu bebezinho, onde é que você tava, mamãe tava preocupada, não faz mais isso meu neném.- Jenna as vezes me assusta quando fala com vozinha de criança.

-Ele tinha fugido, eu tive que ir atrás dele, ainda bem que eu encontrei.- Eu digo.

-Eu disse pra você fechar as portas, e as janelas, e trancar tudo, por que não fez?- Ela pergunta, colocando o gato no chão.

-Esqueci.- Eu digo, e dou de ombros.

-Você não tem jeito mesmo... Meu bebê tá com fome tá? mamãe vai dá papazinho pro gatinho, vem cá.- Não dá pra levar ela a sério desse jeito.

Eu tomo um banho, faço um lanche e logo depois vou dormir.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...