História Monster - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hinata Hyuuga, Itachi Uchiha, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha
Tags Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Terror
Visualizações 55
Palavras 1.033
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Terror e Horror, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Iniciando mais uma fanfic aqui (não era para isso acontecer, mas não consegui segurar)
Sim! Eu deveria estar escrevendo outras fanfics, mas eu estava louca, em um nível supremo para postar essa fanfic aqui.

A fanfic foi inspirada em uma música chamada “monster” da banda Meg and Dia, uma música que me viciou (link nas notas finais)

Fiquem com o capítulo e boa leitura!

Capítulo 1 - How should I feel?


Fanfic / Fanfiction Monster - Capítulo 1 - How should I feel?

                                      
                                Monster

Capítulo 1: How should I feel? 


Eram sussurros pedindo pelo amor.

-Me ame. - uma voz calma e suave diz. - Por favor, me ame, me ame.


                          (...)

Poderia considerar-se um monstro, uma pessoa anormal. Não sentia nada, não sentia dor, não sentia o amor, não sentia a tristeza, nem mesmo a alegria. Sasuke apenas sentia raiva, raiva por não conseguir sentir isso tudo.

Haviam noites que enlouquecia. Assim como essa.

Seus punhos iam contra a parede, chegando a quebrá-la. Isso tudo para tentar sentir alguma coisa. Suas mãos estavam sujas de sangue, mas ele não sentira dor alguma. Isso o deixava louco.

Como eu deveria me sentir? - ele pensa.

Ele bate à porta de seu apartamento.

Todas as vezes que ele fica com raiva, ele sai para beber, por incrível que pareça, nunca ficou bêbado.
 
Todas as vezes que ele vai para rua, atrai olhares de medo por causa de seu olhar de ódio e suas roupas escuras.

Entrou em um bar qualquer, atraindo olhares de muitos. Algumas mulheres o olhavam com um olhar de desejo enquanto o resto o olhava com um olhar de medo.

Ele nem percebe, não está nem aí para ninguém.

Vodka é o que ele sempre pede. Nem ele sabe por qual motivo bebe, é apenas um tranquilizante para ele.

Já um pouco mais calmo, Sasuke resolve ir embora, mas não iria para casa.

Sasuke não tem medo algum de ficar andando na rua a essas altas horas da noite, afinal, ele não sabe nem como é sentir medo. Será que ele já sentiu isso um dia?

-Me larga, Sasori! - Sasuke escuta um grito feminino, mas não se importa. - Me solta, você está me machucando. - Quando Sasuke escuta isso, olha para o outro lado da calçada, onde havia um “casal” brigando.

-Você é minha, Sakura! Aceite! - Sasuke tinha a noção de como isso era sério, não sabia o que fazer para ajudá-la.

-Eu não sou sua propriedade, entenda! - Escuta a voz chorosa da garota.

Estava escuro, não conseguia ver muito bem. Chegou mais perto, e a garota estava chorando desesperadamente, sua pele estava com marcas roxas.

Como eu deveria me sentir? - ele pensa 

Sasuke sente seus punhos no rosto do garoto com cabelos avermelhados. Não sabia o quão aquela sensação era boa.

Sasuke é forte, pode ver sangue voando da boca do homem, e ele não tinha medo algum.

-Quem é você? - O garoto de cabelos avermelhados pergunta com a mão na bochecha.

-Não te interessa. Só não toque mais nela! - Sasuke diz, enquanto segurava a camisa do garoto.

-E você não se meta! Ela é minha e eu faço o que eu quiser com ela. - O garoto diz levando outro soco, que agora foi na barriga, e o garoto caiu no chão.

Sasori, o garoto que estava fazendo maldades com a garota, está bêbado, nem consegue se levantar do chão.

-O-obrigada. - A garota de cabelos rosados diz, ainda chorando.

-Vem, eu vou te levar em casa. - Sasuke diz.

Sasuke não está com nem um pouco de preocupação, ele não sente nada em relação a isso, apenas acha que isso é o certo a fazer.

A garota usa roupas escuras, seu cabelo está preso e um pouco bagunçado, e tem profundas olheiras em seus olhos.

-Ele... ele é algo seu? - Sasuke pergunta.

-E-ele é o meu ex-namorado, mas ele me fez tão mal, e aí eu não aguentei mais e terminei com ele, e ele não consegue aceitar isso. - Ela o responde, ainda com voz de choro. - Afinal, qual é o seu nome? 

-Meu nome é Sasuke. - Ele diz no mesmo tom frio de sempre.

-O meu é Sakura. - Ela diz sorrindo. 

Como consegue sorrir depois de ter sofrido daquele jeito? - Sasuke pensa.

-É-é aqui. - Ela diz, parando em um prédio bem simples. - Obrigada, novamente. Aqui está o meu número caso precise de alguma ajuda, preciso te dar algo em troco.

-Não se preocupe com isso. - Sasuke diz pegando o papel da mão da menina e indo embora. Nem reparou que a mesma ficou lá parada o vendo desaparecer.

Ele não sentia nada, pena, preocupação, não sentia absolutamente nada! 

Chegou em seu apartamento, logo se deparou com as paredes quebradas, mas pouco se importava com isso. Não estava nem aí para nada mesmo.

Sentou-se no sofá, pegou o papel com o número da garota. Por que não adiciona-lá em seus contatos? Ele só tinha o número de sua mãe, e de seu irmão, e não  via ambos há muito tempo.

Resolveu enviar mensagem para a garota, só para ela salvar seu número mesmo.

Ele liga seu celular, onde não tem aplicativo algum, apenas a caixa de mensagens, a câmera e a galeria, onde não pode ser encontrado nada. Sasuke não tira fotos.

                  Mensagem on

Sasuke : 
Aqui é o Sasuke, pode salvar meu número se quiser.

Sakura : 
Oi, Sasuke. Vou salvá-lo sim, pode deixar.

                Mensagem off 

Ele sabe que não vai precisar da ajuda dela, mas não custa nada ter o contato dela, vai que o ex-namorado maníaco dela vá atrás dela de novo e a garota precise de sua ajuda.

Nunca precisou da ajuda de ninguém para nada, não é agora que vai precisar. Sasuke sempre viveu sozinho, nunca precisou da ajuda de seus pais desde seus 15 anos. 

Sasuke pensa que seus pais nunca deram a mínima para ele, se dessem, tinham levado ele para algum médico para desencadear seus sentimentos.

Por um lado, talvez seja bom Sasuke não ter sentimentos, não sofre por causa de sua família, aquela que nunca se importara com ele. Essa é a única coisa boa. O resto é horrível.

A única pessoa que realmente se importou com Sasuke, foi seu irmão mais velho, Itachi. Sempre tentou conversar com o irmão, e tentar entendê-lo, só que Sasuke não queria que ninguém o entendesse, afinal, talvez seja impossível entender alguém que não tem sentimentos.

Já eram 5:00 da manhã de um domingo. Sasuke resolve dormir. 

Ele vai para seu quarto e se deita em sua cama e dorme. Não tem nada para fazer além de dormir mesmo.

 

 

 

 

 

                         


Notas Finais


Gostaram?
Link da música : https://youtu.be/M0GRhK3W0_Y


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...