História Monster - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Personagens Originais
Tags Baekhyun, Colegial, Drama, Exo, Hetero, Romance
Visualizações 29
Palavras 632
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 11 - I'm In Love


Nós dois corremos feito crianças para a cozinha, abri a geladeira pegando o que queríamos. Coloquei o chocolate em uma panela pequena para derreter. 

- Você é bastante bipolar! - Falei chamando a atenção de SeoHyun que brincava com os fios de cabelo 

- Não sou não! 

- Uma hora me odeia, uma hora é minha amiga! 

- Isso significa que eu não te odeio de verdade, não acha? - Sorriu 

- É, pode ser! 

Eu já não acreditava na idéia de almas gêmeas, ou amor à primeira vista. Mas eu estava começando a acreditar que umas poucas vezes em sua vida, se você tiver sorte, você pode encontrar alguém que é exatamente o certo para você. Não porque é perfeito, ou porque você é, mas porque suas falhas combinadas permitem que dois seres separados formassem um só. Isso soa estranho pra mim; mas acho que é exatamente isso. Eu achava que era um tipo de ódio a primeira vista, mas percebi que o contrário estava acontecendo. 

Em tão pouco tempo eu me apaixonei? Não. No momento em que eu bati meus olhos nela, no chão do corredor, ela era bonita. Porém, folgada. E isso talvez ajudou ainda mais! 

Isso é clichê? De mais! Mas que culpa eu tenho? 

- BAEKHYUN VAI QUEIMAR A PORRA DO CHOCOLATE! 

Desliguei o fogão mais rápido do que quando eu tenho dor de barriga e ter que ir ao banheiro depois de comer 103738 kg de doce. Vai por mim, eu corro no estilo Usain Bolt. 

- Tava pensando em que? Não reparou que o chocolate só faltava pegar fogo? 

- Aish! Estava pensando na minha mãe! - Menti. 

P.O.V Narradora 

O verdadeiro amor como qualquer outra droga forte que cause dependência, não tem graça. Assim que a fase do encontro e descoberta se encerra, os beijos se tornam surrados e as carícias cansativas... exceto, é claro, para aqueles que compartilham os beijos, que dão e recebem as carícias enquanto cada som e cada cor do mundo parecem se aprofundar e brilhar em volta deles.
Como acontece com qualquer outra droga forte, o primeiro amor verdadeiro só é realmente interessante para aqueles que se tornam seus prisioneiros. E como acontece com qualquer outra droga forte que cause dependência, o primeiro amor verdadeiro é perigoso. Os que estão sob o domínio de uma droga forte - heroína, erva-do-diabo, verdadeiro amor - frequentemente se veem tentando manter um precário equilíbrio entre discrição e êxtase, enquanto avançam na corda bamba de suas vidas. Manter o equilíbrio numa corda bamba é difícil até mesmo no estado mais sóbrio; fazer isso num estado de delírio é praticamente impossível. A longo prazo, é completamente impossível... 

Baekhyun estava usando a droga e tentando se manter em equilíbrio na corda bamba que também conhecemos como vida. 

Ele não podia simplesmente dizer para SeoHyun que sentia algo a mais por ela; tão a mais que nem o próprio conseguia entender. Por que ele tinha que se viciar nessa porcaria chamada amor? Já não bastava Chae Min? Agora ter que sofrer por SeoHyun também... 

Ele estava ferrado e sabia muito bem disso. 

P.O.V Baekhyun 

Como eu posso saber o que ela sente por mim? 

Me perguntei. Se eu beija-la, sua reação pode entregar algo, ou vou apanhar mais uma vez? Arrisque. 

Passei chocolate na bochecha da menor. 

- Hey! - Exclamou 

- Eu limpo. - Me aproximei de seu rosto e passei a língua ali, tirando o chocolate por completo. Fui dando leves beijos da sua bochecha até o canto da sua boca; mas perdi a coragem. Quando ia me afastar, uma mão veio até minha nuca, me puxando contra seu lábios. 

Essa garota vai me enlouquecer. Eu não consigo mais me entender! Bela como uma noite linda, um céu com mil encantos, o que estou pensando?! 




Notas Finais


Filosofei!

Quis mudar um pouco a escrita, preferem assim ou como nos capítulos anteriores?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...