1. Spirit Fanfics >
  2. Monsters - Imagine Lee Taeyong e Jung Jaehyun (NCT 127) >
  3. Lancasters.

História Monsters - Imagine Lee Taeyong e Jung Jaehyun (NCT 127) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Oie! ❤

Eu sei, eu sei, eu sumi e demorei pra voltar... maaaaaas eu tenho alguns motivos: 1. Eu estava ensaindo pra um concurso no meu tempo livre então não tinha tempo pra escrever; 2. Fiquei doente durante uma semana e estava sem condições para escrever.
E é isto ksksk eu prometo que agora eu volto a escrever com frequência! 💖

Espero que gostem!
Boa leitura~ 😘

Capítulo 4 - Lancasters.


Fanfic / Fanfiction Monsters - Imagine Lee Taeyong e Jung Jaehyun (NCT 127) - Capítulo 4 - Lancasters.


• Capítulo anterior •



Jaehyun: S/n?!


• Continuação... •



POV'S TAEYONG


Taeyong: Quem é S/n?!

Jaehyun: É aquela garota de ontem!

Mark: O que ela está fazen... Espera, ela faz parte dos Lancasters?!

Taeyong: É claro que não, saberiamos se fizesse. Mas por que ele está falando com ela?

Haechan: E se for dela que ele está atrás? - Todos olharam para o Haechan.

Doyoung: Por que ele estaria atrás dela?

Haechan: Como é que eu vou saber?

Jaehyun: Não comecem. Eu vou lá reoslver isso. - Disse saindo.

Taeyong: Ficou louco?! - Segurri o braço dele. - Ele vai saber que está vivo e vai pensar que está ajudando a garota que nem sabemos a importância que tem pra ele. E além de colocar a sua vida em perigo de novo, vai colocar a dela também!

Jaehyun: Não importa, ela já está em perigo de qualquer jeito. A diferença é que eu sei me defender e posso lutar com ele, ela não! - Soltou-se mim e saiu.

Taeyong: Aish... - Disse saindo.

Haechan: Aonde vai?

Taeyong: Impedir que ele faça algumas besteira de novo. - Então fui atrás dele.

POV'S S/N

~ Minutos antes... ~

[...]

Enquanto caminhava, tentava segurar o choro, não queria ser a única chorando em um lugar onde era pra na verdade eu me divertir. Mas eu precisa deixar aquelas lágrimas cairem, precisa desbafar, e o mais rápido possível...

Então fui até a área abandonada do parque, não era mais utilizada e ninguém ia até lá. Era o lugar perfeito.

Assim que cheguei, me escontei em uma árvore, e deslizei até o chão, podendo finalmente chorar o quanto eu quissesse sem que ninguém visse. Eu estava me divertindo com ele depois de tanto tempo, e mesmo assim ele conseguiu estragar tudo mais uma vez...

Não entendia porque ele fazia isso, se queria ficar com outras garotas, então porque ainda estava comigo? Por que não terminava logo ao invés de me fazer sofrer desse jeito?

Era nessas horas que eu ficava pensando se valia mesmo a pena estar com ele para ele não contar nada a ninguém. Mas então lembrava as consequencias que eu teria se ele contasse. A escola me expulsaria – já que eles não aceitavam pessoas vindas de orfanatos, por serem conhecidos como psicopatas e loucos e por essa razão foram abandonados. Eu só estava na escola porque Baekhyun conseguiu me ajudar e fazer parecer com que, teoricamente, eu tivesse sido transferida –, nunca conseguiria arrumar um emprego – pelo mesmo motivo –, e as pessoas pensariam coisas ainda piores sobre mim.

Então, é, eu sempre ficava em um impasse comigo mesma toda vez que ele fazia isso.

???: Me pergunto quem teria feito isso com você... - Me assustei ao ouvir a voz de um homem ao meu lado, o que me fez levantar depressa. - Me desculpe, não queria ter te assustado.

O homem tinha a pele pálida, seus olhos era castanho escuro e seu cabelo era preto, suas eram semelhantes à roupas socias mas ainda sim não deixavam de serem modernas. Então comecei a analisar suas expressões mas ele não esboçava nada.

???: Mas então, quem fez isso com você?

S/n: Por que eu te diria? Eu nem te conheço, não deveria nem estar falando com você.

???: Tem razão, não deveria. Mas eu posso te ajudar.

S/n: Eu não preciso de ajuda.

???: Posso tornar sua vida melhor. Não precisaria mais ter medo do seu namorado Baekhyun e nem do que as pessoas pesariam sobre você ser uma garota de um orfanato. - O olhei surpresa.

S/n: Como sabe...? - Ele sorriu fraco. Mas antes que ele pudesse dizer algo, ouvi alguém chamar o meu nome, e quando me virei para ver quem era, vi Jaehyun e seu amigo vindo em nossa direção. - Jaehyun? O que faz aqui?

Jaehyun: Vimos você vir correndo pra cá enquanto chorava e decidimos ver se você estava bem. - Então eles olharam para o homem a nossa frente. - Desculpe, não queriamos atrapalhar. - Ambos não expressaram nada anormal ao ver aquele homem, já o mesmo parecia muito surpreso ao ver os dois ali.

S/n: Tudo bem, não atrapalhou. - Sorri fraco. - Eu já estava saindo mesmo. - Voltei a olhar o homem mas eles não paravam de se encarar. - Podemos sair daqui? - Só então Jaehyun me olhou e concordou.

Jaehyun: Taeyong, leva ela de volta pro parque. Eu alcanço vocês. - O garoto concordou e antes que eu pudesse dizer algo o mesmo segurou minha mão me puxando em direção ao parque.

POV'S JAEHYUN

Dimitri: Olha só quem está vivo...

Jaehyun: O que faz aqui?

Dimitri: Caçando coelhos... por que acha que estou aqui?

Jaehyun: Você só aparece quando quer alguma coisa.

Dimitri: Exatamente. Mas não é o que, e sim quem. - Ele sorriu fraco. - Pena que você já viu quem é. - O olhei confuso.

Jaehyun: Por que quer ela? - Dessa vez foi a vez dele de me olhar confuso.

Dimitri: Não sabe o que ela é? - Depois de um tempo em silêncio ele riu debochado. - Ah Jaehyun, ela não é só um rostinho bonito. Ela esconde muito mais do que imagina. Está protegendo uma pessoa que nem ao mesmo sabe o que é?

Jaehyun: Do que está falando?

Dimitri: Boa sorte pra descobrir. - Ele riu de novo e ia saindo, mas parou e me olhou de novo. - Ah, e é muito bom saber que ainda está vivo. - E então sumiu.

POV'S S/N

S/n: Agora pode me dizer o que está acontecendo? - Perguntei de novo assim que paramos de andar. - Conhecem ele?

Taeyong: Esse assunto não é pro seu reino princesa. - Revirou os olhos. - Não vou te responder.

S/n: Então conhecem. - Cruzei os braços. -Quem é ele?

Taeyong: Qual a parte do 'não vou te responder' você não entendeu? - Fiquei o olhando por um tempo, até que passei por ele indo em direção onde estavamos. - Aonde pensa que vai? - Segurou meu braço.

S/n: Já que você não quer me responder, eu mesma vou atrás das minhas respostas.

Taeyong: Você não vai a lugar nenhum.

S/n: Ah é? E quem vai me impedir? Você?

Taeyong: Vai me agradecer por ter sido eu. - Então começamos a nos encarar em silêncio. Quem esse garoto pensa que é pra mandar em mim?

Jaehyun: Tudo bem por aqui? - Então ele me soltou quando Jaehyun apareceu.

S/n/Taeyong: Tudo. - Ambos dissemos claramente irritados.

Jaehyun: Sei... Mas você está bem? - Perguntou pra mim. - Aquele homem fez alguma coisa pra você?

S/n: Não, ele não fez nada. Conheciam ele? - Quando perguntei, ele e Taeyong se olharam, mas ninguém me respondeu. - É sério que não vão me responder? Qual é o problema?!

Jaehyun: Tudo o que precisa saber é que ele não é uma boa pessoa. E se ele vier atrás de você de novo precisa nos dizer.

S/n: Deixa eu ver se eu entendi bem, não querem nem me dizer se conhecem ele ou não, mas me dizem que ele não é uma boa pessoa e que se ele vier atrás de mim de novo eu tenho que avisar vocês?

Taeyong: É, basicamente isso. - Ri fraco.

S/n: Querem saber? Vocês podem até não querer me dizer nada sobre ele, mas isso não quer dizer que eu não possa descobrir sozinha.

Taeyong: Tenta a sorte. - Ele riu debochado.

S/n: Espera só pra ver então. - Virei as costas pra eles e fui em direção aonde eu deveria estar esperando o Baekhyun.

POV'S JAEHYUN

Jaehyun: Qual é o seu problema?

Taeyong: Ela não vai conseguir descobrir nada.

Jaehyun: E quem garante? Se ele for atrás dela de novo, ela vai fazer muitas perguntas e vai descobrir tudo, sem contar que ela não vai confiar em nós e estará com o pior lado!

Taeyong: Não exagera. Vamos ter que ficar de olho nela de qualquer jeito agora, ele não vai conseguir chegar perto dela. Falando nisso, o que ele te disse?

Jaehyun: Depois eu falo, agora tenho que mudar a cabeça da S/n da ideia que você colocou na cabeça dela.

Taeyong: Eu não fiz nada, ela criou aquela ideia sozinha.

Jaehyun: Você desafiou ela. E isso já foi suficiente.

Taeyong: Não seja dramático, ela só é curiosa. A culpa não é minha se não podemos contar a verdade pra ela.

Jaehyun: Você não está ajudando.

Taeyong: Esse é o seu forte, não o meu.

Jaehyun: Taeyong. - Ele revirou os olhos.

Taeyong: Que seja. Vá atrás dela, eu vou achar os outros. - Concordei e cada um seguiu o seu caminho.

POV'S S/N

Era tão difícil que essa noite fosse uma noite normal? Porque, sinceramente, eu não sei mais o que esperar. Tudo bem que há muito tempo eu não tenho uma noite normal, ou melhor, uma vida normal, eu não deveria estar tão surpresa com isso.

???: S/n! Espera! - Quando olhei para ver quem era, vi Jaehyun correndo para tentar me alcançar. Apenas revirei os olhos e continuei andando. - S/n! - Parei impaciente e me virei pra ele.

S/n: O que você quer? - Perguntei vendo ele se aproximar de mim.

Jaehyun: Não deveria dar ouvidos ao Taeyong, ele é meio impulsivo as vezes.

S/n: E por que eu deveria dar ouvidos a você? - Ele não respondeu. Então apenas suspirei e voltei a andar.

Jaehyun: S/n, por favor me escuta! - Continuou andando ao meu lado. - Sei que está irritada por não darmos as respostas que queria, mas tente entender que é melhor assim. - Parei e o olhei.

S/n: Por quê? Qual é o problema em me dizer?

Jaehyun: Não posso dizer... - Ri fraco. - Mas você precisa confiar em mim, não é seguro você saber. - O olhei confusa.

S/n: Como assim 'não é seguro'? - Antes que ele pudesse dizer mais alguma coisa, senti alguém puxar o meu braço fazendo com que eu vira-se pra pessoa. - Baekhyun?!

Baekhyun: Aonde você estava? Eu estava te procurando! - E então ele viu o Jaehyun. - Quem é ele? - Perguntou bravo.

S/n: Não te interessa. E pra que estava me procurando? Pra esfregar na minha cara que me traiu de novo?! - Ele me olhou surpreso. - Pois é Byun Baekhyun, eu vi você com aquela garota! Não precisava ter me procurado...

Baekhyun: Você não sabe o que aconteceu!

S/n: O quê? Transou com ela também? Mas tudo bem, não é? Não seria a primeira vez e nem a última mesmo. - De repente senti uma ardência no meu rosto. Ele havia me batido... de novo.

Jaehyun: Qual é o seu problema?! - Empurrou Baekhyun pra longe de mim.

Baekhyun: Não se intromete!

S/n: Jaehyun, para! Não vale a pena. - Puxei ele pra trás, e fui até o Baekhyun. - Eu realmente achei que estivesse mudando, mas vejo que me enganei... de novo.

Baekhyun: S/n, me perdoa, eu...

S/n: Eu não quero mais ouvir as suas desculpas. - O interrompi. - Eu já estou cheia disso Baekhyun, toda vez é a mesma coisa! - Suspirei. - A partir de hoje não existe mais 'nós'. E eu não me importo se você contar o meu segredo pra todo mundo, pelo menos eu não vou mais ter que sofrer por sua causa!

Baekhyun: Você não pode fazer isso comigo... com nós!

S/n: Não só posso, como já fiz. Nunca existiu um 'nós' pra você. Se você não soube valorizar o meu amor antes, então eu sinto muito, porque agora ele já não existe mais. Assim como eu não existo mais pra você. Me esquece Baekhyun. - Virei-me de costas pra ele e olhei para o Jaehyun. - Podemos sair daqui? - Ele concordou.


Baekhyun: Então foi por esse idiota que você me trocou?! - Gritou quando estavamos saindo, então me virei pra ele.

S/n: Não, eu não te troquei por ninguém. Mas não precisaria de muito pra alguém ser melhor do que você.

Baekhyun: Eu vou tornar a sua vida um inferno S/n!

S/n: A minha vida era um inferno quando eu estava com você. Agora nada vai me impedir de ser feliz sem você Baekhyun. - Sorri de lado, e então finalmente sai andando enquanto ainda ouvia o mesmo xingar a mim e o Jaehyun.

(...)

Jaehyun: Suponho que ele era o seu namorado. - Disse depois de um tempo andando em silêncio, me fazendo o olhar. - E que ele tenha sido o motivo pra te fazer chorar e correr para aquele lugar. Estou certo?

S/n: Está. - Ri fraco. - Eu não deveria ter chorado por causa dele. Nunca deveria... - Ele iria dizer algo, mas ao ver Taeyong e mais alguns garotos vindo em nossa direção, não disse.

???: Te procuramos no parque inteiro! Aonde estava? - Então ele me olhou. - Ah, você deve ser a S/n! - Olhei para o Jaehyun e ele coçou a nuca.

S/n: Vejo que falou sobre mim para os seus amigos. - Ri fraco. - E sim, eu sou a S/n!

???: Prazer, eu sou o Taeil. E esses são Johnny, Yuta, Jungwoo, Doyoung, Mark, Haechan e... Taeyong. - Ao ve-lo ali revirei os olhos. - Vejo que já se conhecem. - Ele riu fraco.

S/n: É, mais ou menos. - Sorri fraco. - Espera, vocês não são da mesma sala que eu? Eu não lembrava o nome de vocês.

Jungwoo: Ah sim, nós somos. Somos os alunos que entraram hoje na sua sala.

S/n: Imaginei que tivesse visto vocês em algum lugar. - Sorri fraco, mas eles sorriram nervosos.

Yuta: Mas então, aonde estava Jaehyun? - O mesmo me olhou como se pedisse permissão pra falar.

S/n: Digamos que ele estava me ajudando.

Taeyong: Típico dele.

S/n: Diferente de certas pessoas. - Disse o olhando e ele revirou os olhos.

Jaehyun: Ajudei ela com uma coisa e depois demos uma volta no parque. - Concordei.

Taeil: Ah sim. Bom, está ficando tarde, acho que deveriamos voltar pra casa. - Os outros concordaram, então olhei pra baixo. - Você está bem S/n?

S/n: Sim, estou. Só estava pensando como vou voltar pra casa. - Sorri fraco.

Mark: Não deveria ser da mesma forma qur você veio? - Perguntou de uma forma fofa.

S/n: Deveria, mas... não da.

Jaehyun: Ela veio com o namorado, mas terminou com ele. - Sussurrou explicando pra ele, mas mesmo assim pude ouvir.

Mark: Ah, me desculpe, eu não sabia.

S/n: Tudo bem.

Johnny: Podemos ter dar uma carona até sua casa se quiser. Não é Taeil?

Taeil: Claro, pode vir com a gente.

S/n: Sério? Muito obrigada. - Sorri.

Haechan: Não precisa nos agradecer. Então vamos? - Todos concordaram e fomos em direção ao estacionamento.

(...)

S/n: Muito obrigada por me darem uma carona. - Disse assim que sai do carro.

Taeil: Não precisa agradecer. - Sorriu gentil.

Jaehyun: Você vai ficar bem?

S/n: Sim, acho que sim.

Jaehyun: Me empresta o seu celular. - Achei estranho ele ter pedido meu celular, mas o dei mesmo assim. O mesmo pareceu anotar alguma coisa durante um bom tempo e logo me devolveu. - Agora você tem o meu número e dos meninos, se precisar de alguma é só nos ligar.

S/n: Tudo bem. - Ri fraco. - Então, nos vemos amanhã. - Eles concordaram. Nos despedimos e então entrei em casa.

POV'S DIMITRI

Observavamos a garota até que ela finalmente se despediu de seus amigos e entrou em casa. Não iriamos fazer nada com ela, não por enquanto.


Pierre: Achei que eles estivessem mortos. - Disse irritado me olhando. - Como eles ainda estão vivos?

Dimitri: Isso não importa. O que nos interessa agora é a garota.

Michael: Eles sabem sobre ela?

Dimitri: Não, mas logo irão descobrir, e quando descobrirem irão protege-la como se a vida deles dependesse da dela.

Pierre: E a vida deles irá depender da dela, assim como a nossa.

Michael: O que pretende fazer? Eles serão um obstáculo pra nós agora, e precisamos da garota antes que seja tarde demais.

Dimitri: Não faremos nada com eles, eles acabarão morrendo a protegendo. E quanto a garota...






























...ela não irá durar muito tempo.
























CONTINUA...


Notas Finais


O que a S/n é afinal? O que os Lancasters querem com ela? S/n finalmente terminou com o Baekhyun, o que será que ele irá fazer?

~♡~

Espero que tenham gostado!
Até o próximo capítulo 🥰
Bjuuus~~ 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...