História Monstro - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Undertale
Personagens Sans, W. D. Gaster
Tags Diário, Dream, Nightdream, Nightmare, Sans, Sanscest, Songfic, Yaoi
Visualizações 40
Palavras 271
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Querido diário, página um.


P.O.V. Dream 

 Querido diário, 

 Eu tenho tentado conversar com o Night esses últimos dois anos, depois de tanto tempo brigando sem motivo... Fomos cada um para um lado. Ele acabou fazendo amigos, eu também. Embora eu não possa consertar o passado- reverter essa forma estranha de... tentáculos nojentos?- eu vou cuidar dele. 

Podemos ter aquela amizade de novo de quando éramos crianças, eu sinto isso! Mas essa semana ele ficou estranho. Toda vez que eu tentava me aproximar perguntando se ele estava bem, ele se encolhia e ia pra outro cômodo da casa, muitas vezes pro quarto dele... 

 Ah! Esqueci de dizer!- ou escrever, tanto faz.- Estamos morando juntos! Numa casa que o Ink fez pra gente. O castelo era muito grande pra só nós dois então... Eu resolvi me mudar! 

 Enfim, voltando pro que interessa. Uma coisa que me chateia muito é quando ele pega alguma coisa com os tentáculos e depois sai aquela gosma... Até melecando quando a gente pega... Nojento! Seria engraçado se fosse que nem as lesmas, que fazem uma trilhinha por onde passam, daí eu sempre saberia pra onde ele foi (Exceto se ele usar portais, né) 

 Mas eu não tenho nojo dele! É só daquela coisa estranha que fica nele. Nem com banho sai... Deve ser chato viver com isso. 

 Essa é a primeira vez que eu escrevo num diário, então... Acho que foi uma experiência legal! Tem coisas que a gente só pode falar com a gente mesmo. 

 Eu vou lá dar um abraço nele. Acho que é timidez, se eu quebrar o galho talvez ele fique menos ressentido do que aconteceu no passado...




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...