1. Spirit Fanfics >
  2. Monstros que aqui habitam >
  3. Terceiro Monstro: a culpa

História Monstros que aqui habitam - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Terceiro Monstro: a culpa


Fanfic / Fanfiction Monstros que aqui habitam - Capítulo 3 - Terceiro Monstro: a culpa

Dirigindo até o hotel onde eu estava hospedada, sentia minha cabeça rodando e suas mãos entre minhas coxas, as acariciando como se fosse sua única vontade naquele momento.

Nossa conversa paralela tinha se cessado.

Talvez tenha sido pela falta de vocabulário em uma língua que não era a nossa de origem.

Você estava exausto, suado e parecia muito sensível.

Como se a qualquer toque, você fosse se desmanchar.

Você era calmo e fofo, não tínhamos muito em comum.

Mas talvez tínhamos algo, além da vontade estranha de transar em uma noite aleatória no meio da semana e o fato de ambos não serem daquele país.

Tínhamos a certeza que depois daquela noite, nada seria como antes.

Aquele quarto de hotel, parecia uma cena perfeita para uma segunda rodada.

Mas meu sorriso se desmanchou assim que te vi entrar no banheiro.

O barulho do trinco.

Das gotas do chuveiro que tocavam o chão.

Seus soluços...

Sem ao menos perceber, meu corpo estremeceu por um sentimento bem conhecido por mim... a culpa.

Eu queria estrar ali, lhe encher de beijos e carícias até seu choro se cessar.

Contudo, era invasivo demais.

Melancólico demais...

Eu me limitei a deitar sobre os lençóis enquanto minha cabeça dava várias voltas.

E você saiu de lá.

Vestindo apenas uma box cinza e o mesmo moletom amarelo que estava anteriormente.

E então meus olhos caiu sobre suas coxas, eu mentiria se dissesse que não fiquei satisfeita ao ver os filetes quase abertos nas mesmas.

Você veio até mim.

Secou os olhos, deitou ao meu lado e sorriu de forma calma antes de me abraçar.

Meu peito virou seu abrigo.

E sua voz trêmula me pedindo desculpas me deixou ainda mais confusa.

Você chorava pelo álcool ou por mim?

Senti sua respiração pesar.

Você dormiu.

Tão profundamente, calmo, e sereno, como a noite que nos dava tchau lá fora.

Eu queria ter conseguido dormir.

Mas a culpa pairou em mim novamente.

Lembrando da garota que larguei bêbada em meio a tantos desconhecidos.

Porra como eu pude?

E lá se vai mais algumas burradas para minha lista negra.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...