História Moon - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Amor, Dor Tristeza, Lua, Moon, Par
Visualizações 7
Palavras 761
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Poesias, Romance e Novela
Avisos: Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 4 - Cheia


Fanfic / Fanfiction Moon - Capítulo 4 - Cheia

Quando eu finalmente estava entregando meu coração você o quebrou.

Destruiu. Arrasou tudo

Eu acreditava que podiamos recomeçar.

Lhe perdoei tantas vezes, e de coração te deixei entrar. Mas agora não tem como você entrar em uma casa em ruínas.

Tenho poucos amigos, conhecidos falam mal de você eu sorrio, não sei como consigo ainda te defender.

Eu tinha tudo para te odiar, mas no fim eu nunca consigo.

Você é cheio de si?

Por que eu estou cheia de me aguentar chorando.

As lágrimas vem, sem prévia, sem sentido, como meus sentimentos.

Você não é o culpado de tudo, eu também não ajudei. Mas o que custava ter ficado ao meu lado?

A lua não aparece quando o sol não reflete nela.

Eu escolhi ficar ao seu lado quando todos estavam distantes, eu escolhi lhe dar a mão quando todos lhe deram as costas,

Você escolheu cometer o mesmo erro, a mesma droga do estúpido errro. Eu só acho que eu mereço mais que migalhas, mais que tudo isso.

Eu achava que você era mais, eu era cheia de amor e você estava sendo cheio dele.

Eu não estou bem, as pessoas continuam as mesmas, cometendo sempre vacilos, me deixando só, mesmo cercada.

Por alguns momentos eu fiquei só, eu poderia ter saido, poderia ter ficado, mas eu percebi o quão triste eu fiquei ao perceber que é assim que somos, completos cheios ou cheios de vazios. Afinal somos seres humanos.

Todos os dias tomamos decisões, umas nos fazem bem, outras mal. Tudo isso são consequências de um pensamento.

Você pensou, você agiu, escolheu e logo isso mesmo, consequências.

Eu tenho um bom coração, e acreditei cegamente na bondade do seu.

Eu não via malícia, não via crueldade, na verdade eu semore via o amor. Talvez o problema estivesse nos meus olhos, eu não sei, mas acho que é difícil te ver de outra forma pois eu vejo uma alma machucada.

Eu suportei saber de suas garotas, mas quando você me disse que era especial, eu me enchi de alegria, perdoei, perdoei, e tantas vezes eu aceitei você com todos os seus defeitos e erros, todo o seu passado e seus medos.

Mas eu espero que um dia você entenda que o amor, ele é fiel.

Eu sei que você não me traiu pois não tinhamos compromisso, mas você traiu o mais importante, meus sentimentos.

Eu quero que você seja muito feliz, de verdade. Eu cansei de ser a pessoa que arruína seus relacionamentos, que estraga suas amizades, que te deixa acordado a noite.

Bom talvez tenha sido melhor agora que tudo acabou, não sei se mais para frente poderia ter acontecido pior.

Eu te dei valor.

Você sempre disse que os dispostos se atraem, mas acho que você errou quando esqueceu de mencionar o amor. Eu continuo andando na direção contrária, mas tudo me faz querer virar e ir direto para os seus braços. Me encher dessa esperança vazia, me encher de dos seus sorrisos.

Você me humilhou inúmeras vezes, eu perdoei, afinal não poderia ser hipócrita, mas eu parei de fazer aquilo, eu parei com tudo eu tentei não errar eu mudei para melhor, bom pra que? Me quebrar... Pelo menos esse foi o resultado.

Quanto tempo ainda vamos perder cheios esperanças, vazios de respostas.

Eu não queria voltar no tempo, porque todas as minhas decisões são certeiras, mas eu queria que você pudesse mudar seu futuro. Ele vai ser sem mim, mas pode ter alegria sim.

Eu não sou o amor da sua vida, se eu realmente fosse você saberia.

Você não vai escutar sussurros pela noite, mas talvez meu choro abafado chegue até seus ouvidos.

Eu não vou escutar seus sussuros de carinho pois as vozes da dor que gritam aqui dentro são estéreo e cada vez mais altas.

Eu sinto falta do carinho em meu rosto, do sorriso despreocupado, do abraço. Da luz no seu olhar.

Parece que dentro de mim nada quer mudar, memórias de um passado curto e contíguo.

Você é tão inteligente, mas espero que não se encha apenas das palavras que aprendeu, mas ue se lembre que sempre que precisar pode roubar um pouco do amor que não era meu.

Eu acho incrível como apesar de tudo eu continuo parada no mesmo lugar. Tudo muda

Por quê não consigo me transfigurar?

Só queria poder ser tão volátil como todos e acompanhar qualquer coisa.

Eu estou ficando maluca, cheia de inseguranças, cheia de dores, cicatrizes, tanto no corpo como na alma.

Pare de se aproximar, permaneça longe, eu não quero fugir, porque eu sempre quis permanecer

Cheia de você. 


Notas Finais


Qualquer erro me avisem. Obrigada por ler ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...