História MOON l A Marcada do Uzumaki - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Akamaru, Chouji Akimichi, Deidara, Fugaku Uchiha, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hanabi Hyuuga, Hidan, Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Iruka Umino, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kakashi Hatake, Karin, Kiba Inuzuka, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kurenai Yuuhi, Kushina Uzumaki, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Orochimaru, Pain, Rock Lee, Sai, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Shion, Temari, Yondaime Kazekage
Tags Alcateia, Alpha, Contos Eróticos, Erótica, Erótico, Hinata, Kanoha, Lobos, lua cheia, Moon, Naruhina, Naruto, Sakura, Sasuke, Sasusaku, Vila Da Folha
Visualizações 595
Palavras 3.160
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heeeeeeey guys!!!
Voltei pourra! ERAAAAAAA KKKKK SQN

GENTE primeiro de tudo! Eu revisei todos os capítulos fiz algumas mudanças organizei coisas que estevam desorganizadas, coloquei palavras, tirei palhavras, tudo para a Fic fluir melhor!

Bora nos decepcionar com Naruto? Bora!

Então bora! Kkkk

E quem está na sua timiline? Kiba e Inoooooo esses lindos!

Boa leitura e desculpem os erros!

Capítulo 10 - Decisões


Fanfic / Fanfiction MOON l A Marcada do Uzumaki - Capítulo 10 - Decisões

Capítulo 10 l Decisões.


Dias atuais


E foi nessa hora que um uivo alto se fez rasgando o silêncio, e Sai sabia o que estava acontecendo.

– Estão a minha procura. – Ino ecoou os pensamentos de Sai.

– Fique tranquila e coma, vou resolver tudo...

Saí se levantou e vestiu um casaco negro desbotado duas vezes maior que ele.

– Preferia você sem ele.– 

 Shhh. – Disse o moreno rindo enquanto ia para a porta do chalé se preparar para sua morte.



Sai abriu a porta de sua simples cabana dentro da floresta cheia de árvores enormes animais ocultos, flores e insetos, e presenteou os seu mais novos “aliados” que estavam parados a poucos metros de distância com um sorriso sem emoção alguma, olhou entre eles de forma desinteressada e reconheceu alguns membros da alcateia, só havia homens: Kiba, Shino... E o gordinho que só vive comendo, Chouni... Chouki? Sai tinha esquecido o nome do dito, o qual vivia a comer.

– Olá saudosos lupinos, o que devo a hon... – Sai foi bruscamente interrompido.

Kiba deu um alto e longo bocejo proposital que interrompeu as boas vindas do feiticeiro, era óbvio que era um bocejo exagerado, Kiba tinha a intenção de fazer com que Sai percebesse que ele não queria ouvir nada vindo do feiticeiro.

Então Kiba continuou:

– Olha aqui bruxo... Estou sentindo o cheiro de Ino, sairemos todos felizes se você nos entregar nossa irmã de volta. – Disse o mesmo com as mão dentro dos bolsos das calças surradas. – É simples, só sairemos daqui se Ino for conosco.

Sai ponderou a frase de Kiba e franziu as sobrancelhas pensativo – Ino não fora forçada como ele está insinuando.

– Perdão senhor grande magnífico lobo da folha, – Disse sai e prosseguiu carregado de ironia. – Ino veio até a mim por vontade própria e nos amamos a luz da lua, temo não poder entregar ela ao senhor soberano mas somos um só e não tem como voltar atrás e nem nos separarmos. Estamos marcados, ela e minha e eu sou dela.

Kiba começou a rir, olhou para Chouji e Shino enquanto começava uma risada sem humor algum, os outros começaram a rir juntamente com kiba como se percebessem que tinham que fazer algo para ajudar o mesmo. E então pararam. Kiba até mesmo fingiu secar uma lágrima imaginária enquanto terminava seu show de risadas.

Outro bocejo e então kiba disse:

– Isso foi engraçado, mas tenho que te aplaudir, você é um poeta NATO!

– Quero saber qual é a graça? – Perguntou Sai cruzando os braços na frente do próprio corpo.

– A graça é você insinuar o que está insinuando branquelo.

– E o que estou insinuando?

– Que Ino, uma lupina tão inteligente foi até você para acasalar? Isso é uma bela de uma piada branquelo.

– Não é uma piada cachorro, falo sério. – Disse Sai ainda impassível.

Kiba rosnou já impaciente.

– Olha só feiticeirinho maricas, abaixa seu tom para falar comigo, não sou qualquer um, sou um dos líderes do território onde mora de favor, e qualquer desacato sofrerá as consequências com a lei ao meu favor, não estou lhe pedindo nada de mais, apenas que deixe Ino ir conosco até que tudo seja esclarecido, e se você não cooperar, tenho que lhe informar que você perdera sua casa ou até mesmo um membro de seu corpo, minhas paciência foi a zero só pelo fato de você ter me feito falar mais do que o necessário... – Kiba tentou recuperar o fôlego, bocejando.

Sai começou a rir.

– Quem está perdendo tempo aqui sou eu. – Murmurou Sai. – Eu poderia está transando com ela novamente e aqui estou... Sabe rapazes, acho que vocês deveriam perceber que Ino escolheu muito bem o companheiro dela, muitas ninfas e vampiras já me disseram que sou diferente e irresistível.

Kiba começou a rir.

– Vamos embora Kiba, eles não fez nada Ino está aqui por vontade própria. – Disse Shino.

– É verdade meu caro amigo, eu sou irresistível... Olhem bem para mim.

Os três lançaram seus olhares para Sai e essa foi a deixa para o plano do mesmo dar certo, com todos os olhares sobre si Sai lançou um feitiço com duas palavras apenas.

– Hipinotimus lupus.

Então os três olharam para Sai de forma vidrada, hipnotizados.

Sai deu uma risada genuína e começou a falar aliviado por ter calado a boca deles.

– Aconselho que os três se retirem da minha vista e nos dê, a mim e a Ino, uma hora, iremos nos aprontar, vocês poderiam matar o tempo rodando em círculos aqui na frente da minha cabana entre si... Ah, quero que vocês fiquem contando enquanto rodam, daqui a sessenta minutos vocês podem voltar para a casa de vocês.

Os três continuaram olhar Sai de forma vidrada.

Sai cruzou os braços.

– O que estão esperado? – Disse Sai com um sorriso de lado.

Os três começaram a girar e a rodas entre sim Sai riu e bateu palmas.

– Que coisa bonita.

Então o albino lhes deu as costas e entrou de volta para a cabana, uma cabana simples mas bem mobiliada e dividida: No lado esquerdo havia o quarto com uma enorme cama, onde Ino se encontrava deitada ressonando despreocupada com tudo ao seu redor, no lado esquerdo o banheiro, que tem uma porta dentro do quarto, passando pela cortina e descendo três degraus ficava a cozinha no lado esquerdo com mesa enorme de 12 lugares, a cima da mesa um lustres preso ao teto que estava desligado. Em cima da mesa estava a comida que Ino deixou para Sai, o mesmo comeu rapidamente e foi até Ino na cama, subiu os degraus passou pelas cortinas abertas e passou a mão pelos cabelos loiros da mesma enquanto deitava do lado da mesma.

– Meus sol... Minha luz... Acorde.

Ino murmurou e se mexeu deixando seu corpo amostra, ela vestia uma das camisas branca bem transparente do albino, então Sai olhou o corpo da mesma, os pequenos seios, com aréolas claras rosadas, a camisa curta mal tampava a buceta de sua loba. Sai já tinha uma ereção dura como pedra só em olhar a platinada, o homem bruxo viu Ino abrindo as pernas e soube que ela estava acordada.

Olhou nos olhos dela.

– Linda meu bem... – Elogiou Sai a apreciando.

– Me devora meu bem...

Sai montou em Ino pronto para marcar ela novamente, e estava arrependido de não ter hipnotizado os rapazes por mais uma hora.

•••

Abriu os olhos e logo os fechou por causa da claridade, rosnou, e respirou fundo, mas aquele vazio dentro de seu peito não estava mais presente, algo havia mudado. Olhou para os lados de sua enorme cama e não a achou. Seu coração começou a se acelerar e a cabeça começou a latejar.

Hinata fora embora? O desesperou quis possuir Naruto, mas ele forçou para que o desespero parasse de lhe tomar. Decidiu ficar calmo e respirar fundo. Não! Ela não faria isso, depois de tudo... Ela era realmente minha marcada, e estava esse tempo todo em meu nariz e eu não conseguia enxergar! Como pude ser tão cego? Todos viram eu não vi ou talvez não quis enxergar! Até hoje não quero, era difícil demais para o Alpha Lúpus se entregar a felicidade que o futuro lhe estendia para si, ele não podia se entregar tão facilmente para a redenção que lhe era prometida, o perdão, as lá estava ela no mesma ambiente que ele, perambulando pela casa... – Uzumaki se sentou na cama e aspirou o ar. – Cozinhando?

O loiro totalmente nu se levantou da cama e foi para o banheiro, rapidamente se banhou, vestiu apenas um calção saindo para a cozinha, ao chegar lá viu Hinata sentada a mesa com uma travessa de algo diante de si. Era claro que ela sentiu quando seu amado acordou, e ouviu o barulho da água caindo no chão, ele parecia aflito, Hinata queria perguntar a ele o que aconteceu, se ele estava bem, se ela Tinha feito algo de errado, mas temeu ser entrona e decidiu esperar o momento certo enquanto terminava de preparar as panquecas bolonhesa.

– O que é isso?

Seu companheiro estava arrastou a cadeira e se sentou a mesa de mármore junto de Hinata. A azulada levantou o rosto parando de colocar o parmesão na travessa olhando nos azuis cristalinos de seu amado.

– São panquecas. – Disse Hinata simplesmente.

– Panquecas? Mas estão tão diferentes... Estão enroladas?

– Ah sim! – Exclamou Hinata corando. – Essas são diferentes, são recheadas, e enroladas com carne e queijo, ficam deliciosas, nunca as comeu dessa formas?

Naruto se inclinou para a travessa e sentiu o cheiro.

– Não que eu me lembre, estão com um cheiro ótimo e parecem bem apetitosas... Posso comer? – Perguntou ansioso.

– Claro Uzumaki-San, vou servir, para não haver acidentes.

Hinata pegou os utensílios em cima da mesa e serviu seu Alpha com três gordas panquecas, colocou na frente do mesmo. Sem hesitar Naruto começou a comer e devorou as panquecas em um tempo recorde, entre uma mastigada e outra Naruto fazia sons como “hmmm” ou “Que delícia” e Hinata apenas o observava, com a mão no queixo, estava feliz que ele gostou.

Com o prato limpo Naruto olhou para Hinata.

– Não vai comer? – Perguntou de boca cheia.

Sorrindo Hinata devolveu a pergunta:

– Você gostou?

– Gostei.

– Quer mais?

– Quero.

Hinata se serviu de duas e deu mais duas para Naruto que comeu de bom grado mais duas.

– Nossa isso é muito bom. Parabéns.

– O obrigada. – Disse Hinata corada colocando uma mecha de seu cabelo atrás da orelha.

Naruto deixou de comer para olhar Hinata, ela o puxava como um imã, olhou aquele pequeno gesto de sua marcada e sentiu seu corpo esquentar... Mas, como? Ela só ajeitou o cabelo bagunçado, Kami... Naruto tossiu corando pela primeira vez em anos, terminou de comer em rápidas grafadas se levantou quando disse:

– Eu lavo a louça.

Naruto empilhou toda louça suja que estava em cima da mesa com agilidade foi até a pia, Hinata percebeu quando ele levantou que o mesmo estava com a barraca armada, uma ereção contida pelas fina bermuda e achou muito bonitinho ver ele corado.

Ei, pera ai, quem cora somos nós! – pensou Hinata e sua loba. Hinata se conteve o máximo para não rir mas não conseguiu disfarçar.

– Qual a graça Hinata? – Perguntou Naruto de costas para ela lavando a louça.

O coração de Hinata disparou:

– Nenhuma. – Murmurou ela tentado parar de achar a situação engraçada.

Ambos ficaram quietos por um tempo até que Hinata sentiu.

Ela sentia a excitação de Naruto aumentado a cada minuto, que homem insaciável! Ele precisava dela, e sem parar para pensar Hinata se levantou, passou os dedos em seus cabelos, penteando para trás, fez um nó e o soltou, seus cabelos caíram nas suas costas preso, ela caminhou até Naruto e se ajoelhou do lado do mesmo.

– Alpha, quero te servir.

Naruto acabou de lavar a louça, estava secando as mãos com o pano de prato quando a olhou ajoelhada com os cabelos presos bem do seu lado, os olhos dela tão exóticos estavam brilhando, Hinata estava parcialmente dominada pela sua loba, Naruto entendeu a proposta da fêmea e rosnou.

– Ora vejam só... – Naruto murmurou sorrindo e mordeu o lábio em seguida. Sua voz estava gutural seus olhos começaram a brilhar. – Hinatinha tão safada!

A Hyuuga se arrepiou da cabeça aos pés, ela viu seu Alpha sendo dominado pelo lobo e sentiu sua calcinha molhar, gemeu internamente e ouviu sua loba uivar.

– Venha. – Naruto pegou no cabelo de Hinata pelo nó improvisado.

Hinata esperou ele se aproximar para abaixar as calças dele, a ereção potente pulou para fora, Hinata viu ela gloriosa batendo no abdômen trincado de seu Alpha, com a humidade escorrendo da cabeça, gemeu novamente e lambeu desde as bolas cheias até a cabeça, chupando sentindo o gosto de seu macho.

Naruto gemeu e sorriu.

Que delícia de loba porra! – Pensou, e seu lobo concordou.

Hinata continuou seu trabalho, chupando, engolindo, masturbando, chupando a cabeça do pênis de seu Alpha, brincando com as bolas enquanto o masturbava, fazia de forma inconsciente só seguia seus instintos.

– Caralho... Vou gozar.

Hinata parou e olhou nos olhos de seu Alpha.

– Goza dentro de mim.

Com as pernas bambas Hinata levantou, encostou na mármore da pia, e empinou a bunda, Naruto foi para trás de Hinata e levantou a camiseta, ela estava nua, ele deu um tapa bem forte na bunda carnuda e branca da mesma, Hinata deu um grito alto e sentiu sua buceta latejar.

– Por favor... – Suplicou Hinata.

Naruto tirou a blusa da mesma com um puxão, rasgando o fino pano, jogou em qualquer lugar, enrolou o os longos cabelos dela no braço e a penetrou, fodeu Hinata com tanta força que a mesma teve que se segurar para não cair, e ela só queria mais.

– isso... Ah!

Naruto soltou o cabelo dela e colocou uma das mãos no pontinho do prazer dela, estimulou fazendo movimentos circulares, enquanto era um bruto com os investidas de seu pênis, era delicado com os dedos, e essa foi a ruína de Hinata, que gozou até se sentir escorrer, Naruto veio logo depois, gemendo em meio aos arquejos entrecortados a Hyuuga sentiu os jatos quente a preenchendo e mordeu o lábio em deleite.

– Eu te pertenço. – Murmurou sentindo Naruto relaxar deitando em suas costas.

Ficaram assim por um tempo, Naruto sentiu que estava pronto para outra, mas o telefone fixo bem na frente de ambos toca, eles olharam para o telefone, Naruto com um misto de ódio e alívio, Hinata estava chateada pelo telefone ter quebrado o clima.

– Atende por favor. – Pediu Naruto.

Hinata atendeu colocando no viva voz.

“Alpha, é o Shikamaru”

– Fala.

“Temos um problema com Ino e Sai, eles acasalaram durante a Lua.”

– Como?!

“Ino garante que eles se atraíram e agora estou aqui na sala, kiba e a patrulha dele está aqui também, estão meio grogues, acho que Sai lançou algum feitiço neles”

Filhos das puta!

– Já estou indo, daqui a uma hora estou ai.

“Até mais”

•••

Naruto e Hinata se arrumaram e foram para a mansão em silêncio, Naruto foi resolver os problemas que a festa da lua causou, era comum coisas assim acontecerem, a festa da lua sempre trazia algum tipo de problema por que os lupinos ficam mais selvagens, confusos e estranhos nessa época. Sai estava em pé com Ino em seu encalço, e os lideres estavam sentados na frente do casal.

– Então quer dizer que nosso hospede esta enfeitiçando os meus companheiros. – Disse Naruto bem sério. – Isso é mal.

– Me perdoe Supremo, mas não tive muita opção, eles queriam arrumar briga. – Defendeu-se Sai.

– Me explica isso Kiba por favor.

Kiba se levantou e disse:

– Eu não puxei briga eu apenas fiz pequenas ameaças e tentei fazer com que ele enxergue o lugar dele, Sai não queria entregar Ino.

Ino bufou.

– Eu não queria sair da casa de Sai seu estúpido encrenqueiro! – Disse Ino e continuou. – Alpha Sai não fez nada, nos apenas nos unimos perante a lua ele é meu companheiro.

– Como pode uma loba ter um bruxo como companheiro?! – Disse Kiba rindo.

– Idiota! – Disse Ino.

– Kiba, isso é uma coisa rara de acontecer mas não impossível – Começou Shikamaru. – Nós podemos acasalar com humanos, bruxos até mesmo vampiros nossos inimigos naturais.

Naruto suspirou.

– Kiba essa reunião só está acontecendo por causa da sua tolice, vou perdoar sai por ter jogado o feitiço em você por causa das bobagens que cometeu. – O Alpha passou as mãos nos cabelos colocando para trás. – Essa reunião nem era para está acontecendo, quero poupar meu tempo, já perdi tempo demais.

– Está andando muito com Shikamaru. – Disse Shino.

Naruto olhou para Shino que estava sentado no sofá da sala a três assentos de distância no seu lado direito.

– HAHAHAHA engraçadinho. – Disse Naruto. – É por que vocês interromperam minha foda.

Shikamaru do nada ficou bem desperto e levantou para anunciar:

– Senhoras e senhores tenho prazer em lhes dizer que nossa suprema finalmente apareceu, e ela é nada mais, nada menos que a princesa e linda ômega, Hinata Hyuuga!

Todos começaram a falar sobre as boas novas, Ino pulou de alegria pela amiga ter fisgado o homem que amava e o clima da casa mudou de tenso para descontraído e feliz, Naruto era o único inconformado no recinto.

– Tá OK seus desocupados, menos! – Disse Naruto alto para que sua voz se sobressaísse em meio ao falatório. E todos se calaram. – Vamos voltar a nossas tarefas, a mamata acabou.

Os lupinos que estavam presente na pequena Reunião se dissiparam, Naruto e Shikamaru foram para o escritório. O Alpha se sentou a mesa em sua poltrona enquanto o Nara sentou a mesa na frente de Naruto largado na cadeira olhando se amigo com um sorriso relaxado.

– E então, como foi com a Hinata? – Perguntou Shikamaru curioso.

– Foi bom.

– Como assim bom? – Perguntou Shikamaru se ajeitando na cadeira.

– Como assim? Ora foi bom, o que mais você quer ouvir? – Disse Naruto arrumando as filas de documentos em cima de sua mesa.

– Bom, bom?! Achar sua marcada não e bom Naruto, e maravilhoso sensacional! – Disse Shikamaru gesticulando com os braços.

– Shikamaru. – Começou Naruto olhando nos olhos de seu conselheiro. – Foi bom foi sensacional, a sensação de ter ela do meu lado é inexplicável, transar com ela é coisa mais maravilhosa que eu já tive e fiz em toda a minha inútil vida, mas isso não muda nada, nem nunca vai mudar.

Shikamaru não acreditava no que estava ouvindo.

– Naruto, você vai realmente deixar seu passado te consumir dessa forma?

Naruto respirou fundo já saturado.

– Amar não é para mim Shikamaru. – Disse Naruto. – Nunca foi não é agora que vai ser.

Shikamaru respirou fundo encarou Naruto.

– Olha não quero insistir, é sempre assim, sempre começa tudo lindo, mas o fim não é assim, o amor só trás dor perdas e eu tenho que me afastar dela enquanto posso.

– Um cabeça oca! Porra Naruto. – Murmurou o Nara, triste por ver o amigo mergulhado em angústia dessa forma.

– Me julgue o quanto quiser mas já sofri muito por causa desse sentimento!

– É por causa da Kushina e

Ao ouvir esses nomes, o nome de seus falecidos pais que deixaram todos da vila da folha de forma dolorosa, o antigo Alpha seu pai amado e a antiga suprema, Naruto sentiu uma dor enorme em seu peito ao lembrar dos dois. O Alpha entendia que seu amigo só queria ajudar e vê-lo feliz, mas essa foi a decisão que Naruto tomou e nada vai mudar isso.

– Shikamaru eu não quero mais falar do passado, por favor vamos esquecer essa conversa e acabar com essa discussão desnecessária, a decisão já foi tomada, Hinata Hyuuga só vai ser a mãe de meu Herdeiro, nada mais que isso. Eu vou me manter afastado dessa loba que com toda certeza será mais um motivo de sofrimento. Vamos voltar ao trabalho por favor, e deixa que da minha vida particular eu cuido.

– OK amigo, não está mais aqui quem falou.

Então os três voltaram ao trabalho, naquele mesmo dia Naruto decidiu ter uma conversa com a mãe de seus futuros filhos.



Notas Finais


Então é isso meus leitores, o que acharam???

Gente vamos ser amigos no SS? Envie uma solicitação?

Se houver mais de 30 comentários vou postar mais um capítulo antes de minhas férias acabar! AJUDA AI KKKK

É isso gente, são três da manha, vou mimi beijoooooooooooooooos no ❤️💋


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...