História Moon of Thorns -Interativa- - Capítulo 6


Postado
Categorias Teen Wolf
Personagens Allison Argent, Breaden, Chris Argent, Corey Bryant, Derek Hale, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jordan Parrish, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Peter Hale, Rafael McCall, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken
Tags Adolescente, Aventura, Comedia, Distopia, High School, Lobisomem, Romance, Scalia, Stydia, Suspense, Teen Wolf, Thiam
Visualizações 27
Palavras 1.628
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Luta, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Heyhey, olha eu aq de novo meus mels ( a Blue ;-;) bem, sem demoras aq. Só vim avisar q era pra sair hoje cedo, só q uma embuste demorou pra conferis esta budega, ja q fui eu q escrevi, ela não confia em postar sem ela conferir!!
Bem, e isto, boa leitura

Capítulo 6 - Capitulo 5- A summer day


Incrível que de um dia pro outro meu humor pode mudar de um jeito anormal.

Hoje eu estou feliz, acordei antes da minha mãe me chamar, arrumei meu quarto, fiz o café, e o melhor de tudo: hoje e sábado

Assim que termino de fazer o café, meus pais descem a escada, e ficam espantado

_S-s-Scott, pe-pega o telefone agora!_ disse minha mãe tremendo

_Vou ligar pra minha mãe_ Meu pai já estava desesperado naquele ponto.

_CALMA AÍ GENTE, EU TÔ BEM

_Tem certeza filha? Você ta estranha hoje, acordou cedo e fez o café em pleno sábado_ disse minha mãe preocupada

_ É serio mãe, eu to bem, só acordei com um bom humor hoje - digo calma

_Alisson, diga aqui pro seu pai, o que aconteceu na festa de ontem pra você estar tão feliz?_ Esse daí sabe das coisas, se tem alguem que me conhece bem -Além do Jason- é o meu pai

_Oh seu Scott, não aconteceu nada ué, não posso ter uma a noite divertida com os meus amigos?_

_ Perai, você disse "amigos"? Bora, conta logo o que aconteceu garota_ Dona Malia bem plena como sempre

_Nada de mais, confiem em mim, só aconteceu que eu conheci um garoto aí, nada de mais_ Digo. eu não tenho nada pra esconder dos meus pais, e nem eles de mim

_OWWW, MINHA FILHINHA TA APAIXONADA! Eu vivi pra presenciar esse momento!_ O QUE QUE TA ACONTECENDO COM MINHA MAE HOJE HEIN

_MÃE!!!_ Digo incrédula_ parem de dizer coisas absurdas sobre mim! Vão comer, isso sim, a comida vai esfriar se vocês continuarem falando besteiras!

_ Você que manda chefia_ diz meu pai. O senso de humor dele as vezes me assusta

***

Depois de muito tempo discutindo sobre ontem, minha família parou de me encher de perguntas, e comemos nosso café tranquilamente. Meus pais são um tanto super protetores comigo, já que além de ser a filha mais nova, sou uma garota. O que me faz ser a princesinha do papai, e eles levam isso a serio! Uma vez meus pais foram no shopping e viram um evento de princesas, e eles queriam que eu fosse, MAS EU JA TINHA 13 ANOS! Mas se existe alguém que pode superar o meu pai, esse alguem é o meu avô. Ele vive me dando presentes caros e ele sempre mostrou ter uma desconfiança do meu pai, do tio Stiles, e, principalmente, do Jason. Ele é outro que tem ciumes até da minha própria família. Mas apesar de tudo, eu jamais teria escolhido alguma outra família se não a minha.

***

O dia está sendo incrivelmente entediante. Mas eu tô feliz. E isso é bem estranho. Decido ligar pro Jason pra convidar ele pra tomar um sorvete, mas é o pai dele que atende:

_Oi Ali, o Jason ta no banheiro. Mais especificamente no vaso. Esse garoto ama uma boa privada, se é que me entende._ Ouço um grito no fundo. O TIO STILES AINDA ME MATA DE RIR!

_Ok tio. Diz pra ele que, quando terminar, não pode esquecer que a descarga é aquele botãozinho em cima da privada super util - digo rindo

_Pode deixar milady_ Responde. Desligo o celular e fico até com muita barriga doendo de tanto rir. Uns poucos minutos depois, meu celular começa a tocar. Atendo e ouço Jason resmungando.

_ Vossa magestade já terminou com seus afazeres reais?_ digo em tom irônico

_Vai pra merda Margot_ esse garoto não presta.

_ Tá, estressadinho, parei. Bora ir tomar um sorvete?

_Uou, Alisson Margot Hale McCall me chamando pra sair? Eu estou em alguma realidade paralela ou é impressão minha?_ Responde ele, com um tom mega desconfiado.

_ Se você continuar reclamando, eu vou sozinha._ Nunca tive muita paciência e não é agora que eu vou começar!

_ Opa, peraí, quem disse que eu não quero? Eu vou sim, mas você que paga!

_ Eii, calma la amigo, lembra daqueles 5 dólares? Agora você tem a lindíssima chance de me pagar! Ou quer que a escola toda saiba a história da privada real e o que tem nela?_ Só de ouvir ele respirando fundo, já vi que venci essa.

_Eu te mato um dia McCall.

E assim ele desliga

***

Não demoro muito pra me arrumar. Tomo um banho rapido e coloco uma jardineira com uma blusa branca. Afinal, o verão na Califórnia nem sempre é um dos melhores. Passo uma maquiagem bem básica, pois nunca se sabe se vai encontrar um certo alguém por ai, e faço um rabo de cavalo pra tirar o cabelo da cara. Mal termino de amarrar meu all star quando vejo o Jason parando na frente de casa. Sem capacete. E pior, de bicicleta.

_Motoca maneira Jason - digo sarcástica

_Seu transporte real madame- ele entra na brincadeira_ Vamos?

_Espera_ digo rapido

Dou meia volta, entro na casa e vou para a garagem. Logo saio com uma bicicleta toda lindinha, tipo aquelas parienses, bem meiga.

_ Quem, Alisson McCall sendo fitness? Essa e nova_ diz sarcástico

Mostro a lingua

_ Aiai. Vamos?_ digo apressada

_ Bora.

Subimos em nossas bicicleta, sentindo a brisa refrescante do início de um verão bem quente. Ao passar por algumas casas, vimos crianças brincando em seus jardins. Ou idosos regando plantas. Ou ate mesmo adolescentes tomando banho de mangueira! Isso me lembrou da minha infância, quando eu e Jason brincavamos na floresta, já que a minha antiga casa era ligada a uma. Nos balançavamos em um disputado pneu, que meu pai tinha posto ali, e também costumavamos a brincar com meu cachorro, o Chin. Ele era um lindo Bernese da montanha. Era grande, aparentava botar medo nas outras crianças da rua, mas também era muito carinhoso. Entretanto, em um dia de outono, eu tinha uns 9 anos e havia acabado de acordar, recebi a noticia que ele havia fugido. Não entendia o porquê, pois ele era muito apegado a nós! Não havia motivos para fugir né? Bem, era isto que eu pensava, mas quando eu fui procurar ele escondida, encontrei manchas de sangue em sua coleira que fora deixada para trás. Falei para meus pais e procuramos ele por dias, até que meu pai me convenceu a desistir das buscas, pois sabia que não iria dar em nada.

Voltei à realidade no momento que uma folha foi direto em minha cara. E nesse momento eu quase caio da bicicleta, mas o pior é que TUDO O QUE AQUELE DOIDO DO JASON FAZ É RIR DE MIM!

_ Te odeio Finn_ digo e subo novamente na bicicleta

Continuamos a pedalar por alguns minutos, mas logo chegamos ao centro. Depois de estacionar nossas bicicletas no bicicletário, fomos ate a sorveteria.

Mas como o destino tem suas reviravoltas, ele estava no banco da praça, de costas pra sorveteria. Ele nada mais nada menos que o coisinho lindo chamada Gabe.

_Jason, compra um de floresta negra pra mim por favor_ peço pra ele

_ Abusada!!_ protesta, e antes de ele falar mais alguma alguma coisa, vou até Gabe.

_ Oie.

_ Oi_ diz, estranhamente assutado. Ao perceber minha expressão desconfiada, completa_ Não te vi chegar.

_Vim pelo outro lado, e você estava distraido...

_Verdade. Vem sempre aqui?_ Sorrio após essa frase, enquanto tento me controlar.

_ Só as vezes, e você?- Digo curiosa.

_Não também, mas vim porque…_

Antes dele terminar a frase, Kaylane aparece junto a Jason, eles estavam conversando animadamente demais pro meu gosto!

_Hey, bom te ver McCall_ diz Kaylane com seu tom de sempre. O famoso arrogante.

_Bom te ver tambem. O que faz aqui?

_Vim com o meu namorado, que por sinal, é esse ai com quem você estava conversando_

BOM! Vejo o mundo girar e meu coração disparar. Mas não sei como, consego manter a compostura.

_Hm_ solto simplesmente.mas Jason não se suporta não bem.

_ELE É SEU NAMORADO?!?

_ Vocês duas se conhecem?_Gabe se manifesta, ignorando o surto de Jason.

_Nos conhecemos no teste de lacrosse. Ao que parece, eu e a Alisson somos do mesmo time.

_Nossa, que bom_ Ele até tenta dizer com um tom interessado, mas não consegue e parece mais entediado.

_Bem, vamos deixar os dois a sós, parece estão tendo um encontro então…._ diz Jason, sorrindo, mas percebo que está tão magoada quanto eu.

Nessa hora a raiva me sobe pela cabeça, como se eu estivesse com sede de sangue, querendo matar Kaylane de um jeito inexplicável. Ela magoou meu melhor amigo e eu havia virado outra pessoa. Minha visão estava turva, escura, e então, olhei para cara de Jason. Ele estava tão alterado quanto eu e aquilo me acalmou um pouco, pois sabia que ele estava precisando de mim, e eu dele.

_Tambem acho_ Concordo. O que eu mas quero no momento era sumir dali.

_Ah, que pena, gostaríamos da presença de vocês, mas deixa pra proxima_ diz Gabe, simpático como sempre…

Nem respondemos, damos a volta e vamos embora em nossas bicicletas.No meio do caminho, começou a chover e então paramos um pouco em uma lojinha de conveniências. Esperamos a chuva diminuir, e assim feito, voltamos às bicicletas. Ate então, não haviamos trocado uma só palavra

Mas como eu disse, a vida sempre tem aqueles momentos de surpresa, e então a chuva volta, e pior do que antes.

Fomos pelo caminho mais rapido e acabamos parando na casa dele. Deixamos nossas bicicletas jogadas na entrada da casa. Tia Lydia e tio Stiles estavam fora, trabalhando provavelmente, então fomos ao andar de cima trocar nossas roupas, que estava molhadas demais. Desde que eu tinha uns 10 anos, tenho uma mala de roupas na casa de Jason e ele na minha, mesmo morando um ao lado do outro. Afinal, eventuais emergências acontecem.

Eu fui usar o banheiro do corredor, e ele foi usar o do quarto dele. Quando terminei, fui até seu quarto ver como ele estava e o encontrei deitado em sua cama, de costas para a cabeceira.

E então, fui até ele e deitei na cama também, o abraçando, não falavamos uma palavra sequer

Pois aquele momento refletia para ambos

E ambos estavamos de coração partido.


Notas Finais


Gostou? Espero que sim, comente e de o favorito que ajuda na divulgação
Ta ,parei, mas e isto, qualquer coisa não existe em nos informar, e isto
Beijos de pipocas azuis pra vocês 💙💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...