1. Spirit Fanfics >
  2. Moonglade >
  3. Yktsuarpok

História Moonglade - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Ta sem ter o que fazer nessa quarentena? Entra no meu perfil que fanfic pra ler daqui até o natal!
❤ Lave as mãos ❤ Fique en casa ❤

Capítulo 4 - Yktsuarpok


Fanfic / Fanfiction Moonglade - Capítulo 4 - Yktsuarpok

Talvez Loki se arrependesse por ontem a noite, mas que arrependimento bom que foi, levantou-se com preguiça da cama, tinha que sair de sua imaginação e entrar no chuveiro antes que se atrasasse.

Em uma manhã como qualquer outra, a família se arrumava para um desjejum que todos gostariam que não fosse na mesma mesa, mas para atender aos pedidos Frigga, lá estavam, naquela mesa perto da janela esperando que Loki aparecesse. 

Thor mexia o pé nervosamente sem que alguém notasse, se odiou por não ter dormido com seu irmão, e se ele precisasse que alguém cuidasse dele? Havia acabado de assistir breaking bad e a namorada do Jesse morreu numa situação parecida, “e se tivesse morrido?”, Thor estava particularmente dramático esta manhã, não conseguia pensar em uma razão lógica, por isso estava indignado.

-Bom dia. -Hela chegou sem olhar na cara de ninguém, antes mesmo de sentar já recebeu uma ordem da mãe.

-Poderia ver se seu irmão esta no quarto? Ele não apareceu...

-Ainda é cedo, deve estar dormindo.

-Então o acorde. -Odin disse.

-Mas de jeito nenhum, Loki fica insuportável quando acordam ele.

-Não é verdade. -Thor disse torcendo o nariz, o mesmo instinto de não deixar ninguém falar coisas ruins sobre o irmão (mesmo quando é verdade).

-Não, com você não. -Hela disse levantando uma sobrancelha, como se soubesse do seu segredo. – Então você que vá.

-Tudo bem.

-Não. -Frigga interrompeu antes que ficasse de pé. -Gosto de vocês serem unidos, mas Loki e sua irmã precisam passar mais tempo juntos. -Olhou para a filha. -Quando foi a última vez que conversaram?

-Quer mesmo lavar roupa suja num cruzeiro?

-Vá. -Falou, Hela não gostou, mas na atual conjuntura, a última coisa que queria era irritar mais alguém da família e perder tudo de vez.

Caminhou pisando forte pra deixar claro que não queria estar fazendo aquilo. Praguejou até chegar na área dos quartos. Bateu na porta de Loki como um martelo bate o prego. O menino abriu com a blusa pela metade abotoada, estava correndo para se arrumar, sabia que tinha atrasado.

-To encrencado? -Perguntou jogando o cabelo molhado pra trás.

-Quem se importa?

-Eu me importo.

-O que te faz o único. -Revirou os olhos.

Não demoraram a sair. Porém o caminho de volta foi de um silêncio cheio de vergonha, Loki não queria falar, Hela não queria ouvir, e era assim que os dois funcionavam juntos, da pior maneira possível.

Sentaram a mesa ainda em silêncio, tirando a saudação de bom que a mãe deu quando Loki sentou-a seu lado. Um circulo perfeito composto por ele, sua mãe, Odin, Thor e Hela, nesta ordem.

Thor o olhava do outro lado da mesa, pensou como o irmão estava sempre se escondendo atrás de alguma coisa, dessa vez era um bolinho inglês. Loki notou que estava sendo observado, mais uma vez conversaram com os olhares, algo como:

“O que esta olhando?”

“Nada”

“nada?”

“depois conversamos" -E voltou a se distrair com a conversa entre os pais. Mas é claro, é impossível juntar uma família numa mesa sem que termine em briga de alguma forma. Não vamos falar sobre o natal do ano passado.

-...E você entende bem de guardar segredos. -Hela respondeu a alguma coisa que Frigga havia comentado.

-E você não entende nada. -Loki respondeu. O silêncio reinou na mesa. Hela riu sem humor.

-Você gostava de viver numa mentira? Deveria me agradecer.

-Agradecer? Não finja que pensou em mim em qualquer momento daquele discurso... Você não pensou em nada, só queria tirar a raiva do peito, não pensou nem um segundo sobre como aquilo ia...

-Você é adotado, e dai? Não muda absolutamente nada na sua vida.

-Já chega. -Thor falou antes mesmo de Odin. -Loki. -Disse ao ver o irmão se levantando. -Loki! -E lá se vai. Olhou para a mãe nervoso, vendo ele ir mais e mais longe.

-Vai meu filho. -Frigga disse com pesar. Então foi. Andando rápido, tentando acompanha-lo.

-Me deixa em paz! -Loki gritou pra trás quando percebeu ele o seguindo. -Sai!

-Para! -Não se sabia quem tinha começado a correr, mas por fim os dois perceberam não estarem apto a correr a são silvestre, por mais que quisessem.

-Se acalma.

-Me acalmar?! Eu to calmo! To otimo, melhor impossível! -Entrou no quarto, não conseguiu bater a porta já que Thor se jogou contra ela.

-Você ta com raiva.

-É mesmo capitão óbvio?!

-Não desconta em mim.

-Sai! -Loki jogou um travesseiro nele.

-Melhorou?

-Talvez se fosse um tijolo. -Cruzou os braços.

-Quer um abraço?

-Não. -Mas Thor se aproximou de braços abertos mesmo assim, como um cristo redentor, nas esperança de ser retribuído, e foi. Loki apenas encostou a cabeça em seu peito e foi envolvido por seu braços. -Eu só não entendo como ela consegue ser tão...

-Sem palavrões. -Houve um suspiro. -Se servir de consolo, não muda nada pra mim.

-...Nada? -Loki disse depois de um segundo. No fundo (ou não tão fundo) Thor sabia o que aquela pergunta realmente significava. Ele queria falar que nada mesmo, até se fossem ligados pelo sangue, não importava, essa “paixão” já vinha se prolongando ao longo dos anos e não existia evidências de que fosse sumir ou diminuir. Como saber se ele não iria ter nojo ou repulsa? Não aguentaria se ele se afastasse. -Thor?

-Olha pra mim. -O medo em sua voz era presente e foi percebido. Loki olhou para ele, a proximidade não o incomodou, o que deixou Thor mais aliviado. Olhou fundo em seu olhos, tentando ler qualquer sinal. Sabia que não existia forma de perguntar aquilo de forma segura, naquele ponto, tudo seria uma queda livre. Tomava ar, soltava, passava a mão no cabelo de Loki, mas não conseguia falar nada, não saia, as palavras não se formavam em sua cabeça.

-Nossa... Você ta repassando a constituição ai ou só ficou mudo? -Thor deu risada.

-Eu preciso perguntar uma coisa, mas não sei como.

-Logo você que quase não tem nenhum filtro, devo me preocupar?

-O quão bêbado você estava ontem? -A pergunta veio rápida para quem não conseguia formar uma frase até um minuto atrás.

-Bastante, aquela tequila...

-Se lembra de tudo que conversamos?

-Não lembro de muita coisa...

-Ah... É mesmo?

-É, um pouco depois do beijo tudo ficou embaralhado. -Disse sorrindo. Thor ficou feliz dele ter se lembrado, logo em seguida ficando preocupado. -Mas por que quer saber? Eu que te beijei, e eu estava muito... -Loki finalmente confirmou o que já sabia. Um conseguiu ler os olhos do outro mais claro do que nunca. -Você quer que eu te beije de novo.

-Sim...

-Não foi uma pergunta. -Thor esperou por algum movimento, mas nada.

-E então?

-É a sua vez.


Notas Finais


Gente eu não inventei esse título kkkk da um google, juro que existe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...