1. Spirit Fanfics >
  2. Moonlight -JHS MYG >
  3. 10

História Moonlight -JHS MYG - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - 10


Fanfic / Fanfiction Moonlight -JHS MYG - Capítulo 10 - 10

20/12

As coisas estavam consideravelmente tranquilas. Tranquilas até demais. Estava começando a ser estranho o jeito que do nada a Sang começou a me ignorar hoje. 

Estávamos na aula de educação física e eu não estou participando por causa do meu braço.

Encontrei Taehyung na arquibancada e fui até ele e na maior audácia eu deitei na arquibancada e deitei minha cabeça em uma de suas pernas. O Yoon chegou quase junto comigo e fez o mesmo, deitando a cabeça na outra perna dele. E incrivelmente ele não reclamou nem nada, só ficou olhando para as pessoas que continuavam com o aquecimento.

- Não vai participar da aula? - Yoon perguntou e acho que foi pra mim, já que o Tae também me olhou.

- Nop. Ainda estou com o gesso, lembra? E ontem eu bati o braço, pedi para não participar. E qual foi a sua desculpa?- indago apoiando minha cabeça na mão boa para olhar ele de cima e vejo ele sorrir.

- Eu disse que ainda estou de recuperação e ele liberou. - disse e deu uma piscadela. 

Voltei a deitar a cabeça na perna do Tae.

- Se não vai participar, por que colocou o uniforme? - Tae pergunta.

- Coloquei por causa da calça. - disse e levantei uma perna brevemente para enfatizar minha frase. - Vocês não saberiam o que é porque estão sempre de calças. 

Usar meia-calça ajuda mas mesmo assim eu sinto frio.

- É verdade. - Tae diz dando de ombros e um sorriso ladino.

Me pergunto quando é que eu vou escutar ele rir.

- Mas e você, Tae? - pergunto me referindo ao porquê de ele não participar da aula. - Tem a ver com você não poder correr?

- Sim. Tenho insuficiência cardíaca. - diz de uma forma tão suave que me deixa pasma.

- Oh... isso é... 

Eu simplesmente não sei o que dizer agora.

- Não precisa se esforçar. Isso é horrível. - diz cortando meu esforço. - Não lembro como é a sensação de correr. Tem tantas coisas negativas, entende? Estou assim desde os 8 anos. - diz dando de ombros.

Eu não conseguia formular nenhuma frase para poder falar, só conseguia ficar o olhando. Ele era bonito em todos os ângulos, minha nossa.

- É ruim. - Yoon diz.

- Hum? - pergunto saindo do meus pensamentos.

- A sensação. Parece que o pulmão está rasgando na garganta para sair e fica disputando lugar com o coração pra saber qual vai arder mais. E também que parece que cada vez mais as pernas ficam pesadas e... - diz fazendo gestos dramáticos que deu vontade de rir.

- Ok, Yoongi. - falo baixo o interrompendo e dando uma leve batida em sua cabeça para que ele se cale e me surpreendo quando escuto o Tae falar a mesma coisa e ao mesmo tempo que eu, igualmente baixo. Ele não parecia bravo. 

- Aliás, vocês estão achando que minha perna é travesseiro? Já está começando a doer. - ele diz e inclina um pouco o corpo para trás encostando as costas na arquibancada.

Dou uma batida leve na cabeça do Yoon de novo e nos levantamos ao mesmo tempo. Ele correu para o meu lado e deitou a cabeça no meu ombro quando sentei.

- Quando é a cirurgia? - Yoon pergunta.

- Começo do ano. - responde.

- Poxa, isso é ótimo. - digo. - Está com medo?

- Claro que sim. Mas é um risco que eu quero correr. - responde e Yoon dá uma curta risada.

- Correr. - ele diz e recebe um tapa na cabeça por parte do Tae.

(..)

Quando acabou a aula de educação física eu fui até o vestiário me trocar. Eu estava com uma sensação incômoda, mas não dei muita importância.

A Sang passou por mim e deu um sorriso de lado. Apertei um pouco os olhos. Isso está estranho. Muito estranho.

Troquei o uniforme e procurei por meu celular. Não lembro se realmente trouxe ou pensei em pegar da mochila. Mas devo ter só pensado em pegar mesmo.

- Por acaso eu estava com meu celular? - pergunto ao Tae, por que ele estava me acompanhando.

- Acho que sim. - diz.

Que estranho. É melhor eu procurar na mochila antes de me desesperar.

Chegamos na sala de aula para pegar as mochilas e eu comecei a procurar. Uma, duas, três vezes revirei tudo que tinha dentro da mochila e não achei. 

Nossa, seria tão fácil surtar agora. Fecho meus olhos e solto um suspiro de frustração. 

" Estava sem senha. Que maravilha, Sunny. Que. Maravilha. " penso reprimindo a vontade de dar um grito.

- Não achou? - ele pergunta e eu nego. - Vamos até o vestiário e as arquibancadas. Não deve ter ido mais pessoas para lá essa hora. - diz já se dirigindo para a porta. 

Fico olhando pra tudo que é canto antes e sair e durante todo o caminho. Refizemos todinhos os passos e nem sinal.

- E se ligarmos para ele? - ele sugere.

- Boa. - ele me entrega o celular e ele toca na primeira vez e depois vai para a caixa postal. 

Isso significa que desligaram.

- Que falta de sorte. O que você vai fazer agora? - ele pergunta e a resposta é tão óbvia no meu olhar: Eu Não Sei!

(..)

Lista de possíveis suspeitos:

• Sang Ah.

Primeiro porque ela está na mesma turma que eu e também estava na aula de educação física. E segundo que ela me odeia, então né. Não tem outra suspeita a não ser as meninas que andam com ela.

- Mas perdeu como, Sunny? - minha avó pergunta.

- Já disse que não sei o que aconteceu. Devo ter perdido no ônibus e não ter percebido. - minto.

- Tudo bem. - diz depois de um suspiro.

"É, Sunny. Dando problemas de novo, né?"

Usei o computador e nada parecia fora do comum. Revisei algumas vezes o que poderia ser comprometedor, o que na verdade não tinha, até porque minha vida era tão sem graça que né, enfim, não tinha o que esconder.

Já se sentiu tão magoado ao ponto de nem conseguir chorar? É exatamente assim que eu estou.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...