1. Spirit Fanfics >
  2. MoonSun: Destiny (Mamamoo) >
  3. Bebendo pra Esquecer

História MoonSun: Destiny (Mamamoo) - Capítulo 38


Escrita por:


Notas do Autor


Repost porque a versão anterior tava toda incoerente e com erros de continuidade. Só isso mesmo. Espero que gostem. Bjs

Capítulo 38 - Bebendo pra Esquecer


Fanfic / Fanfiction MoonSun: Destiny (Mamamoo) - Capítulo 38 - Bebendo pra Esquecer

Moonbyul – Vai ficar tudo bem.

Yong-Sun – Sei que vai, ate porque, você tá comigo. Bem, já que a gente vai beber, vamo no mercado comprar as coisas.

Moonbyul – Comprar o que?

Yong-Sun – Vodka, whisky, algumas frutas pra misturar e por ai vai.

Moonbyul – Tem certeza disso? Não prefere ir pra casa, descansar? Colocar as ideias no lugar?

Yong-Sun – Sinceramente, não.

Moonbyul – Pelo menos, o Masahiro disse que a gente pode continuar juntas.

Yong-Sun – Não é essa a questão. A gente mora juntas então se a gente quiser privacidade, é só ficar em casa.

Moonbyul – Tem razão...

Yong-Sun – Desculpa. É que esse negócio de cantora tá me estressando demais ultimamente e só descansar não tá ajudando e eu sei que fui eu quem escolheu seguir essa vida. Só que esses dias tá demais.

Moonbyul – Tudo bem. Eu entendo. É só que, eu to preocupada com você.

Yong-Sun – Eu sei e agradeço por isso.

 

Depois disso, elas vão ate o mercado em silêncio. Chegando no local, pegam tudo que precisa pra fazer as misturas de bebida e depois de pagarem, elas seguem pra casa de Hyejin. Depois de mais ou menos vinte minutos elas chegam, e tocam a campainha.

 

Hyejin – Atrasadas como sempre.

Moonbyul – Agora não Hye.

Hyejin – Credo. Que caras são essas?

Yong-Sun – Deixa a gente entrar que a gente explica.

Hyejin – Ok ne.

 

Hyejin dá passagem pras duas, que em seguida adentram no apartamento. Ao notarem a falta de Wheein, Moonbyul pergunta onde ela estava, enquanto Hyejin colocava as coisas pras bebidas na geladeira.

 

Hyejin – Ela foi no mercado comprar umas coisas. Daqui a pouco ela tá ai.

Moonbyul – Já que é o caso, avisa ela que as bebidas a gente trouxe.

Hyejin – Ok, apesar de que ela foi fazer as compras da semana, então provavelmente nem vai trazer, mas enfim. Eu sempre vou, mas como iam vim, tive que ficar pra receber vocês.

Yong-Sun – Desculpa Hyejin. Se a gente soubesse teria vindo mais tarde.

Hyejin – Relaxa. Ela é pequena, mas ela aguenta kk.

Moonbyul – Falando na Wheein, como vocês estão?

Hyejin – O de sempre. Trabalhando durante o dia, dormindo de conchinha a noite.

Moonbyul – Fofas. Pera, trabalho? A Wheein tá trabalhando?

Hyejin – Não necessariamente. Ela tá vendendo suas pinturas e por incrível que pareça, tem gente comprando. Digo isso mais por ela ser uma “amadora”.

Moonbyul – Tendi. E você? Arranjou alguma coisa?

Hyejin – Aham. Consegui um trabalho de cozinheira. Segunda a sexta. Pedi o final de semana de folga pra poder passar esse tempo com a Wheeinie.

Yong-Sun – Que fofa. Queria ter esse privilégio.

 

 Elas continuam conversando e após aproximadamente meia hora, Wheein chega com as compras e Hyejin vai ajuda-la com as mesmas.

 

Wheein – Então. O que lhes traz a nossa humilde residencia?

Yong-Sun – Um problema que só dá pra resolver bebendo.

Moonbyul – Não é pra tanto, amor.

Wheein – Yong-Sun bebendo? Que foi? Foi expulsa da gravadora?

Yong-Sun – Antes isso.

Hyejin – Mas qual o problema?

Yong-Sun – Descobriram sobre mim e a Byuli.

Wheein – Você diz sobre o namoro?

Moonbyul – Sim.

Hyejin – E qual o problema?

Wheein – Escândalo de namoro homossexual?

Yong-Sun – Na verdade não.

Hyejin – Ue. Qual que é então?

Yong-Sun – A solução pra esse problema. Um falso namorado.

Wheein – Ok. Agora faz sentido. Bem, vieram em boa hora, porque a Hyejin ta terminando de fazer o almoço. Ne amor?

Hyejin – Aham. Se realmente quiserem, a gente bebe depois. Tá tudo bem por vocês?

Moonbyul – Tá.

Yong-Sun – Tá sim. Brigada por receber a gente Hye.

Hyejin – Sem problemas.

 

As duas se levantam e Wheein vai ajudar Hyejin com as coisas. Após quinze minutos, o almoço estava na mesa. Hyejin havia feito, kimchi, kimbaps e omelete. Wheein arruma a mesa pra elas e em seguida, chama por Moonbyul e Yong-Sun.

 

Yong-Sun – Uau. Tá com uma cara boa.

Hyejin – Valeu.

Moonbyul – Não esperava menos da nossa cozinheira.

Hyejin – Não é pra tanto kk. Só queria tá trabalhando num lugar melhor kk. Sei que não faz nem um ano que terminei o curso, mas seria ótimo trabalhar num restaurante de luxo.

Moonbyul – Se quiser te indico pro Kaito.

Hyejin – Porque o Kaito?

Moonbyul – Lembram daquele restaurante que a gente foi com o Masahiro? Então, acontece que o Kaito é o dono de lá.

Wheein – Brincou?

Yong-Sun – O Masahiro que falou e o prórpio Kaito confirmou depois.

Hyejin – Uau. Bem, já que é o caso. Byul, me faria esse favor? De novo? Kk.

Moonbyul – Sem problemas.

Hyejin – Valeu.

 

Em seguida, se sentam a mesa e cada uma começa a preparar seu prato.

 

Wheein – Agora conta essa história direito. O que rolou exatamente?

Yong-Sun (com a boca cheia) – Ontem a gente foi fazer as coisas na empresa pro meu comeback e depois de terminar, o Kaito convidou a gente pra ir no restaurante. Hmmmm. Tá bom esse kimchi.

Hyejin – Que bom que gostou.

Wheein (com a boca cheia) – Basicamente um encontro duplo.

Mooonbyul (com a boca cheia) – Isso. Ai depois disso, como era de noite, a gente obviamente ia pra casa, então a gente se despediu, só que antes de ir pro carro, a gente se beijou na frente do restaurante. O que colocou nesses kimbaps?

Hyejin – Só segui a receita.

Moonbyul (com a boca cheia) – Serio? Nem parece porque tá muito bom.

Yong-Sun – Mas pelo jeito tinha alguém da imprensa por lá porque hoje de manhã, o Masahiro me ligou falando da noticia.

Moonbyul – E como todo problema envolvendo a carreira da Sun, a gente foi resolver e depois de muito conversar, eu sugeri a ideia do falso namorado. Pra ver se o povo acredita que ela é hetero.

Hyejin – Então esse é o problema? O novo boy.

Yong-Sun – Pois é...

Wheein – Já sabem quem vai ser?

Yong-Sun – Não e sinceramente nem queria. Prefiro fazer aqueles vídeos pedindo desculpas a ter um falso relacionamento. Ate porque nem atuar bem eu sei.

Hyejin – E porque você deu essa ideia?

Moonbyul – Sei lá. Sempre parece dar certo pra afastar a imprensa. Achei que podia funcionar com a gente.

Wheein – Quer dizer que não tão mais namorando?

Moonbyul – Ainda estamos.

Yong-Sun – Acham que um falso termino filmado ajudaria?

Wheein – Depois da foto ter vazado? Duvido.

Yong-Sun – Saco.

 

Elas continuam conversando enquanto comem e aproximadamente quarenta minutos depois, elas terminam e Moonbyul e Yong-Sun ajudam Hyejin e Wheein tirarem a mesa. Após Hyejin lavar as louças, elas se juntam na sala e a mesma sugere delas assistirem um filme.

 

Moonbyul – Pode ser.

Wheein – Por mim também.

Yong-Sun – É. Um filme pode ser bom.

 

Hyejin então colocam Meu Vizinho Totoro pra assistirem. Após o filme acabar, elas voltam a conversar sobre o problema de Sun.

 

Yong-Sun – O que eu faço gente?

Hyejin – Só entra no jogo. Namora esse cara e deixa o povo acreditar.

Moonbyul – Eu concordo com a Hyejin. Não é como se eu não fosse esperar você em casa.

Yong-Sun – É...

Wheein – Acho que o problema não é ele em si, mas como ele vai ou não interferir no relacionamento de vocês. Não é isso Sun?

 

Sem responder, Sun deixa a sala, indo ate o banheiro. Moonbyul tenta ir atrás da mesma, mas é impedida por Wheein que lhe segura pelo pulso.

 

Moonbyul – Porque ela não falou nada?

Wheein – Qual é Byuli. Não é uma coisa fácil assim de conversar sobre.

Moonbyul – Mas eu iria entender. Ou pelo menos tentaria.

Wheein – Eu sei, mas imagina você no lugar dela. Não iria conseguir conversar com ela com a maior naturalidade do mundo igual qualquer outro assunto que conversam. Seja sobre coisas do dia à dia ou sobre a carreira dela.

Hyejin – Falso namorado? É. Isso vai dar problema.

Wheein – Amor!

Hyejin – Cedo demais?

Wheein – Muito.

Moonbyul – Acham mesmo que esse falso namorado vai dar problema?

Wheein – Posso ser sincera?

Moonbyul – Por favor.

Wheein – No meu ponto de vista, vai ser assim. Vai virar um triângulo amoroso, que vai resultar num ciúme de um dos lados e depois o termino. Ai depois, um de vocês começa a namorar pra valer e quando sentirem saudade uma da outra, não vão poder ficar juntas porque vão tá em outro relacionamento.

Hyejin – Triste, porém resumiu bem.

Moonbyul – Argh! Que merda! Odeio quando tá certa.

Wheein – Sinto muito amiga.

 

Moonbyul se senta no sofá com as mão na cabeça e Wheein vai ate a mesma, abraça-la. Após alguns minutos de consolando Moonbyul, Yong-Sun sai do banheiro, então Hyejin se levanta, indo ate a cozinha e começa preparar as bebidas.

 

Hyejin – Aqui gente. Já que vieram espeficicamente pra isso. Avisando que fiz pelo que lembro da época da boate.

Wheein – Aww. Acertou no meu sea breeze.

Hyejin – Amor, é a única bebida que você toma além de shoju kk. Não foi tão dificil de lembrar kkkk.

Moonbyul – Imagino que o martini seja meu.

Yong-Sun – Esse aqui é o que?

Hyejin – Sunrise. É uma mistura de vodka, suco de laranja e grenadine, com rodelas de laranja, cerejas e gelo. Acho que combina com você.

Yong-Sun – Tendi. Valeu.

 

Todas pegam suas bebidas e começam a beber. Yong-Sun termina seu primeiro copo em apenas um gole, o que faz as outras se espantarem.

 

Hyejin – Cassete.

Yong-Sun – Quero outra.

Hyejin – Vai com calma, garota. Não pode sair virando o copo assim.

Yong-Sun – Não enche e põe mais logo.

Hyejin – Mandona.

 

Hyejin faz como pedido e o ciclo se repete por mais algumas rodadas. Enquanto as outras apenas tragavam suas bebidas, Yong-Sun virava copo atrás de copo. Moonbyul ate tentou conter a mais velha, mas foi inútil e após oito copos, Sun estava completamente fora de si.

 

Yong-Sun (bebâda) – Foda se os coreanos! Sou sapatona mesmo e quem não gostou, pode beijar minha buc...

Moonbyul – Sun!

Yong-Sun – Que foi?!

Hyejin – Acho que eu devia ter parado depois da terceira dose.

Wheein – Você acha?

Moonbyul – Diz que tem um antídoto pra isso. Com tanto que ela bebeu, ela vai ficar com uma puta ressaca e ela não pode aparecer assim pra entrevista com o cara lá, amanhã.

Wheein – Só remarcar ue.

Moonbyul – Não é tão simples assim. E se o cara for um Eric Nam da vida?

Hyejin – Como assim?

Moonbyul – Um cara provavelmente com agenda cheia que abriu só pra essa consulta vamos dizer.

Wheein – É. Ai seria um problema mesmo.

Moonbyul – Pois é.

Hyejin – Bem, ate tenho uma receita, mas não sei se vai fazer efeito ate amanhã.

Moonbyul – Fala.

Hyejin – Bem, é algo que eu sempre faço. É com Mountain Dew, óleo de cozinha, bananas, gengibre e cebolitos. Pega tudo isso e bate no liquidificador.

Moonbyul – É pra curar ressaca ou terminar de matar a pessoa?

Wheein – O pior é que funciona. Eu sei porque já tomei isso algumas vezes. É horrível, mas acaba com a ressaca na hora.

Moonbyul – Meu Gaim. Tem as coisas ai? Pelo menos esses mais incomuns? Ate porque os outros são ingredientes do dia à dia.

Hyejin – Pior que eu tenho tudo menos Mountain Dew e o Cebolitos.

Moonbyul – Saco. Vocês cuidam dela enquanto vou comprar esses dois?

Wheein – Deixa com a gente.

Moonbyul – Ok. Já volto gente.

 

Moonbyul sai, deixando Sun nos cuidados das duas. Ela vai ate o mercado perto do apartamento das duas. Ao chegar na loja, ela pega o Cebolitos e a bebida, em seguida indo ate o caixa pagar o mesmo. Ela segue de volta pro apartamento das duas e quando chega, encontra Sun pulando igual uma criança no sofá.

 

Hyejin – Sun, desce daí garota!

Yong-Sun – Não! Você não é minha mãe!

Moonbyul – O que tá acontecendo aqui?! Eu só sai por quinze minutos!

Wheein – Sua namorada que surtou e agora tá agindo igual uma bebezona.

Moonbyul – Sun! Desce!

Yong-Sun – Não!

Moonbyul – Desce! A gente vai pra casa!

Yong-Sun – Não quero!

Moonbyul – Como que lida com uma criançona dessas?

Hyejin – Uma hora ela se cansa.

Moonbyul – A gente não tem o dia todo. Sun! Desce daí agora!

Wheein – Alguém tem um dardo tranquilizante?

Hyejin – Wheein!

Wheein – Que foi? É a única coisa que pode ajudar agora.

Moonbyul – Como a gente chegou nisso?

Hyejin – Eu vou jogar um balde d’água nessa garota pra vê se ela para.

Moonbyul – Também to quase fazendo isso.

Wheein – E o sofá que lute ne?

Moonbyul – Vou levar ela pra casa.

Wheein – Boa sorte.

Moonbyul – É. Valeu pelo almoço e as bebidas gente.

Hyejin – Foi um prazer.

Moonbyul – Brigada Hye.

Hyejin – Por nada. Voltem sempre

Wheein – Mas com a Sun sóbria de preferência.

Hyejin – Wheein!

Moonbyul – Pode deixar kk. Tchau meninas.

As duas – Tchau.

 

Moonbyul então vai ate Sun, puxando a mesma enquanto a mais velha fica se debatendo em seus braços. Com dificuldade, Moonbyul consegue arrastar Yong-Sun ate seu carro. Chegando no veículo, Moonbyul coloca Sun no banco de trás em seguida colocando o cinto.

 

Moonbyul – Finalmente.

 

Ela então entra no carro e dá a partida no mesmo, assim seguindo pra casa. No caminho, Sun havia adormecido. Quando chega, Moonbyul acorda Sun e leva pro apartamento. Chegando no mesmo,  Moonbyul deita Yong-Sun no quarto das duas e vai pra sala, pensar na situação atual.

 

Moonbyul – Porque tinha que inventar de ser famosa? Eu gostava mais quando cantava só pra mim. Agora olha onde a gente se meteu.

 

Mais alguns pensamentos rodeiam sua cabeça, então pra se distrair, ela liga a TV e começa a assistir algum programa aleatório. Por volta das oito horas, Moonbyul faz algo pra comer e depois de terminar e lavar a louça, ela volta a assistir. Quando são onze horas, Moonbyul começa a ficar com sono, então ela entra no quarto e pega um cobertor pra si e um pra Sun. Após cobrir a mais velha, segue pra sala pra dormir no sofá. Dia seguinte ao acordar, Moonbyul vai ate a cozinha preparar o antídoto. Quando estava pronto, ela coloca num copo e leva ate Sun.

 

Moonbyul (sussurrando) – Sun. Acorda.

Yong-Sun (sonolenta) – Hm?

Moonbyul – Você deve tá de ressaca. Aqui, toma isso.

Yong-Sun – O que é isso? Ai que dor de cabeça.

Moonbyul – É um antídoto. Vai te ajudar a melhorar.

Yong-Sun – O que tem ai?

Moonbyul – Melhor não saber. Agora bebe tudo.

 

Yong-Sun pega o copo e vira, igual fez com as bebidas no dia anterior. Ao terminar de tomar o líquido, Sun dá algumas tossidas por conta do sabor desagradável e em seguida as duas dão risada da situação.

 

Yong-Sun – Brigada por cuidar de mim.

Moonbyul – Sempre que precisar.

 

Moonbyul pega o copo de Sun e lhe dá um beijo na testa, seguindo pra cozinha. Depois de deixar o copo, ela volta ate a mais velha.

 

Yong-Sun – Sobre isso, tem certeza?

Moonbyul – Eu só quero seu bem.

Yong-Sun – Mas não adianta eu ficar bem e você mau.

Moonbyul – Tá tudo bem.

Yong-Sun – Não. Não tá tud...

 

Moonbyul a interrompe com um beijo. Ao se separarem, podia se notar as bochechas rosadas de Sun.

 

Moonbyul – Tá tudo bem. Eu vou ficar bem.

Yong-Sun – Eu te amo Byuli...

Moonbyul – Também te amo Sun...

 

As duas se beijam mais uma vez e após alguns minutos encarando a outra, se levantam pra se arrumar pra reunião.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...