História Moonwalker - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Haechan, Mark
Tags Haechan, Mark Lee, Markhyuck, Nct, Nct Dream
Visualizações 88
Palavras 1.209
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Capítulo único.

Capítulo 1 - Uma noite em que eu danço para você.


 

O canadense parou pertinho da sala de prática, uma das poucas que não estava trancada por conta do horário, um pouco nervoso e animando para por seu plano em prática antes que pudesse voltar atrás ou alguém impedisse de alguma forma.

Ponderou sobre o motivo de estar fora de seu dormitório em uma madrugada de segunda-feira, onde no dia seguinte teria que passar repleto de atividades e apresentações, sem nenhum momento de denscanso ou algo do tipo. O porquê era um tanto quanto bobo, estava pensando em uma maneira incrível de se confessar para Donghyuck, para declarar-se sem o uso de palavras. Não que Mark seja péssimo com elas, aliás ele sabe compor muito bem, porém não queria travar na frente do mais novo ao falar de seus sentimentos de forma tão direta e simples.

E, não faz tanto tempo que o canadense se deu conta de que estava completamente apaixonado pelo melhor amigo. Sendo assim, nunca encontraria palavras para descrever tudo que sentia, era sua primeira vez amando de forma romântica, era totalmente diferente do carinho enorme que vivenciava com os outros integrantes. Era um amor que quase não cabia dentro de si, que sempre existiu mas nunca foi de dar muita bola.

Puxou uma boa quantidade de ar antes de adentrar a tão espaçosa sala de dança, estava um pouco desarrumada por causa do último ensaio — alguns pacotes de batatas fritas deixadas no canto do local por Chenle, sapatos largados em algumas áreas, umas latinhas de coca-cola reunidas em uma mesa; apesar de ser a vez do Huang de jogá-las no lixo. Imaginou a reação de Taeyong ao ver sua sala naquele estado, rindo sozinho por saber que os dreamers estavam encrencados no treino de amanhã e teriam que ouvir horas de sermões, e pela primeira vez a culpa não era sua.

Lee Minhyung conectou os fones de ouvido em seu celular e selecionou Billie Jean do Michael Jackson para tocar, maneando a cabeça negativamente ao encarar seu reflexo no espelho.

— O que eu não faço para te conquistar, Haechan? — murmurou para si mesmo antes de começar a coreografia que passara sua tarde vendo e revendo, assistindo cada cover que encontrava. 

Em sua mente, não poderia ter nenhuma outra maneira de se declarar para o Lee. Obteve uma combinação de tudo que o outro gostava: dança, Michael Jackson e um Mark Lee passando por alguma vergonha. Também preparou umas coisinhas para dizer, mas estava com receio quanto à isso ainda. E o pior, ele tomou essa iniciativa sem ter uma mínima noção se poderia ser recíproco ou não, ainda havia uma possibilidade de levar um belo de um fora. Uma vez, Chenle deixou escapar um comentário enquanto estavam almoçando os três em um restaurante perto da empresa, alegando que Haechan sentia-se nervoso perto do canadense e que ruborizava, o penúltimo citado até derrubou sua colher quando ouviu isso. Bom, poderia considerar esse momento, certo? Haechan poderia estar gostando dele também, não é? 

Sorrindo confiante, ensaiou Billie Jeans até três da manhã, quando sentou-se no chão e tomou um gole de água gelada, com o suor deixando sua camisa molhada e o calor mudando seu tom de pele para um vermelho que passava aos poucos. A parte que mais demorava para fazer direitinho era o famoso passo de dança conhecido como Moonwalk, que era presente na última parte da coreográfia. Encostado na parede, mantendo os olhos fechados, pensou sobre o nome Moonwalk, "andar sobre a lua." Era assim que se sentia quando estava com o melhor amigo, o chão em que pisava era a lua em questão de segundos, perdia-se durante cada olhar trocado e de repente gravitava. 

Quando tornou ao seu trabalho duro de aprender o último passo, ouviu a porta sendo aberta devagarzinho, revelando um Haechan sonolento e confuso ao ver seu hyung.

— Hm, o que faz acordado? — perguntou Haechan e adentrou a sala de dança, indo de encontro ao Lee mais velho que não sabia como reagir.

— Bah, estou preparando uma pequena surpresa... Não esperava que mais alguém estivesse acordado. — confessou, desviando o olhar para qualquer outro ponto da sala e caminhou vagarosamente até o menor.

— Você dormiu na minha cama, não lembra? Eu acordei por não te sentir mais ao meu lado, fiquei preocupado. — ao terminar, cruzou os braços sobre o peitoral e encarou com os olhos semicerrados um Minhyung. — Uma surpresa? do que está falando?

Mark sacudiu os ombros e prestou um pouco mais de atenção no menor — não que já não fizesse isso toda hora —, achando uma graça seus fios castanhos bagunçados, os olhinhos miúdos que queriam dormir um pouco mais e as bochechas com marcas da cama. Usava um pijama roxo simples, que cobria todo seu corpo por conta do frio imenso, não deixando nem sequer suas mãos descobertas. Sentiu seu coração aquecer com tamanha fofura em pessoa, queria abraçar o outro e não soltar nunca mais. Dizer para ele o quanto amava todos os seus detalhes, sem exceções.

— Deixa, depois você me explica, certo? Vamos dormir, você precisa descan-

— Eu sei. — interrompeu, prendendo o lábio inferior entre os dentes, ainda incerto sobre suas próximas atitudes. Ainda assim, prosseguiu. — Eu quero te mostrar uma coisa antes, posso?

Deixou um Donghyuck curioso para trás e ligou a caixa de som da sala, clicando em Billie Jean que não tardou em começar com seu ritmo contagiante, ouvindo a risada de Haechan ecoar pelo recinto e não esperava outra reação.

— Você enlouqueceu, é isto.

Minhyung apenas riu e continuou com sua dança atrapalhada, estava se divertindo mesmo errando alguns — muitos — passos. Entretanto, ouvir a risada do mais novo ecoar e se misturar com a música era inncrível.

No final da música, se move para trás enquanto parece caminhar para frente, era com uma estranha facilidade que realizou com sucesso o seu moonwalk. Caminhando neste momento sobre a sua imaginária lua, chegou até Haechan, que apenas conseguia sorrir com aquela loucura.

Combinando os seus olhares, trocando sorrisos e risadas, esse era o sentimento de amar pela primeira vez. A fragrância e o valor de um amor florescendo pela primeira vez. A noite que se tornou divertida enquanto todos estão adormecidos, os sentimentos daqueles dois adolecentes se alastram.

— Eu sou muito ridículo, não precisa me dizer isso. — começou o estrangeiro, levando sua dentra até à nuca, extremamente sem graça e envergonhado, recebendo a atenção do melhor amigo no mesmo instante. — Mas com essa coisinha boba, eu apenas queria dizer que presto atenção em cada detalhe seu, até os mais banais. Eu gosto de te ver feliz com pequenas coisas, quero ser o motivo de uma dessas pequenas felicidades. Eu estou apaixonado por você, Haechan.

Antes que pudesse cogitar a ideia de voltar ao canadá caso levasse um fora do amigo, os braços do mais novo rodearam o pescoço do maior. Repetindo diversas vezes o quanto amava o canadense e esperava por aquele momento.  

Afastou-se do outro apenas para voltar ao centro da sala e, com um moonwalk, foi de encontro ao mesmo novamente, o vendo rir para logo em seguida, poder vê-lo ruborizar com um selinho que conseguiu roubar. Passaram aquela noite juntos, ouvindo outras músicas enquanto tentavam não fazer muito barulho, trocando selinhos tímidos aqui e ali, experimentando da melhor forma esse novo sentimento.


Notas Finais


Gostaram? Espero que sim.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...