1. Spirit Fanfics >
  2. Morando á Dois - Imagine Park ChanYeol x Oh SeHun ( EXO ) >
  3. E agora?; Capítulo 11

História Morando á Dois - Imagine Park ChanYeol x Oh SeHun ( EXO ) - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Boa leitura, hunnies ♡

Capítulo 11 - E agora?; Capítulo 11


Acordei cedo da manhã. Quase não dormimos, já que transamos a madrugada toda e quando paramos para deitar, já estava quase amanhecendo. 

Levantei-me dolorida e fiquei sentada na cama entre Chanyeol e Suho. A primeira coisa que me passou pela cabeça foi onde estaria Oh Sehun. 

Saí da cama cuidadosamente para que não acordasse os dois rapazes. Vesti minha camisola que estava jogada no chão, abri devagar a porta do quarto e a encostei novamente. Andei lentamente com os pés descalços até a cozinha, vendo a figura máscula de Sehun apenas de cueca, encostado no balcão bebendo água. Andei até ele e o abracei por trás.

Sehun — Bom dia. — me olhou por cima do ombro, voltando a beber sua água. 

S/N — Bom dia. — acariciei seu abdômen. — Por que não ficou na cama? 

Sehun — Vim beber água, não está vendo?

S/N — Poderia ser menos ignorante? Ao menos agora? 

Sehun — Por que eu faria isso? — pôs o copo na mesa, deixando seus braços ao lado seu corpo, por cima dos meus que agarravam sua cintura. 

S/N — Talvez porque tenhamos acabado de transar...?

Sehun — Nós não transamos, S/N. Você transou. Já pensou que algum de nós poderia ter se sentido desconfortável em transar na frente de dois homens. 

S/N — Ah, claro. Você não reclamou quando se dispôs a entrar na brincadeira. — soltei sua cintura irritada e ele se virou para me encarar. — E por quê isso agora? Você se sentiu desconfortável?  — demonstrei preocupação, claro. Não sou do tipo que se importa apenas com o prazer próprio. 

Sehun — Talvez. Caralho, eu transei com uma garota, ao mesmo tempo em que vi ela fazer uma espanhola no meu melhor amigo e bater uma no cara que eu não gosto.

S/N — Porque foi, então? 

Sehun — Tesão, S/N. Eu estava excitado, apenas. 

S/N — Do jeito que é pegador, achei que fosse acostumado com tal coisa.

Sehun — E sou. Mas, não com meu melhor amigo. 

S/N — Sinto muito se não foi de teu agrado. 

Sehun — Claro que foi. — pôs uma mecha de meu cabelo atrás da orelha. — Eu gostei. Só foi... desconfortável. — sorriu mínimo. Segurei sua mão sobre meu cabelo e passei a acaricia-la. 

Passei a encarar seu rosto de pertinho, apreciar cada detalhe. 

Sehun — Saí da cama porque não conseguia dormir do lado do Suho. Três homens em uma cama afeta minha masculinidade... — indagou formando um pequeno bico nos lábios e eu ri. 

S/N — Quer ir dormir no seu quarto? 

Sehun — Quero não. Eu vou. — se soltou de mim, caminhando até seu quarto e eu o segui. — O que você quer mesmo? — indagou, sentando-se na cama. 

S/N — Eu vou deitar aqui também. — disse empurrando ele para o lado, deitando e me cobrindo com o cobertor, este que logo foi puxado, fazendo-me sentir um corpo próximo ao meu. Sehun passou o braço por minha cintura e me permiti acomodar-me mais perto de si, sentindo sua respiração calma em meus cabelos 

Sehun — Você vai dormir? 

S/N — Uma hora dessas não tem como dormir. Vou apenas cochilar. E você? 

Sehun — Acho que o mesmo. — passou a acariciar meus cabelos.

S/N — Eu prefiro você assim. 

Sehun — Assim como? 

S/N — Calmo. Fofo. 

Sehun — Não acostuma. Estou bêbado de sono. 

S/N — Sei...

 [...] 

Acordei com o sol forte adentrando o quarto. Se o sol já estava assim, previ que provavelmente estivesse atrasada. 

Sehun saiu do banheiro se seu quarto com uma toalha na cintura e uma no ombro, usando para secar seus cabelos.

S/N — Por que não me acordou? — levantei apressada. 

Sehun — Porque eu não sou despertador. 

S/N — E lá vamos nós de novo... — revirei os olhos saindo de seu quarto. 

Chanyeol — Bom dia. — me deu um selinho e passou por mim apressado, me deixando surpresa. Dei de ombros e continuei andando até meu quarto. 

Tomei um banho rápido e passei a me arrumar o mais rápido possível para não atrasar.  

[...] 

Chanyeol — Certeza que vai ficar bem? 

Sehun — Ela não tem cinco anos de idade, Chanyeol. — Sehun revirou os olhos impaciente. 

Chanyeol — Cala a boca, Sehun. 

S/N — Eu vou ficar bem, Chany. Pode ir. 

Chanyeol — A gente se encontra pra almoçar no refeitório então, ok? 

S/N — Okey. — eu ri de sua feição preocupada, deixando um beijo em sua bochecha e outro em Sehun. 

Eles saíram em a caminho de seus cursos e eu fui atrás de minha sala. 

No dia em que vim aqui pela primeira vez, tive de fazer uma prova para testar minha capacidade, se eu poderia mesmo cursar essa área. No dia seguinte, recebi uma notificação no meu email afirmando que eu havia acertado 80% das questões. No mesmo dia, comprei todo material e mandei a conta dos livros para meu pai, já que o mesmo disse que da faculdade ele cuidava. 

Então aqui estou eu. A partir desta semana tudo será mais corrido. Provas, trabalhos, atividades. Tenho que me esforçar e conseguir orgulhar meus pais. 

??? — Olá, bela moça. Está perdida? — um rapaz de pele bronzeada e cabelos negros se aproxima de um jeito galanteador. 

S/N — Ah, sim.. Me disseram que o prédio de Ciências Biológicas era por aqui, mas não sei qual desses três prédios...

??? — Que maravilha! Eu também faço Ciências Biológicas. Quer que eu lhe leve até lá? 

S/N — Sério? Muito obrigada. Meu nome é Jung S/N.

Kai — Kim JongIn, mas pode me chamar de Kai. — sorriu simpático. Certeza que aquele sorriso deixa qualquer uma louquinha por ele. 

[...] 

Acho que consegui acompanhar todo o conteúdo. Kai me ajudou muito em tudo que eu não conseguia entender e acabei recebendo maus olhares das garotas da sala. 

No almoço descobri que Kai, Chanyeol e Sehun era conhecidos, então almoçamos todos juntos com outros dois amigos dos meninos. 

O dia foi bem calmo, por incrível que pareça. Mas, logo no primeiro dia foram passados dois trabalhos e bastante atividade. 

Hoje a tarde eu teria que ir para a cafeteria do Byun pra começar meu trabalho. 

Voltei pra casa de carro com Chanyeol. Sehun disse que faria um trabalho na casa de Xiumin — um dos garotos que almoçaram conosco — e avisou que só voltava a noite. 

Quando chegasse em casa, eu ia apenas tomar um banho e depois voltar, já que teria que trabalhar hoje. 

Chanyeol — E como foi? 

S/N — Ah, foi legal. É um pouco difícil, mas é o que eu gosto de fazer, então está ótimo. 

Chanyeol — Que bom que gostou. — estacionou o carro e nós descemos do carro e passamos a caminhar até a entrada do prédio. — Vai me ajudar com a janta? 

S/N — Quando eu voltar do trabalho, sim. 

Chanyeol — O que o Sehun disse pra você? — indagou apertando o botão do elevador. 

S/N — Que só voltaria a noite... Acha que devemos deixar comida pra ele? 

Chanyeol — Acho que é melhor deixar pra ele. 

S/N — Hum.. 

Saímos do elevador e caminhamos até a porta do apartamento. 

Tirei meus tênis, calçando minhas pantufas e Chanyeol fez o mesmo. 

Vi uma mala perto da porta e fiquei confusa. 

S/N — Isso é seu? — mostrei a mala. 

Chanyeol — Não... Será que é do Sehun? 

Pai — É nossa. — olhei em direção de onde ouvi a voz e vi meus pais. Meu pai segurava uma cueca — que julguei ser de um dos meninos — e sua feição não era nada boa.

S/N — Mãe? Pai? 

Mãe — Pode nos explicar de quem são essas peças de roupa, S/N?! 

Eu gelei, sem saber o que fazer e olhei para Chanyeol que não parecia muito diferente. 

Agora fodeu tudo. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Até o próximo capítulo, babys 💙

Grupinho das Hunnies: https://chat.whatsapp.com/CJfBMQXaHjoAk0Ad7ou1x1

~ @SeHuun 💙


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...