História Morando com dois alfas - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Namjin, Romance, Sexo, Universo A/b/o, Vkookmin, Vmin, Yoonseok
Visualizações 68
Palavras 1.793
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Comédia, Ecchi, Famí­lia, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Primeiro dia na academia


Terminei meu banho e fui para a cozinha tomar café. Meu plano de hoje é ir conhecer a academia de dança e começar logo a treinar lá, não vejo a hora de poder dançar novamente.

 

Cheguei na cozinha, tae e jungkook conversavam animadamente, claro que tae estava muito mais animado que jungkook, primeira vez que o vejo jungkook sorri, é muito bonito.

 

Assim que sentei a mesa e jungkook notou minha presença ele fechou a cara. Ele podia pelo menos tentar esconder que me detesta.

 

— bom dia jiminie!— fala tae animado.

 

— bom dia tae.— sorrio para ele.— bom dia jungkook...— falo um pouco recuado, mas tinha que falar aquilo para ele, ele podia até ser mal educado mas eu não sou.

 

— impressionante como vocês já estão bem amiguinhos— jungkook fala com sarcasmo.

 

— é claro, eu gostei do jimin desde a primeira vez que trocamos palavras— tae fala sorridente e eu coro. Também gostei muito dele.

 

— pelo amor de Deus taehyung, para de ser inocente, você mal conhece esse ômega e já o considera melhor amigo— jungkook fala indignado.— você não sabe se ele é de confiança.

 

— eu sou de confiança sim— falo com um bico. Porque ele é tão cruel comigo?

 

— não perguntei a você— fala grosso e eu me encolho. Porque ele é tão ruim comigo?

 

— jungkook! Não fale assim com ele— taehyung o repreende.

 

— afff, cansei, não quero mais ficar perto desse ômega— fala irritado, se levanta e sai da cozinha, me deixando culpado por ter atrapalhado sua manhã.

 

— eu acabei estragando a manhã dele— falo triste.

 

— nada disso jiminie, você não estragou a manhã de ninguém, pelo contrário no meu caso você melhorou— fala com um sorriso e cora de leve.

 

— obrigado tae.— falo envergonhado— mas porque ele é assim? Eu sei que limpei a sujeira do sofá com a cueca dele, mas só fiz isso.— falo triste tentando entender porque ele era daquele jeito só comigo. Tae ri.

 

— não se preocupa jiminie, ele é daquele jeito com todos os omegas— fico curioso com isso.

 

— porque?

 

— porque ele foi enganada por uma ômega no passado e ele gostava muito dela— fala triste.

 

— ah, agora entendo porque ele é desse jeito, então é melhor eu procurar outro canto para morar— chego a essa conclusão, eu não queria mas se minha presença incomoda alguém, é melhor eu sair.

 

— não jimin! Pelo amor de deus— me assusto por ele do nada elevar a voz— não faça isso, eu vou falar com jungkook, mas não se mude.

 

— então ta...— falo um pouco recuado porque sua reação foi muito intensa, porque ele quer tanto que eu fique? Deve ser pelo dinheiro que estou pagando— não precisa falar com jungkook, vou tentar ter o mínimo de contato possível com ele— lanço um sorriso fraco.

 

— é o jeito— retribui o mesmo sorriso— mas não se preocupe, eu gosto de você aqui— fala com um sorriso caloroso e alisa de leve meu cabelo, me deixou um pouco envergonhado.

 

— obrigado...— falo um pouco mais baixo pela vergonha.

 

[...]

 

Estou nervoso, muito nervoso, finalmente poderei conhecer a academia que tanto sonhei. Estava na entrada dela, não era muito grande mas tinha um ar de imponência.

 

Entro no local e vou até a atendente, ela parecia ser bem simpática, ainda bem.

 

— oi, boa tarde— já estava de tarde, afinal meu horário de treino é a tarde.

 

— oi!— fala sorridente— meu nome é Jennie em que posso ajudá-lo?

 

— sou Park Jimin, hoje é meu primeiro dia aqui e queria saber de qual sala estou.— falo nervoso.

 

— sim, então você é Park Jimin, o único que passou na seleção esse ano, você é incrível!— me elogia e eu acabo me envergonhando, sei lá não sou acostumado a elogios.

 

— obrigado...

 

— sua sala é a classe S, você sabe como funciona aqui né— na verdade não fazia ideia, então fiz que não com a cabeça.— nós temos 6 classes, a classe E,D,C,B,A e S, os dançarinos são escalados nas salas a partir de suas notas de entrada, pode haver mudanças de sala se as notas diminuírem ou aumentarem— eles são bem rígidos— como sua nota foi máxima, você está na classe S, parabéns!— sorri feliz. Fico muito feliz de ter entrado na melhor sala, eu me esforcei tanto para isso e consegui oque queria.

 

— obrigada, e onde fica a classe S?

 

— no final daquele corredor— aponta e eu assinto.

 

— mais um vez obrigado e até mais.— me despeço.

 

— até jimin— continua com seu sorriso simpático.

 

Vou caminhando em passos lentos para sala, estou muito nervoso, percebi que a academia era rígida então o professor com certeza vai ser também. Tenho medo de também não consegui acompanhar o ritmo dos outros alunos, vai vê eles são melhores que eu. Isso tudo me deixa muito nervoso.

 

Abri a porta da sala e me deparei com duas pessoas dançando, pelo cheiro eram alfas, os mesmos passos enquanto seguia o ritmo da música. Estavam tão concentrados que nem perceberam eu entrando e me sentando no chão para assisti-los.

 

Era tão bonito como eles dançavam, tinham bastante sincronia e seguia perfeitamente o ritmo do som. Espero que eu consiga ser assim também, executar tão perfeitamente uma coreografia.

 

A música para e me faz voltar a realidade, finalmente ambos me notam e parecem estar surpresos de me ver ali. 

 

— ah oi— fala um deles com um sorriso muito caloroso.— posso ajudar?— o outro foi até o outro lado da sala beber água em uma garrafa que havia ali. 

 

— s-sim— falo nervoso e me levanto rapidamente— eu sou Park Jimin, disseram aqui é minha sala... então vim para cá.

 

— então você é jimin! Prazer em conhecê-lo— fala animado— meu nome é jung hoseok e sou seu professor de dança— me surpreendo, eu pensei que seria alguém bem mais velho, mas ele parecia tão novo.

 

— prazer senhor jung.— retribuo seu sorriso.

 

— não me chame de senhor, eu sou muito novo, pode me chamar de jhope— ele parecia ser legal— e aquele ali é lee taemin— o outro homem vinha em minha direção.

 

— oi jimin— sorria, parecia ser legal também— eu fiquei sabendo que você teve nota máxima, isso é incrível!

 

— obrigado...— mais um vez fico envergonhado— foi eu consegui mas isso é porque me esforcei.

 

— eu estou louco para ver você dançando— fala jhope animado.— será que você pode dançar para a gente.

 

— posso sim— falo sorridente.

 

— que ótimo!— ele vai até o som.— então qual música.

 

— escolha qualquer uma, vou criar a coreografia na hora— eu fazia muito isso.

 

— nossa que demais!— fala taemin e se senta no chão.

 

— então vou colocar a música.— eu assinto e logo escuto a música começar.

 

Tudo oque eu faço quando danço é escutar a música e deixar meu corpo fluir de acordo com ela. Eu sinto a música passas pelo meu corpo, é melhor sensação da minha vida.

 

[...]

 

— jimin sua dança foi ótima, estou ansioso para que chegue amanhã— fala taemin e pega sua bolsa— tenho certeza que vai vir coisa ainda melhor.

 

— não sei... quem sabe né— sorrio e ele acompanha meu sorriso.

 

— bom já vou até amanhã.

 

— até.

 

Sai e deixa apenas eu e jhope na sala, o mesmo já se organizava para ir também.

 

— jimin pelo oque eu vi hoje, você tem muito futuro— fiquei muito feliz com suas palavras— além de ter talento natural, você é esforçado, eu não podia ter ganhado um aluno melhor— fala sorridente.

 

— nem é pra tanto jhope— falo envergonhado.

 

— é sim— abre a porta— já vou, quando for embora deixa a chave da sala com Jennie, beleza?

 

— eu posso ficar o quanto eu quiser?— pergunto espantado e ele assente rindo.— vou entregar sim, até amanhã jhope.

 

— até jiminie.

 

Ele foi embora e me deixou sozinho na sala. Agora vou aproveitar e dançar muito, vou treinar até ficar perfeito na música. Era uma música nova que jhope tinha passado para eu e taemin, sim, só sou eu e taemin na classe S.

 

Ele disse que eu já estava bom nela, mas mesmo assim não é o suficiente para mim, vou dançar até não aguentar mais. 

 

Ligo novamente o som e começo a dançar novamente os passos.

 

[...]

 

Depois de 1h e alguns minutos já estava muito cansado mas eu aguentava mais. Só que Jennie apareceu e me fez parar por hoje, ela me disse para não me esforçar tanto assim, mas para mim eu podia ter dançado mais.

 

Voltava para casa andando, estava muito cansado e meu pé doía bastante, talvez eu tenha exagerado. Estava mais ou menos perto do meu prédio.

 

Fui virar a esquina e acabei sentindo uma enorme fraqueza em meu corpo, não consegui me mantar em pé e perdi o equilíbrio mas antes que eu caísse no chão sinto um braço segurar minha cintura por trás. Me surpreendi porque eu conheço esse cheiro e o dono dele nunca faria isso por mim.

 

Ele me puxa para seu corpo e mantém seu braço firme em minha cintura passando a me abraçar de lado agora. Finalmente olho para seu rosto e tive certeza de que era quem eu achava ser. Jungkook me olhava raivoso e com uma pitada de preocupação.

 

— oque esta fazendo jimin?— pela primeira vez escuto ele falar meu nome, por algum motivo fico feliz.— porque você está assim? 

 

— eu só me senti um pouco fraco, acho que acabei ensaiando demais.

 

— só podia ser um ômega idiota mesmo, pra que se força tanto ao ponto de ficar fraco assim?— ele estava irritado mas não falava comigo irritado, sua voz estava suave.

 

— eu só que não quero decepcionar meu professor, tenho que dançar perfeitamente— tenho uma certa obsessão por isso, não importa o quanto treino sempre sinto que não é bom o suficiente.

 

— tenho certeza que seu professor iria ficar decepcionado de te ver passando mal só porque você quer impressiona-lo— eu olho para ele surpreso, ele está tentando me consolar?— ele com certeza não quer que você vá ao seu extremo assim.

 

— você está certo— abaixo a cabeça envergonhado.

 

— não faça mais isso...— fala um pouco envergonhado e eu fico extremamente feliz, ele se importa comigo?— você consegue andar?

 

— acho que sim... pode me soltar— e assim ele faz, mas assim que tento andar novamente sem ninguém sinto minhas pernas ficarem bambas de novo e eu volto a perder o equilíbrio, mais uma vez jungkook me segura.— é acho que não consigo— sorrio sem graça.

 

— mas você é um idiota mesmo— ele abaixa um pouco— sobe nas minhas costas, eu vou te levar.— e mais uma vez me surpreendo.

 

— tá bom...— subo em suas costas e envolvo seu pescoço envergonhado, ele passa segurar minhas coxas com suas mãos.

 

Meu coração está batendo tão rápido. Não entendo jungkook, uma hora ele é cruel comigo e outra ele está me ajudando. Que menino estranho.


Notas Finais


Gostaram???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...