História Morando Na Casa Ao Lado - Kim SeokJin (BTS) - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS), Girls' Generation
Personagens Hyun A, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Taeyeon
Tags Bts, Hyuna, Imagine Jin, Jimin, Jin, Namjoon, Snsd
Visualizações 213
Palavras 1.788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura <3

Capítulo 12 - Chapter XII


Fanfic / Fanfiction Morando Na Casa Ao Lado - Kim SeokJin (BTS) - Capítulo 12 - Chapter XII

P.O.V Rabech ON

Nj-Aigo, por quê demoraram tanto. -Appa falou assim que viu Jimin e eu aparecer na sala.

-Desculpa appa, eu não estava me sentindo muito bem. -Fiz um biquinho e um olhar tristonho, era o meu triunfo.

Ty-Se sente melhor, filha? -Assenti. -Então tudo bem, vamos amor?! -Appa lhe ajudou a se levantar do sofá devido a barriga bem grande. Caminhamos para fora da casa.

-Eu realmente não acho que deveríamos ir ora essa festa, deveríamos ficar em casa. -Omma apenas me ignorou com um leve sorriso debochado. -É só um precentimento ruim.

Nj-Bobagem! -Appa riu. Em poucos passos chegamos na casa ao lado. Appa apertou a campainha e logo Jin atendeu a porta. Os mais velhos se comprimentaram e logo entramos na casa.

Estranhei, Jin ainda nem olhou pra mim. Tudo está bem decorado, bem bonito. Algumas pessoas se aproximavam de nos e desejava "Feliz natal". Puxei Jimin para um canto atrás de comida, estava faminta.

Na casa estava com bastante gente, até que dava impressão que a casa era pequena, mas não era. Na festa havia alguns professores e alguns amigos de trabalho de Jin que também trabalhavam junto com appa.

Estava todos se divertindo, até mesmo Jin que estava me ignorando me parecia bem feliz hoje. Claro que eu não ia ficar por baixo, como ou a tocar umas musicas mais moderna e de jovens que me fez -finalmente- ficar animada com aquela festa.

Puxei Jimin pra dançar e acabamos recebendo vários olhares das pessoas presentes ali. Jimin e eu dançavamos alegremente sem muitos movimentos impróprios, afinal até meus pais estava nos vendo.

-Jimin, quero que me faça um favor. -Jimin te virou os olhos e logo fez um sinal pra que eu conte qual favor. -Simples. Quero que chame Hyuna pra dançar.

Jm-Quê?! Eu não! Por que?

-Pro Jin ficar sozinho. -Respondi. -Quero saber o por quê que ele tá me inginorando.

Jm-Aigo, tá bom. -Se deu por vencido. -Mas eu quero um beijo aqui e agora? -Sorriu cínico.

-Jimin! Meus pais estão olhando!

Jm-Está perdendo tempo protestando. -Bufei me dando por vencida. Lhe dei um beijinho rápido nos lábios de uma forma fofa que alguns até fizeram "Awn que fofos" sorri e corada.

-Vamos gente, não vão dançar? Vai ficar ai parados a noite toda! -Falei animada. Logo appa pegou a mão da minha mãe com delicadeza e começaram a se diverti.

Jm-Senhora Kim, pode dançar comigo? -Jimin perguntou fofo á Hyuna que sorriu e assentiu.
Encarei Jin que ficou sozinho e o mesmo ainda me ignorou, deu as costas e o segui.

O mais velho subiu as escadas e logo depois entrou em um quarto, entrei no mesmo quarto e estava tudo escuro. Gritei de dor quando minhas costas foram jogadas contra porta.

Jn-Eu quero ficar sozinho, sai daqui! -Ouvi sua voz bem proxima de mim. Minhas costas doíam e não pude conter algumas lágrimas. -Está chorando? -Perguntou mas eu não o respondi. A luz foi acessa e lhe vi com um olhar preocupado. -Me desculpa, eu não queria te machucar.

-Então por que fez isso?! -Perguntei chorosa.

Jn-Por que estou com raiva de você! -Se afastou de mim, ouvi suspirar enquanto passava a mão pelo seu cabelo. -Mais cedo eu estava no meu escritório, e parece que você esqueceu que dar pra tudo que acontece no seu quarto. -Falou de costas sem olhar pra mim.

Arregalei os olhos não acreditando. Jin me viu transar com Jimin, eu realmente havia esquecido da janela.

-Ah, é que... -Tentei me justificar mas não tinha nenhuma ideia como devia fazer. -Por... Por que ficou com raiva disso? Ciúmes?

Jn-Não é isso. -Virou-se de frente pra mim. -Ok, pode ser um pouquinho de ciúmes mas eu também quero que tenha cuidado. Vocês são jovens e a vida adulta é muito responsável.

-Eu só estava mostrando o que eu havia aprendido com você. -Falei maliciosa. 

Jn-Então tudo que fizemos irá fazer com Jimin? -Aproximou novamente e segurou firme o meu braço.

-Jimin me ensinou muita coisa, eu tenho que lhe recompensar as vezes.

Jn-Merece uma punição! -Vi levemente sorri de canto. Antes que eu possa responder fui jogada sobre a cama e logo senti Jin subi em cima de mim.

Lhe puxei para um beijo, logo senti sua língua explorar cada canto da minha boca. Abri minhas pernas e ele se impôs entre elas, entrelacei minhas pernas na sua cintura sentindo ele roçar sua intimidade na minha.

Sentia cada vez mais seu membro ficando ainda mais duro. Arfei sentindo seus beijos descerem por meu queixo até chegar no meu pescoço, estava tão gostoso até ele parar e sai de cima de mim repentinamente.

Jn-Tire a roupa! -Ordenou logo depois de ter trancada a porta do quarto. Não hesitei e lhe obedeci, retirei meu vestido e minha lingerie. -Agora fique de quatro! 

-Falou autoritário e eu mais uma vez obedeci. -Então... -Deslisou sua mão por meu bumbum. -Eu não gostei do que vi mais cedo.

-Desculpa.

Jn-Cala a boca! -Deu um tapa no meu bumbum me fazendo gemer de dor. -Será punida, lhe darei 10 tapas e não quero ouvi nenhum som sai de sua boca. Entendeu? -Assenti. -E quero que conte os tapas.

Assenti novamente e logo obtive o primeiro tapa, falei "Um" firme e forte. Em seguida veio o segundo tapa, esse que fez meu corpo extremecer que fez com qie minha voz não saísse tão forte e firme como antes.

Jin me estapeava com força que no quinto tapa eu já estava chorando sentindo minha pele arder. Já levei uns tapas no meu appa mas nem se comparam com esses do Jin.

Jn-Diga! -Falou assim que me deu mais um tapa.

-Seis! -Sussurrei chorosa. Mais um tapa foi dado e eu mordi os lábios para não gritar de dor. -Sete! -Falei baixinho. Mais um tapa e não tinha mais força para falar "Oito" apenas comecei a chorar escondendo meu rosto no travesseiro. Não senti mais tapa nenhum, senti Jin puxar minha cintura me virando de frente. Me abraçou e acariciou bem munhas costas.

Jn-Se você não me tivesse como vizinho, seria outra pessoa e teria visto o mesmo que eu, e ai sim seria muito pior pra você. -Falou baixinho fazendo carinho no meu cabelo. -Me desculpe por ter sigo rude, mas eu realmente estou chateado. E se é ciúmes eu não sei, só sei que isso me faz pensar que não sou o suficiente pra você.

-Mas... -Suluçei. -Eu não fiz por mal. -Senti ser deitada e gemi de dor quando meu bumbum tocou no colchão. -Me perdoa oppa.

Jn-Me perdoe também. Vamos esquecer isso. -Assenti, Jin limpou minhas lágrimas e procurou minha roupa pelo quarto. -Vou te ajudar à se vesti. -Me ajudou a levantar-me da cama. Jin me vestiu com cuidado. -Vamos, não podemos subi. Hyuna irá dar falta. -Olhei rapidamente no espelho ajeitei meu cabelo e vi que minha maquiagem não estava acabada pois era à prova d'água.

Saímos do quarto discretamente e voltamos para sala e nos misturamos entre os convidados para ninguém desconfiar. Voltei pra perto de Jimin que se distraía com um copo de vodka que pegou escondido.

-Não pense besteira, eu só fui saber o quê que ele estava me ignorando. -Falei me aproximando sabendo que ele iria reclamar por ter lhe deixado sozinho.

Jm-Sei. -Olhou-me desconfiado. -Mas descobriu o motivo? -Assenti. -Qual era?

-Ele nos viu transando pela a janela do escritório dele. -Surrurrei no seu ouvido por precaução pra ninguém ouvir.

Jm-Eita Deus, ele deve me odiar, ein?! -Assenti e Jimin começou á rir.

Depois de um tempo ali conversando Hyuna nos chamou para nos reunir e desejar "Feliz natal" para todos, pois já eram meia noite. Todos brindaram feliz e se abraçaram como um comercial de natal.

Mas a festa chega ao fim. Todos convidados já estavam se despedindo e casa foi começando a ficar vazia. Appa decidiu juntamente com omma de irmos pra casa, pois já estava tarde e ainda iria pegar o carro pra deixar Jimin em casa.

Nos despedimos de Jin e Hyuna e saimos. Andando na calçada indo em direção da nossa  casa, de repente escuto uma zuada de pneu e  gritos. Sinto alguém me empurrar me fazendo cair no chão, senti me cabeça bater em algo e logo apaguei.

P.O.V SeokJin ON

Hy-Tchau gente, obrigada pro ter vindo até amanhã. 

Nos despedimos de Rabech e seus pais, e claro Jimin. Ao os vê se afastarem andando em direção para casa ao lado chamei Hyuna para entrar pra dentro de casa. Mas a mesma me ignorou e ficou na porta de casa como se estivesse esperando algo.

Dei de ombros e entrei, estava cansado e queria dormir. Escutei um som forte de buzina que me chamou atenção, voltei rapidamente para para porta onde vi Hyuna correr.

Ao a me aproximar vi com nitidez a seguinte cena; um cara acaba de atropelar Taeyeon e Namjoon e por sorte o carro não atingiu Rabech devido que foi empurrada por Jimin.

Jm-Rabech! -O jovem balançou seu corpo e não obteve nenhuma respostas. Apalpei meus bolso na procura do meu celular, e liguei oara um ambulância.

Dei todas as informações para a oesoa que me atendeu que logo falou que a ambulância está á caminho. Hyuna olhava preocupada para sua melhor amiga que apresentava sangue em sua roupa. Oh céus, ela não pode perder o bebê.

Fui em direção do carro que fez esse estrago e o cara se encontrava desacordado sobre o volante do carro. Olhei ao redor e vi que o cara havia subido a calçada e entrou com a metade do carro na frente da casa do meu melhor amigo.

Logo a ambulância chegou e socorreu Rabech e seus pais. Os colocaram dentro do veículo e os levaram para o hospital, onde Hyuna se ofereu a ir junto como acompanhante.

Depois me informaram que viria outra ambulância para socorrer o cara desacordado do carro. Jimin estava nervoso e preocupado me perguntava o tempo todo se eles iriam ficar bem e eu tentava confortar o máximo que conseguia.

O cara do carro acordou e quando percebeu a merda que fez tentou fugir. Mas Jimin me ajudou a pega-lo até a polícia chegar. A polícia lhe deu voz de prisão e o colocou no carro e o levou para delegacia onde iria ficar preso.

Mas onde da policia sai do local me comunicaram que eu precisava ir pra delegacia prestar depoimento e fazer o B.O. Logo lhes comuniquei que precisava deixar Jimin em casa e de lá iria para delegacia.

E assim fiz. Assim que cheguei na delecia dei meu depoimento e fiz o B.O e logo a o delegado me informou o nome do cara que atropelou Taeyeon e Namjoon, o nome era Jung Hoseok.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...