História More Love, Skating - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Yuzuru Hanyu
Personagens Personagens Originais, Yuzuru Hanyu
Tags Imagines Yuzuru Hanyu, Yuzuru, Yuzuru Hanyu
Visualizações 43
Palavras 2.286
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus nene, queria trazer pra vocês, meu mais novo trabalho.

Fiz ja fazem alguns dias, e resolvi vir postar só agora.

Se vocês quiserem um capítulo extra, podem pedir nos comentários :3

Se for necessário, eu até altero a classificação. Então meus anjos, apreciem, boa noite ❤

Capítulo 1 - More Love, Skating - Yuzuru Hanyu


Fanfic / Fanfiction More Love, Skating - Capítulo 1 - More Love, Skating - Yuzuru Hanyu

 Estava quase no fim do treino, meus dedos doíam, aqueles patins estavam começando á me apertar.

Eu deveria troca-los, mas até o tempo para respirar era curto, milhares de competições próximas, o que eu poderia fazer? Apenas me focar mais e mais.

Era o fim do treino, fui até uma cadeira para poder tirar os patins, ao tira-los, notei os calos em meus pés, aquilo estava realmente feio.

Como eu estava só, seria a forma mais fácil caminhar sozinha até o vestiário, eu deveria me trocar antes de ir.

Me posicionei perto da parede, e comecei á caminhar em passos curtos, quando senti um par de braços envolverem minha cintura.

-Não deveria caminhar sozinha com os pés desse jeito, pode piorar a situação deles. -Ao olhar para trás, tive a visão de Yuzuru Hanyu, ele sempre era perfeito em seus treinos, algo que me causava inveja.

-Yu... senhor, eu estava... eu preciso... -Nada que eu fosse dizer naquele momento, daria explicação para o que ele estava fazendo.

-Vamos. -O maior falou e me levou até o vestiário.

Ao chegarmos no local desejado, Yuzuru me pôs sentada em um banco, e se ajoelhou em minha frente, assim começando á massagear um de meus pés.

-Não é necessário. -Falei e tentei me levantar.

-Se quer ser uma boa patinadora, deve cuidar bem daquilo que te torna uma patinadora. -O maior fala e continua á massagear meus pés, ninguém fez aquilo por mim em toda a minha vida.

O mais bonito daquele momento, era seu sorriso, mesmo me dando bronca, ele sorria, era a coisa mais fofa de se ver.

Com um tempo, as dores foram diminuindo, e Yuzuru se põe de pé em minha frente.

-Se troque, eu vou esperar lá fora. -O maior sorriu e saiu do vestiário

Eu e Yuzuru nunca tivemos qualquer intimidade, nunca tivemos uma conversa por mais de 3 segundos, era sempre "oi" ou "olá". Mas já praticamos algumas danças em grupos juntos, e eu pude ver, o quanto ele é cuidadoso.

Recentemente, uma das garotas, disse que Yuzuru estava namorando, com uma aluna nova que veio dos EUA, ela realmente era muito bonita, mas Yuzuru negou os boatos, e disse que eles eram apenas amigos.

Yoona e Sarah são loucas por ele, elas são as "melhores" assim preferem ser chamadas. Eu odeio admitir, mas elas são realmente a melhor dupla, depois é claro de Yuzuru.

Elas nunca foram tão com a minha cara, então nunca conversamos.

Fui tomar um banho para tirar todo o suor, e vesti minhas roupas, pus tudo em uma bolsa, e sai do vestiário.

Olhei para todos os lados e não achei Yuzuru, mas ouvi um barulho na pista de gelo. Fui até o local, e lá estava ele, tão pleno, praticando tudo tão bem, seus olhos atentos, e quando percebo, eu já estava babando por Hanyu, que vergonha.

Me encosto na grade mais próxima e apenas observo aquele espetáculo, seu corpo se movendo daquela forma, me faz pensar coisas eróticas, algo bem errado naquele momento.

Quando seus pés enfim param de se mexer, seus olhos param nos meus.

-Foi espetacular! -Sorri e bati palmas.

-Obrigado, Obrigado. -O maior fez referência, e saiu da pista de patinação.

-Você foi realmente incrível. -Sorri e tentei ajudá-lo á sair sem escorregar.

-É, Eu vi você babando. -O maior sorriu, e por um momento, me senti envergonhada. - Eu gostei da sua reação, geralmente, vejo expressões falsas nas pessoas. -Hanyu senta no chão e desata os nós dos seus patins, assim tirando-os.

-Eu realmente gostei muito, sei que não sou muito importante, e que minha opinião não vale... -Fui interrompida por uma risada.

-Por que diz isso? Cada opinião é importante, principalmente a sua neste momento. -Aposto que nesse momento, o brilho dos meus olhos cegaram ele.

Me senti a pessoa mais importante do mundo, não conseguia disfarçar, meu sorriso de orelha á orelha.

Ao calçar seus sapatos, Yuzuru me acompanhou até a saída, eu estava louca para ir em casa, e tirar um bom cochilo, mas para o meu azar, ou sorte, Yuzuro me puxou um caminho inteiro, até uma loja de patins, que ficava bem próxima do local dos treinos.

Ao adentrarmos, o sorriso da vendedora quase me engole de tão grande.

Experimentamos vários patins, até Yuzuru escolher um que me servisse bem.

-Pronto, agora você só precisa ensaiar com ele, competir com sapatos novos, é pedir para perder os pés, então ensaie, antes de usá-los nas pistas.

Sorri e acenti com a cabeça, eu não queria, mas como ele insistiu, Yuzuru pagou meus patins, ele é realmente um anjo.

Fomos cada um para sua casa, Yuzuzru me deu seu número de telefone, e disse que se eu precisasse, deveria ligar para dele imediatamente.

Óbvio que eu não ligaria.

Acordei no dia seguinte, com o despertador, estava na hora de ir. Hoje seria a festa mensal que nós sempre fazemos. Sr. Edvard nos separou em grupos, para podermos cada um organizar algo na festa, e como sempre, Eu fiquei com a decoração.

Ao chegar no local, só havia eu, e o Eco da minha voz, como sempre, ninguém vai me ajudar, sempre, a única da equipe, focada em algo, sou eu, triste fim pra mim.

Fui até uma papelaria, É comprei tesouras, e vários tipos de papéis de variadas cores.

Ao voltar para o local onde seria a festa, encontro o lugar ainda vazio, mas algumas coisas estavam fora do lugar, tipo, uma vassoura e uma pá.

Botei tudo que usaria no chão, ainda desconfiada, fui fazer meu trabalho, comecei enchendo balões, para por perto da entrada.

Meu coração quase para, ao ver alguém sair de dentro do banheiro masculino.

-Aquilo estava uma bagunça. -O maior fala batendo as mãos uma na outra.

-Socorro... -Sussurro para mim mesma por não conseguir ver o rosto do sujeito, pois uma máscara dificultava minha visão.

-Ah, vim te ajudar. -O baixar a máscara, tive a visão do mais lindo sorriso que eu conhecia bem.

-Que susto você me deu Yuzuru! -Sorri e pus a mão no peito.

-Sou tão feio assim? Deveria por a máscara de volta? -Sorri e neguei com a cabeça. -Então sou bonito? -Tentei ignorar sua pergunta, mas sua insistência vai longe.

-Sim, você é bonito. -Sorri, e voltei á encher os balões.

-Espera, que tal pendurar uns cisnes de origami ali? -O maior apontou para um lugar no canto da parede.

- Ficaria legal. -Falei sorrindo. -Mas não sei fazer origami. -Inflei minhas bochechas.

-Mas eu sei. -Hanyu sorriu de orelha á orelha e começou á moldar seus cisnes de papel.

A sua imagem no momento, era de uma criança, uma criança feliz.

-Por que você veio até aqui? -Pergunteu olhando para minhas mãos.

-Eu fui até a pista de gelo, e estavam todos lá, até mesmo sua equipe, eu perguntei o que eles faziam lá, se eram da equipe de decoração, e eles disseram que você faria tudo sozinha. Como sempre. -O maior sorriu e voltou á fazer os origamis.

-Obrigado. -Sorri e voltei á encher os balões.

Com um tempo, já estava tudo pronto, sem contar que eu e Yuzuru nos divertimos muito.

Arrumamos tudo direitinho, e a festa ficou fantástica.

-Olha S/n, sobrou um balão! -O maior falou sorrindo.

-E o que vamos fazer? -Eu realmente não sei o que fazer com balões.

-Vam cá, deixa eu te mostrar o que aprendi vendo TV. -O maior sorriu e me puxou pelo braço, me levando á ficar bem próxima dele.

-Como assim? -Falei olhando para o chão.

-Olha. -Yuzuru por o balão entre nós dois, e me abraça com força, assim fazendo o balão estourar.

Meu grito ao ouvir o balão foi o melhor, Yuzuru sorria mais do que uma criança, e o mais estranho: ainda estamos abraçados.

Minha cara de tacho entre os braços do maior era inconfundível, cada vez mais íamos nos aproximando, até que Yuzuru me soltou e se afastou.

-Vamos, precisamos comprar roupas legais pra hoje.

-Como assim? -Peguei meu casaco no chão, e me aproximei de Hanyu.

-Vamos logo. -O mais velho agarrou minha mão, e corremos para fora do estabelecimento.

Passamos de rua em rua de mãos dadas, correndo, feito duas crianças, o bom de tudo, era que eu estava sorrindo, enfim algo de bom me aconteceu.

Na entrada da loja, ouvimos os sussurros das pessoas, todos nos olhando, mas Yuzuru não se intimidava um segundo, e ainda estava á segurar minha mão.

Os olhares curiosos das pessoas, os sussurros, era tudo muito clichê para um artista famoso.

Experimentamos várias roupas, fizemos pose nos espelhos, e enfim, fomos para casa, não para a minha, e sim para a dele.

-Por que me trouxe aqui? -Sorri sentando em um tapete no chão.

-Queria trazer alguém legal aqui, e você alegrou meu dia ontem. -O maior sorriu e foi em um local da casa que eu deduzi ser a cozinha, pois ouvi um barulho de geladeira.

Ao voltar para a sala, trouxe uma latinha de refri para nós dois.

-Vamos, temos que nos arrumar, você pode usar o banheiro de cima, eu uso o de baixo, as maquiagens estão lá, na pia do banheiro.

Achei meio estranho, mas apenas acenti e levei minhas roupas.

O banheiro era maior do que minha casa.

Tomei meu longo e bom banho, e ao ir vestir as minhas roupas, encontrei um par de roupas íntimas dentro da sacola, o que foi bem estranho, já que não lembro de ter comprado roupas íntimas.

Vesti tudo, e fiz uma maquiagem fraca, e deixei os cabelos soltos, minha roupa era um vestido, florido, e solto abaixo da cintura, um casaco rosa, e uma sandália cor de pele.

Pus as roupas que eu usava na sacola, e desci as escadas, eh acho que não cai, por pouco.

Yuzuru estava escorado perto da porta, com seu celular em mãos, o mais velho trajava uma calça jeans preta, uma camisa social diário sem gola, e um par de sapatos sociais. Ele estava simplesmente perfeito.

Tão distraída com sua beleza, nem notei que o mais velho correspondia meus olhares.

-Esta na hora? -Sorri tentando disfarçar a vergonha.

-Sim, vamos? -O maior estendeu o braço, e eu fiz o mesmo.

Passamos o caminho todo tagarelando, sobre coisas aleatórias, bem sem sentido.

Ao chegarmos na festa, fui surpreendida pela mão de Yuzuru na minha, fomos caminhando de mãos dadas, até a mesa onde tinham as bebidas.

-Por que fez isso? -Sussurrei.

-Por que eu gosto de segurar sua mão. Ela é gelada, e a minha quente, as temperaturas se completam. -O maior sussurrou de volta.

Confesso que eu só conseguia sorrir depois do "se completam", foi a coisa mais bonita que já ouvi.

Todos já haviam nos notado, mas o sorriso de Yuzuru era a única coisa que eu via.

Quanto mais as pessoas falavam, mais intimidada eu me sentia, até que Yoona e Sarah se aproximaram, com seus sorrisos falsos, e suas pernas magras.

-Olha só, não sabia que você era atirada. -Yoona começa, e Sarah ri.

-Não... eu... -Tentei não discutir, já que Yuzuru estava distraído com as bebidas.

-Não o que garota? -Yoona suja meu vestido com o suco que continha em seu copo, assim mantendo o tecido úmido. Nesse momento eu tive a atenção de todos para mim, inclusive a de Yuzuru.

-O que pensam que estão fazendo? -Me abaixei perto da mesa, para conter a vergonha, não queria que me vissem daquela forma. -Por que fizeram isso? -Yuzuru reclama.

-Yuzuru Senpai, foi acidente, e ela estava me provocando... -Yoona é interrompida por um grito de Yuzuru.

-Você acha mesmo que eu acredito em suas palavras imundas? Eu quero você longe de mim, e da minha namorada. -Algo que me surpreendeu por completo.

Eu nunca pensei em ouvir aquilo, me senti tão especial durante muitos segundos.

Yuzuru se abaixa á minha frente, e me levanta, assim sorrindo para mim, e me cobrindo com seu casaco.

Ao sentir os braços quentes de Yuzuru me envolverem em um abraço, foi como se todo o mundo houvesse ficado mudo, nenhum som era ouvido por mim, nada, apenas o som de seu coração.

-Vamos embora, as vezes, brilhar de mais, pode incomodar os outros. -O maior me puxou pela mão, e saímos do local, indo até uma ponte próxima.

-Por que fez aquilo? -Meus olhos foram de encontro às estrelas no céu.

-Também não sei, não gostei da forma que elas lhe trataram. -Naquele momento, minha felicidade já havia ido embora, pois aquilo tudo não passou de uma encenação.

-Aquilo pode manchar a sua imagem. -Falei com a voz menos triste que podia.

-E quem se importa? Bom, eu queria me desculpar, mas, fui sincero, em querer algo com você. -O maior falou e ficou de pé em minha frente.

-Como assim? -Eu já estava realmente confusa com tudo aquilo.

-Só deixe que eu faço o que nós dois queremos. -Sem me dar tempo para falar uma palavra sequer, Yuzuru selou nossos lábios, dos poucos beijos que já provei na vida, com toda certeza, o melhor foi o dele.

Minhas pernas tremeram, meu coração acelerou, e minhas mãos foram de encontro às suas bochechas.

Mantive meus olhos fechados até o
fim do beijo, quando Yuzuru juntou nossas testas.

-Isso foi bom. -Falei e sorri.

-Foi mais do que bom. -Yuzuru falou, E segurou a minha mão, como verdadeiros namorados seguram a mão das namoradas. -Somos um só agora, você aceita isso? -O maior pediu, e na esperança de um sim, segurou forte minha mão, e sorriu.

-Sim. -Quase sussurrei, mas apenas um sim, foi motivo de festa para o Hanyu, meus dedos se entrelaçaram com os seus, e assim saímos andando nas ruas de Sendai.


Notas Finais


AAAI MEUS AMORESS!!!!
Espero que tenham gostado
Um beijo pra todos, e até a próxima ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...