História More Than 100 Days - BTS HOT - JIMIN - 2 TEMPORADA. - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, F(x), Red Velvet
Personagens Amber Liu, Irene, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Lisa, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seulgi, Sulli Choi
Tags 100 Days Of Slavery, Bts, Hot, Jimin, Jimin Hot
Visualizações 469
Palavras 1.411
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


B o a l e i t u r a 🔥

Capítulo 11 - Nível Hard


Fanfic / Fanfiction More Than 100 Days - BTS HOT - JIMIN - 2 TEMPORADA. - Capítulo 11 - Nível Hard

- Segundo Round. - Disse isso e mordeu meu lábio. 


- Jimin eu ainda não me recuperei totalmente. - Falei enquanto o mesmo ainda selava beijos no meu pescoço. 


- Amanhã você não anda. 


Após ele dizer isso, tirou rapidamente minha blusa e minha saia. Só estava apenas de sutiã, já que o mesmo já tinha tinha tirado minha peça íntima de baixo.

 Logo ele tira a camisa e deixando a mostra do seu abs e fica entre as minhas pernas, ele se começou a da beijos entre meus seios e ficou apertando-os fortemente, tirando cada suspiro meu. Rapidamente ele rasga meu sutiã e me deixando completamente exposta para si.


- Jimin, esse é o décimo sutiã que você rasga, não dá pra você tirar essa merda sem brutalidade? A moça da loja já até conhece minha cara de tanto que eu vou lá comprar.


- Ah.. desculpa amor. - Disse começando a rir. - Toda vez que eu te vejo nessa posição, sinto vontade de fazer sexo animal contigo. 


- Termina teu serviço. - Disse subindo com a perna até sua calça fazendo referência para tirar.


O mesmo me toma em seus lábios molhados e inchadinhos e começa um beijo intenso e quente. Antes que eu percebesse ele já estava praticamente despido, estava apenas de box.

Com aquele beijo sôfrego e agressivo, já me sentia totalmente molhada, comecei a sentir as mãos bobas do Jimin passeando pela minha coxa, logo senti descer pela minha barriga e senti já está entre minhas pernas, comecei arfar entre o beijo quando senti movimentando seus dedos no meu íntimo.


- Molhada do jeito que eu gosto. - Disse com voz rouca no meu ouvido. 


Começava a gemer só naquele toques, meu gemidos ficaram cada vez mais altos quando ele adentrou dois dedos em mim. 


- Fala s/n, o que você quer? Hein? Fala. - Disse ainda me dando alguns chupões. 


- Eu.. Eu quero você dentro de mim Jimin.. - Falei com dificuldade pelo prazer que ele me proporcionava. 


O mesmo retirou os dedos e começou a chupar fortemente meus seios, peguei no seu cabelo e comecei a puxar com força, o mesmo começou a deixar marcas vermelhas ao redor

Jimin ficou completamente despido em minha frente e conseguiu me dar a visão do seu membro enorme e pulsante, só de imaginar aquilo dentro de mim de novo, já imaginava todas as posições para penetração. 

Jimin ia se posicionando quando rapidamente tive consciência do ato que ia acontecer.


- Coloca camisinha. - Falei e o mesmo parou. 


- Eu não gos.. - Interrompi o mesmo. 


- Jimin, eu não quero arriscar ficar grávida, não agora. 


O mesmo bufou e revirou os olhos e esticou seu braço para pegar a camisinha, após ele ter colocado o mesmo volta a se posicionar.


- Meu amor, desculpa, mas eu odeio usar camisinha. - Assim que ele disse isso, vi rapidamente ele tirar o plástico.


- Jimin!!! Nã....Ahhhhh caralhoo!!! - Ia impedindo ele, mas logo ele me penetrou com força. 


Não consegui impedir o mesmo de continuar, ser penetrada por ele era a melhor coisa que existia, porém de forma errada. Seus movimentos foram ficando mais rápidos e nossos corpos já estavam molhados e os nossos gemidos se misturavam com o barulho dos nossos corpos se chocando.

Logo ele me colocou por cima dele e eu comecei a quicar no seu colo rapidamente e dando reboladas no seu colo, cada vez mais nossas respirações ficavam mais ofegantes, ele colocou uma mão na minha nádega e começou acompanhar os movimentos, já sentia meu orgamos se aproximando.

Comecei a acelerar ainda mais as cavalgadas e finalmente atingir meu limite. Logo jimin voltou a ficar por cima de mim e voltou a me estocar com mais força, depois de mais 20 estocadas, ele sentiu seu gozo chegar e logo tirou membro de dentro de mim outra vez. 


- J-ji-jimin... - Falei muito ofegante. - E-eu vou te matar.


- Desculpa. - Disse se jogando do meu lado rindo. 


Ficamos um tempo parados em silêncio, apenas ouvindo a respiração rápida do outro. O mesmo se levantou da cama e logo me estendeu a mão. Levantei logo em seguida com dificuldade porque Jimin não teve pena de mim hoje, fomos para o banheiro, estava exausta então só apenas rolou algumas mãos bobas e beijos. 

Saímos do banheiro e eu estava de cara fechada e o mesmo me olhava confuso.


- O que foi? - Perguntou ele colocando sua roupa.


- Jimin, esse negócio da gente fazer sexo sem camisinha não vai rolar. - Falei entrando no banheiro pra colocar minha roupa. 


- E só você tomar anticoncepcional ué. 


- Jimin! - Falei Gritando e saindo do banheiro já com meu pijama. - Você não vê que eu posso.. ah cara não quero nem pensar nisso.


- Não quer ter filho? 


- Não, não agora. Tá cedo, eu tô estudando, eu tenho medo. - Falei preocupada e me sentando na cama.


- Sem sexo então ? - Disse se sentando do meu lado me encarando.


- Também não é assim, é que.. ai porra. - Falei tombando com a cabeça para trás.


- Beleza, eu paro. - Disse se levantando. 


- Vai usar proteção na próxima vez? - Disse me levantando. 


- Não, bora ver por quanto tempo você fica sem transar comigo.


- QUE? Não Jimin, sem essa. 


- Se você quiser ver o Chimchim de novo, vai ter que ser só ele sem nada por cima. - Disse se aproximando de mim e me dando um selinho.


- Se for assim. - Falei me deitando na cama pôs eu ainda estava me sentindo derrubada. - Eu mesma vou te provocar. 


- Lembra que aquela sala de Jogos existe viu. -  Disse se deitando do meu lado.


- Ainda tá pensando em usar aquela sala de Jogos comigo?


- Você sabe que eu sou doido. - Disse dando uma piscada pra mim. 


Estranhamente fiquei com medo daquelas palavras e só de lembrar da sala, misericórdia. Dormimos e no dia seguinte, Jimin passou a estudar na mesma universidade que eu, ele não falava mais comigo como normalmente por causa dos trabalhos da faculdade e principalmente daquelas pessoas importantes que ele havia falado. TUDO NESSA SEMANA!

E eu? Eu continuava sem NENHUMA amiga naquela faculdade, observava Seulgi fazer de tudo pra se jogar em cima do Jimin, mais do que as outras putas da escola. Desde aquela nossa conversa, Jimin nunca mais passou de beijos e carinhos comigo. Se eu tava puta? Tava, mas eu sabia que eu poderia me ferrar nessa também. 

Pra ser mais Clara, Christopher era a única pessoa além da Sulli que eu conversava lá dentro, claro, enquanto Jimin não estava por perto. E claro, finalmente chegou o dia em que o Pai do Jimin ia dar aquela festa de boas vindas pro pai da Seulgi, Jimin me levou pra dormi na casa dele um dia antes da festa, e sim, não aguentava mais a vaca da Seulgi me irritando se jogando pra cima dele.

Era sábado e estava de noite, Jimin me convidou para ir la no jardim pra ficar a sós comigo, já que graças a Deus a Seulgi evaporou. 


- Fez alguma amizade lá? - Disse ele andando de mãos dadas comigo até o jardim. 


- E tem como fazer amizade com você lá? - Falei irônica. 


- Nenhum garoto se aproximou de você né? - Disse se deitando na grama.


- Ah.. nã-não. - travei na hora de falar assim que lembrei do Chris. Sim eu já estava no nível de apelidos com ele.


- Que bom, aquele garoto não se aproximou de você de novo. - Falou acariciando meu rosto assim que eu me sentei ao seu lado na grama.


- É..que bom. - Disse retribuindo seu carinho. 


- Ah Jimin, você está aí. - Me assustei com voz, olhei para cima e vi que era a mãe dele.


- Omma? O que quer? - Disse ele olhando para ela ainda deitado.


- Seu pai está precisando de ajuda. 


Jimin se levantou e deu um beijo na minha testa e me deixou a sós com a omma dele, onde reinou o silêncio.


- E a senhora? Como tem passado? - tentei quebrar o gelo.


- S/n, eu posso te pedir algo? - Disse ela com a  voz totalmente pacífica. 


- Claro. 


- Fica longe do Jimin, e a única coisa que eu te peço. - Disse e logo saiu do local. 


Fiquei totalmente parada no tempo, não tinha acreditado que ela tinha me dito isso.



- Essa mulher me odeia tanto assim? O que eu fiz pra ela?































...


Notas Finais


Até o próximo ❣

O @BatmanDosHot ama vocês. ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...