História More Than 100 Days - BTS HOT - JIMIN - 2 TEMPORADA. - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, F(x), Red Velvet
Personagens Amber Liu, Irene, Jennie, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Lisa, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seulgi, Sulli Choi
Tags 100 Days Of Slavery, Bts, Hot, Jimin, Jimin Hot
Visualizações 370
Palavras 1.334
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


GENTE VOCÊS SÃO DEMAIS KKSKSK
B o a l e i t u r a ❣

Capítulo 9 - Garota irritante


Fanfic / Fanfiction More Than 100 Days - BTS HOT - JIMIN - 2 TEMPORADA. - Capítulo 9 - Garota irritante

- É O QUE? AH NÃO. - Gritei logo em seguida assim que ele disse isso. 


- Shiii, fala baixo. - Disse tampando minha boca. - Minha mãe tá muito feliz com essa ideia, admito que estou com um pouco de medo dela. 


- Medo de que? 


- Esquece isso, já me matriculei, começo estudar amanhã. 


- Acho que agora eu não tenho amigos de vez. Apenas a Sulli na verdade. - Falei bufando.


- Faça amizade com quem quiser, menos com os garotos daqui.


- Tá ok. - Disse colocando as mãos pra cima. - Bom, vou pra aula agora, mais tarde a gente se fala. 


Me despedi dele e fui pra minha sala da qual o professor já tinha saído, fiquei lá até começar a próxima aula e só ouvia as meninas cochicharem algo de mim. 

Provavelmente que eu seria a namorada do Jimin, porra mais que saco, essa era o único lado ruim de namorar ele, só o Jimin pra gostar que falem dele por aí, porque eu não gosto. Finalmente terminou a aula, quando ia saindo da Faculdade, vi um carro preto com alguns seguranças ao redor. 


- Senhorita S/n? - Perguntou um segurança medonho. 


- S-sim. - Falei assustada. 


- Entre por favor! - Disse abrindo a porta do carro. 


- Por que já? - Perguntei desconfiada.


- Ordens do Patrão Park. - Disse ainda com a porta aberta.


Reparei muitas pessoas me olhando por causa do carro e dos seguranças, ótimo Jimin, seu plano para me proteger não tá dando certo não. Entrei no carro e peguei um susto logo de cara quando vi praticamente a mesma garota da foto que estava abraçada com Jimin. 


- Você que é a nova namorada do Jimin? - Disse com um sorriso. 


- E.. sou, você seria a.. - Falei não querendo acreditar. 


- Seulgi, muito prazer! Como se chama? - Disse estendendo a mão para mim. 


- S/n...m-muito prazer, Seulgi. - Abri um sorriso falso para a mesma.


No carro vi que seu pai estava no banco da frente, quando pegamos as Estrada, Seulgi e eu conversamos a todo tempo, podemos dizer que a garota em si era um amor de pessoa, mas eu não iria cair nessa.

Conheci um pouco do que ela gostava de fazer e praticar, quanto ela sabia o que eu gostava de fazer no cotidiano. Quando chegamos, sai do carro e vi a Mãe do Jimin na frente da casa, num pulo Seulgi saiu e foi correndo abraçá-lá.


- Omma!!! - Disse ela indo correndo até a Mãe dele.


- Minha querida, que saudades de você, está mais linda do que nunca. - Disse a Mãe do Jimin  toda alegre. 


- E o Jimin, como ele está ? Faz 6 anos que eu não o vejo. - Disse Seulgi. 


- Está tomando banho. Ah, S/n, seja bem vinda de novo. - Disse a mãe dele me notando. 


- Boa tarde Sra.Park. - Falei fazendo gesto.


- Vamos entre as duas. - Disse nos guiando.


Já tinha percebido que meu relacionamento com a Mãe do Jimin ia ser uma guerra, mas no momento eu estava disposta a conseguir seu carinho. 

Chegamos até a sala de estar e nos sentamos em sofás diferentes. 


- Diga Seulgi. Como foi a vida na Austrália? - Perguntou a Mãe dele.


- Foi ótimo omma, sinceramente é muito lindo, só que meio perigoso pros animais que vivem lá. - Falou ela rindo. - Ah, s/n, Jiminnie-oppa te contou que fomos amigos de infância ? - Disse ela rindo. 


Oppa? Que? Ah puta que pariu, já não gostei disso. 


- Não Seulgi, ele não me conta das coisas que não gosta normalmente. - Falei o mais educada possível. 


- Não gosta? Osh, ele era apaixonado por mim na infância, isso deveria ser memórias boas pra ele. - Disse fazendo biquinho. 


- Deve ser. - Falei dando um sorriso forçado. 


- Oh, Jiminnie!!! - Disse ela olhando alegre pra Jimin que estava de costas atrás de mim.


- AÍ CARALHO QUE SUSTO. - Disse ele se virando. - Seulgi? O que faz aqui? - Falou ele surpreso.


- Sua omma disse eu viria, mas eu quis fazer surpresa pro meu Oppa. - Disse ela começando a abracá-lo. 


- A, tá, tá Seulgi me solta. - Disse a Empurrando e sentando do meu lado. 


- S/n, acho que vou pra sua casa hoje. - Disse ele com o braço ao redor do meu pescoço e acariciando meus cabelos.


- Como é? Na-não Jimin, temos visita. - Disse a mãe dele fazendo uma cara de desespero indiscreta. 


- E daí? A visita não é minha. - Disse ele rebatendo. 


- Jiminnie, se você não ficar eu vou chorar. - Disse Seulgi se sentando e abaixando a cabeça. 


- Amor, na-não se preocupe, outro dia você vai lá em casa. - Falei tentando ser o mais natural possível pra não dar na cara dela.


- Mas S/n Eu quero ficar com você hoje. - Disse se deitando e colocando a cabeça na minha perna e ainda acariciando meus  cabelos. 


- Eu também queria, mas.. porra - sussurrei a última palavra e nos dois começamos a rir.


- Te amo sua maluca. - Disse me enchendo de selinhos e pouco se importando se sua mãe ou Seulgi estava vendo. 


- Tá, tá bom, eu tenho que ir. - Disse vendo o desconforto das duas, porém querendo rir. 


- Mas já ? - Disse fazendo bico. 


- Já, tenho um bando de coisa pra fazer. - Disse me levantando.


- Olha minha nora predileta. - Disse o Pai do Jimin se aproximando assim que me viu. 


- Sr.park - Dei um sorriso assim que o vi. - Eu queria falar com vocês, neste domingo iremos da uma festa de boas vindas ao meu velho amigo. - Disse se referindo ao Pai da Seulgi. 


- Festa? - Disse Jimin. 


- Ahh vocês são tão atenciosos, não se preocupem com isso. 


- Claro que não Seulgi, faremos questão. - Disse o Pai dele. 


- Obrigado amigo. - Disse o Pai da Seulgi. 


- Yaaa vou poder dançar com o meu Oppa. - Disse Seulgi toda feliz. 


- Vamos escolher os melhores vestidos minha querida. - Disse a mãe do Jimin para ela. 


- A, s/n, vamos estudar juntas na mesma faculdade. -  Disse ela com um sorriso pacífico.


- Como é?! - Disse eu e Jimin ao mesmo tempo. 


- Isso mesmo, só que eu vou estar no mesmo curso que Jiminni.


Então quer dizer que a puta também vai fazer administração? Não acredito nisso, ainda bem que eu tô fazendo arquitetura, quando eu acabar com a cara dela eu vou fazer questão de reconstruir e quebrar de novo.


- Eu vou indo, tchau Sr.Park. - Quando ia saindo o Pai do Jimin segurou meu braço. - S/n, pode me chamar de appa se quiser. - Disse com um sorriso. 


Olhei pro Jimin e o mesmo abriu um sorriso enorme assim como eu. 


- Tudo bem, appa! - Disse sorrindo e vi a indignação das duas. - Vamos? - Falei pro Jimin. 


Jimin saiu do sofá e fomos rindo até sairmos da casa para pegar seu carro. 


- Incrível como sei Pai é diferente da sua mãe. - Falei rindo.


- Meu pai gostou de você, passou a gostar mais ainda quando viu que você me convenceu a estudar de novo. - Disse descendo as escadas até pegar a chave do carro na mão do Mordomo.


- Sua mãe me odeia. - Falei rindo e ficando triste logo depois. 


- Ela só não foi com a sua cara, não quer dizer que ela te odeie. Aliás, quem tá namorando é ela ou eu? - Disse parando de andar.


- Você entendeu Jimin. 


O mesmo me puxou para si e começou a dar introdução à um beijo, senti aquela boca molhada e tão carnuda dele me fazia esquecer até se eu tinha vida. Mas logo fomos interrompidos por um esperma irritante. 


- Jiminn- ow desculpa , eu vou com vocês - Disse Seulgi descendo as escadas com um sorrisinho. 



- Ah puta que pariu.




....


Notas Finais


O @BatmanDosHot ama vocês ❣


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...