História More Than Words - Capítulo 1


Escrita por:

Visualizações 38
Palavras 587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Primeira fic de muitas aí galera, vão perceber a falta de criatividade logo no primeiro capítulo masss, depois melhora.
Espero muitíssimo que gostem e perdoem qualquer erro.
Boa leitura <3

Capítulo 1 - Cherry Bomb


Fanfic / Fanfiction More Than Words - Capítulo 1 - Cherry Bomb

Philadelphia, 1985

 

PDV AMANDA

 

          Lá estava eu, no bar mais “famoso” da Philadelphia, assistindo a uma banda que estava no seu auge com o lançamento do primeiro álbum. Guns N’ Roses.

              Eu já tinha ouvido falar deles pela minha amiga Liv. Ela disse que eles eram incríveis e gostosos. Até que ela falou a verdade.

          Enquanto eu dançava tranquilamente a música “Think About You”, o vocalista começou a me olhar intensamente, o que me deixou sem graça, mas continuei dançando e tentando desviar o olhar. Uns minutinhos depois, o baixista olhou pro vocal e em seguida olhou pra mim também. Eu olhei pra minha blusa pra ver se eu tinha manchado com a bebida, passei a mão no meu cabelo também pra ver se tinha alguma coisa, mas não tinha nada, eles realmente tinham ficado “hipnotizados”.

          Quando me dei conta, todos estavam me olhando, até o baterista que tentava me enxergar melhor por causa do vocal na frente dele. A essa altura eu devia estar começando a ficar vermelha.

           A música tinha acabado e o vocal começou a falar.

 

          _A próxima música é uma das melhores do nosso álbum, se chama Rocket Queen._disse.

 

           Muitas palmas e gritos vieram em seguida.

 

        _Mas vou fazer diferente dessa vez. Gostaria que uma garota subisse aqui no palco enquanto tocamos._falou, direcionando o olhar pra mim._Você mesma._completou.

 

          De repente senti mais de 400 olhares em cima de mim, acompanhados de cochichos. Algumas mulheres reviraram os olhos e outros caras assobiaram. Fui caminhando até o palco, completamente sem jeito, olhando pra todos da banda. Eles sorriram e começaram. Naquele momento não existia ninguém. Só eu e a banda. Daí, eu comecei a dançar livremente e bem tranquila. Nunca me senti tão bem. Até comecei a fazer uns movimentos sexys, porque aquela música tava pedindo pra isso. Foi aí que eles me olharam ainda mais.

          Na hora do refrão ele cantou “Here I am and you’re a rocket queen oh yeah...”  fazendo movimento de curvas com as mãos pra mim. Sorri tímida e continuei dançando.

          Quando a música acabou, o baixista veio até mim e pediu para que eu esperasse por eles numa mesa. Eu arregalei os olhos e perguntei se era sério. Ele apenas piscou.

Incrédula, obedeci e peguei uma mesa. Pedi uma cerveja e continuei vendo eles terminarem de tocar. Se a Liv tivesse aqui pra saber disso...

          Não demorou muito pra acabar o show e todos os aplaudiram, inclusive eu. Gostei bastante do que vi. Logo, eles saíram do palco e foram em direção a mesa em que eu estava.

 

          _Hey garota!_o baixista disse se aproximando de mim e em seguida me abraçou. Até que ele era uma gracinha, e lindo.

 

         _E aí Rocket Queen! Você é ainda mais linda de perto._o guitarrista foi o segundo a me abraçar. Sorri sem graça.

 

        _Tenho que admitir, você manda bem até. Nós adoramos._ o outro guitarrista disse, sorrindo de leve. Mas ele não me abraçou. Ele tinha cara de ser muito na dele, e de não demonstrar muito afeto...

 

        _Oi... nossa, você é muito gata._o baterista, que mais parecia um poodle, falou, me olhando de cima a baixo. Corei em seguida.

 

        _Oi garota! Gostou de subir no palco?_o vocal se aproximou de mim me abraçando forte. Retribui.

 

         _Foi incrível! Não pensei que vocês iam me chamar, logo eu, não sou nada de mais..._respondi, rindo de leve.

 

         _Se não fosse, não teríamos te chamado gata. Afinal, qual o seu nome?_o guitarrista que tinha os cabelos cacheados, perguntou.

 

          _Amanda, mas podem me chamar de Mandy.


Notas Finais


Me digam o que acharam <3 aceito críticas tanto boas quanto ruins. Depois posto o segundo. Beijinhosss.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...