1. Spirit Fanfics >
  2. Morena Veneno >
  3. Momento dificil

História Morena Veneno - Capítulo 10


Escrita por:


Capítulo 10 - Momento dificil


depois de muitos pensamentos acabei dormindo e acordei um pouco cansada e estressada não tinha dormido nada...levantei tomei banho,me arrumei e desci para tomar café com meus pais,ele não são muito de falar principalmente meu pai mais eu também até evito porque sempre acabo brincando com ele....quando estava indo pegar minha bolsa esculto uma buzina do carro que logo imaginei ser de Ruan mais não dei muita ideia pois não estava com vontade de vê-lo depois de ontem...desci e fui direto para o ponto ignorando totalmente o carro do Ruan que estava parado do outro lado da rua ele veio atrás e parou no ponto...

_Bom dia dona Cristina...( falou com um sorriso idiota na cara)

_**só se for pra você porque pra mim já começou mal

_Nossa precisa falar desse jeito comigo?só quis ser educado..

_Tá bom Ruan agora me deixa aqui em paz esperando meu ônibus ta ok

_não vai querer uma carona ?

_não muito obrigado...

_você que sabe**( falou saindo em em seguida)

ele acha que eu esqueci o que ele disse além do mais eu não vou para o serviço agora tenho que passar no hospital para saber como o André está,espero que ele está na melhor...

chegando no hospital vi a mãe de André chorando muito me aproximei e perguntei...

_**Oi,desculpa a indelicadeza mais aconteceu alguma coisa com o André?ele está bem?

_Oi querida,e que acabaram de contar pra ele que ele vai ficar paraplégico ele tá muito transtornado não quer ver ninguém e não quer tomar os remédios..

_Ele e forte ele vai superar,tenho certeza que depois que passar o choque ele vai aceitar...

_Deus te ouça minha querida, Deus te ouça**...

abracei ela em razão de consola-la quando ela me afastou...

_**minha querida posso te fazer um pedido?

_sim, claro dona ?

_dona Lúcia...

_Pode sim dona Lúcia...

_meu filho sofreu muito com uma ex noiva que ele era loucamente apaixonado e que deixou ele em um momento que ele mais precisava,então por favor não faz meu filho sofrer sei que ele gosta muito de você..

_olha dona Lúcia eu gosto muito do seu filho sinto um enorme carinho por ele mais ainda não sei se amor, entende ?não quero mágoa-lo e o que eu puder fazer por ele eu vou fazer...

_eu entendo mais você pode ficar do lado dele por favor pelo menos agora nesse momento dificil..e uma mãe angustiada que está te pedindo

_pode ter certeza que ficarei do lado dele e que farei o possível para ajuda ele a sair dessa...

_Obrigada,muito obrigado...

_de nada eu que agradeço o carinho da senhora**

_**você pode tentar falar com ele agora pelo menos pra ele tomar os remédios?

_sim vou lá falar com ele, com licença**

sai dali e fui direto para o quarto de André respirei fundo e batir na porta..

_toc-toc-toc

_**não quero ver ninguém já disse vai embora

_Poxa André sério que não quer nem me ver**?

abri a porta e me aproximei dele lhe dando um abraço que fez ele chorar como se fosse uma criança..(meu Deus nunca imaginei ver ele assim tão frágil,nem parece o André que eu conheço)

_**eu vou ficar paraplégico Cris,eu vou ter que usar uma cadeira de rodas...sou um inválido agora..

_não fala isso você não é nenhum inválido,você continua sendo um homem maravilhoso e com várias qualidades...

_você só fala isso pra tentar me deixar melhor mais eu sei a verdade,eu não quero mais viver, nao assim**...

_**não fala isso nem de brincadeira, precisamos de você aqui,entendeu?você vai ficar bem e ainda vai ser muito feliz ta me escutando?

_Tá bom vou fingir que acredito**

_**e para acreditar mesmo...sua mãe,sua irmã, eu precisamos de você..

_você conheceu minha irmã?você conversou com ela?o que ela te falou?

_calma não falamos nada de mais**...

passei a mão em sua cabeça tentando acalma-lo que ficou muito nervoso ao falar da sua irmã...

_**agora você vai me prometer uma coisa,eu tenho que ir embora mais quero que você tome os remédios e fique bem entendeu,que mais tarde eu volto

_você vai mesmo voltar para ver um alejado?

_claro que vou e você não é alejado..vai tomar seus remédios?

_sim,vou tomar não tenho escolha mesmo**...

dei um beijo em sua testa e sai do quarto indo falar com a mãe dele para falar que ele aceitou tomar os remédios...

quando estava indo para empresa fiquei muito intrigada com a reação do André quando falei de sua irmã, ai tem coisa e eu vou descobrir..pelo menos ja sei mais ou menos que ele teve uma noiva que o abandonou...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...