História Morro por você! (jikook) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 88
Palavras 1.592
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Droubble, Famí­lia, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Ooi leiam até o final.
Sorry os erros.
Bjos na bunda e boa leitura 📖
❤ ❤

Capítulo 1 - Único.


Fanfic / Fanfiction Morro por você! (jikook) - Capítulo 1 - Único.

Eu estava na sala de frente para meu Pai e minha mãe, confesso que estava um tédio.. Tudo oque eu queria era estar nos braços do jeon sentindo seu cheiro doce. 

Pai-SE EU PUDESSE EU MATARIA TODOS ELE (gritou e jogou o celular no sofá) 

Mãe - oque foi querido? 

Pai-Os Jeon's eles estão em primeiro lugar na lista das empresas mais badaladas de Seul. 

Eu-Mas pai.. 

Pai-mais nada eu vou para a empresa resolver isso, eles passarão na frente por 100 pontos e eu vou resolver isso.

Ele pegou suas coisas e saiu, bufando.

Mãe - esses vermes tem que morrer... Todos eles (falou com desgosto). 

EU-NÃO DIGA ISSO. (gritei e ela me olhou assustada). 

Mãe - filho vc deveria odiá-los. 

Eu-mas eu não vejo porque odiar eles mãe. 

Mãe - Simples eles não merecem a vida que tem. 

Eu-porque essa raiva toda dos Jeon's (balancei a cabeça em negação e sai indo para o meu quarto) 

Eu odiava escutar eles falarem assim deles, por mais que eu só goste do filhos deles eu odeio ver meus pais querendo que todos eles morram. 

... 

Jeon-adoro ficar assim com vc (falou beijando minha Buchecha). 

Eu-eu queria ficar assim pra sempre. 

Jeon - em um lugar que não precisássemos se preocupar com nossos famílias querendo matar uns aos outros. 

Eu- jungkook..

Jeon-hum? 

Eu-eu te amo. 

Jeon - eu tbm minie eu te amo tanto que eu poderia fazer loucuras. 

Eu-que tipo? 

Jeon - Eu morro por você jimin. 

Eu-eu tbm kookie (sorri e beijei ele). 

Estavamos no quarto de um hotel que era de jungkook que ele comprou para que nós se encontrássemos as escondidas, na verdade os pais dele sabiam sobre a existência desse hotel mas eles não sabiam para que ele serve

Jeon-sabe... Vc com essa bundinha virada pra mim ta me deixando muito excitado (mordeu minha orelha). 

Eu-devo me preocupar? (me virei para ele de novo). 

Jeon-se não quiser ficar de cadeira de rodas sim. 

Eu-nossa, eu acho que meu amigo aqui em baixo gostou da ideia (sorri). 

Ele me beijou em um beijo quente, cheio de amor e luxúria. 

As nossas mãos exploravam o corpo um do outro, logo nossas roupas ja estavam no chão restando apenas nossas cuecas mostrando nossos volumes bem aparente. 

Eu-eu quero vc logo kookie (falei choramingando enquanto ele apertava seu membro no meio das minhas pernas por cima da cueca). 

Jeon- hoje eu quero você gemendo e me chamando de jeon (sussurrou no meu ouvido).

Eu-okay Jeon (fechei os olhos sentindo ele abaixar minha cueca branca). 

Ele jogou minha cueca no chão e voltou a sua atenção para mim, ele abriu minhas pernas e lambeu meu membro ja rígido de tanto prazer que eu estava sentindo. 

Eu- hooown Jeon não me torture assim (joguei a cabeça para trás e puxei o cabelo dele)

Ele sorriu e quando viu que eu ia gozar ele soltou meu membro da boca e abriu minhas pernas. Ele lambeu minha entrada apertada e logo enfiou dois dedos de uma fez. 

Eu-hoo droga (gemi). 

Jeon-oque vc quer amor? (ele falou rouco de prazer). 

Eu-eu quero vc me fodendo Jeon. 

Ele tirou os dois dedos e Tirou  sua cueca e enfiou seu membro dentro de mim com força e rápido. 

Eu-porra, isso dói Jeon (gritei). 

Jeon-isso geme e grita meu nome (ele dava tapas em minha coxa). 

Por mais que doesse, a sensação era muito boa o junkook me fodia como um outro nunca conseguiu. 

Pena que por causa da briga de nossos pais por poder, nós nunca poderíamos ficar juntos mas os nossos encontros as escondidas ja valia a pena.

Eu-AAA PORRA, fode seu baby fode (falei mordendo a boca). 

Jeon-porra jimin, vc é muito gostoso. 

Ele aumentou as estocadas deixando elas mais intensas, ele pegou minha perna direita e colou no ombro esquerdo dele e segurou em minha perna para entrar mais fundo acertando meu ponto em cheio

Eu-eu vou gozar Jeon (falei apertando o lençol).

Jeon-ainda não baby. 

Ele se inclinou para a frente e entrou mais fundo ele rebolava com seu membro dentro de mim me deixando louco, ele me beijou dando mordidas em Minha boca. 

Jeon-Agora goza pro seu Daddy goza... 

Eu soltei aquela sensação maravilhosa que eu estava segurando e me desfiz, sujando todo o kookie e a mim. Ele continuou com as estocadas e logo me preencheu com seu gozo quente e gostoso que eu ja provei várias vezes.

Jeon-eu te amo. (falou com a respiração falha). 

Eu-eu tbm meu amor (sorri). 

.... 

Eu estava juntamente com meu Pai e minha mãe na mesa Almoçando no maior silêncio. 

Governanta-Senhor Jeon desculpe atrapalhar.. Mas são para o senhor (ela intregou um envelope amarelo). 

Pai-sem remetente? (arqueou a sobrancelha). 

Mae-abra logo meu amor. 

Ele abriu o envelope e tirou de lá várias fotografias que eu não pude identificar de quem era, meu pai olhava bem atento as fotos com os olhos arregalados. 

Pai-MAS QUE PORRA É ESSA AQU? (ele levantou e bateu na mesa com uma mão enquanto a outra jogava as fotos por cima da mesa). 

 Mãe - mas que droga (murmurou Vendo as fotos).

Eu peguei uma foto e todo sangue do meu corpo pareceu sumir de repente, minhas mãos suaram e minhas pernas amoleceram. Sorte que eu estou sentado, nas fotografias havia eu e o Jungkook no maior amaço nas baladas que a gente ia nos restaurantes e até aos beijos e pegadas ousadas na frente do apartamento dele. DROGA! 

Eu-Pai.... 

Meu rosto ardeu e logo me dei conta de que eu tinha recebido um tapa da minha mãe na cara. 

Mãe - sua bixa (falou com nojo na voz). 

Pai-tinha que abrir as pernas para o filho do JEON? (falou rude com o olhar para baixo).

Eu-Eu... Eu quer dizer Pai... 

Pai-ja chega.. Vc não vai mais sair de casa Park jimin. 

Eu-oque mas vc nao pode fazer isso.. 

Pai-posso sim e vou. 

... 

(POV'S kookie). 

Deis de que os pais do jimin viram as fotos nos nao se vemos mais nem se falamos por causa que tiraram todos os meios de contato dele.

E quando o meu pai descobriu ele deu risada e falou "vou jogar na cara do Park que somos até melhores em fazer os outros de fantoche" eu no começo não entendi mas dai caiu a ficha. Meu Pai quis dizer que eu estava usando o Jimin para ele fazer tudo por mim e depois eu me desfazer dele. 

Mas droga não é nada disso.

.... 

(POV'S JIMIN). 

Eu não aguento mais ficar dentro de casa, na verdade dentro do meu quarto pois eu não sinto vontade alguma de sair daqui.

Eu peguei a mania de me cortar e tomar remédios para dormir e calmante.

Meus lábios estão cortados de tanto eu me torturar sem contar o meu corpo. 

Meus pais nem ligam pra mim, se eu morrer vai ser até um alívio para eles.eu só estava esperando a hora certa que eu iria usar aquela faca que fica em minha gaveta. 

Eu sentirei saudades mas apenas da última e primeira pessoa que me importa. Jungkook. 

... 

(POV'S KOOKIE) 

ja fazia mais de um mês que eu não tinha notícia do jimin e isso estava me deixando louco.

Logo recebo um mensagem. 

*vc matou meu filho aos poucos, agora ele resolveu se entregar de vez a morte.......... Ass-senhor Park.  

Meu coração parou de bater minhas pernas amoleceram jimin não podia estar morto, eu não o matei. 

Eu sai correndo e peguei meu carro tudo oque eu quero agora é ver o jimin.. O meu jimin eu quero ver o motivo dos meus sorrisos. 

Cheguei na casa dele e pulei o portão dos fundos e entrei dentro da casa. 

Senhor Park-oque faz aqui garoto? (ele estava tentando consolar a mulher dele que estava aos prantos) 

Eu-eu quero vê-lo (subi as escadas correndo até o quarto dele) 

Eu cheguei lá e vi a pior cena da minha vida... Meu amado morto com a faca na barriga.

Eu não estava acreditando no que eu estava vendo. Eu senti raiva do porquê ele estar ali ainda em vez de estar em um hospital, mas quando eu cheguei mais perto dele eu vi que ja era tarde ele se foi sem ao menos dizer adeus ele se foi da forma mais cruel eu o amei e continuo o amando.

Eu- jimin meu amor fala comigo (eu o chacoalhava na esperança dele falar comigo, mas ele não estava mais vivo e isso me doía e muito)

Eu beijei o rosto pálido e cheio de cortes eu vi a situação em que ele se encontrava magro e todo cortado e remédio espalhados pelo seu quarto. E os pais dele não se deram o trabalho nem de ver como ele estava todo esse mês.

Eu-eu não vivo sem você meu amor (falei chorando abraçando o corpos dele)

Eu olhei para a faca que estava nele e a peguei.. Eu não via um mundo sem o jimin e eu não viveria em um mundo sem ele o amor da minha vida.  

Eu- Eu morro por você jimin... Agora poderemos viver em um mundo sem se preocupar com nada (sussurrei e cravei a faca em meu peito sentido a dor me consumir)

Na minha mente se passou todos os momentos bons que eu vivi com o jimin deis do momento em que brigávamos pela última coxinha ou pela escolha do filme. Eu amava tudo nele e vou continuar amando, o meu corpo estava abraçado ao corpo de jimin em cima daquela cama o cheiro de sangue impregnado no local e tudo que eu vi e escutei por último antes de fechar os olhos foi meu pai que entrou apavorado no quarto.

Pai-Jungkook... 



Notas Finais


Tchau Nenys.
Adorei escrever para vcs.
❤ ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...