1. Spirit Fanfics >
  2. Morte em Paris - Yuwin >
  3. 1 - Prólogo

História Morte em Paris - Yuwin - Capítulo 1


Escrita por: 2810DSC

Notas do Autor


(CAPA FEITA POR @cosmicpony)

leiam as notas finais 💙

Capítulo 1 - 1 - Prólogo


MORTE EM PARIS - PRÓLOGO

Flashes e mais flashes preenchiam o lugar tomado por repórteres e celebridades. A premiação mais aguardada do mundo musical estava a instantes de começar. 

O Grammys desse ano fora sediado na cidade mais romântica do mundo, Paris. E contava com artistas de várias partes do mundo desde América a Oceania.

E o destaque estava no grupo que mais recebeu indicações esse ano. WayV concorria com dezenas de outros artistas em várias categorias como "Melhor produtor musical" e "Melhor álbum do ano" e essas indicações foram um grande marco não só para o grupo, mas também para os fãs que aguardavam ansiosíssimos para o anúncio do grande vencedor.

- Algum de vocês viu ela por aqui? -    Perguntou Lucas para os outros membros enquanto seus convites eram verificados

- Não pode ser possível que deixaram aquela desequilibrada entrar aqui dentro - Murmurou Ten raivoso enquanto passava pelo detector de metais.

- Ela estando aqui ou não vocês já sabem como agir. Sicheng você fica do meu lado para garantir que nada desagradável aconteça, e os outros membros ficam perto do manager - Alertou Kun enquanto era seguido por Sicheng que mantia a cabeça baixa ainda tentando fugir dos flashes que pareciam ter todo o foco em si.

A verdade era que sim, o foco estava todo em si desde que a empresa resolveu forjar um namoro para si com o intuito de apagar os rumores de que era gay. Não o levem a mal, Giselle era uma bela garota, mas Sicheng não era interessado nelA. 

Foi fácil pra empresa armar todo o circo e mais fácil ainda pra imprensa aceitar essa mentira fajuta, era simples: a SM desviava o foco dos boatos de que era gay assim "limpando" a imagem de um dos idols responsável por uma das maiores margens de lucro do grupo e ainda lucrava com o casal apelidado por "WinGi" . Já a imprensa lucrava com a notícia bombástica que foi revelada sem mais nem menos e com os cliques sensacionalistas a respeito da vida afetiva e sexual de ambos.

E Sicheng que já sofria com a falta de privacidade estava odiando cada vez mais a situação em que estava, se sentia grato pelo apoio dos seus membros, dos fãs e até de Giselle que também estava a mercê das escolhas da empresa mas se sentia deslocado e como uma criança indefesa tentando fugir de tudo o que acontecia.

Ao chegar próximo ao fim do extenso salão que abrigava celebridades mundialmente conhecidas como Ariana Grande, Bruno Mars e a incrível Lady Gaga os sete rapazes se sentaram em uma mesa que contava com um homem asiático robusto que usava óculos, o manager.

- Achei que iriam demorar mais tempo no Red Capert - Murmurou enquanto tomava um gole de alguma bebida que era servida pelos garçons e garçonetes que iam até as mesas.

- Nós até iríamos demorar mais, mas o Dejun começou a reclamar que o sapato estava apertando então decidimos ir mais rápido - Respondeu Ten mesmo sabendo que era mentira e que a verdade era que todos eles não viam a hora de voltar pro hotel e fugir de madrugada pra aproveitar a cidade escondido do manager.

Se sentaram a mesa esperando a premiação começar. A premiação desse ano seria diferente, contaria com poucas apresentações e homenagem as celebridades Hollywoodianas que acabaram falecendo ao longo do ano.

- Hendery, o que está fazendo? - Perguntou o manager enquanto observava com curiosidade o rapaz que ajeitava incessantemente seu blazer. 

- Apenas conferindo se não vou sair feio nas fotos - Respondeu brincalhão enquanto lançava uma piscadela ao homem que discretamente (ou nem tanto) revirava os olhos.

- Manager, você acha que deixaram ela entrar aqui dentro? - Perguntou Sicheng baixinho enquanto olhava aos redores em busca de uma coreana de cabelos loiros em específico. 

- Não tenho certeza, mas você sabe que se a Winter realmente estiver aqui não há nada o que fazer, esse tipo de coisa movimenta dinheiro e muito - Lamentou o homem enquanto terminava de beber sua taça de champanhe.

Segundos depois quase que automaticamente uma garçonete que trajava um terno assim como os outros parou e entregou uma nova taça aos presentes na mesa que aceitaram de bom grado logo sendo surpreendidos pelo ambiente aos poucos escurecendo dando início ao evento.

E Sicheng que observava todos e tudo ao seu redor teve seus olhos capturados por uma única pessoa. Uma pessoa de rosto familiar que trajava o uniforme das garçonetes e possuía um coque loiro quase que imperceptível entre todas as outras pessoas que serviam as mesas com comes e bebes se não fosse pelo leve detalhe de estar usando um óculos cujo não era de conhecimento de nenhum deles.

Uma câmera disfarçada.

E assim que percebeu do que se tratava, Sicheng logo chamou a atenção dos outros membros que conversavam distraidamente entre si e apontou em direção a mulher que percebeu o que estava prestes a acontecer e começou a andar rapidamente em direção a mesa dos oito homens.

- Vem Sicheng, me segue - Kun disse rapidamente já puxando o outro pelo pulso que ainda estava atordoado com a situação. 

- Espera, pra onde a gente ta indo? - Perguntou Sicheng ofegante enquanto tentava regular a respiração. 

- Não sei, porta dos fundos ou talvez voltar pro hotel - Respondeu o mais velho apressado enquanto procurava por sinalização das portas de emergência ou alguma outra saída alternativa que poderia ser usada pra despistar a stalker que os perseguia no enorme salão. 

- Mas hyung, você vai perder a premiação - Lamentou o mais novo enquanto descia as escadas de emergência que ficavam em uma área distante da mesa antes ocupada pelos mesmo junto à Kun. 

- Sicheng, eu não me importo em perder a premiação, a segurança de vocês está em primeiro lugar, eu faria isso por você independentemente do evento porque além de líder eu sou seu amigo - Disse gentil enquanto discava rapidamente para o manager que havia ficado na mesa junto aos outros membros.

- Manager Hyun, eu estou levando ele de volta pro hotel, acho que ficar aqui não vai ser mais seguro do que ficar lá então eu vou chamar o carro e vou levar ele, não se preocupe que eu volto - Avisou enquanto apenas ouvia o assentir do homem ao outro lado que confiava nos dois e sabia que ambos não cometeram nenhuma besteira sozinhos. Sozinhos não, mas em companhia aos outros cinco membros talvez.

______________________________________

(YUTA)


- Você sabe porque está aqui, certo? - Perguntou o japonês cinicamente enquanto olhava com escárnio para o homem que estava amarrado e ensanguentado devido horas e horas de maus-tratos e torturas vindas do homem que agora o fitava com um olhar repleto de ódio. 

- O gato comeu sua língua? - Perguntou Yuta soltando uma risada escandalosa e repleta de ironia. 

- Ops, acho que sim - Ergue um estilete que continha um pedaço da língua do homem fraco e já exausto em seguida pegando no rosto do homem e apertando suas maçãs do rosto com o intuito de fazer-lo abrir a boca ensanguentada.

- Você quer de volta? Quer? - Perguntou soltando uma gargalhada enquanto restava pro homem apenas afogar-se em seu próprio sangue e torcer morrer antes que o yakuza terminasse o serviço.

Segundos depois batidas incessantes na pequena janela de vidro da porta de madeira fizeram o mafioso revirar os olhos "quem quer que fosse vai ser repreendido depois" pensou, onde já se viu? Interromper os negócios do chefe?

- Pode entrar - Abriu a porta do cômodo. "A sala de interrogatório" assim apelidada pelos membros da máfia, era um pequeno cômodo que ficava no sótão de uma boate clandestina e era um quarto a prova de sons onde aconteciam as inúmeras torturas.

- Chefe, desculpa interromper, mas a sua irmã está aqui esperando pelo senhor - Murmurou baixo enquanto olhava para o chão tentando a todo custo desviar o olhar do seu chefe que agora tirava sua camisa para tentar se livrar de todo o sangue que o sujava. 

- Giselle odeia sangue - Respondeu sorrindo levemente ao ver Shotaro corando ao ver o tronco desnudo e coberto por tatuagens.

- Chefe e ele? - Perguntou o mais novo tentando fazer com que o mais velho não reparasse em suas bochechas que coravam violentamente evidenciando a paixão pelo homem que agora limpava cuidadosamente um revólver que ali ficava depositado para ser usado em casos como esse.

- Agradeça ao Taro e a Giselle por nossa "reunião" ter sido interrompida, pois se nenhum dos dois chegasse aqui nós iríamos nos divertir mais um pouco - Disse enquanto destrava a arma e apontava para a cabeça do homem que apenas assentia enquanto esperava seu inevitável destino.

- Últimas palavras? - Perguntou mirando no meio da cabeça do pobre homem.

- Opa, esqueci de novo - Riu enquanto puxou o gatilho assustando o rapaz que encarava o homem mais velho dentro do cômodo. "Ele fica tão sexy assim" pensou enquanto tentava não olhar pra Yuta que apenas encarava o homem desfalecido.

- Depois peça pra alguém dar um jeito nesse porco - Mandou enquanto devolvia o revólver ao lugar em meio a tantos instrumentos de tortura. O homem agora morto, se tratava de Yamada Shinji, um homem que estava devendo dois milhões de dólares ao mafioso e resolveu que seria uma boa ideia esconder o dinheiro em algum lugar e tentar despistar o mafioso que sempre achava as pessoas não importa em que fim de mundo elas estão.

- Sim chefe - Respondeu de imediato enquanto aguardava o outro sair da sala para ser guiado para o lugar em que sua irmã o aguardava.

- Espere Taro, vamos passar no meu quarto antes - Parou o jovem já andando na direção dita pelo mesmo. Tão feliz e distraído por rever a irmã que não via a meses, nem percebeu Shotaro atrás de si reparando nos músculos de suas costas e nas tatuagens que o cercava logo corando timidamente e tendo pensamentos nem tão puros com seu chefe e tutor.




Notas Finais


oii, essa é a primeira fic que eu escrevo no spirit então espero que gostem.

a medida que eu escrevo eu publico, então não prometo updates regularmente mas vou me esforçar pra atualizar toda semana e trazer uma boa escrita pra vcs, críticas e sugestões são muito bem vindas 💙

meu twitter: @/2810_DSC


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...