História Motivos para odiar meu vizinho.-Jikook. - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 659
Palavras 911
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


annyeonghaseyo biscoitos, então...Hoje eu senti uma vontade enorme de escrever esse capitulo...Bem, aí está.

Capítulo 8 - Motivo 8- Ele é muito ciumento.


Fanfic / Fanfiction Motivos para odiar meu vizinho.-Jikook. - Capítulo 8 - Motivo 8- Ele é muito ciumento.

-O que você quer Jeon? -Pergunto arqueando uma sobrancelha e aproximando-me da porta.

-Aquele lá era seu ex-namorado? -Pergunta o lúpus com certa ferocidade ferozcidade em sua voz.

-Ah, sim. -Digo arfando de cansaço e pegando a chave da porta em meu bolço.

-Você ainda o ama? -Pergunta com voz autoritária.

Não o respondi.

-O que aconteceu entre vocês? -O alfa continuava a fazer perguntas.

-Eu não gosto de falar disso. -Afirmo abrindo a porta e adentrando minha casa.

Sem virar-me fecho a porta, ou pelo menos penso que fechei, pois o mais alto segurou a mesma, entrando assim em meu apartamento.

-O que você quer a -Iria falar, porém o moreno acaba com a distância que existia entre nossos lábios.

-Ele fazia isso não? -Pergunta separando nosso lábios por um momento, porém logo iniciou um beijo quente e calmo, que logo transformou-se em algo rápido e extremamente sexy, senti um musculo aveludado pedindo passagem, obviamente neguei, o lúpus bufou em meio ao beijo, não satisfeito o moreno desceu sua mão até minha bunda dando uma leve apertada, o que fez-me gemer e abrir um pouco minha boca dando passagem para sua língua, era como antes, ela explorava cada canto de minha boca. Aquele homem enlouquecia-me então logo sedi ao beijo molhado, meus braços entrelaçaram-se em seu pescoço, Jeon pôs uma de minhas pernas ao redor de sua cintura e eu entendi o recado, apoiei-me no mesmo ficando em seu colo, mas sem desfazer o beijo caliente.

Por que entrego-me tão facilmente a esses beijos?

Por que sinto-me tão submisso a esse homem?

Meu corpo implorava por mais contato físico, meus lábios estavam tão avermelhados quanto uma rosa devido aos chupões alvoroçados do mesmo. Não demorou muito e senti sua mão adentrar a parte de atrás de minha bermuda entrando em contato com minha bunda, com o choque térmico acordei do “ transe” e toquei-me no que estava fazendo. Debati-me nos braços de Jungkook, o mesmo percebeu isso e apertou minha cintura fazendo-me dar um leve grunhido, continuei a debater-me então o alfa pôs um de seus dígitos em meu interior.

-Ahhh Jeon... -Gemi seu nome.

O moreno demonstra um sorriso sapeca, ele mexia seu dedo estocando-me com força

-Ah, p-para p-por f-favor... -Falo contendo mais gemidos.

-Tem certeza que quer que eu pare? -Pergunta o lúpus em meu ouvido, sua voz era rouca e sensual. -Você gemia assim para ele também?

Não consegui dizer nada devido a entrada de mais um dígito, tudo que sai de minha boca são gemidos e algumas palavras desconectas.

Apenas com seus dedos ele faz-me delirar, eu poderia gozar apenas com o som levemente arrastado de sua voz. Minha cabeça ia para trás, dando assim a oportunidade para o moreno fazer mais marcas em minha pele, mesmo sendo levado a loucura ainda estava ciente do que estava ocorrendo, por dentro eu queria empurra-lo, mas meu corpo não, ele o desejava cada vez mais. Até que em um momento tirei forças da puta que pariu e empurrei o lúpus separando-nos. Ele encara-me com raiva, tudo que pude fazer foi correr para meu quarto e fechar a porta com rapidez, cai sentado no chão, pus meus dedos em meus lábios e fiquei pensativo, era como se aqueles beijos e carícias tivessem durado uma eternidade, e mesmo durando tanto eu queria mais, eu nescecitava de mais.

Não sei o que está acontecendo comigo, quando estou perto de Jeon meu corpo não me obedece e sim ao alfa, meu corpo ansiava por mais e mais toques...

Minha bundo estava levemente dolorida devido as fundas estocadas daqueles dedos, levanto-me com certa dificuldade e caminho até o banheiro onde encaro-me no espelho, várias marcas avermelhadas estavam em meu pescoço. Sento no chão do banheiro e choro baixinho, pois eu não entendia mais nada, não entendia o porquê do lúpus ter feito aquilo, não entendia o que estava ocorrendo comigo, eu não entendia nada. Pude escutar batidas na porta do quarto, com certeza era ele...

-Jimin, está chorando? -Pergunta preocupado. -Eu lhe machuquei?

Não o respondi, apenas continuei a chorar.

-Me desculpe Jimin...Por favor não chore... -Diz com um leve tom de tristeza. -Abra a porta por favor, eu...Não irei fazer mais nada...

Continuei sem falar uma palavra.

-Apenas deixe-me te abraçar. -Diz o mais alto com voz rouca.

Levantei-me do chão e andei até a porta, pensei um pouco antes de abri-la, mas não muito, quando abri o rosto do alfa foi revelado, era uma mistura de surpresa e tristeza, lágrimas descompassadas começavam a escorrer por meu rosto, o lúpus segurou minha cintura e puxou-me para si envolvendo-me em um abraço aconchegante.

-Desculpe pequeno. -Diz Jeon pondo seu queixo na curva de meu pescoço, causando-me o leve arrepio.

Não falo nada, apenas respondo ao seu abraço, eu sentia-me seguro em seus braços, eram quentes e acolhedores, não queria que ele me soltasse, porém uma hora teve que acontecer.

-Você me desculpa? -Pergunta o moreno encarando-me.

-Sim... -Digo com uma voz manhosa e baixinha.

Ele aproxima-se de mim e encosta seus lábios em minha testa.

Não sabia o porquê de eu estar manhoso, eu sentia que sabia a resposta, porém não acreditava nela.

Jeon se despede de mim e volta para sua casa, deixando-me sozinho e pensativo.

Seria possível eu estar amando Jeon Jungkook?

E esse “amor” daria certo?

Essas eram as perguntas que rodeavam minha cabeça, tomei um banho, deitei-me na cama sem deixar de pensar e fiquei fitando o teto até que o sono batesse.


Notas Finais


foi isso por hoje.
-diga o que não gostaram.
-o que pode melhorar.
-Favorite se gostou.
-Compartilhe também.
Essas coisas de de sempre..
annyeong biscoitos!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...