História Mr. arrogante (JB) - Capítulo 31


Escrita por: e FaceMoonU

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dean, Hani Exid, Jackson, Jb Got7, Kai Exo
Visualizações 212
Palavras 1.214
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 31 - CAP. 31


No outro dia acordo cedo como de costume mais antes de sair da cama eu me lembro que fui demitida graças ao Yongguk e agora o que vou fazer, só trabalhei lá por 2 semanas e me acontece isso, ainda não consigo acreditar como isso foi acontecer e pra piorar essas empresas daqui a maioria conhecem Yongguk e concerteza ele já espelhou pra elas e elas não vão me aceitar, vão achar que não sou de confiança.

Me levando da cana e vou fazer minhas higiene depois vou no quarto do Kazuki pego o mesmo e vou pra cozinha fazer a comida dele, chego lá e vejo minha mãe saindo pra trabalhar, ela me da um beijo na testa e no Kazuki e sai, sigo pra cozinha pra fazer a comida dele, faço e dou pro mesmo e eu tomo o meu café da manhã ao mesmo tempo, quando acabo deixo ele ainda na cadeirinha e vou arrumar a cozinha, depois disso não tenho mais nada pra fazer vou pra sala assistir e coloco o Kazuki no chiqueirinho para brincar.

Estava assistindo quando vejo meu pai descer as escadas pergunto a ele se quer que eu faça seu café e ele diz que sim, então vou fazer, quando acabo chamo ele e volto pra sala, estava assistindo quando recebo uma mensagem do Kai.

Mensagem on

Kai- s/n tá aí? Podemos conversar?

S/n- o que foi?

Kai- como você está?

S/n- sem trabalho

Kai- sinto muito, mais eu tinha que fazer isso

S/n- eu sei tá bom

Kai- tá com raiva de mim?

S/n- não raiva mais sim decepcionada 

Kai- desculpa

S/n- tá bem

Kai- tenho que ir Tchau Beijos

S/n- Tchau

Mensagem off

Volto minha atenção a TV não tinha nada que preste pego meu celular e vejo que era 9:15, tá cedo então resolvo sair com o Kazuki, vou me trocar e colocar uma roupa de frio em mim e nele, falo ao meu pai que vou sair, estava fazendo um pouco de frio mais não era forte tava até gostoso, estava andando sem rumo só queria andar mesmo, passo por uma cafeteiria e entro e me sentio em qualquer mesa e peço meu café, estava saboreano meu café quando vejo uma mulher atacado com alguma coisa, fico curiosa e vou até ela com o Kazuki.

S/n- tá tudo bem?

???- não, não está

S/n- posso ajudar?

???- se você souber alguma coisa de administração, pode

S/n- ótimo, eu sou formada

???- sério?

S/n- sim

???- ai meu Deus, meu nome é Emi

S/n- sou a s/n

Emi- prazer, esse meu ataque é por que eu abrir uma cafeteiria na Tailândia e ela tá indo por água abaixo e se você quiser o emprego é seu

S/n- na Tailândia?

Emi- sim

S/n- tenho que conversar com meus pais

Emi- você me dar a resposta amanhã? 

S/n- sim, claro- pago meu café e volto pra casa.

                   Quebra de tempo

Passei o dia inteiro pensando na proposta de emprego e estou esperando minha mãe chegar pra conversar com ela e meu pai, estava fazendo a janta quando ela chega e vai tomar banho, depois de um tempo termino e chamo eles, estávamos jantando e eu criando coragem pra falar, minha mãe percebe minha agonia e fala.

Sol- tá tudo bem filha?

S/n- tá, só queria falar uma coisa

Sol- o que?

S/n- eu sair hoje de manhã com o Kazuki e parei numa cafeteiria e a dona tava estressada eu falei com ela e ela me propôs um trabalho

Jun- que ótimo e você aceitou? 

S/n- ainda não

Jun- por que não?

S/n- por que a cafeteiria que ela quer que eu trabalhe não é aqui

Sol- e aonde é?

S/n- ...

Jun- Coréia?

S/n- Tailândia

Sol- O QUÊ?

S/n- isso mesmo

Sol- você vai sair daqui pra ser balconista ou servi as mesas?

S/n- não, ela quer que eu administre a cafeteiria de lá

Sol- mais aí você vai nos deixar

S/n- mais eu preciso trabalhar

Sol- você só ficou 8 meses aqui

Jun- amor, ela já é crescida e sabe se cuidar e ela sabe o que é certo e errado

Sol- tá bem

S/n- então amanhã falo a ela, obrigada gente- Abraço eles-

                    No outro dia

Estava indo na cafeteiria fala com Emi, estava muito feliz mais minha alegria acaba assim que entro na cafeteiria e vejo o Yongguk falando com ela, mais que merda o que será que ele tá falando , eles não me ver chegando e escuto a Emi falar "idai", chego mais perto e eles olham pra mim.

Emi- é verdade s/n que você transou com um cara casado?

S/n- sim mais eu não sabia, eu soube depois por ele e pelo cara

Guk- viu só e ent... 

Emi- então nada, por que você veio falar isso pra mim? Olha aqui senhor Yongguk não sei qual a relação de vocês dois e não me interessa o que ela fez pra o senhor vim falar isso pra mim

Guk- So estou te alertando senhora Emi 

Emi- obrigado mais não tem nada pra aletra, ela transou com um cara que mentiu pra ela e isso não se diz a respeito a esse trabalho, então por favor se o senhor não vai pedir nada retire-se

Ele olha feio pra ela e pra mim e fala no meu ouvido " você não vai ser feliz" e sai, esse cara ficou maluco de vez só pode, que obsessão é essa por mim meu Deus, saiu dos meus pensamentos com a Emi falando.

Emi- e então você vai aceita o emprego?  

S/n- sim vou

Emi- aí meu Deus, espero muito que você consiga levantar a cafeteiria de novo 

S/n- pode deixar

Emi- e pode deixar que você vai ficar na casa que tenho lá 

 S/n- vou ficar lá até arranjar outro lugar  

Emi- pode ficar tranquila, vou comprar sua passagem e você vai viajar daqui a três dias

S/n- tudo bem, Tchau

Saiu de lá toda feliz não creio que minha vida e a do meu filho vai melhorar e eu vou ficar longe do Guk esse cara só está me fazendo mau, volto pra casa toda feliz e coloco o Kazuki no chiqueirinho pra dormi e vou fazer o almoço, depois de pronto como e mando uma mensagem pra Momo e conto tudo pra ela e digo pra ela falar pro Yuta e peço pra não contar pro Yongguk, ela me pergunta por que e conto tudo pra ela e ela diz que não vai falar nada, falo mais um pouco com ela e ela se despede por que tem que trabalhar depois dela mando mensagem no grupo dos meninos e conto pra eles também e eles ficam felizes, converso mais um pouco e me despeço dele e vou dormi um pouco, durmo na sala mesmo por causa do Kazuki.

Acordo e espero meus pais chegarem e falo pra eles que já está tudo certo e que viajo daqui a três dias, meus ficam um pouco triste por deixar eles de novo, mais ficam felizes por que eu estou feliz.

                   3 dias depois

Hoje é o dia que vou pra Tailândia as malas estão prontas, eu e o Kazuki também só esperando meus pais me levarem pro aeroporto, tudo pronto lá vamos nós, quando chego lá vejo a Emi ela me entrega as passagens e se despede de mim e eu dos meus pais e lá vou eu pra sala de desembarque tô muito ansiosa nunca fui pra lá, será que é bonito como já vir nas fotos, quero muito ver, entro no avião coloco o sinto e o avião decola e agora sim estou livre do Yongguk. 


Notas Finais


Continua...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...