História Mr.Lennon - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Sherlock Holmes, The Beatles
Personagens George Harrison, John Lennon, Paul McCartney, Personagens Originais, Ringo Starr
Tags George Harrison, John Lennon, Mclennon, Paul Mccartney, Ringo Starr
Visualizações 75
Palavras 1.159
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Cá estou eu!
Eu só vou postar sexta!
Talvez isso seja triste... Mas eu tenho muitos capítulos já prontos e pretendo posta-los sexta,sábado e domingo. Mas talvez eu tenha um surto de inspiração e poste hoje também...
O capítulo de hoje está apresentando meus dois bb's
Boa leitura amores

Capítulo 4 - Juiz Justo


Fanfic / Fanfiction Mr.Lennon - Capítulo 4 - Juiz Justo

*Alfortez

George como foi jogado em uma cela solitária, estivera sentado em uma cama dura com um colchão fino , com sua roupa alinhada e extravagante
Ele sorriu a cada guarda que passava, Harrison lia um livro chato sobre Hinduísmo, cheio de palavras complexas

- Tem visita -um funcionário avisou , George nem se mecheu
- Harrison - John avisou , George fechou o livro é o olhou calmamente
- Sim?
- Eu vou achar o assassino… tenho um prazo, tenho 1 semana , que é até seu julgamento -John se apoiou nas grades para falar
- Ah eu vou ter um julgamento? -George sorriu esperançoso
- Sim! Eu consegui para você - John sorriu - Vou falar com um juiz justo que vai te ouvir na certa

George se apoiou nas grades ficando perto de John
- John eu preciso que faça algo por mim
- Fale
- Vá nesse endereço- entregou um papel a John - E diga tudo… que fui preso, que sou inocente, que me bateram, diga tudo
- Para quem?
- Uma mulher… ela se chama Olívia Árias -George respondeu calmo e sorrindo igual um tolo
- Está bem…
- Confio em você
- George eu vou fazer de tudo pra te tirar daí, fique com suas faculdades mentais bem
- Anotado, Cuide-se, por favor não se preocupe demais comigo , se mantenha focado que eventualmenteeu vou ser solto
- Vou no endereço, Adeus amigo
- Adeus amigo

John saiu, George voltou a sentar na cama do colchão fino, Os guardas voltaram a vigia-lo
"Garden Rd
Número 9"
Era o endereço escrito, o Garden Rd era um bairro classe média, não havia pobres e nem ricos, era notavelmente comum

John pegou seu carro, olhou no retrovisor e quase desmaiou , era Paul e…
Uma ruiva
John nunca viu aquela ruiva , John observou os dois se sentarem no banco da praça e
Os lábios deles se chocaram
Não metaforicamente
John viu Paul beijar a Ruiva

Ligou o carro , e saiu rumo ao Garden Rd , John não estava muito ciente do que vira, viu seu melhor amigo beijar uma garota , em certas circunstâncias ele estaria feliz , ele não estava feliz
John aprendeu a ser indiferente em seus pensamentos
Ele aprendeu que talvez as pessoas não ligassem pra seus pensamentos

Via a todo tempo o quanto não pertencia ao mundo de Londres
Todos eram tão machucados por dentro
Eles ouviam muito as palavras e respondiam
John aprendeu a acatar com classe
A persuadir
A perceber

Em meio tempo ele chegou no Garden Rd
A casa número nove era bonita
Não extravagante
Mas ajeitada, tinha flores, era uma casa comum
John bateu na porta

Uma mulher bonita de algo em torno de 24 a 26 anos abriu a porta
Tinha olhos profundamente azuis e um cabelo castanho escuro longo, ela franziu o cenho ao ver John
- Sim?
- Antes de falar preciso saber , Você é Olívia Árias?
- Huhum , quem quer saber
- Detetive de Londres, John Lennon
- Oh! Está bem… como posso te ajudar?
- Conhece o Senhor George Harrison?
- Sim
- A notícia é pesada m… - John não conseguiu terminar
- Entre! Não fale aqui fora - Olivia sorriu

A casa era encantadora
Era colorida e feliz, espiritualmente pacífica, tinha um jardim muito bem cuidado, tinha livros, era organizada, Olívia sorriu
- Bem, George e eu estávamos conversando sobre a morte de Eleonor Rigby, o sobrinho de acordo com ele um vigarista, acusou George de mata-la e 2 polícias apareceram lá eventualmente, Um deles agrediu George do rosto - John disse a ela

Olívia se assustou com a última parte, seu rosto estivera chocado, John sentiu uma pena bem grande da moça, Obiviamente ela teria um envolvimento amoroso com George, era realmente uma pena saber disso tudo tão rápido por um estranho
- E ele está preso, mas não se preocupe eu achei uma data para um julgamento justo daqui a uma semana, Eu vou achar o culpado e George vai ser solto , caso queira ve-lo ele está em Alfortez, na solitária - Olivia estivera chocada com cada informação

- Eu não sei oque dizer… mais obrigada Sr.Lennon
- John
- John! - sorriu Olívia
"Ela é a cara do George" John pensou

Uma das úteis abilidades de John Lennon era perceber as pessoas muito rápido, ele conseguia fazer uma leitura completa de alguém só de vista , ele conheceu George a menos de um dia
Harrison em deduções óbvias era
Calmo , Excêntrico, feliz, religioso e paciente

Eram normalmente personalidades de um hindu e um educador , John também percebeu o quanto sua feição mudava na menção de certas palavras como "Mas" e "Eu" ele parecia se sensibilizar com essas palavras tão normais, George com certeza não tinha um perfil assassino

- Eu gostaria de ficar  Senhorita Árias, mas tenho que resolver o caso de Eleonor e tirar George da prisão -John disse educadamente , Olívia arqueou as sobrancelhas
- Claro! Eu te levo - Olivia levantou e John a seguiu
- Até
- Até

John saiu do lugar e entrou em seu carro, aparentemente os sentimentos de ver Paul com "outra" voltou, Dirigiu até Abbey Road, procurou um cigarro no carro , e xingou por não achar, estacionou no tribunal de Londres
- Boa tarde eu queria falar com o juiz -Chegou a uma secretária "coroa"
- Oi Bonitão! Pegue a senha - John arqueou as sobrancelhas, e pegou a senha

Ficou 3 horas ali e nesse meio tempo resolveu pensar em possíveis suspeitos
"O padre… a senhora Rigby ia constantemente lá, era um alvo fácil, o sobrinho… ele era louco pela fortuna da senhora Rigby…, alguém daquele colégio…. De acordo com Harrison ela ia sempre lá… ,suicídio por ameaça… alguém poderia ter a ameaçado gravemente, suicídio por depressão… muito comum em velhinhas solitárias ela poderia querer ter algum envolvimento amoroso com George e como ele possivelmente tem algo com Olívia isso pode te-la decepcionado além do fato de não ter ninguém, assasinato na rua… acontece muito em Londres algum ladrão atirar nela
Mas o bilhete, quem é 17,8,4?"

No meio tempo sua senha foi chamada
- 395 -a secretária chamou piscando
John entrou na sala , encontrou um homem baixinho  de olhos azulados
- Eu sou Richard Starkey, do que devo sua visita?
- Sou John Lennon, Detetive de Londres, bem soube que você é um juiz justo e gostaria que julgasse um amigo… eu vou achar as devidas evidências e assim ele será solto - John disse olhando o homem sentado na cadeira , os olhos grandes e incrivelmente azuis focaram nele

- Está bem… eu não julgaria se me subornasse, foi justo -Richard sorriu, e John reparou… ele tinha muitos anéis, um terno preto e bonito,
- Muito Obrigado Senhor
- Não tem de que

John saiu, com as possíveis mortes martelando na sua cabeça
Qual seria a certa?


Notas Finais


Eu sou perdidamente apaixonada pela Olívia
Sério
Chega até a ser obsessivo, não deixaria de colocar esse ícone de mulher na minha fanfic, Ring's foi apresentado! UHU , Ringo é muito amor
E ele vai ter um papel fundamental nessa história
Eu queria fazer Starrison mas meu amor pela Olívia não deixa, Sorry
E se? Qual será a alternativa
Comentem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...