1. Spirit Fanfics >
  2. Mrs. Mikaelson (Conto Erótico) >
  3. Introdução

História Mrs. Mikaelson (Conto Erótico) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey guys, como estão. Espero que gostem desse conto erótico. Será um conto G!P, Só para avisar.

A historia será dividida em 4 capítulos, na seguinte ordem:
– Capitulo 1: Introdução
– Capitulo 2: Hizzie
– Capitulo 3: Hosie
– Capitulo 4: Menage Hope, Lizzie e Josie

Imagem da capa: Roupa da Hope

Capítulo 1 - Introdução


Fanfic / Fanfiction Mrs. Mikaelson (Conto Erótico) - Capítulo 1 - Introdução

Hope se analisava no espelho. Seus cabelos ruivos em um tom escuro caiam em cascata por suas costas. Seu rosto estava com uma maquiagem leve, seus lábios cobertos por um batom vermelho de uma intensidade carmesim. Usava uma blusa branco ombro a ombro de botões com mangas que iam até os cotovelos e terminavam em babados. Suas pernas estavam cobertas por uma saia preta justa de couro que ia até o meio das coxas, junto de um cinto da mesma cor.

Para complementar calçou seus saltos alto e saiu do quarto. Enquanto descia as escadas, sentiu um cheiro de ovos e Bacon. Ao adentrar sua cozinha, uma típica cozinha americana moderna, avistou seu marido. Um homem de meia idade, que tinha cabelo preto curto e encaracolado e olhos verdes. Ele era um pouco mais alto que Hope, mas não muito, e tinha uma constituição esbelta.

– Bom dia, amor – cumprimentou Landon terminando de fazer o café da manhã do dois

– Bom dia

Hope deu um beijo na bochecha do marido, logo depois se sentou e esperou que ele terminasse o café da manhã. Os dois comeram juntos na mesa e ficaram conversando sobre assuntos aleatórios. O marido de Hope logo se despediu da esposa e saiu para ir para o trabalho.

A ruiva só tinha que estar no trabalho em meia hora, então estava tomando seu café sem pressa. Mas logo se levantou e se sentou no sofá da sala para olhar pela janela, pois dois de seus objetos de desejo estavam prestes a sair de casa. E logo Hope as avistou. Suas vizinhas gêmeas que moravam na casa ao lado.

Hope tinha um segredo que não contava a ninguém. E era que ela queria muito trepar com suas vizinhas gêmeas.

Uma delas, Lizzie, era uma jovem muito bonita e atraente. Tinha uma estatura alta, atlética e magra. Possuía um belo rosto em formato de coração complementado por uma pele pálida e por penetrantes e intensos olhos azuis celeste. Seus lábios carnudos e o sorriso com covinhas adicionavam um charme maior. Seu cabelo era longo e naturalmente loiro, estando solto e batendo na metade das costas. Tinha uma estrutura curvilínea com pernas finas e bem torneadas.

A outra, Josie, era uma garota jovem e bonita. Seu cabelo é naturalmente castanho escuro, assim como seus olhos, mas os olhos possuíam um tom amendoado. Apesar de serem gêmeas, elas tinham uma aparência distinta. Ela também tem uma constituição atlética e pele clara assim como Lizzie. Sua estrutura também era curvilínea com pernas finas e bem torneadas, além dos lábios parecerem ainda mais apetitosos do que os de Lizzie.

A mãos de Hope rapidamente desabotoaram a saia e baixaram o zíper. Sua mão direita desceu até a sua intimidade onde começou a acariciá-la, enquanto a esquerda massageava seu seio. Ela se masturbava rapidamente enquanto olhava para as duas que andavam em direção ao carro.

As duas desviaram o olhar e olharam em direção a Hope. O sofá bloqueava a visão do que Hope estava fazendo, então ela não parou, apenas continuou se masturbando enquanto as gêmeas a olhavam. A boceta de Hope ficava ainda mais molhada com a sensação de ser observada por elas.

Lizzie e Josie acenaram a mão, como as boas vizinhas que eram e Hope tirou a mão do seio para acenar, apesar de sua direita não ter parado nenhum segundo.

As duas entraram no carro e seguiram em direção a escola.

Hope afundou ainda mais no sofá, fechando seus olhos e aumentando o ritmo da masturbação. A ruiva se sentia uma pervertida por ter esses pensamentos maliciosos com duas menores. Mas não conseguia evitar, desde que as conheceu, Hope desenvolveu uma leve obsessão por aquelas duas.

Para a sorte de Hope, a duas não tinham interesse nela. Pelo menos até onde Hope sabia. E ela era extremamente grata por isso. Pois, apesar de ser casada, seu desejo por aquelas duas era maior do que qualquer pensamento racional. Se elas pedissem para Hope abrir as pernas, ela faria. Se pedissem para ela se ajoelhar e as chupasse ela faria, se pedissem para ela ficar de quatro para que a fudessem… Ela faria.

Chegando ao ápice, gozou nos próprios dedos.

Após se limpar, saiu de casa e caminhou até seu carro, indo direção ao trabalho.

 

(…)

 

Lizzie e Josie estavam indo em direção a escola. Lizzie dirigia impaciente, seus dedos ficavam tateando o volante do seu carro enquanto prestava atenção a estrada.

– Nos temos que comer aquela mulher – comentou Lizzie quando elas pararam em um sinal vermelho.

Josie que estava distraída olhando para a janela, se virou com um semblante confuso no rosto.

– Quem?

A loira revirou os olhos

– A mamãe noel – respondeu Lizzie em um tom debochado – Quem você acha?

Josie bufou. Lizzie já sabia onde isso ia parar, elas tinham essa conversa constantemente. Levar Hope Mikaelson para a cama era o assunto preferido delas, apesar de ser sempre mais um sonho do que qualquer outra coisa.

– Ela é casada, Lizzie – resmungou Josie em um tom que parecia convencer a si mesma do que a irmã – E duvido que ela tenha interesse em nós duas…

– Mas temos que dar um jeito – a voz de Lizzie beirava o choro de tão frustrada que estava – Eu sonho em comer essa mulher a anos. Porra… Minha primeira punheta foi em homenagem a ela. A sua também

Josie murmurou em concordância e soltou uma risada curta, assim como Lizzie. A loira ainda lembrava de quando eram crianças entrando na adolescência. E ficavam horas olhando – e gravando – a vizinha gostosa delas, vulgo Mrs. Mikaelson, na piscina. E logo depois iam para o banheiro terminar o serviço.

– Toda vez que vejo aquela ruiva gostosa… – murmurou Lizzie voltando a dirigir – Aquelas coxas… aqueles seios fartos…

– E aqueles olhos azuis… – complementou Josie com um tom sonhador – Acho que poderíamos ter enchido uma piscina com porra de tantas punhetas que batemos pensando nela.

Tanto Lizzie quanto Josie soltaram uma risada conspiratória.

A mão de Lizzie foi até seu membro que agora estava completamente duro pressionando contra a calça jeans apertada que usava. Ela o apertava com força, acariciando, causando um gemido abafado na mesma. Josie ao seu lado, não estava diferente. A gêmea de cabelos castanhos também acariciava seu pau longo por cima da calça.

– Merda – resmungou Lizzie com sua mão deita indo até o zíper da calça – Preciso bater uma agora ou vou andar pelos corredores da escola de pau duro.

Josie arregalou os olhos olhando para irmã

– Lizzie, você não pode começa a se masturbar enquanto está dirigindo – bravou Josie, que pelo tom de voz, claramente não acreditava no que estava vendo – É perigoso

A loira fez uma cara pensava, cogitando suas opções

– Tem razão – Josie soltou um suspiro de alívio, grata por sua irmã ouvir a voz da razão – Você vai bater para mim.

Lizzie abriu o zíper de sua calça e afastou a calcinha box que usava. Logo depois colocou seu membro longo e grosso para fora. Josie bufou, enquanto desabotoava a calça e retirava seu próprio membro para fora. Apesar da ação imprudente da irmã, Josie sabia que ela tinha razão. Se elas não gozassem logo iam caminhar na escola de pau duro.

A morena pegou seu celular e abriu o instagram de Hope. A ruiva tinha várias fotos de biquíni na praia. Uma delas ela estava usando um biquíni vermelho em uma posição que deixava seu corpo delicioso em um ótimo ângulo. Era a foto preferida das gêmeas, tanto que elas tinham um pôster enorme dessa foto no quarto delas. Bom… Esse e muitos outros.

Ela então colocou o celular no apoio do carro, para poder ficar olhando para a foto. Josie agarrou o pau grande e grosso de Lizzie com a mão esquerda e o próprio com a direita e começou a fazer o movimentos de vai e vem.

– Ahhh, irmanzinha – gemeu Lizzie em um sussurro – Você realmente sabe punhetar uma mulher.

Josie não desgrudava os olhos da foto de Hope enquanto masturbava a si mesmo e a sua irmã. Josie sentia entre suas mãos seu membro pulsar cada vez mais forte, assim cm o de Lizzie.

Elas dirigiram por alguns minutos e quando pararam em um sinal vermelho, foi momento exato em que elas gozaram. Dispararam jatos fortes de porra no carro. Nem se importaram com a meladeira naquele momento – e era muita, muita mesmo – Limpariam durante o caminho

– Está decidido – afirmou Lizzie com uma respiração pesada e abotoando as calças colocando seu pau novamente dentro da calcinha box – Cansei de sonhar. É hoje que eu vou comer aquela MILF ruiva.


Notas Finais


O que acharam da introdução?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...