História Mudança de perspectiva - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Hermione Granger
Visualizações 30
Palavras 1.936
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 7 - E o tempo passa...


POV Narrador

Meses se passaram e já era quase 1º de setembro, o dia de ir a Hogwarts, na casa dos Potter, Dorea se sentia no céu, tendo que atender a três crianças, todo o barulho, confusão, conversas e brigas era o que ela sempre havia desejado para a família, afinal ela era uma daquelas mulheres que nasceram para serem mães e mesmo tendo somente um filho biológico, James, ela passou a amar igualmente suas duas meninas, foram poucos meses mas pareceram anos.

Charlus, assim como a esposa, compartilhava a opinião de que uma casa cheia era uma casa mais feliz e as mudanças que ele notou no seu filho James eram notáveis, ele era mais compassivo e menos mimado e o melhor de tudo é ter adotado as duas meninas como suas irmãs sem nem pestanejar... bem Charlus Potter desconfiava que James gostava demais do papel de irmão mais velho, logo os próximos anos seriam interessantes...até ele adorou a ideia de ter filhas, mas não se engane, ele ama com todo o seu ser o seu filho, mas tem algo instintivo sobre filhas, agora ele tinha princesinhas para mimar. Já James, como seu pai e mãe desconfiavam, sentiu desde o começo uma intensa ligação com suas irmãs...elas eram bem diferentes entre si, mas ele gostava de ambas e iria proteger elas de todos os caras maus.

Lisbete, que uma vez foi Lovegood - Zambini e que agora era Lafebre - Potter, possuía uma incrível habilidade de se adaptar as situações diversas independente das dificuldades envolvidas... ela não teve problema em amar os Potters como se tivesse crescido na família...alguns podem até acha-la desligada ou insensível por depois de um mês na casa dos Potter já chamar Dorea e Charlus de pai e mãe, o que os deixou extremamente felizes...ou até nas vezes que fazia um charminho para James ou Hermione chamando-os de irmãozinho, o que fazia James inchar de orgulho, e irmãzinha,  o que podia não parecer mas tocava o fundo da alma de Hermione.

Já Hermione, ainda pensava em tudo que havia deixado para trás, ou seria para frente? Mas de alguma forma viver aqui nessa época lhe trouxe uma nova percepção do que seria crescer em uma família inteiramente bruxa, com um irmão e uma irmã que a compreendesse... não que ela não amasse os Granger, ela os amava e sentia falta deles, mas sua alma cheia de fome por saber, gostaria de ver e viver uma vida diferente.

...

Na manhã do dia 1º de setembro, Dorea terminava de ajeitar os filhos antes de saírem para a estação de trem, as três crianças estavam com suas malas prontas e com seus bichinhos de estimação em suas gaiolas: James tinha uma coruja grande e negra chamada Hermes, Hermione tinha um gato grande e laranja de cara amassada que se chamava Bichento e Liz tinha um pequeno gato negro chamado Louis...Dorea encolheu os malões e os colocou em sua bolsa, cada criança segurou o seu animal e todos se posicionaram em volta de uma bota velha, que era uma chave de portal e exatamente as 10:30, a bota brilhou e todos se encontravam na estação King Cross, é claro que no lada bruxo da estação. Dorea fez com que os malões voltassem ao tamanho original e as crianças foram guardar as coisas, reivindicar uma cabine e vestir os uniformes.

Quando voltaram para perto dos pais, estes não escondiam o orgulho de ver os três filhos nas vestes de Hogwarts.

- Não esqueçam de mandar uma carta informando em que casa ficaram, crianças...se comportem e estudem muito...- Dorea já estava com os olhos marejados, afinal ela teria que esperar meses antes de vê-los outra vez.

- Divirtam-se e aproveitem bastante...ah James? Lembre-se de não deixar esses meninos cheios de mãos próximos a suas irmãs, ok? – Charlus olhava preocupado para as suas filhas, elas podem não ser dele por sangue, mas são suas princesinhas e eram lindas. Liz, tinha os cabelos longos ate a cintura, cacheados e loiros, o que contrastava com sua tez morena, mas seus olhos de duas cores lhe dava um ar exótico muito bonito, combinando com a personalidade desligada e amável; Hermione mantinha os cabelos cacheados do mesmo tamanho mas ao contrario de Liz, seus cabelos eram castanhos, igual aos olhos contrastando com a pele muito branca o que lhe dava um ar clássico e elegante...mas Charlus sabia que não precisava temer seu filhão cuidaria das irmãs deixando os meninos longe das suas princesas.

- Ora Charlus me poupe, você e James sabem que um dia elas irão namorar certo? – Dorea, antes chorosa, agora se encontrava se divertindo com a cara de raiva do marido e do filho. – Agora entre crianças que já está quase na hora de sair.

Após ouvirem o apito do trem, anunciando a hora de partir, as últimas despedidas e recomendações foram feitas e as crianças Potter foram para a sua cabine, acenaram para os pais e o trem partiu para o que seria o começo de muitas aventuras.

As crianças Potter começaram a conversar, quando a porta da cabine se abriu revelando três garotos muito diferentes: um deles era muito bonito tinha o cabelo preto, olhos cinzas e um sorriso descuidado; o segundo garoto era pálido, tinha algumas cicatrizes velhas no rosto, tinha os cabelos castanhos e olhos mel e um sorriso receoso como se achasse que não seria bem vindo; o terceiro garoto era muito magro e pequeno para idade, tinha a pele pálida, cabelos loiros e olhos muito azuis.

- Podemos nos juntar a vocês na cabine? – o garoto de olhos cinza disse olhando os ocupantes da cabine, mas sem saber seus olhos teimavam em ir para a garota de olhos bicolores.

- Claro, tem muito espaço, podem entrar. – Liz disse, notando que seu irmão olhava desconfiado para o garoto que a olhava.

Quando as crianças se sentaram, podia-se ouvir o som do desconforto entre eles.

- Bom, o silencio é legal mais eu prefiro conversar, meu nome é Lisbete Potter, mas podem me chamar de Liz.

 

POV Liz

- Bom, o silencio é legal mais eu prefiro conversar, meu nome é Lisbete Potter, mas podem me chamar de Liz.

- Meu nome é Sirius Black – o garoto de olhos cinza disse estendendo a mão para mim e sorrindo...quando fui pegar na mão dele James se pôs na minha frente.

- Eu sou James Potter, irmão mais velho delas. – Nunca pensei, quando estava na minha época de presenciar a clássica cena do irmão mais velho contra futuros pretendentes. Olhei para Mione segurando o riso, ela também achava muita graça na situação, mas percebi que de vez em quando ela olhava para o garoto de cabelo castanho e dava um sorrisinho...espero que o James não note.

- Eu sou Hermione Potter, prazer em conhecê-los.

- Eu sou Remus Lupin. – o garoto de cabelo castanho disse e a Mione corou... será que o Jay notou? Ops ...acho que sim por que agora ele olhava emburrado para o Remus.

- E...eu sou Peter Petigrew. – o ultimo garoto disse, mas tão baixinho que se não estivéssemos nesse silencio ninguém teria escutado. Eu sei o que resultou de sua mudança de lado, mas comigo aqui o rato traidor não existirá... bem eu acho.

- Então? Estão animados? Eu estou muito animada... finalmente vamos para Hogwarts...se bem que se eu não tivesse comido tanto chocolate ontem, talvez não estivesse tão elétrica...ops melhor não divagar..- droga se eu queria assustar alguém seria desse jeito.

- Hahahahaha... – James começou a rir igual a um condenado, como se as minhas divagações fossem engraçadas, sentei emburrada – Ok Liz, desculpa por rir, não fica assim.

- Tá bom. Então, em que casa vocês acham que vão ficar? – pergunto curiosa com a resposta dele... ops deles.

Quando Sirius ia responder, uma garota ruiva muito bonita abriu a porta da cabine e perguntou se podiam ficar conosco...e foi ai que a coisa começou a desandar. Ela entrou e se sentou junto a mim e a Mione, mas ela não veio sozinha, um garoto de cabelo preto e macilento, com um grande nariz veio também.

- Oi eu sou Lilian Evans e esse é o Severus Snape. – a garota ruiva disse para nós sorrindo, enquanto o garoto continuou taciturno. – Estavam falando sobre o que?

- Oi Lilian, oi Severus, eu sou Lisbete Potter, mas me chame de Liz; essa do meu lado é a minha irmã Hermione, na frente dela tem o Remus Lupin, o Sirius Black, o meu irmão James e o Peter Petigrew. – apresentei a todos e resolvi refazer a pergunta, por que se esse silêncio chato ficasse por toda a viagem seria horrível – Íamos falar sobre que casa gostaríamos de ficar.

- Eu quero ficar na Grinfinória, a casa dos corajosos. – James sorriu galante para Lilian...eu vou adorar contar isso para mamãe.

- Se você prefere músculos a cérebro, então é ali que você deve ficar. – Severus disse para o James com um sorriso arrogante... ótimo é o que precisávamos...mais brigas.

- Que pena você não ter nenhum dos dois, ranhoso, então onde você vai ficar? – James e sua incrível coleção de apelidos sem graça, ataca novamente.

- Sim, ranhoso, onde você vai ficar? – Não acredito que esse idiota, lindo, mas idiota do Sirius vai na onda do Jay.

- Vamos Sev, não precisamos de gente que nem eles para nos fazer companhia. – Lilian se levantou irritada e saía da cabine junto com Severus, mas acho que não posso deixar a situação assim.

- Hei! Lilian, Severus...-eles pararam no corredor e me olharam.  – Me desculpem pela idiotice deles e espero que não tomem a todos nós como idiotas, se nos derem uma chance acho que pode até gostar de alguns de nós.

Lilian me deu um grande sorriso e o Severus...bem me deu o que para ele poderia ser um sorriso...voltei para a cabine para notar que Sirius e James me olhavam como se eu tivesse feito algo horrível, Hermione e Remus estavam sentados juntos lendo um livro de transfiguração e Peter dormia como um anjo.

 

POV James

- Como você pode se desculpar com aquele ranhoso? – Sirius disse para Liz, indignado...mas espere ai, eu sou o irmão então eu tenho que soar indignado.

- E o que você tem haver com o comportamento da minha irmã Sirius? – indaguei curioso.

- Só te apoiando amigo, afinal, não queremos ela associada a gente que nem o ranhoso certo? Só queria ajudar. – Sei, e eu sou o papai Noel...não se engane Black, vou manter você bem longe da minha irmãzinha.

 

POV Sirius

- Como você pode se desculpar com aquele ranhoso? – Perguntei a Liz furioso, mas não tenho certeza do que me fez ter tanta raiva.

- E o que você tem haver com o comportamento da minha irmã Sirius? – James perguntou, bom pense rápido Sirius.

- Só te apoiando amigo, afinal, não queremos ela associada a gente que nem o ranhoso certo? Só queria ajudar. – é isso ai, palmas para mim. Ainda tenho um possível amigo e tenho tempo de pensar por que essa garota me deixa sem jeito.

 

POV Narrador

O resto da viagem ocorreu sem mais problemas, Hermione e Remus continuaram lendo, mesmo que James mandasse um olhar raivoso aos dois de vez em quando e Peter, James e Sirius conversaram sobre os mais diversos assuntos e Liz estava tocando uma melodia calma no seu violino... todas as crianças se viram gostando da companhia umas das outras de forma que quando o trem desacelerou indicando a chegada a tão esperada Hogwarts um novo medo se apoderava do coração desses jovens: em que casa vou ficar?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...