História Mudança de planos - Capítulo 131


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 51
Palavras 974
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura...

Capítulo 131 - 131- aniversário de Alice 🎂


Fanfic / Fanfiction Mudança de planos - Capítulo 131 - 131- aniversário de Alice 🎂

 Fui direto para o salão de festas quando saí da escola. Minha mãe está na academia de dança achando que terá um jantar comigo e com meu pai á noite, mas minha família toda está em São Paulo me ajudando a organizar tudo enquanto meu pai está trabalhando em algo importante.

Fui para casa quando estava tudo pronto e comecei a me arrumar.

- que demora... – falou Carlos quando entrei no meu quarto.

- Carlos...? o que está fazendo aqui...? – perguntei indo direto para o closet e procurando uma roupa que tinha comprado.

- sempre a mesma pergunta... – falou parado na porta.

- olha... estou ocupada... – avisei. Entrando no banheiro e trancando a porta. Abri e o encarei. – está proibido de se aproximar dessa fechadura e tentar abri-la... – avisei o olhando. Sorriu e concordou levantando as mãos.

Tomei banho e saí vestida com o meu vestido.

- pega a sandália bege envernizada pra mim... – pedi com pressa me sentando próxima da penteadeira e comecei a me maquiar.

- quero atenção. – falou me entregando. Passei a sombra, o rímel e terminei a maquiagem em alguns minutos... 15 pra ser exata.

- desculpa, o que disse? – perguntei colocando a sandália. Me encarou.

- af Elisa...- falou. Peguei minhas coisas. O olhei.

- não esquece de trancar a porta da varanda quando saí. – falei e fechei a porta e me mandei para o salão.

Estava recebendo todo mundo quando vi Fábio entrando... engoli em seco. Veio até mim.

- parabéns, a festa está linda. – falou me olhando. – você também está... – falou.

- não vejo motivo para estar aqui... – falei olhando em volta. Sorriu olhando em volta também.

- minha namorada tinha me entregado isso... – falou mostrando o convite.

- e depois terminamos... – falei.

- e eu estou aqui porque saberia que ela estaria linda, e a certei. – falou.

- seu bom senso...

- está faltando, eu sei. Mas eu não aceito terminar... digo a mim mesmo o tempo todo que só estamos dando um tempo... – falou me olhando. Respirei fundo... Elisa, não surta.

- Fábio...

- Elisa! – falou minha tia vindo na minha direção. – esse é Fabio seu namorado? – perguntou o abraçando.

- oi tia. – falei nervosa.

- sou eu mesmo, prazer em conhecê-la. – falou ele beijando a mão dela.

- que galanteador... – falou ela encantada.

- é... – procurei palavras para explicar que não namoramos mais.

- vocês são lindos juntos... – falou me empurrando contra ele. Corei.

- muito obrigada. – falou ele enlaçando meu ombro.

- eu vou cumprimentar Renata... só um minutinho. – falou e saiu.

Me afastei de Fábio.

- não era para concordar! – falei nervosa.

- qual o problemas...? é verdade... – falou. Neguei.

- não, não é! E eu terei que agüentar minhas tias agora... – falei cansada só de pensar.

- eu te amo... – falou. Neguei.

- para Fábio. Não estraga minha noite, se ainda tiver o mínimo de respeito por mim, irá ficar longe, sabe que é importante pra mim essa festa. – falei. Concordou e me deu um beijo na bochecha que eu desviei.

Saí xingando o destino.

POR CARLOS:

- eu sou o irmão do namorado dela... – falei tentando fazer a moça da recepção me deixar entrar sem convite.

- desculpe, mas só entra com convite. – falou.

- olha, eu esqueci... mas impossível que não me conheça.... – falei e sorri tentando deixá-la tonta, consegui. – conheço Alice, Pedro e Elisabeth, sou super amigo dela... e ela tem muita coisa para cuidar já... resolver esse infeliz impasse enquanto poderia cuidar de tudo lá dentro irá deixá-la estressada. – a lembrei.

- é que as ordens foram claras... – falou. Me aproximei dela me debruçando sobre a mesa que nos separa e a olhei nos olhos.

- meu irmão veio antes... pode confirmar... te garanto que fui convidado. – falei. Me olhou focando em meus lábios.

- seu nome não está aqui... – falou. Me cansei e a olhei entediado.

- olha, eu vou fazer um escândalo se não me deixar entrar nessa merda de festa, te garanto que fui convidado, então me deixa entrar nessa merda logo antes que eu chame Elisa e você seja demitida... – falei irritado. Me olhou por alguns segundo.

- só não me cause problemas. – pediu. Sorri e a dei um selinho.

- pode deixar. – falei e entrei. Olhei em volta e encontrei elisa, linda conversando com algumas mulheres , seu vestido que mais cedo me deixou tonto por deixar vulnerável seu pescoço que tem uma temperatura maravilhosa...

Me arrepiei ao lembrar dos beijos que já consegui dar ali... fui até ela.

Me barraram com o ombro. Fábio.

- o que está fazendo aqui...? – perguntou próximo. Sorri com seu nervosismo.

- estava a toa em casa, preferi entrar de penetra na festa da sua ex sogra e estou indo falar com sua ex namorada... – falei o provocando.

- não foi convidado... – falou. Sorri e ignorei. – não tem nada pra fazer aqui... – falou o olhei.

- Fábio, eu tenho muita coisa pra fazer aqui, tantas quanto você... agora cuida da sua diversão que eu estou indo atrás da minha. – falei e saí andando em direção de Elisa.

Consegui chegar nela quando estava arrumando algo com a chef do Buffet.

- com licença. – falou a moça e saiu me deixando atrás dela. Levou um susto quando se virou.

POR ELISA:

Ah não... Carlos?

- o que está fazendo aqui? – perguntei. Sorriu.

- estou desfrutando da festa maravilhosa que está dando. – falou olhando em volta.

- não foi convidado... – lembrei. Seu sorriso aumentou.

- e desde quando isso me impede de entrar onde eu quero? – perguntou. Decidi por não começar uma troca de farpas. Concordei com ele.

- bom, agora que já está aqui dentro e não vou fazer um escândalo para colocá-lo para fora... Espero que aproveite a festa. – falei e saí andando.

Encontrei Diego, e quando vi que Carlos vinha na minha direção, caminhei mais rápido até ele.

- oii. – falou.

- que bom que conseguiu vir... – falei relaxando. 


Notas Finais


É isso, espero que tenha gostado, obrigada por ler, pode dizer o qie achou e nos vemos nos próximos, beijos, se cuidem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...