História Mudança de Vida - Capítulo 11


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Konohamaru, Menma Uzumaki, Naruto Uzumaki, Personagens Originais, Sasuke Uchiha
Visualizações 11
Palavras 1.286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpa pelo atrasãooo...
Eu novamente fiquei sem criatividade, mas é melhor postar alguma coisa com boa qualidade do que postar rápido mas sem nexo né? Eu acho...

Capítulo 11 - Ep 11 - Homem misterioso, Conversas misteriosas


Fanfic / Fanfiction Mudança de Vida - Capítulo 11 - Ep 11 - Homem misterioso, Conversas misteriosas

Naruto ON

Acordei na cama de Sasuke e logo fiquei corado, levantei correndo e coloquei uma roupa, ele ainda estava dormindo. Desci as escadas abotoando minhas roupas, Já é sexta e amanhã Sasuke voltará a trabalhar. Preparei o lanche do Itachi e o jantar deixei no forno, Sentei no sofá e fui mexer no celular.

5 mensagens de: Número desconhecido

- Que estranho... - eu disse

Adicionei o número no WhatsApp e mandei uma mensagem.

WhatsApp ON

Naruto: Quem é vc?

Por que está me ligando?

Me responda ou irei te bloquear!

Naruto ON

Bloqueei a tela do celular e pus no bolso, vi Itachi comendo seu lanche, então decidi falar com ele.

- Senhor Itachi, o senhor permite que eu saia para levar dona Kurama no petshop? Será rápido - falei formalmente

- Claro, mas não demore - ele falou sem me olhar

- Obrigado! - disse baixinho

Nem me troquei, logo peguei a Kurama no colo e corri até o petshop. Não estava com uma cara boa para ver Hinata depois daquilo mas precisava, ultimamente Kurama anda meio esquisita.

Quando cheguei no petshop não vi a Hinata, só vi Kiba. Confesso que fiquei com um pouco de raiva, mas logo me recompus, Kiba estava triste.

- Yoo Kiba! - disse o saudando

Ele estava apoiado no balcão, apoiando sua cabeça pelo braço, que praticamente estava afundado em sua bochecha.

- Hey Naruto - Ele disse sem ânimo

- A Hinata está? - eu perguntei olhando lá para os fundos

- Não - Falou

- Pode ser você mesmo - eu disse colocando Kurama no balcão

- Mas você sabe onde está a Hinata? - perguntei novamente

- Não sei... Ela se demitiu - ele falou choroso enquanto examinava a boca da Kurama

- Estranho... Então você veio substituí-la? - eu perguntei

- Não! Eu já trabalhava aqui, mas estava de férias, porém fui chamado pra cobrir a falta de empregados - ele disse com preguiça

- Entendi, você tinha que saber onde ela está! Afinal ela é sua namorada! - eu falei sério

- Babaca, todo mundo fala isso... - ele falou rindo e me deu um soco no braço

- Como assim todo mundo fala isso? - eu perguntei duvidoso

- Todo mundo fala que nos namoramos. sério! Eu tenho cara de quem namora? Kkkkk - ele falou rindo

- Hehe... - Ri falsamente, e disfarcei

- Pronto, ele está bem... Deve ser alguma coisa rolando na sua casa. Tipo... tristeza ou ansiedade - ele disse

- Obrigado Kiba - eu disse já voltando para casa

No caminho eu vi novamente aquele garoto. Corri até ele para conversar.

- Yoo! É... Konohamaru né? - perguntei ofegante

- Sim, e você é Naruto né? Você não viu as ligações que fiz para você? - ele falou

- Ligações? Eram suas? - perguntei

- Sim! Meu tio falou para conversar contigo, e te contar o que eu sei sobre um assunto secreto! - ele falou fazendo careta

- Ah... Podemos entrar, Se quiser - eu falei

- Pode ser - ele falou dando de ombros

Entramos e eu ofereci suco, ele recusou. Sentamos no sofá e começamos a conversar, Itachi e Fungaku ja haviam saído.

- Então, que assunto você queria me falar? - eu perguntei curioso

- Vim te entregar um endereço, onde você vai se encontrar com uma pessoa - ele falou

- Não quero me encontrar com alguém que nem conheço! - falei me entortando

- Vai querer, ele tem muita coisa para te falar, e vai te ajudar no plano - ele disse sério

- Plano? - eu perguntei

- Não posso falar mais nada agora por que meu tio não disse mais nada, mas primeiro você vai se encontrar com uma pessoa! - ele falou bravo

- Tá bom, tá bom! - eu falei desistindo da discussão

Ele sorriu e me entregou um papel, provavelmente com o endereço de alguém, eu agradeci e então o tio dele chegou, ele foi embora e eu fiquei deitado no sofá pensando nisso.

- Plano? - me perguntei

- Isso é estranho demais, e... O Kiba não está namorando com a Hinata? Isso é mais estranho ainda! - sussurrei para mim mesmo

- Quem não está namorando com a Hinata? - Sasuke apareceu atrás de mim, me assustando

- O Kiba... Quando a Hinata terminou comigo ela falou que estava ficando com o Kiba, mas... Ele falou que não estava ficando com ela! - eu disse sério

- Estranho, mas isso não importa agora né? - ele me deu um beijo - que papel é esse? - ele perguntou pegando da minha mão

- Sabe o menino que eu falei? O meu primo - eu disse

- Sei... O que ele tem a ver com isso? - ele perguntou abismado

- Ele me deu o endereço de alguém, para eu me encontrar com essa tal pessoa - eu falei sem emoção

- Nossa, quando isso? - ele perguntou

- Hoje, eu convidei ele para entrar - falei meio sem graça

- Entendi - ele falou

- Hum... - ele suspirou

- O que foi? - perguntei

- Poderíamos ir hoje nesse endereço - ele falou sorrindo - se você quiser claro

- Acho que seria melhor ir com alguém né? Vai que ele quer meter uma faca em mim! - falei assustado

- Naum! Ninguém vai te esfaquia Naum! - ele falou com voz de criança, me abraçando

Ri baixo e levantei, fui no meu quarto e me troquei para ir me encontrar com esse "Alguém", Sasuke estava fazendo o mesmo. Entramos no carro e ligamos o GPS, entramos em algumas ruas e logo chegamos no destino. Desci do carro enquanto Sasuke esperava dentro do carro, toquei a campainha e fiquei esperando com um certo medo. Eis que a porta abre.

Gritei

Itachi ON

Estava no escritório e com o maior tédio, não havia pilhas de papeladas como sempre e nem ligações internacionais importantes para atender. Estava sentado e usando o grampeador para fazer um desenho do Batman nos papéis.

- Bufh - Bufei - Isso tá um maior tédio! - Gritei

Me levantei e fui até a janela, por algum motivo minha janela fica bem de frente ao edifício Uzumaki, isso é irritante. Logo pensei no Naruto.

- Como será que ele e o Sasuke estão? - sussurrei para mim mesmo

- Chega! - Gritei - eu vou sair daqui! -

Fungaku ON

Estava sentado em minha mesa, porém logo telefone tocou, atendi e escutei uma voz estranha na linha.

- Olá Fungaku, espero que não esteja gravando a mensagem, pois você sabe o que acontecerá! - A voz robótica e computadorizada falou

- Não - falei sem ânimo - Você sabe que eu preciso desse dinheiro, te denunciar seria como jogar todos os dólares no lixo - falei sorrindo de canto

- Isso mesmo garoto - ele falou, depois riu baixo

- Quando será meu pagamento? Você sabe que não tolero atrasos - eu falei raivoso

- Essa semana, porém preciso de um serviço extra, preciso que você... - ele continuou falando

Itachi ON

Tá, eu sei que isso é errado! Mas eu estava ouvindo atrás da porta, uma conversa estranha entre meu pai e alguém... Eu entrei batendo a porta e olhando assustado para meu pai, não sabia direito o que tinha ouvido.

- Itachi?!?! - ele desligou o telefone

- Que foi pai? Parece que matou alguém! Bufh - Bufei irônico

- Bata na porta antes de entrar, não te ensinei educação? - ele falou

- Não! Pelo que eu saiba, quem me ensinou educação foi a babá que o senhor contratava para poder trabalhar e manter a gente vivo! - eu falei com raiva

- E é por causa do meu esforço que você está trabalhando em uma das maiores empresas de nosso país! Não reclame! - ele falou sério e gritando

- Não sei o que eu ouvi... Mas vou entender direito essa história aí, e passar a limpo de vez! - eu falei sério enquanto saía da sala, meu pai ficou com uma cara de assustado, provavelmente se perguntando se eu havia escutado a sua conversa

Peguei meu carro e fui para casa.


Notas Finais


Desculpa mesmo pelo atraso!
😫😫🙏🙏🙌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...