História Mudanças... - Capítulo 44


Escrita por:

Visualizações 165
Palavras 1.265
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Hentai, Lemon, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Survival
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Yo Minna!
Tudo bom com vocês?
Bom, como a maioria escolheu, vou terminar. Mudanças e teremos mais uma ou duas temporadas da história, OK?

Bem, esse capítulo é todo POV.Itachi,OK?
Então sem mais delongas... Bora ler!

Capítulo 44 - Cap.41 Amor e Ódio- A Maldição Uchiha


       Amor e Ódio - A Maldição Uchiha

POV. Itachi


Quando os primeiros raios de sol tingiram o céu eu já estava acordado, estava profundamente aflito e a falta de comunicação com Konoha só aumentava o aperto no meu peito. Estava feito barata tonta, andando de um lado para o outro, quando o crociar do corvo me fez disparar para a janela do quarto, era Cupido enfim de volta, ele estava estranhamente assustado, soltei a mensagem de sua pata e para minha surpresa dois pergaminhos caíram.

Desativei rapidamente o selo e li a mensagem de Sakura, ela contou por alto sobre o plano que eu não sabia qual era, falou que encontrou um tratamento para mim e pediu que eu não mandasse mais o Cupido, pois Sasuke atacou o coitado, isso explicava porquê ele estava tão apavorado e por fim falou que será na sexta que ela partirá de Konoha.

Pensei que o segundo pergaminho fosse detalhes para que eu a encontrasse mas, ao abrí-lo minhas mãos tremeram e senti o sangue fugir do meu rosto.


"Olá nii-san

Embora eu tenha tentado e muito não consegui passar pelo selo de Sakura. Nossa rosada cresceu, não é nii-san? Cresceu e se tornou uma mulher inteligente e deliciosa, diga-se de passagem. 

Você não imagina o quanto aquele corpinho me deixa curioso e tentado. Não faz ideia do que tenho planejado para a querida Saky-chan. Bom mas, não vou estragar a surpresa, você logo saberá.

Sasuke"


Shisui abriu a porta falando algo que eu não sei o que era e correu para o meu lado assim que viu o estado em que eu me encontrava.


- Itachi! O que houve? Fala comigo! - Sentia ele me sacudir mas, não conseguia responder.


Na minha cabeça passava um filme sem fim, de todas as formas que Sasuke poderia ferir a minha flor e o final era sempre o mesmo, ela caindo no chão sem vida chamando por mim. Aquilo girava de um jeito que tudo se tornava uma cacofonia e eu era incapaz de distinguir o que era real e o que não era. Só senti quando Shisui invadiu minha cabeça, me fazendo ver um lado da parede do quarto sendo consumida pelo Amaterasu que eu nem senti que soltei.

- Eu vou matá-lo! - Soltei me levantando irado. Minha voz saiu baixa, fria e ameaçadora até para mim.


- Quem? - Perguntou meu primo me olhando confuso.


- Sasuke. Vou arrancar a cabeça daquele moleque! - Disparei as palavras que eu jamais achei que iria dizer. Shisui me olhou assustado pela seriedade com que eu falei.


- Vamos ter calma agora sim? - Falou na tentativa falha de me tranqüilizar.


- Diga isso depois de ler essa mensagem. - Falei, entregando-lhe o pergaminho.


Enquanto Shisui lia, eu já estava arrumando minhas Katanas e meu equipamento. De repente o sinto me segurar pelo braço.


- Itachi, o que pensa que vai fazer? - Perguntou interrompendo o que eu fazia.


- Vou resolver isso de uma vez por todas. Alguém tem que por um freio em Sasuke, uma ameaça clara dirigida à Sakura, não posso ignorar isso Shisui. - Falei. Eu estava transtornado.


- Assim? Sabe que não vai dar conta dele no seu estado atual. - Falou sério.


- Posso morrer tentando, posso morrer protegendo minha mulher que está lá sozinha, ao alcance desse louco. - Falei e Shisui me olhou assustado.


- Sua namorada, você quer dizer né, Itachi? - Agora ele soava angustiado.


- Não Shisui, você ouviu certo, eu disse minha mulher. Eu a tomei Shisui. Eu a fiz minha, ela é minha. E tudo isso é minha culpa. - Falei dilacerado. - Entende agora primo? Eu não posso perdê-la. Você vai entender depois que me ouvir, o que eu vou te falar agora nem os meus pais sabiam, nunca contei para ninguém.

Nos sentamos na cama e ele apenas me olhava em expectativa, aguardando o que quer que eu fosse falar.


- A primeira vez que vi Sakura, não foi quando todos acham que foi. Foi alguns anos antes, nem ela se lembra disso mas, eu jamais me esqueci. Foi no dia que você pulou daquele penhasco, eu estava tão triste pelo que tinha acontecido que saí correndo sem rumo. Eu só queria um lugar onde eu pudesse chorar sozinho e desabafar minha tristeza. E foi assim que acabei a encontrando, bem, na verdade ela me encontrou. Ela estava brincando com uma boneca e algumas flores e me viu chorando. E como sempre, sua gentileza e curiosidade falaram mais alto, ela se aproximou e Perguntou por quê eu estava chorando, eu não respondi, ela sentou ao meu lado e começou à falar que ia dar tudo certo, com aquele jeitinho dela. - Eu lembrava daquele dia como se fosse hoje. - Eu a olhei para agradecer a gentileza dela em se importar com um completo desconhecido. Ela falou que eu era muito bonito para chorar e foi quando nossos olhares cruzaram, havia algo no olhar dela que me prendeu. Senti meus olhos queimarem e soltei um urro de dor, ela se assustou e fugiu de mim mas, já estava feito, eu já estava ligado à ela. Meu mangekyou havia despertado, todos acharam que foi pela sua "morte", eu sabia que não era por isso, até porquê eu fiquei um pouco obcecado por observá-la de longe, vê-la brincando me dava paz mas, nunca me aproximei, apenas olhava de longe e meu coração disparava toda vez que a via. - Quando terminei de falar, Shisui tinha um pequeno sorriso no rosto.


- Agora entendo o desespero. Isso é muito raro mesmo dentro do clã sabia? - Falou pensativo. - Acho que só meu pai e mais dois ou três Uchihas incluindo você despertaram o mangekyou assim.


- Mas, isso não é tudo Shisui. O pior é... Não tem como te explicar, você tem que ver para entender. - Falei olhando para ele enquanto ativava o Tsukoyomi.


E então mostrei para ele, primeiro a dificuldade que eu tinha para controlar isso quando se tratava dela. Foi uma vez que Sasuke brigou com ela, ele foi maldoso a empurrou na lama e eu a encontrei chorando com o joelho ralado, fiquei revoltado, sem querer um braço do Susano'o se formou, sorte que meu pai viu e tirou Sasuke dali.

A segunda vez foi quando durante o massacre ouvi meus pais falarem de um jeito tão maldoso, com que facilidade ele ativou, sozinho, só pela forma cruel como meu pai disse que a mataria.

Quando desativei o jutsu Shisui me encarava desconfiado.


- O quanto isso pode ficar fora de controle? - Perguntou engolindo em seco.


- Sinceramente, não sei. Da última vez eu ia lançar o Amaterasu e deixar destruir uma floresta inteira só para salvá-la de dois membros da Ne. Dessa vez, só de pensar no que Sasuke pode fazer com ela, bye bye parede. - Falei fechando os olhos e negando com a cabeça.


- Bom, ainda bem que a Saky-chan é forte então, né? - Perguntou numa tentativa de me fazer relaxar.


- Forte com certeza mas, Sakura não é imortal. Se Sasuke realmente quiser matá-la ele pode conseguir, Shisui. E de brinde me mataria junto porquê não vou suportar uma vida sem ela. - Suspirei derrotado.


- Sendo assim, vamos dar um jeito de tirar a Sakura de lá o mais rápido possível. - Falou ele.


- Vamos sim, todos nós. Você não está nessa sozinho meu amigo. - Falou Nagato que estava parado na porta com Yahiko ao seu lado. - A Akatsuki está nessa com você.


Notas Finais


Voltei! E aí, gostaram? Esse cap é para explicar melhor a ligação do Ita com a Saky, o laço deles é muito mais profundo do que parecia, né? Então comentem! Quero opiniões!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...